Tag Archives: planejamento

Economia

A importância do planejamento financeiro

O planejamento é uma ferramenta essencial em nossas vidas, seja para iniciar uma construção, seja para realizar uma viagem — e com as finanças pessoais não é diferente. Em um cenário macroeconômico com elevado número de desempregados, pressão inflacionária e atividade econômica caminhando a passos de tartaruga, estar com o planejamento financeiro em dia deixou de ser um privilégio das pessoas que têm um bom nível de educação financeira para se tornar uma necessidade de todos em tempos de crise.

O intuito desta coluna é justamente despertar nos leitores a importância de planejar as suas finanças pessoais, no curto, médio ou longo prazo. Infelizmente, este economista que aqui escreve não tem poderes sobrenaturais
de premonição ou uma bola de cristal para dizer, com exatidão, os rumos da economia e o impacto que vai causar na sua vida nos próximos meses ou anos. Todavia, é possível dotar você de conhecimento e das ferramentas necessárias para não repetir as decisões errôneas do passado, propiciar um presente mais tranquilo e um futuro próspero.
Ao exercitar um pouco a memória e voltar brevemente ao passado, eu pergunto: você foi capaz de prever o surgimento da pandemia?

Acredito que, tirando os aficionados por filmes de apocalipse zumbi ou profetas do fim dos tempos, ninguém teria imaginado uma situação dessa magnitude, responsável por impactar avida de toda população mundial.
O contexto econômico que estamos vivenciando nos remete a uma das principais bases do planejamento financeiro: a única certeza que temos é que imprevistos e situações fora do nosso controle sempre vão acontecer. Quando vai acontecer é impossível saber, agora, o quanto esse imprevisto ou situação vai impactar sua vida financeira, isso pode e deve ser minimizado por um planejamento financeiro de qualidade.

Com base nesse raciocínio, fica a pergunta: se por acaso hoje você ficasse sem renda alguma, por quantos meses seria capaz de sobreviver sem se desfazer dos seus bens ou recorrer a empréstimos?

Em meu instagram @willer.moraes, diariamente, posto dicas que poderão ajudar você a colocar sua educação e vida financeiras em dia!

Texto: Willer Moraes
Economista e Consultor Financeiro

Saúde

Cuidados com a alimentação para o casamento

As preocupações com os preparativos para o casamento são infinitas, envolvem muitas decisões que são necessárias para que o grande dia seja um momento especial. Só que todo o planejamento ou pré-casamento é algo que demanda tempo, muitos compromissos, ansiedades… E os cuidados pessoais, dentre eles a alimentação, não podem ser deixados de lado.
O medo de engordar, de não entrar no vestido, de não agradar no grande dia faz com que muitas noivas se submetam a restrições e privações alimentares que podem colocar em risco a sua saúde.
O cuidado com a sua alimentação é algo fundamental e não pode ser esquecido ou ser deixado de lado, pois ela é a responsável por proporcionar energia para que você tenha disposição para aproveitar cada minuto do seu grande dia e o começo dessa nova fase da sua vida. Para que você possa cuidar de você e da sua saúde eu preparei algumas dicas de como comer melhor e ter uma alimentação mais nutritiva e saudável.
Essas dicas vão te ajudar a ter saúde e aproveitar com energia o seu grande dia. O vestido? Ele vai servir em você e não você nele.

Confira os 8 passos:

1- Comece o planejamento com antecedência
Assim como você planeja o seu casamento com antecedência, a mesma coisa é com a alimentação. Portanto, faça um planejamento das suas refeições semanalmente ou mensalmente. Reserve um dia e dedique algumas horas para planejar o cardápio ou anote as sugestões de pratos da semana. Isso vai ajudar a evitar pedir sempre o fast food pelo delivery, por falta de tempo e de opção para comer nos dias mais corridos.

2- Faça uma lista de compras
Com o cardápio em mãos, é hora de ir às compras. Separe um dia que seja mais tranquilo para ir ao mercado fazer a sua compra semanal ou faça pelo delivery. A lista de compras é uma ótima aliada para que você compre somente o que é necessário, além de economizar o seu bolso.

3- Deixe a sua semana mais prática
Ao chegar do mercado, deixe alguns alimentos já lavados, cortados ou descascados para facilitar a sua rotina e, se possível, já prepare saladas de pote, faça uma quantidade maior de comida e congele algumas marmitas para levar para o trabalho.

4- Não pule o café da manhã
É a sua refeição principal do dia, que vai dar mais energia e disposição. Dessa forma, você não chega faminta na próxima refeição a ponto de comer em excesso. Tomando o café da manhã, você vai comer menos nas próximas refeições. Por isso, acorde mais cedo para preparar o seu café ou, se tem dificuldade em acordar cedo e sempre
fica atrasada, deixe o seu desjejum adiantado na noite anterior. Assim, você não corre o risco de ficar sem comer ou se esquecer de levar algo para o trabalho.

5- Leve os seus lanches
Tenha sempre na sua bolsa opções de lanches rápidos e práticos e que não estragam facilmente, como frutas frescas e desidratadas, biscoitos integrais, cookies e castanhas, para os dias mais corridos e intensos de compromissos. Já para os dias de imprevistos, em que seja preciso lanchar na rua, opte por uma lanchonete que tenha opções naturais e saudáveis para comer.

6- Monte pratos variados e coloridos
Uma alimentação saudável deve ser variada e equilibrada. Por isso, varie bastante os tipos de alimentos e os tipos de preparações das suas refeições. A variedade de alimentos é muito importante, pois não deixa a alimentação monótona. Além disso, o nosso organismo gosta e pede por variedade para que possamos garantir a ele os mais diversos nutrientes para o seu funcionamento. Então, quanto mais colorida for a sua alimentação, mais diferentes teores de nutrientes ela terá.

7- Mantenha o corpo sempre hidratado
Ter uma garrafinha de água por perto pode ajudar a lembrar de beber água. A hidratação é fundamental para o funcionamento do corpo e, para isso, nada melhor do que tomar água fresca ou gelada, água de coco ou uma água aromatizada (limão, laranja, abacaxi, morango, hortelã, manjericão, gengibre, canela), que fica uma delícia!

8- Coma conscientemente
Até o dia do casamento, você terá muitos eventos, encontros com as madrinhas, amigos ou com a família, provas de pratos doces e salgados, além do bolo para a festa. Não se prive de aproveitar esses momentos por medo de ganhar uns quilos a mais, já que o corpo se equilibra ao longo de semanas, meses ou anos, e não vai ser uma única refeição ou um evento isolado diante de uma rotina alimentar saudável que vai fazer você engordar. Permita-se comer com consciência, respeitando os limites do seu corpo, como os sinais de fome, saciedade e vontades. Dessa maneira, o risco de comer exageradamente será bem menor.

Texto: Ariele Souza Nutricionista / Terapeuta nutricional – CRN 915402 Pós graduada em Nutrição Clínica, Funcional e Fitoterapia Capacitada em alimentação consciente e intuitiva @arielesousanutri

Economia

Não começou seu planejamento financeiro? Confira essas dicas para se organizar ainda em 2021

Ainda dá tempo de realizar seus objetivos neste ano, segundo educadora financeira do Sicoob

Seis meses já se passaram desde que o ano começou e você continua com uma bagunça na sua vida financeira? Não seguiu aquela listinha de tarefas que fez antes do Ano Novo e, ao olhar para sua conta bancária, acha que não tem mais solução? Pois fique calmo. Segundo a educadora financeira Louize Oliveira, do Sicoob, ainda dá tempo de construir o seu planejamento financeiro: para isso, é importante que você tenha vontade de mudar os seus hábitos, fazer cálculos e colocar a mão na massa.

De acordo com Louize, este é o momento crucial para você retomar o controle da sua vida financeira. “No início do segundo semestre, é comum que as pessoas revisem as suas metas de ano novo. É nesse momento que muita gente percebe que não seguiu o planejamento financeiro e algumas metas ficaram comprometidas. Mas, calma! Não é a hora de jogar tudo para o alto. Ainda dá tempo de virar esse jogo”, explica.

Para a educadora, o importante agora é ter calma e não fazer metas mirabolantes. “Não vai adiantar dobrar o valor que você queria guardar por mês ou cortar gastos mensais sem planejamento. Se você fizer isso, é provável que você fique ainda mais frustrado”, diz. O ideal é refazer as contas, sempre com metas factíveis e alcançáveis, mesmo que comece com poucos passos. “É possível, por exemplo, definir um valor mensal para ser guardado e, a cada período, aumentar um pouco este número”.

E se você se encontra nessa situação e está se sentindo culpado, Louize também ressalta que o período de pandemia está sendo realmente mais complicado para a organização financeira das famílias. “Antes, nós já tínhamos a previsão dos nossos gastos mensais. Por exemplo: transporte, mercado, aluguel e outros. Agora, os hábitos mudaram bastante, principalmente com a alta do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), índice oficial da inflação no país, que nos últimos dias se mostrou crescente e, consequentemente, isso afeta o poder de compra do cidadão: quando a inflação sobe, o poder de compra cai”, afirma.

Em comparação com 2019, os gastos dos cooperados do Sicoob com compras on-line aumentou em 47% no ano passado, saindo de R$ 3,2 bilhões e saltando para R$ 4,7 bilhões. “É preciso ficar atento. Estamos expostos a muitos anúncios, por exemplo, de uma roupa ‘baratinha’, um fone ‘baratinho’, uma comida diferente. No fim do mês, quando você vai somar tudo, aquilo pesa no bolso”.

Mas o que fazer, então?

Além da calma que Louize já citou, não tem jeito: é importante ter papel, caneta e calculadora (ou um notebook) em mãos e calcular. Comece pelo que você quer fazer, seja quitar uma dívida, construir a sua reserva de emergência ou fazer um investimento. Faça as contas, veja quanto é necessário para chegar ao objetivo, registre sua renda e seus gastos mensais, veja quanto seria necessário guardar por mês para conseguir alcançar a sua meta.

O curso Se Liga Finanças Online poderá te ajudar nessa fase de planejamento financeiro. Acesse www.online.seligafinancas.com.br e faça a sua inscrição no curso, que tem curta duração, é totalmente online e gratuito, e foi desenvolvido pelo Instituto Sicoob para te ajudar a dominar as “regras do jogo” das finanças.

E não se esqueça que em breve vão bater à sua porta o IPVA, IPTU, renovação de seguros, renovação de matrícula e lista de material escolar. Portanto, se for possível, já comece a guardar uma “grana” para quitar de vez os fantasmas do começo do ano. Outra dica é olhar para o extrato do mês anterior: veja o quanto gastou com itens desnecessários ou “bobagens”, seja uma refeição que você poderia fazer por si próprio, um celular que não seria necessário ser trocado ou até a lâmpada acesa durante o dia todo que pesou na conta de luz. “Dessa forma fica mais fácil cortar gastos e começar a poupar. Ainda dá tempo de iniciar este ano”, finaliza a especialista.

E para quem acha que está gastando muito com tarifas, taxas e juros, vale entrar em contato com uma cooperativa financeira. Somente em 2020, os cooperados do Sicoob deixaram de gastar mais de R$ 8 bilhões por conta das cobranças mais justas no cooperativismo financeiro.

Sobre o Sicoob – Instituição financeira cooperativa, o Sicoob tem mais de 5 milhões de cooperados e está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Oferecendo serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, adquirência de meios eletrônicos de pagamento, dentre outras soluções financeiras, o Sicoob é a única instituição financeira presente em mais de 300 municípios. É formado por mais de 370 cooperativas singulares, 16 cooperativas centrais e pelo Centro Cooperativo Sicoob (CCS), composto por uma confederação e um banco cooperativo, além de processadora e bandeira de cartões, administradora de consórcios, entidade de previdência complementar, seguradora e um instituto voltado para o investimento social. Ocupa a segunda colocação entre as instituições financeiras com maior quantidade de agências no Brasil, segundo ranking do Banco Central, com 3.480 pontos de atendimento. Acesse https://www.sicoob.com.br para mais informações.

Informações para a imprensa:  
Approach Comunicação – 11 3846-5787 
Karina Dorlitz - Karina.dorlitz@approach.com.br - ramal 83 | 11 97662-5502 
Raphael Pozzi - raphael.pozzi@approach.com.br - ramal 30 | 11 98730-7710