Tag Archives: Senac

Cidades

Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac e APAC produzem máscaras de pano para proteção contra a Covid-19

Máscaras serão doadas para instituições sociais, que irão distribuir esses materiais para quem não tem condições de adquiri-los

As máscaras são grandes aliadas para evitar a proliferação da Covid-19. Devido à importância desse equipamento, diversas ações estão sendo realizadas para reforçar, junto à sociedade, sua necessidade em tempos de pandemia. Entre elas, a determinação da obrigatoriedade de uso desse material em diversas cidades do mundo. No entanto, diante das desigualdades sociais, muitas pessoas não possuem condições de adquiri-las.

Pensando nisso, o Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac iniciou um projeto com a Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC) em Minas Gerais, que está produzindo cerca de 100 mil máscaras de pano. Parte desse material ficará com a APAC e a outra será destinada para os 43 sindicatos filiados representados pela Fecomércio MG, que irão enviá-las para doação.

A construção dessa iniciativa só foi possível graças à disponibilidade de mão de obra dos internos da APAC e do Sistema, com o Sesc doando todo o material (tecido, linhas e elásticos) e emprestando 18 máquinas de costura para a confecção das máscaras. A ação com a APAC é apoiada pelo Instituto Minas Pela Paz, Brazil Foundation, Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) e Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

A presidente interina da Fecomércio MG, Maria Luiza Maia Oliveira, explica que o Sistema já desenvolve há anos atividades sociais nas APACs do Estado. Entre elas, o apoio do programa Rede de Carreiras, um serviço gratuito prestado pelo Senac em Minas que auxilia profissionais e empresas em processos de recolocação e seleção para o mercado de trabalho.

“O Sistema Fecomércio MG tem atuação ampla no Estado, prestando auxílio ao empresário e à sociedade. Por isso, temos orgulho de fazer parte de projetos sociais. A APAC é um projeto maravilhoso e que apresenta bons resultados na recuperação e reintegração social. Com esse projeto de produção das máscaras, incentivamos a empatia e oferecemos oportunidade de acesso e uso de um equipamento de segurança essencial para este momento”, orgulha-se Maria Luiza.

Para o diretor de Programas Sociais, Serviços e Operações do Sesc em Minas, Grijalva Duarte, o projeto tem como objetivo ajudar tanto a sociedade civil como os internos da APAC. “O Sesc em Minas e as demais entidades que compõem o Sistema conseguem ser agentes de transformação social na vida desses internos e das pessoas em vulnerabilidade social, que não possuem condições de adquirir uma máscara”, enfatiza.

O gerente de Projetos do Instituto Minas Pela Paz, Enéas Alessandro Melo, considera que a ação solidária é uma forma dos recuperandos contribuírem com a sociedade em um momento tão delicado devido ao novo coronavírus. Ele ressalta ainda que o trabalho diferenciado feito pelas unidades da APACs em Minas está sendo reconhecido em outras partes do país. “O instituto trabalha na mobilização dos parceiros para qualificação profissional dos recuperandos e no fortalecimento das unidades produtivas das APACs. Com esse projeto, os internos conseguem praticar um ofício e auxiliar a comunidade”, explica Melo.

Participam da ação as APACs femininas de Conselheiro Lafaiete e Pouso Alegre, e as masculinas de Santa Luzia, Campo Belo, São João del-Rei, Manhuaçu e Caratinga.

Assessoria de Imprensa

imprensa@fecomerciomg.org.br Tel.: +55 31 98456-6508 | 3270-3395 www.fecomerciomg.org.br

Educação

Programa de Aprendizagem Comercial, benefício para sua empresa e para a sociedade

senac-1
No estado, cerca de 28 cidades oferecem o programa através do Senac

 

O programa Jovem Aprendiz do Senac, instituído através da atualização da Lei de Aprendizagem Comercial, tem como objetivo promover a inclusão social e profissional através da formação técnico-profissional de jovens com idade entre 14 e 24 anos.

Lucia Helena Pereira Miranda, instrutora de formação profissional e Maria Inézia da Costa Souza, supervisora pedagógica no Senac Barbacena esclarecem que “mais do que abrir oportunidades de emprego, mais do que uma formação profissional, a partir da inclusão social, o programa Jovem Aprendiz forma cidadãos, transforma a sociedade e promove o aprendizado para a vida”.

A Lei prevê que estabelecimentos comerciais que tem mais de sete funcionários devem contratar entre 5 a 15% de aprendizes nas funções que exijam formação profissional, ficando desobrigadas da contratação empresas qualificadas como Microempresa e Empresas de Pequeno Porte.

O programa de Aprendizagem Comercial tem beneficiado as empresas com a oferta de mão de obra qualificada, formando cidadãos responsáveis e conscientes. Além de adquirir o conhecimento técnico, os jovens são preparados para trabalhar em equipe, com ética e responsabilidade.

Lúcia Helena e Maria Inézia ressaltam que este é “um projeto cujo foco se apoia em uma pedagogia que encara o jovem na sua totalidade e segue as novas tendências educacionais e de mercado, buscando recursos e metodologias que oportunizam um desenvolvimento profissional e pessoal através de atividades que favorecem a reflexão, o debate, a integração e a inserção deste jovem no mercado de trabalho”.

O Jovem Aprendiz tem 12 meses de duração e prevê em seu desenvolvimento cerca de mil horas de aprendizagem. É composto de uma parte teórica desenvolvida no Senac e outra prática, operacionalizada pela empresa que contrata o aprendiz.

Entre os objetivos principais estão a formação integral e inserção do adolescente no mercado de trabalho; atender a legislação (Lei 10097 de 19/12/00, Decreto 5.598 de 01/12/2005); e favorecer o desenvolvimento das capacidades sócio comunicativas, da reflexão individual e coletiva, da autonomia de decisões e da preparação de profissionais que sejam capazes de intervir crítica e criativamente no mercado de trabalho.

O Senac de Barbacena oferta o curso de Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços de Vendas desde o ano de 1997. Em média, mais de 1.500 jovens já participaram do programa na cidade.

O Senac disponibiliza a quantidade de vagas e as empresas fazem a reserva das vagas no sistema. O Ministério do Trabalho e Emprego – M.T.E. notifica as empresas, para que elas façam a reserva de vagas no Senac.

Para participar do programa, é preciso estar matriculado ou ter concluído o Ensino Médio e ficar de olho nas vagas divulgadas pelas empresas. O jovem precisa ter idade entre 14 a 24 anos e ser selecionado pela empresa contratante.

Em Minas, o Senac oferece o programa nas cidades de Alfenas, Araxá,

Barbacena, Belo Horizonte, Betim, Conselheiro Lafaiete, Coromandel, Coronel Fabriciano, Curvelo, Diamantina, Divinópolis, Extrema, Contagem, Governador Valadares, Ipatinga, Itabira, Itajubá, Ituiutaba, Juiz de Fora, Lavras, Manhuaçu, Patos de Minas, Patrocínio, Pouso Alegre, Sete Lagoas, São João del-Rei, Uberaba e Uberlândia.

Flávia Siqueira
Publicitária | Jornalista
(32) 98479.2772