Tag Archives: revista de aiuruoca

Sociedade

De Aiuruoca para o mundo: A arte da cutelaria

Cutelaria é uma arte. Quem trabalha com a cutelaria tem o ofício de cuteleiro. É a arte de fabricar instrumentos e utensílios metálicos de perfuração e de corte como facas, espadas, machados, facões, punhais, canivetes, navalhas etc. Para ser um cuteleiro exige-se muito esforço e principalmente, habilidade na arte de trabalhar o metal, que dará origem ao instrumento ou utensílio a ser fabricado.

Diferente dos instrumentos e utensílios, como facas de cozinhas, feitos em série por indústrias, a cutelaria é um trabalho totalmente artesanal e manual em sua origem, por isso, os cuteleiros são considerados artesãos. Cada instrumento feito pelos cuteleiros são únicos. Eles transformam o metal em pura arte. Arte essa, enriquecida com detalhes e pinturas artesanais em madeira, o que faz desses instrumentos artigos de luxo.

O Brasil se destaca nessa arte e conta com excelentes cuteleiros. Em Minas Gerais, um dos destaques vem da cidade de Aiuruoca, no Sul de Minas. É o artesão cuteleiro Marcelo Moreira Arantes.

Com 37 anos, Marcelo Arantes é cuteleiro profissional fulltime. Iniciou-se na cutelaria apenas como hobby, após encontrar uma revista Magnum de março de 1995. Nesta revista, leu uma matéria de Luiz Villa sobre como fazer sua primeira faca. A beleza da arte despertou seu interesse e seguindo as informações na matéria, começou a fazer sua primeira faca. Nada comparada com as de hoje em dia, porém, foi uma paixão em trabalhar as propriedades do aço.

Feita a primeira, veio a vontade de fazer a segunda, terceira e aí não parou mais, sempre intercalando com outros serviços como restaurações, marcenaria e por fim, ourives em São Paulo.

Com vontade de voltar à sua terra natal, Aiuruoca, e exercer seu ofício em sua cidade, perto de sua família, tomou a decisão de se dedicar a cutelaria como profissão. Com apoio de irmãos, pais e amigos, se dedicou, passou apertos, construiu suas ferramentas para que pudesse melhorar cada dia mais a arte e criou a M. ARANTES – Exclusive Handmade Knives. Em 2018, após receber uma oferta de um amigo metalúrgico para se profissionalizar, procurou o Master Smith pela ABS – American Blade Smith, Dionatam Franco, para o curso iniciante profissional de cutelaria, onde aprendeu técnicas de forjamento, tratamentos térmicos, ética profissional, acabamentos milimétricos e perfeitos, fazendo assim, facas com qualidade superior para o mercado Nacional e Internacional.

Construindo facas em aços inoxidáveis e carbono, sejam de caça, campo, cozinha, churrasco e personalizadas de acordo com cliente, inclusive, com o nome do próprio, A M. ARANTES abriu um mercado de admiradores da arte da cutelaria.

Com peças nos EUA, França entre outros países, suas facas de cozinha alcançaram grandes nomes da culinária como o Chef Francês Patrick Martin (diretor do Le Cordon Bleu no Brasil), Chef francês Olivier Cozan (grande incentivador da carreira) Chef Fernanda Ribeiro (São Paulo), como também conquistou o Repórter e apresentador da TV Band Marcio Campos, construiu uma faca especial para a Presidência da República que traz as cores da Bandeira Nacional, representando nosso Brasil.

Marcelo lembra que o mais importante é que toda faca seja construída com dedicação e perfeição, seja uma faca simples ou complexa, seja para uma pessoa famosa ou para uma pessoa simples, todos clientes devem ser tratados igualmente, com respeito, compromisso, educação, responsabilidade, atenção e ética. “O cliente feliz é minha satisfação”.

No dia 13 de dezembro de 2020, recebeu a confirmação da participação no livro “Legado do aço” (Legacy of Steel), um dos maiores e mais completo livro da cutelaria mundial, onde contará com grandes nomes na cutelaria nacional e internacional.

Fonte: www.conhecaminas.com