Tag Archives: revista de orizânia

Cidades

Conheça Minas Gerais – Orizânia

Orizânia é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. O topônimo Orizânia é baseado na palavra latina oryza, ae: arroz. Com o acréscimo de –ânia pretende significar “terra do arroz”, e encontra-se a 35 km da cidade de Carangola.

História
A origem do atual município data de meados do século XIX. A sede original da vila era Santo Antônio do Arrozal, distando poucos quilômetros do atual centro do município. Outrora, Orizânia foi conhecido como Quilombo. Poucos são os registros escritos sobre a denominação de Quilombo, mas a história oral registra que nas montanhas onde nasce o rio Carangola viviam escravos fugidios e ex-escravos alforriados ou libertos.

Orizânia - Minas Gerais, História, Hospedagem, Turismo, Fotos, Mapa | Guia  do Turista

Dentre os poucos registros que consignam o primeiro nome do lugar está a obra publicada postumamente de Antônio de Souza Costa: “Alto Carangola, no tempo da mata virgem, tinha nome de Quilombo, por ser o lugar onde os escravos se escondiam dentro das matas, por não quererem sujeitar-se ao trabalho forçado que o Sinhô exigia deles. (…) Naquela época não existia policiamento para fazer prisão de fugitivos. Em lugar atrasado, longe do comércio, os próprios fazendeiros saíam com alguns de seus parentes e amigos, e com alguns empregados de confiança, e iam até ao Quilombo, e traziam os fugitivos.”

Ainda hoje é possível ouvir dos septuagenários e octogenários referência ao nome do lugar como Quilombo. Reforça a expressão a origem do vocábulo Carangola que é de origem africana, em cujo culto se encontra a entidade chamada Exu Carangola e a região de Carangole na Angola.

Em torno da Igreja de São Sebastião cresceu a vila que se tornou o atual município de Orizânia, tendo o antigo juntamento de casa que se traduzia no incipiente centro urbano até o final do século XIX se desconstituído, mantendo-se até hoje o nome de Santo Antônio do Arrozal. O despovoamento de Santo Antônio do Arrozal, que fica há cerca de 2 km do atual centro do município, deu lugar ao surgimento de um novo centro urbano. A Vila foi então denominada Alto Carangola, e, depois, Arrozal. Em 1890 o ex povoado foi elevada a distrito, mas pertencendo ao Município de Manhuaçu. No ano seguinte, 1891, foi transferido para o Município de Carangola. Vários foram seus nomes até chegar ao atual, originário do latim (Oryz = arroz).

A transferência do distrito de Manhuaçu para Carangola decorreu de melhor mapeamento da Serra da Onça, que divisa as águas da Bacia do Manhuaçu do Bacia do Carangola. O Rio Manhuaçu desagua no Rio Doce que tem o estuário no Estado do Espírito Santo. O Rio Carangola desagua em Itaperuna no Rio Muriaé e este no Rio Paraíba do Sul em Campos do Goytacazes chegando finalmente no Oceano Atlântico no Estado do Rio de Janeiro.

Orizânia (MG) Matriz de S. Sebastião | Mapio.net
Matriz de São Sebastião

As nascentes dos Rios Manhuaçu e Carangola distam uma da outra menos de 2 km. Cada qual num lado da Serra da Onça e desaguam uma ao norte do Estado do Espírito Santo e outra no Rio de Janeiro. Tais bacias d’água contornam a Serra do Caparaó.

A etimologia de Orizânia ligada ao plantio de arroz é a oficial, embora haja quem busque a origem da palavra na extinta tribo indígena não Tupi, proveniente da Bahia, dos Orizes, cujo membro era Oriz. Pouco provável a origem nas tribos indígenas provenientes de onde hoje é a Bahia, pois a região do Vale do Carangola era habitada pelos índios Puris e, posteriormente à ocupação de Campos dos Goytacazes pelos colonizadores, pelos índios Coroados.

Com a emancipação do município Divino em 1943, Orizânia passou à categoria de distrito deste novo município, de quem se emancipou em 21 de dezembro de 1995.

Economia
Principais produtos agrícolas: café, arroz, milho e banana.
Pecuária: gado leiteiro e de corte (em pequena quantidade) e suinicultura.


Orizânia – Wikipédia, a enciclopédia livre

Turismo
A cidade de Orizânia oferece estrutura para a prática de esportes radicais possuindo estradas e trilhas para práticas de direção off-road, turismo rural e montanhismo. O relevo é composto por montanhas.
Orizânia, em decorrência da atividade agrícola teve prejudicada sua fauna e flora. Foi grande o desmatamento feito por gerações passadas. Poucas são as matas no Município e um incêndio começado em Orizânia em meados de 2007 estendeu-se por semanas até chegar a Indaiá, sem que sequer os responsáveis fossem punidos. Apesar do descaso das autoridades, há um grande esforço da comunidade local no sentido de preservar as florestas, que são um patrimônio da cidade, imprescindível para a qualidade da vida humana e das outras espécies, bem como para a defesa dos mananciais.

Pedra São Pedro / imagem – Salete Alves de Sousa

Influência libanesa na culinária do Vale do Carangola
Dentre as receitas culinárias decorrentes da presença libanesa no Vale do Carangola encontra-se uma iguaria chamada Murcilha. No Brasil, somente nesta região do Estado de Minas Gerais se produz e consome tal iguaria, tal como é feita. Trata-se de um embutido, tipo linguiça, no qual o intestino grosso do porco é recheado com os miúdos do animal, cozidos, picados e temperados. A Murcilha, diferentemente da mussela ou do chourisso não contém sangue. Trata-se de uma receita que expressa o dogma dos cristãos maronitas, que não ingerem sangue animal. Os cristãos marotinas vieram para o Brasil com o auxílio da Igreja Católica, fugidos da perseguição muçulmana do Império Turco Otomano.

Fonte: https://www.guiadoturista.net/ ; https://viagemturismoaventura.blogspot.com/

Cidades

De pai para filho, conheça a história de Salomão!

Salomão de Aguiar Coelho, filho de dentista e residente na cidade de Santa Margarida, iniciou sua trajetória no universo odontológico em 2012. Após a graduação, deu sequência ao serviço de seu pai, o também dentista Paulo Ferreira Coelho, assumindo o compromisso de atendimento justo, preservando a qualidade sem elevação de custos e mantendo a saúde bucal acessível à população.

Após formado, o interesse em crescer profissionalmente foi sendo cultivado de acordo com as necessidades que a vida trazia. Ainda em 2012, adquiriu experiência com a especialidade de ortodontia, esse contato foi o ponto chave para descobrir sua missão e prosseguir a jornada de estudos, crescendo profissionalmente e atendendo seus pacientes cada vez melhor.

Durante essa jornada de estudos, Salomão capacitou-se nas seguintes modalidades:

  • Aparelhos auto ligados;
  • Harmonização facial direcionada ao preenchimento com ácido hialurônico e toxina botulínica;
  • Implantodontia;
  • Facetas e lentes de contato;

No entanto, não têm pretensão de parar por aqui. “Hoje vejo a odontologia como uma das mais belas profissões, eu não tinha essa visão antes da faculdade e após formado, demorei um pouco para perceber o quão grandioso é esse caminho que estou trilhando! A restauração final do sorriso de uma pessoa que antes permanecia de cabeça baixa, sem sorrir por anos, levantar seu olhar para o horizonte e esboçar aquele sorriso de gratidão é fantástico. Nós dentistas não devolvemos apenas um sorriso, restauramos a autoestima, devolvemos a postura e qualidade de vida”, conclui Salomão

Cada dia que passa, a sociedade se encontra mais inserida no contexto tecnológico e a odontologia não fica de fora, os procedimentos estão ainda mais acessíveis e inovadores, por isso, torna-se necessário que o profissional esteja sempre atualizado. Hoje, o contexto de saúde bucal é minimalista, onde, quanto menos houver desgaste do dente melhor é, existem infinitas maneiras para a preservação dentária.

Salomão, aconselha a todos os seus pacientes que adotem o hábito de ir ao dentista, mesmo que não exista uma adversidade exterior, é aconselhado uma consulta semestral. Assim, o paciente economiza tempo, dinheiro e ainda preserva a saúde bucal.

Salomão se espelha em como seu pai trabalhava, se empenhando em atender todos os pacientes, e às vezes, trabalhando aos domingos em casos excepcionais, procurando dar assistência e evitar um tempo de espera desnecessário na vida do paciente.

Além da clínica localizada na cidade de Santa Margarida, possui uma extensão no munícipio de Orizânia – MG, com funcionamento de segunda a sábado.

Com muito amor e dedicação à profissão, Salomão convida você para conhecer de perto sua rotina e serviços. Visite o consultório e tome um café com a equipe. 

Instagram: @salomaoaguiarmg

Localização: Rua Maestro Carlos Otoni, 218 – Centro / Santa Margarida – MG.

Praça Dimas Martins Viana, Centro / Orizânia – MG