Tag Archives: revista v

Saúde

EGRESSA DA UFSJ É PREMIADA EM HARVARD

AMANDA OUCHIDA PESQUISA NOVOS MEDICAMENTOS CONTRA O CÂNCER

A pesquisadora Amanda Ouchida, ex-aluna da UFSJ, participa de pesquisa de novos medicamentos para o tratamento do câncer, pela qual recebeu menção honrosa por seu trabalho no Broad Institute of MIT and Harvard. A cientista fez parte da primeira turma do curso de Bioquímica do Campus Centro-Oeste Dona Lindu (CCO/UFSJ).

Identificar novos alvos e fármacos para o tratamento do câncer é o principal foco da pesquisa em estágio pré-clínico de que Amanda participa. Difere de outros estudos já existentes, pois possibilita fazer a conexão entre as informações e testar as drogas para vários tipos de câncer ao mesmo tempo.

O Prêmio ScientistA foi promovido pela Dimension Sciences e pelo grupo Mulheres do Brasil do Vale do Silício, para premiar e homenagear mulheres brasileiras que fazem Ciência nos Estados Unidos. O comitê científico avaliou 54 aplicações. Amanda ficou entre as sete finalistas e recebeu menção honrosa pelo trabalho desenvolvido no Broad Institute.

“Esse prêmio representa muito para mim! Mostrou que estou no caminho certo e que, apesar da trajetória não ter sido fácil, meu esforço foi reconhecido. E também vem exaltar nós, mulheres latinas que fazemos Ciência nos Estados Unidos da América, assim como é um incentivo para jovens cientistas brasileiras que querem seguir essa carreira. O ScientistA veio mostrar que tudo isso é possível”, comemora.

Fonte: @ufsjbr 

Cidades

Congonhas promove exposição artística sobre ipês amarelos

Congonhas ganha um colorido especial no mês de agosto por conta da florada dos ipês-amarelos. A floração dura, em média, 15 dias e chama a atenção dos moradores e dos visitantes da cidade. 

Ipês chamam a atenção em Congonhas. Foto: Reprodução/Hugo Cordeiro
Ipês chamam a atenção em Congonhas. Foto: Reprodução/Hugo Cordeiro

No ano passado foi criada uma lei com a finalidade de realizar ações de conscientização para a preservação dos ipês e ressaltar a importância deles como Patrimônio Histórico e Ambiental da cidade. 

Este ano, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente promove uma exposição em praça pública sobre os ipês-amarelos e convida toda a população de Congonhas para inscrever seus trabalhos para esta exposição. 

Artesanatos, pinturas, poemas, fotografias, bordados, músicas e quaisquer outras formas de artes que enaltecem a beleza das floradas dos ipês de Congonhas podem ser inscritas neste projeto. 

Os artistas interessados devem se inscrever por este link e seus trabalhos devem ser entregues na Secretaria do Meio Ambiente, no Edifício JK até as 17h do dia 25 de agosto. 

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Cultura

“Trabalho maravilhoso”, destaca curadora da UFSJ

A professora do curso de Enfermagem da UFSJ, Elen Soraia de Menezes Cabral, é uma das três curadoras da exposição virtual Enfermagem sem Fronteira. A mostra, que pode ser apreciada até dia 25 deste mês, é promovida pela Coordenação de Cultura, Biblioteca Central e Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, da Universidade do Rio de Janeiro (UniRio).

Em ambiente virtual 3D, Enfermagem sem Fronteira disponibiliza informações sobre o percurso histórico dessa ciência através dos séculos. Ao lado da docente da UFSJ, também assinam a curadoria da exposição os professores Fernando Couto (UniRio) e Luciana Luchesi (USP-Ribeirão Preto).

Apaixonada pela história da Enfermagem, fundadora e líder do Nehmescom, grupo de pesquisa nesta área, no Campus Centro-Oeste Dona Lindu (CCO), Elen faz parte do Laboratório de Cuidados e Enfermagem da UniRio, onde tem realizado trabalhos conjuntos com os outros dois curadores da exposição, que a convidaram a colaborar com a mostra.

Ela se diz satisfeita com o resultado. “Trabalho maravilhoso”, define. “Essa exposição é importante por divulgar e valorizar a Enfermagem, suas histórias e suas origens. Estudando, pesquisando essa história, podemos compreender melhor a profissão, desfazendo  mitos e promovendo conhecimento”, avalia.

O que ver

Para Elen, um dos destaques da exposição virtual são os avatares, inclusive o da campanha Abrace a Enfermagem, que acompanham o internauta em sua navegação.

Além de ver imagens de figuras que marcaram a história da Enfermagem no mundo e no Brasil, como Florence Nightingale e Anna Nery, entre outros, o internauta poderá, no menu Galeria, acessar cinco seções: Biografias; Instituições de ensino; Entidades de classe; Cultura dos cuidados nos manuais de Enfermagem; e Atualidades.

A exposição disponibiliza também dois estandes sobre cultura e empreendedorismo: Onã Poetisa do Cuidar: arte do cuidar sempre bela a inspirar, construída com elementos da cultura de cordel, e Arte e cuidado em tempos de pandemia, de Nébia Maria Almeida de Figueiredo, que expõe seus desenhos. Completam o menu da exposição uma apresentação musical da Banda Sinfônica Virtual UniRio, e filme produzido pela BBC sobre Florence Nightingale, com versão  para crianças.

Como ver

Para ter acesso à exposição Enfermagem sem Fronteira, o internauta deve se inscrever gratuitamente neste link.

Alessandro Andrade
Assessoria de Comunicação
Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ
Telefone: (32)3379-5808 / Celular: (32)9.9932-8475

Gastronomia

Receita – Pé de moleque preguiçoso

Confira essa sugestão para adoçar o seu domingo com apenas 3 ingredientes!

INGREDIENTES

– 500 gramas de amendoim torrado sem pele 
– 1 pacote 200 gramas de biscoito de maisena
– 1 lata de leite condensado 395 gramas

MODO DE PREPARO

Triture o amendoim no processador ou liquidificador. Despeje em uma tigela.

Triture o biscoito no liquidificador ou triturador

Misture bem esses ingredientes e vá colocando o leite condensado e amassando com as mãos (mão na massa). 

Simples assim, é mão na massa. O bom é que não vai ao fogo.

Depois de bem homogêneo, forre uma assadeira com plástico e espalhe bem a massa (tipo compactando).

Leve à geladeira por algumas horas até ficar no ponto de corte.

Prontinho!

(fotos e receita fornecidas por Judson Nani de Barão de Cocais MG)

Fonte: https://www.conhecaminasnacozinha.com/

Cultura

Um encontro com a China no Barroco Mineiro – Exposição Virtual Barroco & Chinesice de Eduardo Tropia

Visite a Exposição Virtual no instagram @chinesice “Barroco & Chinesice” de Eduardo Tropia. Projeto realizado com recursos da Lei Aldir Blanc.

Apesar dos motivos chineses estarem presentes na arte do município de Ouro Preto desde a sua fundação, no início do século XVIII, meu encontro com as Chinesices aconteceu na década de 1980, por intermédio da amiga professora de história da arte, Ana Maria Parsons. Foi ela quem me levou à Igreja de Santa Efigênia e me descortinou a China nos painéis laterais do altar mor daquela igreja barroca setecentista, quando fiz os primeiros registros fotográficos do tema.

40 anos se passaram deste meu encontro com a China no Barroco Mineiro. Nesse entremeio, voltado que estava para um processo de construção de um trabalho autoral, junto ao coletivo de fotógrafos Olho de Vidro, do qual sou integrante há 14 anos, experimentei sobreposições de imagens das igrejas de Ouro Preto, fazendo nascer assim uma nova obra para a exibição coletiva do ano de 2012, em que o tema proposto era o Barroco Liberto.

Em 2016, a diretora do Museu da Inconfidência, Margareth Monteiro, sugeriu que eu utilizasse a técnica de sobreposições de imagens do Barroco Liberto numa série em que estivessem presentes os motivos chineses das igrejas de Ouro Preto, com foco na 6ª Bienal Internacional de Fotografia de Jinan, na China, em que o tema era “O retorno à sabedoria oriental”, onde seriam apresentados trabalhos que retratassem a influência da cultura chinesa no mundo.

Assim, nasceu a série Barroco & Chinesice, e iniciou-se a caminhada desse trabalho que traz à tona a diversidade de influências que materializaram-se no barroco mineiro e brasileiro, ao retratar com uma leitura própria os temas chineses presentes nas nossas igrejas.

Após a Bienal de Jinan, desenvolvi mais uma série de sobreposições desse conceito, série essa que foi exibida na Sala Manoel da Costa Athaide, no Museu da Inconfidência. Dessa vez, porém, juntamente com peças do século XVIII oriundas da China, pertencentes ao acervo do Museu, e que evidenciam como a sino­-cultura esteve presente nos primeiros anos da arte de Ouro Preto. Tal exposição, sob curadoria das historiadoras Margareth Monteiro e Janine Ortega, apresentou 13 sobreposições da série Barroco & Chinesice.

Narrativa sobre o processo de elaboração da série Barroco & Chinesice – Autor: Eduardo Tropia

Fonte: https://www.ouropreto.com.br/

Educação

Elas.net: CEFET-MG abre inscrições em curso de Internet das coisas para estudantes de MG

Atividade do programa de extensão Elas.Net é destinada a alunas do ensino médio e da graduação de todo o estado.

cefet varginha

O programa de extensão Elas.Net recebe, até o dia 25 de julho, inscrições para o Curso de Extensão Básico em Internet das Coisas para Mulheres. As atividades serão ofertadas on-line, de agosto a dezembro de 2021.
 
São 30 vagas, destinadas a alunas do ensino médio ou graduação, preferencialmente de instituições públicas. O curso faz uma introdução aos conceitos de Internet das Coisas (IoT) e temas relacionados como eletrônica e programação com microcontroladores. Ao final do curso, a estudante será capaz de desenvolver projetos em linguagem de blocos, montar circuitos básicos de eletrônica, desenvolver aplicativos para dispositivos móveis e controlar sistemas de IoT por aplicativos móveis.
 
As aulas serão ministradas por alunas do curso técnico em Informática do CEFET-MG, bolsistas do programa Elas.Net, sob coordenação da professora Sílvia Calmon.
 
Confira o programa do Curso de Extensão Básico em Internet das Coisas para Mulheres: https://drive.google.com/file/d/1eEOibxLpYQB0xGCM-Jou_8NELQkfJYLk/view
 
Faça sua inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfhY5t5unjzPuZC6PJlyO512-d6EsJ_uoYHzDEebiNBn2RcjQ/viewform

Fonte: https://varginhadigital.com.br/

Gastronomia

Entre Rios: 5º Festival Petiscos na Terra já acontece.

Atenção, está na mesa pessoal! Concurso Gastronômico Petiscos da Terra 2021 Entre Rios de Minas já começou!
O evento que já está inserido no calendário dos principais eventos da região, está em sua 5ª edição. Os participantes receberam informações sobre higiene, manuseios, cuidados, exposição, recepção do clientes e orientações sobre segurança sanitária.

Concorrem seis estabelecimentos que utilizam na sua receita ingredientes locais e a criatividade da rica culinária entrerriana.

O evento acontece desde 22 de junho e vai até 22 de julho, quando as pessoas podem experimentar as delícias servidas nos estabelecimentos e votar no melhor prato.

Um júri, formado por profissionais das faculdades UMA e SENAC, participam da escolha.
Confira todos os participantes em http://entreriosdeminas.mg.gov.br/noticia/31403#!

Experimente e dê o seu voto de 1 a 10 na votação on line.

O concurso redobra a atenção à todos os protocolos sanitários da covid-19. Estamos ansiosos para degustar cada um dos pratos, e vocês?

Venha saborear a rica culinária da cidade!

Fonte: https://correiodeminas.com.br/

Turismo & Lazer

O caminho das capelas

Inconfidentes é uma pacata, atraente, acolhedora e charmosa cidade do Sul de Minas. Localizada na Serra da Mantiqueira, a 869 metros de altitude, a cidade conta com cerca de 7 mil habitantes. Está a 441 km distante de Belo Horizonte, fazendo divisa com os municípios de Bom Repouso, Ouro Fino, Bueno Brandão, Borda da Mata e Tocos do Moji.

Cidade com boa estrutura urbana, arborizada, boas pousadas e restaurantes, além de muito atrativa, principalmente em belezas naturais.

Inconfidentes é destaque em Minas Gerais pela sua qualidade de vida e bom nível educacional, já que é sede do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas, com cursos técnicos e superiores e por ser a Capital Nacional do Crochê, principal atividade econômica do município.

Cidade onde o povo preserva suas tradições religiosas como as novenas, rezas dos terços, festas juninas, Semana Santa, Corpus Christi, Festa do Padroeiro da Cidade, Natal e demais atividades religiosas. Tem ainda festejos religiosos nas capelas de algumas comunidades rurais como a de São José em 1º de maio, na comunidade Pinhalzinho dos Góes, a festa de São Manuel em setembro, na comunidade Boa Ventura e em janeiro e a festa de São Sebastião, na comunidade de Porantava. Tanto na cidade, quanto na zona rural, são valorizadas, respeitadas e preservadas por seus moradores.

Para valorizar ainda mais esse sentimento de fé e religiosidade do povo inconfidentense, foi criado o Caminho das Capelas com foco nas comunidades rurais do município, onde estão pequenas singelas ermidas. O objetivo é levar as pessoas a conhecerem mais profundamente as comunidades rurais da cidade e região, além de desenvolver o turismo religioso na cidade.

O Caminho das Capelas é uma peregrinação de 75 km percorridos em três dias a pé, em estrada de terra, passando por pequenas, singelas e atraentes capelas. A peregrinação tem início na Igreja Matriz de São Geraldo Magela, em Inconfidentes, passando por 24 capelas de Inconfidentes, duas no município de Bom Repouso e uma na cidade de Tocos do Moji.

O Caminho das Capelas é um caminho pela alma da fé mineira. Cada morro, cada serra, cada paisagem que a Mantiqueira presenteia os caminhantes, conta uma história. São histórias de povos diferentes, vindos de lugares, história e culturas diferentes, África, Estônia, Itália, Espanha, Dinamarca, França e tantos outros países. Lugares diferentes, culturas diferentes, línguas diferentes.
Os povos que formaram a cidade e região, formaram um só povo, uma só língua, uma só cidade, ainda tendo em comum, a fé no Deus único. Seja na mais suntuosa igreja ou na mais singela ermida, a fé é uma só e foi o que formou a identidade cultural e religiosa desse povo.

São horas e dias que passam rápido e alimentam a alma. Param nas capelas, fazem orações, contemplam e fotografam as belezas vistas pelo caminho, além de conhecer os moradores dos vilarejos e ouvirem suas histórias. O caminhante sai renovado. Além de apreciar a hospitalidade mineira e a rica e deliciosa culinária típica das Minas Gerais.

O percurso é todo guiado e os 75 km são divididos dessa forma: 18,3 km no primeiro dia, 29,2 km no segundo dia e no último dia, 27,4 km.

Interior da Matriz de Inconfidentes

O silêncio e vazio das velhas capelas guardam os louvores, clamores, lágrimas, alegrias e esperanças, dos que fizeram dessas pequenas, hoje em ruínas capelas, suas moradas de fé.

Os peregrinos ficam encantados com a beleza e simplicidade da Capela de Nhá Chica, na comunidade do Romas, além da natureza em volta e a graciosidade das águas dos riachos que passam pela comunidade.

Capela de Nhá Chica, na comunidade do Romas

A peregrinação pelo Caminho das Capelas encerra-se na Capela do Sagrado Coração de Jesus, onde se concentram na Praça Tiradentes, fazem orações e recebem um certificado de participação no Caminho das Capelas.

Capela do Sagrado Coração de Jesus

Para conhecer o percurso de forma detalhada, visite o site www.conhecaminas.com

Para informações sobre as datas das peregrinações e outros detalhes, o contato pode ser feito por e-mail caminhodascapelas@gmail.com ou pelo telefone (35)9.9996-6370.

Texto: Arnaldo Silva

Sociedade

JF terá atendimento ambulatorial e cirúrgico para população trans

Parceria entre a Prefeitura e o HU-UFJF é anunciada como inédita entre as cidades do interior do país

Nesta última segunda, 28 de junho, data em que celebrou o Dia Internacional Orgulho LGBTQIA+, a Prefeitura de Juiz e Fora (PJF) anunciou que será a primeira cidade do interior do país e a sétima do Brasil a contar com hospital com atendimento ambulatorial e cirúrgico para a população transgênero via Sistema Único de Saúde (SUS). O projeto, feito em parceria com o Hospital Universitário (HU/Ebserh) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), já habilitado para o atendimento, pretende oferecer um acolhimento multidisciplinar.

Participaram do anúncio o superintendente do HU/Ebserh, Dimas Araujo; a prefeita Margarida Salomão; a secretária de Saúde, Ana Pimentel, e a coordenadora do Centro de Referência LGBTQIA+ da UFJF, Dandara Felício (Foto: Carlos Mendonça/PJF)

“É um motivo de muito orgulho nós podermos neste dia não só fazer a expressão simbólica do reconhecimento do direito à diversidade e à felicidade, mas também encaminharmos concretamente alguma política que dá materialidade à essa expressão”, destacou a prefeita Margarida Salomão (PT) durante vídeo de transmissão do anúncio.

A secretária de Saúde, Ana Pimentel, também celebrou a parceria que visa a acolher e garantir direitos à população trans. “Esse é o início de um processo de acompanhamento e acolhimento das pessoas trans pelo Município de Juiz de Fora em parceria com o Hospital Universitário. No Dia do Orgulho LGBTQIA+, nós vamos fazer jus a esse dia e nós temos o orgulho de dizer que vamos acolher as pessoas trans em todo o processo transsexualizador, que passa por várias fases e que envolve, de maneira multidisciplinar vários profissionais nesse processo. O Brasil é o primeiro país em número de mortes da população trans, e nós, enquanto Município, queremos ser vanguarda no sentido oposto. Nós queremos acolher, cuidar e fazer com que todas as pessoas e a diversidade sejam reconhecidas.”

Coordenadora do Centro de referência LGBTQIA+ da UFJF, Dandara Felício, também comemorou a conquista. “É com muita alegria e orgulho que estamos aqui, após dois anos de uma conversa inicial, para dizer que a gente é a sétima cidade no Brasil a oferecer o processo transsexualizador completo. Oferecer o ambulatório e também o processo cirúrgico para aqueles que desejarem. (Isso) é para nós motivo de muito orgulho.”

Assista:

https://www.instagram.com/tv/CQrVtm-F3De/?utm_source=ig_embed&ig_rid=f830db31-174f-4244-a6c0-2791aaeda224

Assistência à comunidade e formação acadêmica

O superintendente do HU-UFJF, Dimas Araújo, destacou que o projeto vem se encaminhado desde 2019 e foi acolhido pela atual gestão da Prefeitura, que buscou o credenciamento da unidade hospitalar para atendimento deste público. “O Hospital Universitário tem uma equipe qualificada, multiprofissional e multidisciplinar, contamos com psicólogos, enfermeiros, assistente social. Na parte médica, temos o tratamento de hormonização, equipes de cirurgia plástica, urologia, ginecologia”, explicou.

Para Dimas Araújo, o fato de o HU-UFJF ser um hospital da rede federal de ensino é um diferencial importante, que fará diferença nos atendimentos futuros.

“Normalmente, o tratamento desses pacientes não está na grade de formação convencional dos profissionais de todas as áreas da saúde. Mas agora, com esse processo, nós já temos vários pedidos de credenciamento de projetos de pesquisa. Os professores da UFJF da área da saúde estão interessados, vamos poder formar profissionais para o SUS, desde a graduação de todos os cursos da saúde, como também nas residências. Estamos habilitados, esperando o início das atividades. O hospital está muito orgulhoso em poder prestar esse serviço não só assistencial, mas de formação para toda a comunidade da UFJF.”

Fonte: https://tribunademinas.com.br/

Turismo & Lazer

8 PASSOS PARA ENCANTAR OS TURISTAS NO ATENDIMENTO

Encantando Turistas

Turismo é uma grande fábrica de sonhos que se materializam em experiências, o processo de encantá-los se inicia no atendimento. É preciso inovar em tempos de pandemia,  temos dicas que o ajudarão fazer uma análise de seu negócio turístico, vamos lá?

1 – Ótica do Cliente

Reveja sua prestação de serviços pela ótica do turista. Para isso, lembre-se de suas próprias viagens.

2 – Foco no Cliente

Atenda seu cliente como gostaria de ser atendido em suas viagens.

3 – Parcerias

Estabeleça parcerias de tal modo que o turista não perceba que os serviços estão sendo prestados por empreendimentos diferentes.

4 – Interatividade

Escolha, em qual rede social seu empreendimento estará com base no perfil do cliente.

5 – Preço Justo

Liste seus custos fixos e variáveis, assim como sua margem de lucro, e repasse para o consumidor o preço justo pelo produto/serviço que está sendo prestado.

6 – Mercado

Equipamentos turísticos, apesar de serem pensados para os turistas, podem atender a outros tipos de público, como moradores e trabalhadores temporários.

7 – Oportunidades à vista

A implantação de qualquer tendência tem que estar relacionada ao perfil do público-alvo dos estabelecimentos.

8 – Entregar Valor

Para entregar valor, se inspire em como você recebe visitas na sua própria casa. Replique a acolhida e a atenção que são oferecidas e, os turistas serão cativados.