Tag Archives: UFSJ

Educação

Manuela D’Ávila é uma das palestrantes no Congresso de Comunicação da UFSJ

Estão abertas as inscrições para o I Congresso de Comunicação do Campo das Vertentes, evento on-line programado para os dias 24 e 25 de junho, que conta com o apoio do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de São João del-Rei (Dcoms-UFSJ). Destinado a estudantes de graduação e pós-graduação da UFSJ, segue aberto às demais instituições da região, assim como aos docentes e profissionais da área de Comunicação e afins.

Palestras, oficinas e apresentação de trabalhos fazem parte da programação do Congresso, que terá como tema Mídia e as disputas de narrativa em tempos de pandemia. “A proposta é criar um espaço permanente de debate no campo da Comunicação, em que temáticas atuais possam ser discutidas a partir de um ponto de vista crítico, reflexivo e, principalmente, científico, num momento de negacionismo. É uma forma de estimular a produção científica de nossos docentes e alunos”, explica o diretor-geral do evento, professor Luiz Ademir de Oliveira (Dcoms).

Ele conta que a ideia de realização desse encontro surgiu ao perceber que há vários estudantes dedicados à prática científica, com vocação para atividades acadêmicas. “Um congresso é momento importante para que possam apresentar esses trabalhos e também dialogar com pesquisadores de outras instituições”, avalia o docente.

Deborah Vieira, jornalista e professora substituta na UFSJ, ressalta a importância de eventos como esse: “Com temas e discussões atuais, além de produções dignas de um evento nacional, o Congresso une a identidade do Campo das Vertentes às preocupações atuais sobre a Comunicação e suas implicações na sociedade”, sinaliza Deborah.

Entre os profissionais convidados está a jornalista e mestra em Políticas Públicas, Manuela D’Ávila, presente na palestra de abertura. Ex-vereadora, ex-deputada estadual e ex-deputada federal, Manuela é autora de livros, criadora do instituto E se fosse você?, e foi candidata a vice-presidente do Brasil em 2018.

Oficinas práticas

Durante o evento, especialistas em suas respectivas áreas conduzirão oficinas que vêm abordar temas de destaque do atual cenário de Comunicação, caso da relação entre jornalismo e marketing digital; assessoria de comunicação; análise do discurso político; marketing de conteúdo e comunicação visual em mídias digitais. “Nessas oficinas, os interessados vão aprender um pouco de prática com profissionais com inserção no mercado”, comenta Luiz Ademir. As vagas são limitadas e sujeitas à confirmação.

Grupos temáticos e e-book 

Até a próxima terça, 15, a Comissão Organizadora recebe trabalhos submetidos aos sete Grupos Temáticos (GTs) do I Congresso de Comunicação do Campo das Vertentes. “O trabalho não precisa necessariamente discutir o tema do evento”, confirma Mayra Coimbra, jornalista, doutoranda em Comunicação e também integrante da Comissão Organizadora.

A pesquisadora revela que o número de GTs foi pensado para abarcar áreas diversificadas: “discussão de minorias, políticas públicas, campanhas eleitorais, comunicação de governo, estratégias comunicacionais, imagem pública, redes sociais e suas implicações, história do jornalismo, além de estudos que dialogam com a comunicação de uma forma mais geral”, elenca Mayra.

Os trabalhos podem ser enviados em dois formatos: artigos completos ou resumos expandidos. Nesse caso, o prazo para envio da versão final vai até 20 de agosto. Artigos selecionados serão publicados, em momento posterior, como capítulo de livro de e-book. As normas de submissão estão disponíveis aqui.

Negacionismo científico

Na programação, está previsto debate Negacionismo científico, guerra de narrativas e pandemia: a disputa política e comunicacional, com o trio formado pelos professores João Barreto da Fonseca, do Departamento de Comunicação Social e do Mestrado em Letras da UFSJ; Carla Montuori Fernandes, da Universidade Paulista (Unip); e Paulo Roberto Figueira Leal, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

“Três professores e pesquisadores que são referências para nossos orientandos e, ao mesmo tempo, são muito próximos”, indica o diretor-geral do Congresso. Luiz Ademir espera que o Congresso tenha continuidade: “Em 2022, vamos realizar a segunda edição do Simpósio Nacional de Comunicação Política, Campanha Permanente e Eleições. Vamos tentar conciliar os dois eventos – um regional e outro nacional”, planeja.

Inscreva-se!

“O público poderá esperar um evento muito bem organizado que, apesar de ser curto e de abrangência regional, tem um formato bem interessante”, afirma Luiz Ademir. Todas as informações quanto aos valores de inscrição, programação e quem são os docentes, pesquisadores e profissionais convidados, podem ser conferidas neste site, no Facebook (/comunicavertentes) e no Instagram (@comunicavertentes). O prazo para inscrições se encerra dia 23 de junho.

Fonte: https://correiodeminas.com.br

Cultura

Participe do Inverno Cultural UFSJ
Pode ser uma imagem de texto

A Universidade Federal de São João del-Rei lançou edital para seleção de propostas artístico-culturais que irão fazer parte da programação da 32ª edição do Inverno Cultural UFSJ. O festival de artes integradas vai ser realizado de 21 a 29 de agosto de 2021 em São João del-Rei (MG) e on-line, na página do Inverno Cultural.

Após ter a edição de 2020 cancelada pelas restrições impostas pela pandemia de Covid-19, neste ano o Inverno volta em formato diferente: as atrações on-line estão garantidas. Há possibilidade de algumas atividades serem realizadas presencialmente, se, na época do festival, as condições de segurança sanitárias permitirem.

Serão até 75 propostas classificadas pelo edital, em 22 modalidades divididas em cinco áreas temáticas: Arte-educação, Artes Cênicas, Artes Visuais, Música e Literatura. Podem se inscrever grupos e artistas com CNPJ, de 17 a 27 de maio, exclusivamente por e-mail; os participantes devem enviar a ficha de inscrição preenchida, juntamente com a documentação exigida para cada modalidade.

Um dos objetivos é que o Inverno Cultural seja uma oportunidade de movimentar a cadeia produtiva da cultura regional e levar arte para as pessoas que estão em casa, distantes uns dos outros, como forma de aliviar as tensões de tempos tão cruéis com todos nós.

Mais informações no site www.invernocultural.ufsj.edu.br. As dúvidas sobre o festival podem ser enviadas para o email invernocultural@ufsj.edu.br.

Fonte: UFSJ – Universidade Federal de São João del-Rei

Educação

UFSJ fica entre as 1.200 melhores universidades do mundo

A Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) está entre as melhores do mundo. Na edição 2021-2022, a UFSJ aparece 36 posições acima do desempenho obtido na edição anterior, no ranking internacional da organização Centro de Rankings Mundiais de Universidades, a CWUR, sediada nos Emirados Árabes. Em nível mundial, a Universidade saltou da posição 1.170  para 1.134, o que a coloca acima de instituições como a tradicional New York Medical College, fundada em 1860. Em nível nacional, a UFSJ figura na 27ª posição dentre as 69 instituições federais de ensino superior, sendo a quarta classificada entre as 11 mineiras.

O ranking acadêmico de universidades globais da CWUR  é divulgado anualmente desde 2012 e avalia a qualidade da educação, a empregabilidade de ex-alunos, a qualidade do corpo docente e o desempenho da pesquisa. Segundo a organização, ao elaborar seu ranking, a CWUR contribui para o estabelecimento de políticas e percepções estratégicas, tanto para governos quanto para instituições universitárias.

Para o reitor Marcelo Andrade, a conquista resume o empenho da comunidade acadêmica – docentes, técnicos, discentes envolvidos com ensino, pesquisa, extensão – e gestão da UFSJ, “que vem trabalhando com total dedicação, nesse cenário adverso de pandemia e cortes orçamentários, para que a Universidade mantenha o curso de seu crescimento.”

Orgulho

A Assessora para Assuntos Internacionais, Liliane Sade, orgulhosa com a posição alcançada pela UFSJ, destaca o fato de que, nesta edição, a Universidade aparece logo em seguida à renomada San Francisco University. “Outra parceira nossa, a Universidade de Austin, no Texas, ocupa a 33ª posição no ranking mundial.”

Em relação à pesquisa, o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, André Baldoni, relaciona o aumento no CWUR à melhoria na quantidade e na qualidade da produção científica, além de indicar crescimento no número de citações dos trabalhos produzidos na instituição. “Essas ações trazem mais visibilidade à UFSJ no mundo científico, ampliando as possibilidades de parcerias interinstitucionais, intercâmbios e internacionalização da pós-graduação.”

Para a pró-reitora de Ensino de Graduação, Elisa Tuler, a posição da UFSJ reforça a confiança na escolha de um trabalho coordenado entre as instâncias de formação profissional e acadêmica. “Congregação, colegiado, coordenadorias, unidades acadêmicas, são interlocutores que têm colaborado na reorganização de nossa forma de ensinar, e nos trazem respostas consistentes aos nossos desafios presentes”, avalia.


O resultado do ranking pode ser conferido em https://cwur.org/2021-22.php.

Fonte: Alessandro Andrade
Assessoria de Comunicação
Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ
Telefone: (32) 3379-5808 Celular: (32)9.9932-8475

Cidades

Projeto da UFSJ quer apoiar empresas de SJDR na pandemia
Abrir empresa em São João del-Rei - MG | CNPJ rapido| LuzCont

Uma nova iniciativa dos professores Dárlinton Carvalho, do Departamento de Ciência da Computação (Dcomp), e Paula Salume, do Departamento de Ciências Administrativas e Contábeis (Decac), quer apoiar empresas de São João del-Rei no processo de transformação digital, como forma de amenizar os danos da pandemia de Covid-19 na economia local. O primeiro passo da pesquisa é a seleção de 10 empresas da cidade para a realização de diagnóstico e apoio na definição de uma proposta para implementação da transformação digital.

Segundo o professor Dárlinton, o processo de transformação digital requer, das empresas participantes, uma mudança em diversos setores. “Exige vontade e engajamento por parte das empresas, que precisam ajustar seu modelo de negócio, adaptando a forma de trabalhar para continuar vendendo serviços e produtos de valor para seus clientes”, comenta.

Como participar e se informar

Empresas de todos os tamanhos e setores podem se inscrever na seleção. As inscrições virtuais estão abertas até 11 de maio, por meio de formulário acessível  neste link, no qual se encontra também descrição detalhada do projeto e vídeo explicativo sobre os fundamentos da transformação digital.

Mais informações disponíveis por e-mail: darlinton@ufsj.edu.br.

Alessandro Andrade
Assessoria de Comunicação
Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ
Telefone: (32)3379-5808 Celular: (32)9.9932-8475

Tecnologia

Neurometa: UFSJ é parceira em mega projeto internacional
UFSJ inicia aulas remotas a partir de setembro | Zona da Mata | G1

Graças ao trabalho do professor do Departamento de Engenharia Mecânica e Produção, Túlio Panzera, a UFSJ é uma das quatro instituições parceiras do projeto de pesquisa Neurometa, coordenado pelo pesquisador Fabrizio Scarpa, da Universidade de Bristol, na Inglaterra. A iniciativa científica foi recentemente aprovada pelo Conselho Europeu de Pesquisa (European Research Council) e envolve pesquisadores do Reino Unido, Alemanha, Brasil, Índia e Argélia.

O Neurometa, com duração prevista de cinco anos, tem garantidos recursos da ordem de dois milhões de libras esterlinas – aproximadamente R$ 15 milhões. O projeto se concentrará no desenvolvimento de metamateriais mecânicos neuro-ativos naturais e pretende desenvolver novos conceitos de materiais feitos com entidades naturais de base biológica, ou seja, vivas, capazes de atuar como uma rede neural artificial e adaptar sua capacidade de suportar cargas e funcionalidades com o ambiente que as envolve. “Esses materiais inteligentes (smart materials) poderão substituir muitas estruturas convencionais, principalmente em aplicações de transporte, cujas demandas por estruturas leves e otimizadas são cada vez maiores. Materiais de base biológica contendo fibras naturais de plantas, bactérias, enzimas e seda de aranha poderão funcionar como o cérebro humano, “autoaprendendo” diversos fatores como rigidez, forma e desempenho mecânico, para resistir a cargas repetidas, comuns em fuselagens, carros e navios”, explica o professor.

“Construída do zero”

De acordo com Túlio, o Neurometa prevê o oferecimento de bolsas de estágios prolongados para alunos de doutorado e pesquisadores pertencentes à rede de colaboradores, permitindo gerar know-how científico e também fazer interagir as comunidades locais, em particular do Brasil, Argélia e Índia.

Ao analisar a importância dessa iniciativa para a pesquisa na UFSJ, Túlio Panzera ressalta que ela “significa a consolidação de uma parceria internacional construída do zero e sem indicações.” Ele destaca também o amadurecimento do grupo de pesquisa da UFSJ na área de materiais compósitos como outro fator que contribui diretamente para as metas de internacionalização da Universidade.

A parceria  entre o professores Túlio Panzera e Fabrizio Scarpa começou em 2009, a partir da realização de pesquisa na área de materiais compósitos sustentáveis multifuncionais. Ao longo desses anos, o docente da UFSJ realizou dois pós-doutorados supervisionados por Scarpa no Departamento de Engenharia Aeroespacial da Universidade de Bristol, tendo produzido e publicado com ele cerca de 60 artigos em periódicos internacionais. Nesse período, Túlio também fundou na UFSJ o grupo de pesquisa Centro de Inovação e Tecnologia em Compósitos (Citec), que apoia diretamente a formação de recursos humanos e pesquisas de destaque, contando com parcerias internacionais.

Além de pesquisadores da Universidade de Bristol e UFSJ, o projeto Neurometa inclui pesquisadores do Indian Institute of Technology (Índia), Technical University of Munich (Alemanha) e University of Guelma (Argélia).

Para saber mais, visite a página do Citec, em www.ufsj.edu.br/citec.

Atenciosamente,

Alessandro Andrade
Assessoria de Comunicação
Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ
Telefone: 032 3379 5808Celular: 032 99932 8475

Educação

UFSJ comemora aniversário e 65 anos de Memória da instituição

 

A Universidade Federal de São João del Rei celebra nesta quinta-feira 25 de abril, seus 65 anos de Memória. Nas comemorações do aniversário da Universidade, será relembrada a criação dos primeiros cursos da Faculdade Dom Bosco, uma das instituições que deram origem à UFSJ. Para festejar o início desta história, a Universidade promove a solenidade de Entrega da Medalha Tancredo Neves e o Lançamento do Selo Comemorativo, desenvolvido especialmente para a ocasião. A cerimônia será realizada no Teatro Municipal de São João del Rei, às 19h.

O evento marca os primeiros passos da UFSJ. Filosofia, Pedagogia e Letras foram os pioneiros desta história, iniciada em 1954, pela Inspetoria Salesiana São João Bosco, congregação que inaugurou a faculdade e será a homenageada da noite. Em nome da instituição, receberão a Medalha Tancredo Neves o Inspetor Salesiano Padre Orestes Carlinhos Fistarol e o Pároco Salesiano da Paróquia São João Bosco de São joão del-Rei, Padre Roberto Modesto Carneiro. Concedida pelo Conselho Universitário, a Medalha é a honraria máxima oferecida pela UFSJ às personalidades que contribuíram para fortalecer a educação superior.

Durante a cerimônia, a UFSJ realiza ainda o Lançamento do Selo Comemorativo criado para o evento. A escolha da peça se deu devido às referências históricas embutidas no universo da filatelia, que coincidem com o conceito das homenagens realizadas. Desenvolvido pelo artista gráfico Robson Pereira, o conceito traduz os 65 anos de memória da instituição, fazendo uso de elementos da década de 1950 e resgatando traços característicos da época, por meio da fonte, cores e layout da peça. Os selos foram confeccionados em parceria com a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e serão utilizados nas correspondências da Universidade.

Aniversários dos campi

O ano de 2019 marca também os 15 anos do Campus Tancredo Neves (CTAN) e os dez anos do Campus Sete Lagoas (CSL), datas que serão lembradas na solenidade

Fonte: barrosoemdia.com.br

Sociedade

Abertas as inscrições para concurso da UFSJ

ufsj

 

A Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ) iniciou nesta segunda-feira (9) as inscrições para o concurso público que visa o preenchimento de oito vagas na área administrativa. Os interessados devem se inscrever pela internet até o dia 19 de abril.

Para quem tem nível médio (D), são oferecidas três vagas para o cargo de Técnico de Tecnologia da Informação, sendo uma para ampla concorrência, uma direcionada a pessoas com deficiência e outra para negros. Já para nível superior (E) são seis oportunidades: três para médicos, nas áreas de Medicina de Família e Comunidade, Clínica Médica e Psiquiatria; uma para Jornalista e uma para Analista de Tecnologia da Informação.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 73,40 para cargo de nível D e R$ 125,41 para nível E. O concurso consiste em duas avaliações, sendo uma prova objetiva com questões de Língua Portuguesa e Legislação e outra de Conhecimento Específico, que avaliará os pontos teóricos e práticos. As provas serão realizadas no dia 3 de junho em São João del Rei.

Os salários variam de acordo com o cargo pretendido e podem chegar a R$ 4.180,66. A esse valor serão incluídos benefícios como incentivo à qualificação, auxílio alimentação, auxílio transporte, auxílio pré-escolar e saúde suplementar.

Informações G1

Educação

A DIFÍCIL ARTE DO DESPRENDER-SE

Quando falamos em desprendimento traduzimos exatamente a necessidade de deixar algo ir embora. Pode ser um emprego que não trouxe realizações, um relacionamento que deixou cicatrizes ou uma fase da vida que não foi produtiva. O fato é que não existem fórmulas para o tão sonhado desapego e na maioria das vezes essas experiências se tornam crenças limitantes nascidas da mistura de idealizações, conquistas e fracassos.

Ao ouvir as expressões como vire a página, recomece do zero, entre tantas outras, nos parece fácil abrir mão de sentimentos nem sempre construtivos. Porém, a dificuldade de desapegar-se inicia justamente quando nos deparamos com o impasse entre o desejo de conseguir algo e as frustrações passadas.

Tentar uma vez e falhar. Tentar duas, três, quatro vezes e falhar é normal. Acredite. Falhas são grandes lições de aprendizado que devem ser analisadas com cautela para o planejamento do futuro. Elas devem fazer parte do rol de opções para a formatação de novas estratégias.

Contudo, existem experiências que paralisam nossa capacidade de evoluir. Desprender-se é livrar-se dos paradigmas que estagnam nossas ações e obstruem o progresso. Perdoar-se pelos erros cometidos, entender o que causou os sentimentos de decepção e assumir sua imaturidade são os primeiros passos para a longa caminhada rumo ao topo.

Conquistar um bom emprego, embarcar em um novo relacionamento, ser aprovado em um concurso podem ser tarefas árduas para quem tem em seu histórico um know-how de fracassos. O desbloqueio das crenças limitantes faz com que o indivíduo veja os erros de outro ângulo e parta em busca do sucesso, trazendo à luz da consciência medos criados por ele mesmo.

Assim como os vencedores, tão acostumados a ganhar, criam raízes positivas que os levam cada vez mais adiante, o desprendimento livra o indivíduo fracassado das amarras criadas por suas desilusões, e o faz vislumbrar o alcance de suas metas. A arte do desprender-se deve ser cultivada diariamente, através de uma autoanálise, uma seleção do que é relevante pela peneira do tempo trazem melhores resultados. Livre-se do que o mantém preso no lugar que está agora, planeje-se e siga em frente. E se cair, lembre-se: a queda ensina tanto quanto a vitória. Não limite-se, erga a cabeça e mire no sucesso!

 

fernanda
Fernanda Loschi Bertolino

Consultora Empresarial e Enfermeira Auditora
Graduada em Ciências Contábeis – UNIUBE
MBA em Gestão de Pessoas – UFSJ
Especialização em Saúde do Trabalhador – UNINTER
PCC – Professional Coach Certification – Sociedade Latino Americana de Coaching
PDC – Professional DISC Certification – Sociedade Latino Americana de Coaching

vanessa
Vanessa Loschi Bertolino

Consultora Empresarial e Administradora de Empresas
Pós- graduada em Finanças – UFSJ
MBA em Gestão de Negócios e Empreendedorismo – UFSJ
PCC – Professional Coach Certification – Sociedade Latino Americana de Coaching
PDC – Professional DISC Certification – Sociedade Latino Americana de Coaching

Mais informações: www.organnizeconsultoria.com.br

Tecnologia

Aplicativos divulgam Semana Santa em São João del Rei

O Domingo de Ramos abre a celebração da Semana Santa, o período mais importante no calendário católico porque marca a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Em São João del Rei, a tradição das cerimônias religiosas ganhou em 2016 uma divulgação moderna por meio de dois aplicativos para celulares.

Um é o “Semana Santa São João del Rei”, com a programação da Catedral Basílica Nossa Senhora do Pilar, criado por dois estudantes da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ). O outro é da própria Diocese para divulgar notícias e eventos ao longo de todo o ano.

O pároco da Catedral, padre Geraldo Magela da Silva, considera bem vindas as iniciativas que disponibilizam o conteúdo religioso por meio destes dispositivos. “A gente vê o Papa Francisco usando e ampliando os perfis em redes sociais. A igreja aprova o uso destes novos meios para levar a palavra de Deus e o Evangelho de Jesus Cristo”, esclareceu.

Fé e aprendizado
Lançado na sexta-feira (18), o aplicativo Semana Santa São João del Rei está disponível para download gratuito apenas para o sistema Android e oferece toda a programação por dia e também por tema. É parte do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) dos alunos da Universidade Federal de São João del-Rei, Luiz Fernando Carvalho, do curso de Ciência da Computação; e Eduardo Carazza, estudante de Comunicação Social.

“A ideia surgiu em meados de junho de 2015 durante a matéria de Jornalismo online. Sabendo do meu interesse, a professora Alessandra de Falco conseguiu uma parceria com o curso de Ciência da Computação. Começamos as reuniões e o planejamento por volta de setembro e levamos dois meses nesta fase e outros três no desenvolvimento”, disse Eduardo Carazza.

De acordo com Luiz Fernando Carvalho, o projeto manifestou a vontade dos dois em contribuir com a cidade onde moram. “Por se tratar de uma cidade histórica e cheia de tradições, enxergamos uma oportunidade na Semana Santa, que tem uma grande importância cultural. Percebemos a necessidade de fazer algo que envolvesse métodos mais modernos de divulgação, sendo assim, resolvemos fazer um guia eletrônico. Com ele, as pessoas poderiam ter acesso fácil à programação da Semana Santa e acompanhar outras atividades, como mapa, fotos e áudios”, explicou.

aplicativos_semana_santa_em_sao_joao_del_rei

Com o tema definido, os dois apresentaram a proposta à Diocese de São João del Rei. “Por se tratar de celebrações únicas e algumas extintas no mundo todo, optamos por trabalhar apenas com a paróquia de Nossa Senhora do Pilar. A Diocese nos ofereceu alguns conteúdos de pesquisa, como acesso a documentários e áudios do Ofício de Trevas. Porém, o levantamento histórico foi feito através de livros de autores sanjoanenses”, explicou Eduardo.

Além dos áudios da cerimônia do Ofício de Trevas, executados pela Orquestra Ribeiro Bastos, o aplicativo também terá um ensaio fotográfico que será feito durante toda a Semana Santa e postado no aplicativo em tempo real. Uma novidade será a tradicional Via-Sacra, narrada pelo Bispo Diocesano Dom Célio de Oliveira Goulart com exclusividade para o aplicativo, que também incentivará a interação com os usuários.

“Nossa meta é facilitar o acesso à programação, mapas e outras mídias. Além disso e da cobertura fotográfica, os usuários podem ver suas fotos no aplicativo. Postando uma foto no instagram usando a hashtag #semanasanta_sjdr, ela automaticamente aparece no app”, afirmou.

Por meio da experiência das pessoas com o aplicativo, Eduardo vai estudar o jornalismo móvel e Luiz Fernando tem como linha de pesquisa desenvolvimento de novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).

“A nossa observação será por meio de um questionário online e impresso, que será feito durante e após a Semana Santa, colhendo assim o quanto o aplicativo foi importante para que as pessoas tivessem uma melhor experiência na Semana Santa ou facilitasse a celebração de cada um a partir do fácil acesso à programação”, explicou Luiz Fernando.

catedral_basilica_ns_do_pilar_sao_joao_del_rei

O pároco da Catedral Basílica Nossa Senhora do Pilar, padre Geraldo Magela da Silva, disse que a proposta dos estudantes foi uma surpresa e uma satisfação. “Foi uma boa surpresa ver o interesse dos jovens em tratar deste tema na universidade. É um ambiente do qual muitas vezes estamos distanciados e é uma maneira de se aproximar e dialogar com este outro universo”.

Para padre Geraldo Magela, o aplicativo contribui para a vivência da religiosidade em São João del Rei. “Os alunos tomaram a iniciativa para realizar uma produção que chama a atenção e fala ao coração dos jovens. Queremos sempre levar o anúncio da Palavra de Deus. A Semana Santa é algo que tem vida, que é da cidade e está na alma do nosso povo. Uma experiência de fé que une as pessoas além da Igreja Católica”, comentou.

Diocese no app
O aplicativo é parte do projeto de reformulação do site oficial da Diocese, que foi lançado em 24 de janeiro, dia de São Francisco de Sales, patrono dos jornalistas.

“Surgiu da necessidade de oferecer ao público, principalmente o jovem, uma nova ferramenta de comunicação que facilite o contato entre o internauta/fiel e a comunicação religiosa da região. O processo de atualização e modernização do site, juntamente com a idealização e elaboração do app, demorou menos de dois meses”, explicou Lucas Silveira, do Departamento Diocesano de Comunicação (Dedicom), setor responsável pelo projeto.

O aplicativo vai oferecer, ao longo do ano, informações das 40 paróquias em 25 cidades da área da Diocese, também disponibilizadas no site oficial.

“Era nítida a necessidade de uma ferramenta simples, de fácil acesso e de contato imediato. Nossa ideia era facilitar a vida dos nossos visitantes, atrair ainda mais os olhares juvenis e, sem dúvida, ampliar os horizontes da evangelização. Diante da correria do dia a dia, a pessoa terá a possibilidade de ‘arquivar’ a informação de grande relevância e acessar posteriormente com mais facilidade. Além da praticidade na hora de buscar por horários de celebrações de missas e confissões”, disse Lucas Silveira.

Em quase dois meses de existência, Lucas Silveira avalia a importância da ferramenta como muito positiva. “É nítido o ganho que este mecanismo trouxe para a comunicação diocesana. Uma forte aceitação do público, principalmente jovem, ‘antenado’ com a modernidade tecnológica. Apresentar uma igreja moderna, atraente – que ele é – aos jovens e a toda a sociedade moderna. Mostrar que a comunicação religiosa é atualizada e merece atenção e valor”.

 

Fonte: http://g1.globo.com/mg/zona-da-mata