Tag Archives: TJMMG

Cultura

Espaço Histórico da Justiça Militar é inaugurado na Mejud

TJMG e TJMMG assinaram Termo de Cooperação Técnica

not5----mejud-memoria-tjmmg---caldeira brant--15.03.22.jpg
Superintendente adjunto da Memória do Judiciário Mineiro, desembargador Marcos Henrique Caldeira Brant, disse que o museu da Mejud está organizado dentro da melhor técnica da museologia (Crédito: Mirna de Moura/TJMG)

O Espaço Histórico da Justiça Militar foi inaugurado nesta terça-feira (15/3) e passa a integrar o Museu da Memória do Judiciário Mineiro (Mejud), que funciona no edifício centenário do Palácio da Justiça Rodrigues Campos, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

O Espaço é resultado do Termo de Cooperação Técnica assinado entre o TJMG e o Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais (TJMMG), visando à divulgação e inclusão da Memória Institucional da Justiça Militar do Estado como parte integrante da História do Poder Judiciário.

Por meio do Museu da Memória do Judiciário (Mejud), o TJMG passa a disponibilizar um espaço dentro da sala dedicada à exposição de livros cartorários, localizada no primeiro pavimento do Palácio da Justiça, para a exposição temática do TJMMG. Serão realizadas também ações integradas de promoção e divulgação da história da Justiça Militar de Minas Gerais, de forma a zelar pela preservação do acervo institucional.

Por sua vez, o TJMMG irá disponibilizar infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação para hospedagem do website da Mejud, além de também disponibilizar espaço físico para atividades de tratamento de acervo, exposições itinerantes, eventos, seminários e atividades do museu do TJMG.

not----mejud-memoria-tjmmg---ESPACO---15.03.22.jpg
Espaço é resultado do Termo de Cooperação Técnica assinado entre o TJMG e o Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais (TJMMG) (Crédito: Mirna de Moura/TJMG)

Durante a solenidade de inauguração do Espaço Histórico da Justiça Militar, o 1º vice-presidente do TJMG, desembargador José Flávio de Almeida, leu o discurso do presidente Gilson Lemes, que não pôde comparecer ao evento.

Estreitamento de laços

Na mensagem, o presidente do TJMG ressaltou que o relacionamento estabelecido entre o Tribunal de Justiça de Minas Gerais e o Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais está dentro dos mais emblemáticos preceitos republicanos. “Temos mantido um diálogo frequente e direto, o que resulta no estreitamento dos laços que unem essas duas egrégias instituições”, disse.

O presidente do TJMG lembrou que as duas Cortes têm um ideal comum dentro de suas respectivas atribuições: a busca pela excelência na prestação jurisdicional. Ele expressou mais uma vez que o TJMG está à disposição da Corte militar de Minas, para a troca de conhecimento e expertise.

not3----mejud-memoria-tjmmg---jose flavio----15.03.22.jpg
Durante a solenidade de inauguração do Espaço Histórico da Justiça Militar, o 1º vice-presidente do TJMG, desembargador José Flávio de Almeida, leu discurso do presidente Gilson Lemes (Crédito: Mirna de Moura/TJMG)

De acordo com o presidente Gilson Lemes, a partir dessa aproximação, serão estabelecidas novas e profícuas parcerias, o que fortalecerá uma importante cooperação, em prol do cumprimento dos objetivos constitucionais dos dois tribunais. Ele destacou que a almejada pacificação social depende, em grande medida, da integração entre os diversos órgãos da Justiça. “Não podemos perder a chance de, com muito trabalho, comprometimento e esperança, investir em projetos conjuntos para que possamos construir uma sociedade mais próspera e pacífica”, afirmou o presidente.

Acervo

Em seu discurso, o superintendente adjunto da Memória do Judiciário Mineiro, desembargador Marcos Henrique Caldeira Brant, disse que o museu da Mejud está organizado dentro da melhor técnica da museologia. “Contamos com um acervo documental de cerca de 5 mil peças e 1060 objetos, distribuídos em 16 ambientes temáticos”, destacou.

O desembargador Marcos Henrique Caldeira Brant falou sobre as características arquitetônicas do Palácio da Justiça, da história de sua construção e das reformas do edifício. O magistrado enfatizou também a importância do museu da Mejud, que hoje recebe a memória institucional da Justiça Militar. “Seja bem-vinda, Justiça Militar, como parte integrante que é da história do Poder Judiciário Mineiro”, ressaltou.

Memória

O presidente do TJMMG, desembargador Fernando Armando Ribeiro, disse que “cultivar a memória, mantendo fontes para seu diálogo com a história, é missão profundamente humana e republicana que permite ao Judiciário expandir a amplitude de seus anos, concretizando e efetivando sua razão de ser e sua importância. Cultivar a memória e a história faz com que vivamos muitas vidas, melhor compreendamos nossos passos, alarguemos nossos horizontes”.

not4----mejud-memoria-tjmmg---fernando tjmmg--15.03.22.jpg
Presidente do TJMMG, desembargador Fernando Amando Ribeiro, disse que “cultivar a memória é missão profundamente humana e republicana que permite ao Judiciário expandir a amplitude de seus anos (Crédito: Mirna de Moura/TJMG)

Ele também afirmou a importância da criação da Mejud em 9 de novembro de 1988, pelo então presidente do TJMG, desembargador José Arthur de Carvalho Pereira, pai do atual superintendente administrativo adjunto do TJMG, José Arthur Filho. “Ela sintetiza a relevância da memória como reivindicação de um passado que se perpetua e se perpetua justamente porque se coloca disponível à lembrança, à revisitação e à releitura”, disse.

Presenças

Estiveram presentes na inauguração do Espaço Histórico o superintendente administrativo adjunto do TJMG, desembargador José Arthur Filho; 2º vice-presidente do TJMG, desembargador Tiago Pinto; corregedor-geral de Justiça, desembargador Agostinho Gomes de Azevedo; vice-presidente sócio cultural da Associação dos Magistrados Mineiros, desembargador Maurício Pinto Ferreira — representando o presidente da Amagis, juiz Luiz Carlos Rezende e Santos –, desembargador Afrânio Vilela, desembargador Roberto Soares Vasconcelos Paes, desembargador aposentado Fernando Bráulio Ribeiro Terra.

A solenidade contou ainda com os desembargadores da Justiça Militar de Minas Gerais, Rúbio Paulino Coelho, presidente eleito para o TJMMG, Jadir Silva, James Ferreira Santos, Fernando Galvão da Rocha, Sócrates Edgar dos Anjos e Osmar Duarte Marcelino; chefe do Gabinete Militar do TJMMG, coronel PM Marco Antônio Dias; ex-presidente do TJMMG, desembargador aposentado Décio Carvalho Mitri; desembargador Fábio Duarte Fernandes — representando o presidente do Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande do Sul; desembargador do TJRS, Paulo Roberto Mendes; e desembargador Sílvio Hirochi, representando o desembargador do Tribunal de Justiça Militar de São Paulo.

Assistiram ainda a solenidade a diretora da Faculdade de Direito da PUC Minas, Wilba Lúcia Maia Bernardes, representando o reitor Dom Joaquim Mol; presidente da Associação Comercial de Minas, José Anchieta da Silva; promotora de Justiça Luciana Ribeiro da Fonseca, e presidente do Instituto dos Advogados, Felipe Martins Pinto.

Ouça o podcast produzido pela equipe de rádio do TJMG: anexo 3.mp3


Diretoria Executiva de Comunicação — Dircom
Tribunal de Justiça de Minas Gerais — TJMG
(31) 3306-3920
imprensa@tjmg.jus.br
Instagram – Oficial – TJMG
Facebook — Oficial — TJMG
Twitter – Oficial – TJMG
Flickr – Oficial — TJMG