Tag Archives: prados

Cidades

Prados – a cidade da música

O descobrimento do ouro e o estabelecimento da Casa de Fundição, em Taubaté, foram os maiores estímulos que os paulistas tiveram para armarem tropas, e em grupos organizados de exploradores, cheios de audácia e de esperança, largarem São Paulo, rompendo os matos gerais, se infiltrando pelos sertões adentro, transpondo rios, até penetrarem no mais recôndito das Minas, à procura do tão precioso metal.

Fotos Antigas | Prados - MG (O portal dos pradenses)
https://www.pradosmg.com.br/

Ao atingirem os primeiros contrafortes, os bandeirantes fazem pouso, plantam suas roças, armazenam forças para continuar sua jornada.

Uma parte dos paulistas bandeirantes conseguiram alcançar a bacia central do planalto mineiro, parando em plena zona aurífera. Porém alguns partiram em outras direções.

Seguindo para oeste, um dos bandeirantes funda um povoado que viria a ser mais tarde o núcleo do Arraial Novo de Nossa Senhora do Pilar (atual São João Del Rei), outros, vão construir a história de Minas em Ribeirão do Carmo (Mariana), Vila Rica (Ouro Preto), Rio das Velhas (Sabará) e o Rio das Mortes (São José), hoje cidade de Tiradentes; estes serão os quatro grandes núcleos na formação das Minas Gerais.

Com a constante retirada do ouro, pouco a pouco ele ia se acabando e parte dos bandeirantes que ali o exploravam, acabavam por saírem em outras direções, à procura de mais jazidas do nobre metal.

O povoado que deu origem a Prados, surgiu nos primórdios do século XVIII, por volta de 1704, quando dois irmãos bandeirantes, Manoel e Félix Mendes do Prado, chegaram aqui com uma comitiva de Taubaté. A notícia do ouro fácil atraiu muitos paulistas para a região.

Rua Magalhães Gomes
Rua Magalhães Gomes

Entretanto, com o empobrecimento das minas e a escassez do ouro, a propriedade da terra começou a atrair, verificando-se uma alternância na atividade dos antigos bandeirantes, surgindo os primeiros sesmeiros da região. Data daí o desenvolvimento urbano de Prados, ao longo dos séculos XVIII e XIX.

O povoamento que até então se formou, teve rápido crescimento com a influência dos forasteiros que aqui chegavam a procura de ouro, e, sobretudo, por ser passagem de tropas e boiadas que do centro de Minas dirigiam-se para a Zona da Mata.

A localidade de Prados pertenceu à vila São José Del Rei, atual Tiradentes, até 1890, emancipada pelo decreto estadual número 41 de 15 de abril. O município foi instalado em 1891. Neste mesmo ano, foram lhe conferidas as regalias de comarca pela lei estadual número 23 de 24 de maio.

Ao sopé da Serra de São José, Prados apresenta em boa parte, um belo casario, onde se mesclam o antigo e o moderno.

A “Cidade da Música”, como é mais conhecida, é também Berço de Inconfidentes. Temos consciência de que aqui nasceu boa parte da história das Minas Gerais. Assim como a sua história, Prados também conserva sua tradição musical, originada das antigas cerimônias religiosas. O destaque é a Lira Ceciliana, fundada em 1858, e orgulho da cidade, que frequentemente recebe estudantes de música de todo o Brasil. Em julho, a cidade realiza um festival de música erudita, que faz parte dos eventos mais importantes do Estado.

LIRA CECILIANA - Prados - MG (--> PÁGINA INICIAL <--)
http://www.liraceciliana.com.br/

Prados, “Presépio de Minas”, evoca não só beleza, mas tradição e poesia, guardadas em suas tortuosas e estreitas ruas.
Pos lá viveu Hipólita Jacinta Teixeira de Melo, a mulher mais atuante da Inconfidência Mineira. Hoje, o belo casarão onde ela morou é um atelier de artesanato, em frente à Igreja Matriz. Outra grande atração da cidade é o seu artesanato de alta qualidade e preços convidativos. Ao longo da avenida que dá acesso ao centro histórico, é possível observar muitos dos coloridos e criativos ateliês que produzem peças feitas em madeira, cerâmica e couro.

O centro histórico da cidade mantém suas igrejas e casarões bem conservados.


ATRAÇÕES NATURAIS EM PRADOS

APA São José

APA São José

A APA São José e o REVS Libélulas da Serra de São José estão localizados em áreas dos municípios de Prados, Tiradentes, São João Del Rei, Coronel Xavier Chaves e Santa Cruz de Minas, em Minas Gerais. A Casa da Serra, localizada no município de Prados, é o momento de interpretação da riqueza regional, com ênfase na biodiversidade dessas duas unidades de conservação aí presentes. Além dos temas relacionados ao meio físico e aos biomas presentes, grande destaque é dado à fauna de libélulas. Essas áreas protegidas abrigam cerca de 50% das espécies de libélulas que ocorrem no Estado de Minas Gerais

Serra São José

Serra São José

Altitude máxima 1430m, abriga espécies endêmicas de orquídeas e libélulas, as margens da Estrada Real foi palco do movimento da Inconfidência Mineira tendo aos pés da Serra a Fazenda Ponta do Morro da Hipólita Jacinta de Melo, única inconfidente mulher. Nela pode se encontrar cavernas e grutas ainda não exploradas, cachoeiras e trilhas. Chame sempre um guia!

Estrada Parque Prados

Estrada Parque Passos dos Fundadores: uma linda surpresa em Minas Gerais -  Rodas nos pés

Com um percurso de dez quilômetros de extensão, a Estrada Parque Passos dos Fundadores margeia a famosa serra, ligando Tiradentes à cidade de Prados. Cenário ideal para caminhadas, bike, quadriciclo, moto e cavalgada, estas modalidades de lazer podem ser praticadas por pessoas com diferentes níveis de experiência e preparo físico, até mesmo aqueles acostumados a atividades mais leves.

ATRAÇÕES CULTURAIS EM PRADOS

Ateliê Ferreira

Ateliê Ferreira

Arte passada de pai para filho, o ateliê reproduz com fidelidade de detalhes animais de pequeno, médio e grande porte. o turista tem a oportunidade de assistir a produção de itens.

Centro Histórico de Prados

Centro Histórico de Prados

O núcleo histórico-urbano existente em Prados/MG possui um rico diálogo com a arquitetura colonial, representada principalmente pelos dois principais templos religiosos da cidade: as Igrejas Matriz e do Rosário. No entanto, a própria construção civil traz marcas dos modos de habitar dos séculos XVIII e XIX. Muitas dessas edificações foram erguidas ou remodelas ao longo do oitocentismo, mas os casarões do século anterior também se integram a essa estrutura predial, sem apresentar mudanças muito significativas.

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Foto: Léo Carvalho

A construção da Igreja de Nossa Senhora do Rosário pode ser datada nas proximidades da década de 1770. Sua obra é atribuída à população escrava da freguesia. Em 1778 já há registros de atividades nessa capela, como sepultamentos e missas. A construção dessa igreja foi viabilizada pelas Irmandades das Mercês dos Crioulos e de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.

Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição

Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição

No ano de 1718, a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Prados foi provida canonicamente pelo bispo do Rio de Janeiro e, em 16 de janeiro de 1752, um Alvará Régio criou a Vigairaria Colada à Igreja Matriz de Prados, já então subordinada ao Bispado de Mariana. Os vigários colados, ao serem provisionados pelo bispo, recebiam a paróquia em propriedade e adquiriam o direito a uma renda anual, a côngrua, paga diretamente pela Coroa Portuguesa para evitar a mendicidade dos padres e afastá-los dos ofícios tidos por indecorosos. A Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Prados faz parte da Diocese de São João del Rei desde a criação desta, em 1960, e foi feita sede de forania em 1989.

Casa Torta

Casa Torta em Bichinho - Dica de Turismo em Tiradentes e Prados - MG

A Casa Torta é divertida, aconchegante e surpreendentemente torta. Um espaço de recordações, lúdico e interativo que agrada aqueles que gostam de cor, riso, poesia e arte. O encantamento é o anfitrião deste projeto que agrada a gente de todo o tamanho, pois é bonito de olhar, divertido para brincar, bacana para fotografar e gostoso de conviver em meio à natureza. Fica em um distrito de Prados chamado Bichinho.

Fonte: https://www.minasgerais.com.br/ e https://www.pradosmg.com.br/

Outros

Temos o prazer de entregar a você a edição 15!

“A verdadeira coragem é ir atrás de seus sonhos mesmo quando todos dizem que eles são impossíveis.”
Cora Coralina

O lançamento de cada número da revista é sempre algo a ser saudado com entusiasmo. E, desta vez, decidimos ousar e fazer uma edição diferente — com duas capas.

Vale ressaltar que, com circulação em 16 cidades mineiras, sempre trazemos novas parcerias. Trata-se de contribuições positivas para a construção de novos conhecimentos e, também, para a divulgação do resultado de um esforço que, muitas vezes, fica restrito a poucos.

Por isso, nesta 15ª edição, mais parceiros são os protagonistas. A British and American School, que está na capa, já se faz presente no mercado há quase 23 anos. Tem um leque de cursos que abrange todas as faixas etárias, tratando seu aluno como um verdadeiro melhor amigo. Também na capa, a CJR Contabilidade traz tudo sobre os serviços prestados pelo contador Carlos e seus colaboradores, de forma eficiente e com qualidade.

E as novidades não param por aí. A revista está repleta de informações valiosas e boas práticas, como a moda sustentável, mostrando que é possível renovar o visual sem se entregar ao consumismo desenfreado.

Também conversamos com a blogueira e influencer Lili Veloso, que assina o Correio Fashion, sempre atenta às questões humanitárias, sociais e ambientais, buscando encorajar e empoderar suas seguidoras.

Achou que estávamos nos esquecendo do turismo mineiro? Nunca! Você também vai encontrar várias dicas de passeios e hospedagens em Monte Verde, Carrancas e São Lourenço.

Entre tantos outros temas importantes como saúde, esporte e tecnologia, você, leitor, certamente terá ótimos momentos de leitura e vai se surpreender com tudo o que preparamos com tanto carinho e dedicação. Não é à toa que, agora, até o Mercado Central de Belo Horizonte é um dos nossos pontos de distribuição de exemplares!

Desejo a todos uma ótima leitura!

Clarisse Alves
Editora Viva Minas
(32)9.8864-5127 / (31)9.9968-3073
clarisse@vivaminas.com.br

Para ler a 15ª edição online clique https://vivaminas.com.br/15a-edicao/


Notice: Undefined variable: categoria in /home/vivaminas/www/wp-content/themes/vivaminas/content.php on line 26

Revista Viva Minas – edição 14

Enfim, pronta!

Já são 14 edições, 8 anos de trabalho, muito aprendizado, aperfeiçoamento, amadurecimento e GRATIDÃO!

A cada nova edição encaro novos desafios, conheço pessoas, lugares, e me encanto. Leitores, anunciantes, colaboradores… Todos os que, de alguma forma, continuam me incentivando e emanando boas energias, como a nova colunista e colaboradora Aline Cristina — um ser iluminado — de Conselheiro Lafaiete, com o conhecimento do coach Fábio Cruz (fabiocruz.me) e a força e carinho dos amigos, familiares e do André.

A edição 14 está recheada de conteúdo que corresponde à toda essa positividade. Para começar, traz um especial sobre turismo, para que você conheça um pouco mais sobre os municípios em que circulamos, além de Catas Altas e a Rota do Café, em São Lourenço.

Também demos um pulinho ali na capital mineira, Belo Horizonte. E os nossos jornalistas se empenharam para trazer ótimas experiências e entrevistas com profissionais excelentes na área de saúde e, ainda, para lhe fazer degustar o sabor do 3º melhor mercado do mundo, o Mercado Central.

Na capa, nossa querida coach Aline, junto aos seus parceiros Anne e Rafael, fala sobre o desejo de se tornar um líder funcional, vendo no empreendedorismo a possibilidade de se trabalhar com aquilo que realmente se gosta. Nas demais páginas, é possível navegar também por outros assuntos, como esporte, música, direito e muito mais.

Enfim, muito conteúdo de qualidade e jornalismo responsável — é isto que a equipe Viva Minas traz para você, leitor. O compromisso com cada um de vocês é a nossa fórmula de sucesso! Termino ainda dizendo uma frase de Frank Clark, que faz todo o sentido para nossa caminhada em todas essas edições:

“Se você encontrar um caminho sem obstáculos, ele provavelmente não o levara a lugar nenhum.”

Aventure-se e boa leitura!

 

Clarisse Alves

Editora Viva Minas

clarisse@vivaminas.com.br

(32)9.8864-5127 / (31)9. 9968-3073

 

 

 

Cultura

COMUNIDADE DE PRADOS TRANSFORMARÁ ESCOLA FECHADA EM CENTRO CULTURAL

image

A mão direita teimava em fazer os traços errados, mas com a ajuda da professora, o mestre de obras Osvaldo Teixeira, 53, conseguiu pela primeira vez escrever seu nome em uma folha de papel. Naquela época, quando tinha 6 anos, ele era um dos alunos da escolinha do Gritador, localizada no povoado de Vitoriano Veloso, mais conhecido como Bichinho, em Prados, no Campo das Vertentes. Hoje, quase cinco décadas depois, será ele um dos responsáveis pela obra de reforma das ruínas onde funcionou o colégio – desativado pela prefeitura da cidade há mais de 20 anos.

A iniciativa, que tem o apoio do Instituto Transformar, está sendo feita por cerca de 50 moradores da comunidade, que, sem o auxílio de verbas públicas, se uniram para fazer vaquinhas e arrecadar o montante de R$ 50 mil pela internet. Para isso, eles usaram a plataforma de financiamento coletivo Kickante. A ideia dos moradores não é reativar a escola, mas sim transformar o espaço no Centro Cultural do Gritador. Até domingo (31), eles já tinham arrecadado mais de R$ 9 mil.

“Queremos criar um acesso na comunidade para programas culturais, que, atualmente, não existem por aqui. Implantar ali uma biblioteca e desenvolver no local da antiga escola um espaço para oficinas e debates”, disse Mariana Martins, 49, uma das pessoas à frente da ação.

Hoje, o imóvel onde funcionava a escola – que também não havia sido construída pelo poder público, mas por um mutirão de moradores na década de 60 – sofre com a degradação. “Não vai ser muito fácil reformar o imóvel. Vai render alguns belos dias de trabalho, mas vamos fazer com muita gratidão. Ali era minha escolinha, e o pouco que eu sei de estudo nessa vida, aprendi nesse local”, disse Osvaldo Teixeira.

De acordo com o mestre de obras, para a reforma, a princípio, ele irá trabalhar com apenas mais um pedreiro. “O que está planejando é isso, mas toda a comunidade está muito empolgada. Aqui, quando falamos da reforma da escola, os olhos de todo mundo até brilham, porque, querendo ou não, parte da nossa história está ali”, acrescentou ele.

Hoje com 70 anos, a aposentada Terezinha Trindade foi a primeira professora do colégio e também é outra moradora que está feliz com a revitalização do prédio da escola. “Nós, uma vez, já tentamos fazer um abaixo-assinado, mas não deu muito certo. Mas, agora, com todo mundo envolvido e juntando forças, acho que ela vai voltar, para a alegria de todos”, afirmou.

Planejamento. Segundo Mariana Martins, a expectativa é que, até o fim deste ano, a restauração do colégio seja concluída. No projeto, estão previstas a recuperação de paredes e telhado, pintura e melhoria na iluminação.

“Nós estamos com essa plataforma de financiamento de R$ 50 mil. É um valor que será usado para essa reforma e, também, para uma futura manutenção. Nossa intenção é começar as obras em setembro”, disse ela.

A Prefeitura de Prados, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, irá contribuir com a manutenção do Centro Cultural do Gritador após a restauração do prédio da antiga escola. De acordo com a secretária de Cultura e Turismo da cidade, Keila Velho, a escola foi fechada devido à falta de alunos e porque a comunidade de Bichinho já frequentava outro colégio.

O projeto

image-136

Com obras previstas para começar em setembro, os objetivos do Espaço Cultural Gritador, que deverá ficar pronto até o fim deste ano, são:

Facilitar o acesso à produção artística na região em local específico para ações culturais.

Criar condições para a realização de programas de recreação ou vivência e rodas livres de expressão.

Promover o resgate da memória e a valorização da história local, com debates, conferências e exposições.

Participe das doações clicando AQUI.

DROGAS

Revitalização de espaço levará mais segurança a vilarejo

Se a empolgação com a retomada do antigo colégio é grande entre os moradores de Bichinho, a sensação também é de alívio e de mais segurança. Isso porque, desde que foi desativada, a escola vem sendo utilizada para uso de drogas e sexo. “Nada disso combina com colégio, com o que foi planejado quando todo mundo se juntou para construir isso aqui. E a gente acredita que, com a revitalização, essas coisas feias não aconteçam mais na escolinha”, contou esperançosa a aposentada Terezinha Trindade, 70.

Opinião semelhante tem Mariana Martins, uma das pessoas à frente do projeto. Para ela, que nem é da cidade, mas possui uma casa no vilarejo, a revitalização do espaço irá inibir a presença de vândalos e criminosos.

“Como atualmente está tudo abandonado e escuro, é um chamariz para quem quer fazer coisa ilegal. Então, além do benefício cultural, que esperamos ser grande, a comunidade também irá ganhar um pouco mais de tranquilidade nesse espaço”, disse Mariana.

O vilarejo. Desde 1938, a comunidade de Vitoriano Veloso pertence ao município de Prados, que fica a 12 km de distância. Entretanto, fica mais perto (7 km) da cidade histórica de Tiradentes, também no Campo das Vertentes.

Com a proximidade, a comunidade, que tem cerca de mil habitantes, chega a duplicar sua população durante os fins de semana, quando a região recebe turistas. (JC)

Informações O Tempo

Cultura

VIVA MINAS EDIÇÃO 12 – A SUA REVISTA ESTÁ DE CARA NOVA!

Viva o novo!

Diante de situações adversas, sempre podemos descobrir o que temos de melhor. A ética, a amizade e a capacidade de promovermos alianças positivas são algumas dessas boas descobertas. E nada é tão prazeroso quanto a vitória e a superação diante dessas fases difíceis.

Durante esse tempo entre a última edição e esta, surgiu a necessidade de melhorar os mecanismos de comunicação, e trazer uma revista de qualidade superior à que já oferecíamos anteriormente.

Resolvemos apresentar um material com linguagem mais clara e agradável, mais forte, mais descolado e também mais ligado às novas tecnologias e à cultura digital. Além disso, expandimos ainda mais nosso trabalho na cidade de Conselheiro Lafaiete.

Nesta edição, conversamos com Sr. Nilson Barbosa, empresário de sucesso no setor hoteleiro da pequena, porém charmosa cidade de Tiradentes. Ele é um bom exemplo de que sempre precisamos inovar e buscar novos horizontes, oportunidades e dar um voto de confiança para as mudanças da vida!

Essas mudanças são sempre delicadas, mas essenciais para o crescimento de todos! Mas o que nunca muda é a nossa filosofia, de sempre fazer uma revista à sua altura, querido leitor!

Boa leitura (e boas mudanças)!