Tag Archives: revista

Sociedade

Mineira se torna referência ao criar shampoo contra calvície à base de café

Levar as pesquisas científicas para o setor dos produtos e serviços: essa é a missão da cientista mineira Jackeline Souza Alecrim, de 33 anos. A partir de uma pesquisa que durou cerca de quatro anos, ela criou um shampoo à base de café para combater a calvície, e hoje tem uma empresa de cosméticos que, literalmente, nasceu no campo acadêmico.

O ano era 2017. Jackeline, mãe de um recém-nascido, estava há tempos quebrando a cabeça para produzir aquele que seria o Caffeine’s Therapy, produto hoje referência no tratamento da calvície.

“Eu amamentava dentro do laboratório”, lembra.

Nos laboratórios da Faculdade Pitágoras, em Ipatinga, no Vale do Rio Doce, ela conseguiu envolver toda comunidade acadêmica.

“Eu precisava identificar quais ativos do extrato biotecnológico do café realmente contribuíam contra a queda dos cabelos. Eu e os alunos precisamos trabalhar muito até chegar em um resultado eficiente”, conta a até então professora de cursos da área da saúde, como farmácia e enfermagem.

Quando finalizou a pesquisa, ela precisou tirar dinheiro do próprio bolso para contratar um laboratório com objetivo de testar a eficácia do shampoo.

Fonte: https://barrosoemdia.com.br/

Cultura

Minas 300 Anos

Em 2020 é celebrado o tricentenário, do desmembramento das capitanias de São Paulo e Minas Gerais. A decisão tomada em 2 de dezembro de 1720,  pelo Conselho Ultramarino de D. João V, rei de Portugal marcou o início da existência administrativa do estado.

Por essa razão, foi criado o site www.minas300anos.mg.gov.br pelo Governo de Minas Gerais, e lançado em Ouro Preto antiga Vila Rica, pelo vice-governador Paulo Brant e pelo secretário de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira no final de outubro de 2020.

O ambiente virtual é colaborativo e alimentado de forma gradual como agenda de eventos, atrações e apresentações virtuais e presenciais, fotos, artigos e notícias de modo a celebrar o tricentenário do estado.

A celebração dos 300 anos no site reúne várias ações, que visam reforçar e apoiar a retomada do Turismo em Minas.

O site vem resgatar e valorizar a importância de Minas na história, exaltando sua contribuição para o desenvolvimento do Brasil, um estado rico repleto de cultura, além de suas belezas que trazem tanta diversidade ao turismo mineiro.

Minas fez história ao longo de seus 300 anos, principalmente na história, cultura, economia, marcando a história do país enaltecendo o povo mineiro.

Dica:

Leia o artigo “Maior cidade setecentista de Minas, São João Del Rei guarda casario barroco e colonial” que fala sobre a riqueza do patrimônio e cultura da cidade, que é a maior cidade setecentista de Minas Gerais. A arquitetura colonial barroca é destaque e o maior atrativo do município, onde residem aproximadamente 90 mil habitantes.

A descoberta do ouro no entorno atraiu mineradores aventureiros e bandeirantes que passaram a viver no Arraial de Rio das Mortes, como era chamado até então.

A cidade dos Sinos

São João Del Rei é conhecida nacionalmente pelo toque dos sinos das igrejas, referencia para outros municípios mineiros que mantem esse costume.  As badaladas informam sobre as missas, procissões, nas celebrações do Natal, Semana Santa, casamentos e em outros eventos. No período colonial era ainda mais utilizado para informar sobre os acontecimentos no município, principalmente religiosos. E hoje está entre outras oito cidades mineiras consideradas patrimônio imaterial pelo Iphan desde 2009.

Acesse www.minas300anos.mg.gov.br e veja as diversas homenagens ao tricentenário de Minas!

Cultura

Barbacena – Publicitários lançam história em quadrinhos pelo Facebook

12388123_973468726025743_917204868_n

Os barbacenenses, Rodrigo e Thiago, apresentam através da rede social, as aventuras de ‘Galácticos’.

“Em outro sistema solar, desde eras remotas, um antigo cometa influência na existência das Cidades Artificiais”… É assim que começa Galácticos, uma história em quadrinhos criada pelos publicitários Rodrigo Lozasso e Thiago Rossi.
A história que foi lançada no início de dezembro e narra a saga de uma garota que tem sua vida ligada à passagem do astro cósmico, tem sido divulgada exclusivamente na internet. Em uma entrevista online (por que não?) Rodrigo e Thiago contaram como se deu o processo de criação e as expectativas para os próximos números e projetos paralelos.
Tendo interesse pelos quadrinhos e desenhos animados desde criança, ambos contam que acabaram levando esta influência para a vida. Rodrigo tentava imitar os traços dos desenhistas dos estúdios Hana-Barbera e Thiago acompanhava a saga dos Super-heróis favoritos.
“Minha infância influencia, e muito, a minha vida até hoje. Os quadrinhos estavam sempre presentes, com Batman, Super-Homem e a Liga da Justiça. Gostava dos desenhos animados, e quando cheguei à adolescência, me mantive ligado a esse mundo através de filmes e seriados”, relata Thiago.
Rodrigo conta que o projeto Galácticos já existia há cerca de dois anos, desde a época em que fazia curso na Casa de Quadrinhos, em Belo Horizonte, onde recebeu a influência de professores excepcionais e grandes referências. “Porém foi um estilo de desenho que chamou minha atenção. O artista Genndy Tartakovsky. Criador do Laboratório de Dexter, Meninas Super Poderosas e a minha influência direta – Samurai Jack”.
A parceria em Galácticos foi recente e surgiu com um bloqueio criativo de Rodrigo, que apesar de saber o que queria, vinha tendo dificuldades para desenvolver a trama. “Comecei os ‘Galácticos’ com uma ideia na cabeça e um roteiro cheio de buracos. Quando cheguei em uma etapa da criação, o bloqueio criativo apareceu! Não conseguia mais desenvolver a história. Sabia o que queria, mas não consegui juntar as peças da trama. Foi quando a lâmpada da ideia apareceu sobre a minha cabeça. Eu tenho a pessoa chave para isso! O Thiago sempre gostou de escrever é um excelente dominador de narrativas fantásticas. Por que não? Assim fiz o convite e ele aceitou! ”.
A revista foi lançada no dia 04 de dezembro, através do Facebook, na página que divulga os trabalhos de Rodrigo, a Loza Artes, em parceria com a página também na rede social que divulga os textos de Thiago, Café com Crase. Rodrigo explica que essa decisão levou em conta a disseminação do trabalho, mas também não descartou a possibilidade de edições impressas para o futuro. “O mundo hoje é online! Levamos em consideração também a disseminação. As redes sociais nos permitem essa mobilidade viral. Temos o projeto de lançar os ‘Galácticos’ impresso, mas isso é a longo prazo”. Thiago relata que somente para a edição de lançamento, a Fan Page teve um aumento de 20% nas curtidas e o alcance chegou a mais de duas mil pessoas.
“Olhando em números gerais e considerando o tanto de informação que corre nas redes, foi um excelente resultado”, completa.

 

Texto : Flávia Siqueira