Tag Archives: revista de resende costa

Esporte

Ultramaratona em Resende Costa vai desafiar os limites de corredores. Inscrições abertas!

Estão abertas as inscrições para a RTR Ultra Trail, competição de corrida em trilha que será realizada no próximo dia 31 de outubro, no município de Resende Costa.

Os participantes vão desafiar seus limites em um percurso de ultramaratona, com 54 km de distância, passando por trechos de estrada de terra e trilhas. Além da ultra, haverá opções de trajetos menores, com 20 km e 10 km.

O evento será realizado no Sítio Água Limpa, na zona rural do município. As largadas serão às 6h30 para os 54 km, 7h para os 20 km e 7h30 para os 10 km.

A premiação contará com medalha de participação para todos que concluírem a prova, além de troféu para os 5 primeiros no geral masculino e feminino e os 3 primeiros de cada faixa etária.

A inscrições e regulamento pelo site da cronochip, ou diretamente pelo link https://www.inscricaodecorrida.com.br/evento/33

Mais informações com os organizadores: (32)9.9989-8869 Luiz / (32)9.9976-0688 Wanderson

Fonte: https://barrosoemdia.com.br/

Cultura

UFSJ participa de conquista de certificação do artesanato em tear de Resende Costa

A UFSJ comemora a conquista do Selo de Indicação de Procedência pelo artesanato de Resende Costa, concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI). A certificação contou com a participação direta do mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia (Profnit), Bruno de Barros Diláscio, que escolheu o conjunto das obras tecidas nos teares da cidade como tema de sua dissertação. 

Aluno da primeira turma do Profinit da UFSJ, Bruno Diláscio conta que a ideia do tema surgiu com o intuito de proporcionar à Resende Costa a mesma certificação que já reconhece a produção de peças de estanho de São João del-Rei e de biscoitos artesanais de São Tiago, cidades da região. “Durante as aulas da disciplina Indicação geográfica e marcas coletivas, comecei a elaborar a temática da dissertação, voltada para a atividade do artesanato manual em tear, predominante no município. Apresentei a proposta para a Associação Empresarial e Turística de Resende Costa (Asseturc) que apoiou a ideia e, em conjunto, começamos a desenvolver a estratégia para dar entrada no processo no INPI”, detalha.

Bruno Diláscio, que atualmente chefia o Setor de Contratos da UFSJ, foi responsável pelo apoio técnico da proposta, participando ativamente das ações implementadas, juntamente com a Asseturc. “Fiquei extremamente satisfeito com o resultado positivo da conquista do selo. É gratificante ver que o trabalho desenvolvido possui potencial de contribuir de maneira efetiva e imediata para a melhoria da qualidade de vida das pessoas do município. A certificação também representa a concretização da função social da Universidade, uma vez que trará benefícios para a sociedade, gerando mais empregos e ganhos de renda para a população.”

De acordo com o pesquisador, o selo atesta o processo da produção artesanal de Resende Costa, reconhecendo sua importância cultural e abrindo diversas oportunidades para os artesãos do município. “Nossa expectativa é que a certificação valorize os produtos em 15% a 30%, e também traga um incremento de até 30% no turismo do município. Nesse momento, a equipe trabalha no desenvolvimento de atividades de promoção do selo, com o objetivo de divulgar a certificação”, pontua.  

Movimentação no município

A conquista já mobiliza a cidade, trazendo melhorias, como a reestruturação do turismo local. A Asseturc irá criar o Centro de Atendimento ao Turista, onde os visitantes poderão encontrar informações completas e elaboradas sobre a cidade, a história, a produção têxtil, entre outras. Já os artesãos estão se organizando, a fim de promover a certificação de seus produtos. 

O projeto do selo de procedência do artesanato de Resende Costa recebeu ainda o apoio do Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais. Em janeiro de 2021, o governo mineiro, após aprovação pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, conferiu ao município o título oficial de Capital Mineira do Artesanato Têxtil, o que, juntamente com o Selo de Procedência, fortalece e reconhece a importância da atividade têxtil da cidade.

Rafaella Azevedo – Assessoria de Comunicação
Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ
Telefone: (32)3379-5808 Celular: (32)9.9932-8475

Cultura

Resende Costa oficializa o título de Capital Mineira do Artesanato Têxtil

O tear manual de Resende Costa se tornou patrimônio imaterial do município, visto que a arte se originou no período do Brasil Colônia. Antes seu uso era proibido pela Coroa Portuguesa, pois os tecidos tinham que ser importados da Inglaterra.

Hoje é amplamente utilizado na cidade, sendo também a principal fonte de renda do município de Resende Costa.

Uma arte única passada a cada geração em geração, a cidade atualmente possui cerca de 80 lojas especializadas na comercialização de peças têxteis tecidas no tear manual. O setor é tão importante na vida dos moradores que aproximadamente 70% da população vive direta ou indiretamente da produção de artesanato, e movimenta cerca de 5 milhões anual na economia local.

Conhecidos nacionalmente os produtos artesanais, atraem ao município, turistas de muitos estados brasileiros, principalmente da região sudeste.


Para nós mineiros Resende Costa já era Capital Mineira do Artesanato Têxtil, porém agora o título oficial foi concedido no último dia 06 de janeiro de 2021, após o Governador Zema sancionar a Lei 23.770/2021. Uma excelente notícia a todos os moradores da cidade e trabalhadores do setor, que motiva e incentiva a recuperação da economia local.

Além do título oficial de Capital Mineira do Artesanato Têxtil e também do Selo de procedência em fase de implantação, vale ressaltar que visam fortalecer ainda mais a atividade que passa de geração em geração nas famílias de Resende Costa. Valoriza assim a principal economia do município, reconhece as mãos talentosas dos artesãos, e reafirma a vocação da cidade. Segundo André Eustáquio Melo de Oliveira, Secretario Municipal de Turismo, Artesanato e Cultura “O Título certamente irá fortalecer ainda mais a nossa identidade de cidade do artesanato”, “Evidente que essa exposição do nosso artesanato torna Resende Costa ainda mais conhecida no país e procurada por turistas”

O título virá a contribuir significativamente na retomada do turismo na região, tendo grande peso no estado e no Brasil, fortalecendo a tradição do artesanato e incentivando as novas gerações.

Fonte: https://www.jornaldaslajes.com.br/integra/resende-costa-oficialmente-a-capital-mineira-do-artesanato-textil/3264

Turismo & Lazer

Um passeio por Resende Costa, terra do artesanato têxtil!

A pacata cidade de Resende Costa localizada na região do Campo das Vertentes e no Caminho Velho da Estrada Real,  fica a 194 km da capital mineira. Algo que se encontra na cidade por todos os lados sem dúvida, são as diversas peças do artesanato têxtil como redes, colchas, toalhas, tapetes e muitas outras de cores e tipos variados.  Estar próxima as cidades de Tiradentes e São Del Rei é outro ponto positivo da cidade.

Ao entrar na Avenida Alfredo Penido região central da cidade, logo nos deparamos com várias lojas e oficinas de artesãos da cidade. As cores e variedades com certeza são de encher os olhos, sendo difícil levar poucas peças para a casa.

Atualmente a produção local envolve famílias inteiras, sendo tradição na cidade, a arte vai passando de geração em geração, sendo a principal atividade econômica do município. O que fez com que o artesanato têxtil que possui produção cada vez maior, ganhasse espaço para comercialização em outras regiões do Brasil.

Quem são as Tixas?

A Lagartixa é símbolo de Resende Costa, devido ao fato de a cidade ter sido erguida sobre uma grande rocha o que atraia lagartixas e lagartos. Partindo deste principio a Associação Empresarial e Turística de Resende Costa resolveu fazer dessa imagem um mascote, e então foi criada a Tixa.

Desse modo, existem pela cidade diversas imagens espalhadas pela cidade, nas pousadas, lojas, posto de gasolina, restaurantes, entre outros estabelecimentos. Hoje a “Tixa” virou atrativo e local para aquela selfie divertida com a imagem simpática que recebe o visitante.

Alguns Atrativos da cidade:

A cidade preserva construções históricas, inclusive fazendas e casarões que abrigaram famosos inconfidentes da época.  Além disso sugere-se que passando por lá você conheça também:

  • Mirante das Lajes – Sobre uma rocha que serviu de alicerce para a cidade é possível contemplar uma bela vista, que atrai diversos visitantes as Lajes da cidade.
  • Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha – A igreja que ocupa o ponto mais alto da cidade, em seus acervos existem objetos históricos de valor inestimável para a cidade.

Recentemente município está em busca da obtenção de um selo de procedência do artesanato local, visando agregar valor e divulgar de forma ainda melhor os produtos da cidade, mantendo de forma autentica a tradição.

Fonte: http://www.institutoestradareal.com.br/cidades/resende-costa/141

Tixa – Ramona Churrascaria
Fonte: http://pelasestradasdeminas.com.br/resende-costa-mg/
Produção de tapetes em Resende Costa
Fonte: https://gracyartesanato.com.br/index.php/empresa/

Vista Mirante das Lajes – Resende Costa
Fonte: http://www.minasgerais.com.br/pt/atracoes/resende-costa/lajes

Cultura

Artesanato mineiro, um dos grandes atrativos do estado!

O artesanato possui uma identidade única de acordo com cada região de Minas, sendo uma das marcas de Minas Gerais, com muitos artesãos em todas as suas regiões, responsáveis também pela fabricação de maioria das lembranças que você leva pra casa, ao retornar de sua viagem pelo estado. Por todo o estado são usadas várias matérias primas como argila, fibras vegetais, madeira, metal, pedra, tecidos, palha, couro, em todas as regiões mineiras.

Afinal quem não gosta daquela lembrança mineira feitas por mãos talentosas? Então cada peça artesanal é única, presenteie alguém, tenho certeza que irão se impressionar com as belezas do artesanato de Minas!

Confira onde pode encontrar alguns artesanatos pelo estado:

Madeira (Bichinho)

Artesanato em madeira, Bichinho – MG.
Fonte: https://turismodeminas.com.br/o_que_fazer/artesanato-em-minas/

A partir da abertura da “Oficina de Agosto”, em 1991, criada para promover o artesanato local, o lugar passou a produzir móveis e esculturas feitas de madeira de demolição vendidas em diversas lojas de Bichinho e Tiradentes.

Cerâmica (Vale do Jequitinhonha)

Conhecida desde os anos 1970 pela produção de cerâmica. As mulheres, chamadas de “paneleiras”, utilizavam o barro para gerar renda para a sua família. No início, fabricavam itens como moringas e vasilhas, mas depois passaram a criar também objetos de decoração.

Estanho (São João del-Rei)
Artesanato em Estanho, São João Del Rei – MG
Fonte: https://raizesdomundo.com/sao-joao-del-rei/

Sinônimo de luxo nas casas coloniais brasileiras, aos poucos o material foi substituído por outras opções, como porcelana. O responsável por resgatá-lo foi o inglês John Somers, que no ano de 1968 abriu uma fábrica em São João Del-Rei para fazer produtos de estanho. No local é possível conhecer o processo de produção, e adquirir jogos de chá e jarras de estilo medieval.

Pedra-sabão (Ouro Preto)

A pedra-sabão é um material versátil para se fazer panelas. É extraída desde o século XVIII das jazidas de Santa Rita de Ouro Preto. A tradicional Feira de Artesanato do Largo do Coimbra reúne todos os dias vários artesãos em frente à Igreja de São Francisco de Assis, com boa variedade de produtos em pedra sabão.

Artesanato têxtil (Resende Costa)

Loja de artesanato em fios, Resende Costa – MG
Fonte: https://globoplay.globo.com/v/4230637/

A cidade ficou conhecida no Brasil pela produção e o comércio de artesanato têxtil. A Avenida Alfredo Penido reúne mais de 80 lojas de artesanato. O colorido dos tecidos expostos em janelas e fachadas desperta a curiosidade de quem chega, hoje muitos artesãos ainda trabalham em casa ou em pequenas oficinas manuais.

Saiba mais em: http://www.descubraminas.com.br/Cultura/Pagina.aspx?cod_pgi=3147

Até a próxima!

Fonte da foto principal: http://centrodeartesanatomineiro.com.br/