Tag Archives: zoonose

Saúde

Fique Por Dentro: Leishmaniose Visceral Canina

A Leishmaniose Visceral Canina é uma doença sistêmica, infecciosa e crônica, sendo debilitante e muito grave. Ela pode levar o cão à morte se não diagnosticada e tratada adequadamente.

É uma zoonose causada pelo protozoário do gênero leishmania, sendo que a transmissão se dá principalmente pelta picada do flebótomo Lutzomyia (mosquito palha), além da transfusão sanguínea, via transplacentária e coito.

Até a década de 1980, os casos tanto humanos quanto em animais eram restritos a áreas rurais e florestais em regiões menos desenvolvidas. Com a urbanização na década de 1990, houve uma mudança desse perfil e ocorrência em cidades médias e grandes.

Em 1994, foram relatados os primeiros casos na região de Belo Horizonte, e os primeiros diagnósticos em Itabirito se deram em 1997. A partir daí, ocorreu grande elevação do número de casos e expansão das áreas e, atualmente, a doença é considerada endêmica em toda Minas Gerais.

O cão doméstico é considerado o principal reservatório urbano e, por muito tempo, o controle da doença foi baseado na eutanásia dos infectados — o que se demonstrou nada efetivo, pois a doença se expandiu da mesma forma. No cão, ela pode ter um longo período de incubação, mas, mesmo sem sintomas, ele pode ser transmissor.

Os sintomas mais comuns são lesões descamativas e ulcerativas na pele, emagrecimento, crescimento das unhas, aumento dos gânglios linfáticos, artrites, anemia e sangramentos no focinho e orelhas. A doença não tem cura definitiva, mas tratamentos que curam os sintomas e dão boa qualidade de vida ao animal.

Um diagnóstico bem conduzido para avaliar tanto o grau parasitário quanto quais órgãos vitais estão prejudicados vai estadiar a doença e indicar o tratamento adequado e aprovado pelos órgãos de saúde. O cão em tratamento deve ser monitorado periodicamente, sendo essa uma grande responsabilidade do tutor e do médico veterinário.

A prevenção deve ser priorizada por meio da vacinação e uso contínuo de inseticidas (tópicos ou coleiras). No ambiente, o importante é a retirada da matéria orgânica do solo, limpeza do abrigo dos animais, poda das árvores favorecendo a insolação do terreno, além de colocação de telas finas nos canis.

A educação para tutores é um dos pilares do conceito de Saúde Única, que rege o pensamento científico no qual se enquadra a Medicina Veterinária.

Aqui na Veterinária Fauna, temos um combo importante que auxilia na prevenção dessa doença, o Leish Plus!. Ele engloba os exames e vacinas necessários e a coleira repelente contra o mosquito.
Texto: Veterinária Cláudia Cotta Ferreira Gomes – CRMV 3253
Instagram: @veterinariafauna • (31)3561-2981 | (31)9.7135-0138
Avenida Queiroz Junior, 1396 B, Santo Antônio – CEP 35450-260 – Itabirito/MG