Tag Archives: outubro rosa

Saúde

Outubro rosa, confira como a nutrição pode ajudar na prevenção da doença

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres em países desenvolvidos e em desenvolvimento. As taxas estão aumentando em todo o mundo, em particular nos casos de pós-menopausa.
Entre os fatores de risco bem estabelecidos estão, histórico familiar, idade da menarca e da menopausa, vida reprodutiva, consumo excessivo de álcool, fumo e dietas ocidentais ricas em calorias e pobres em nutrientes.
As diretrizes de prevenção do World CâncerResearch Fund (WCRF) recomendam manter um peso saudável, praticar 150 minutos de exercícios físicos de intensidade moderada por semana, limitar o consumo de álcool e comer uma dieta estilo mediterrânea, rica em vegetais, grãos integrais e gorduras saudáveis. O WCRF também afirma que os hábitos alimentares têm papel importante na prevenção e tratamento da doença.

Por isso, listo aqui, alguns alimentos que podem fazer parte de uma rotina alimentar saudável e com isso ajudar a prevenir e a tratar câncer de mama:

Ácidos graxos ômega-3: Peixes gordurosos, incluindo salmão, sardinha e cavala, são conhecidos por seus impressionantes benefícios à saúde incluindo efeito protetor contra o câncer.

• No estudo de 2015 sobre os Ácidos graxos ômega-3 na prevenção ao câncer de mama, que avaliou mulheres com altas taxas de ingestão de ômega-3 marinhos eicosapentaenoico (EPA), e ácido docosaexaenoico (DHA) em relação ao ácido araquidônico ômega-6, o resultado apontou que os ácidos graxos EPA e DHA são mediadores lipídicos importantes, associados à diminuição da inflamação e estão associados na prevenção da doença.

• A associação entre o risco de câncer de mama e a ingestão de ácidos graxos poli-insaturados n-3 (PUFA), também foi avaliada por uma meta-análise com 21 estudos de coorte prospectivos envolvendo 20.905 casos da doença e 883.585 participantes. O resultado mostrou que o consumo mais alto de PUFA n-3 está associado a uma redução de 14% no risco de câncer de mama.

Quercetina: É um pigmento flavonoide, com atividade antioxidante encontrado em várias frutas evegetais como brócolis, cebola, maçã, pimentão, morango, mirtilo e uva.

• Estudos sugerem que os efeitos protetores da quercetina resultam da morte de células cancerosas, restauração de genes supressores de tumor e inibição da expressão de oncogene.
• A quercetina também aumenta os efeitos quimioterápicos da doxorrubicina(quimioterápico de primeira linha para câncer de mama) contra as células do câncer de mama, e reduz seus efeitos colaterais citotóxicos.

Epigalocatequina-3-Galato (EGCG): Esta substância presente no chá verde, foi amplamente estudado por seu potencial efeito protetor de vários tipos de cânceres em humanos. Em comparação com outros chás, ele contém a maior quantidade de compostos bioativos que pertencem ao grupo dos polifenóis.

• Há evidências de que o EGCG exerce efeitos protetores contra a tumorigênese.Estudos experimentais mostram que os polifenóis podem modular várias vias de sinalização, e regular o crescimento, a sobrevivência e a metástase de células cancerosas em vários níveis.Dados in vitro demonstraram que os polifenóis podem induzir a morte celular programada em células de câncer de mama, seja por uma indução específica, ou por modulação epigenética da expressão de genes relacionados à apoptose.

Ervas e especiarias: Salsa, alecrim, orégano, tomilho, cúrcuma, curry e gengibre, contêm compostos vegetais que podem ajudar a proteger contra o câncer de mama como vitamina A, C, K, zinco, ferro, magnésio, cálcio e potássio. Além disso, possuem propriedades antioxidantes antibactericidas, anti-inflamatórias e anticâncer.

Grãos integrais: Quinoa, arroz integral, aveia, arroz selvagem, painço, cevada
• Na revisão sistemática e meta-análise de 2018, sobre associação entre a ingestão de grãos integrais e o risco de câncer de mama, com 11 estudos, sendo 4 de coorte e 7 de caso-controle, envolvendo 131.151 participantes e 11.589 casos de câncer de mama, os resultados mostraram que a ingestão de grãos integrais, esta associada a um risco reduzido de câncer de mama.
Vegetais com folhas verdes: Couve, rúcula, espinafre, mostarda e acelga, são apenas alguns dos vegetais de folhas verdes que podem ter propriedades anticâncer.

• Uma análise conjunta de 8 estudos de coorte de 2012, compreendendo mais de 80% dos dados prospectivos publicados no mundo sobre carotenoides plasmáticos ou séricos e câncer de mama, incluindo 3.055 casos e 3956 indivíduos controle, sugere que mulheres com níveis circulantes mais elevados de α-caroteno, β-caroteno, luteína, zeaxantina, licopeno e carotenoides totais, podem ter risco reduzido de câncer de mama.

• Em outro estudo de 2015, sobre carotenoides plasmáticos e risco de câncer de mama ao longo de 20 anos de acompanhamento com 32.826 mulheres, os autores concluíram que, as mulheres com alto teor de carotenoides no plasma tinham risco reduzido de câncer de mama, particularmente para doença mais agressiva e fatal.

Folato (vitamina B9). Os feijões, lentilha, ervilha, grão de bico, ovo, carne e vísceras. Não é difícil conseguir um bom aporte da vitamina se o cardápio incluir estes alimentos.

• Uma análise conjunta de 23 estudos prospectivos envolvendo um total de 41.516 casos de câncer de mama e 1.171.048 indivíduos. Descobriu-se que a ingestão de folato está associada a uma redução de 18% no risco de desenvolver câncer de mama.

• Além disso a ingestão alimentar relativamente alta de folato, foi inversamente associada ao risco de câncer no útero, ovários. eendométrio.

Vitamina B6: É encontrada com maior frequência em alimentos de origem animal,como carnes, de porco, leite e ovos. Entre os alimentos de origem vegetal, as principais fontes são, batata inglesa, aveia, banana, gérmen de trigo, abacate, levedo de cerveja, cereais, sementes e nozes.

• Uma análise combinada de 5 estudos realizados nos Estados Unidos, incluindo 2.509 casos de câncer de mama, mostrou que níveis elevados de piridoxal 5fosfato sérico (forma ativa da vitamina B6), foram associados a redução de 20% no risco de câncer de mama, em comparação com níveis baixos entre mulheres na pós-menopausa.

Curcumina: A cúrcuma é uma especiaria amarela com um sabor específico, usada na culinária asiática. A curcumina é um composto poli fenólico secundário isolado da cúrcuma. O efeito quimiopreventivo da curcumina em relação à ao câncer de mama foi observado nas fases de iniciação e pós-iniciação, e foi descoberto que ela inibe significativamente o início do adenocarcinoma mamário.

• O uso concomitante de piperina aumenta a absorção, concentração sérica e biodisponibilidade da curcumina em humanos em até 20 vezes.

Frutas cítricas: Laranjas, limões, limas, tangerinas, acerola. Estas frutas possuem compostos que podem diminuir o fator de risco contra o câncer de mama, incluindo folato, vitamina C e carotenoides como beta criptoxantina e beta caroteno, além de antioxidantes flavonoides como quercetina, hesperidina e naringenina. Esses nutrientes fornecem efeitos antioxidantes, anticâncer e anti-inflamatórios.

• Uma revisão sistemática quantitativa de 2013, sobre a Ingestão de frutas cítricas e risco de câncer de mama, incluindo 6 estudos e 8.393 participantes, mostrou associação inversa entre a ingestão de frutas cítricas e a risco de câncer de mama.

Vegetais crucíferos: Brócolis, couve-flor, espinafre, couve manteiga, rúcula, couve-de-bruxelas, repolho, agrião, folha de mostarda, nabo e rabanete. Estes contêm compostos glicosinolatos, que o corpo pode converter em moléculas de isotiocianatos. Este possui propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e anticâncer

• No estudo de abril de 2020, sobre glicosinolatos e isotiocianatos e risco de câncer de mama, com 1493 mulheres, mostrou que, ingestões mais altas de vegetais crucíferos, foram inversamente associadas ao risco de câncer de mama.

• Indol-3-Carbinol: é outro fitoquímico produzido pela quebra dos glicosinolatos, também demonstrou ser um potente agente quimio-preventivo para câncer de mama.

Dieta mediterrânea: A dieta é considerada um dos fatores modificáveis mais importantes, que contribuem para a prevenção do câncer de mama.

• No estudo Dieta mediterrânea espanhola e risco de câncer de mama de 2014, os autores concluíram que o padrão alimentar mediterrâneo tem papel protetor contra o risco de mortalidade pela doença. Este benefício pode ser atribuído ao efeito de nutrientes específicos na inflamação, dano e reparo do DNA, estresse oxidativo e modificações genéticas. Esses nutrientes incluem ácidos graxos ômega-3, polifenóis, resveratrol, compostos organossulfurados, quercetina, zinco e selênio.

Evite
Álcool: o consumo excessivo, pode aumentar significativamente o risco de câncer de mama.
Frituras. Uma alimentação rica em alimentos fritos pode aumentar significativamente o risco de câncer de mama.

Carnes processadas: bacon, linguiça e salsicha estão associados a um maior risco de desenvolver a doença.

Açúcar simples/ Carboidratos refinados: açúcar refinado pode aumentar significativamente o risco de câncer de mama, aumentando a inflamação e a expressão de certas enzimas relacionadas ao crescimento e disseminação do câncer.

Mais sobre Adriana Stavro:

Instagram @adrianastavronutri
Adriana Stavro – Nutricionista Mestre pelo Centro Universitário São Camilo
Especialista em Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) pelo Hospital Israelita Albert Einstein
Pós graduada em Nutrição funcional pela VP e em Fitoterapia pela Courses4U

Informações à imprensa:
Ana Lima Comunicação

Ana Paula Felix | Contato@analimacomunicacao.com | (11) 98877 – 7811
Bruna Munhoz | Bruna@analimacomunicacao.com | (11) 98510 – 3271
Ana Lima | Imprensa@analimacomunicacao.com | (11) 94732 – 5578
Rodrigo Fioratti | Rodrigo@analimacomunicacao.com | (11) 94753 – 5327

Sociedade

Projeto da UFOP realiza ações no Outubro Rosa

O “Fios de Solidariedade” vai ser entre 20 e 23 de outubro

A Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) celebra o Outubro Rosa com o Fios de Solidariedade. Em sua sétima edição, o evento traz uma programação que inclui cortes de cabelos nos salões parceiros em Ouro Preto e Mariana, além doação de perucas. Também serão realizados eventos on-line, como palestras temáticas, apresentações artísticas e oficinas. Em parceria com a Associação das Repúblicas Federais de Ouro Preto (Refop), a iniciativa pretende, ainda, arrecadar doações para montar cestas básicas que serão destinadas à APAE Ouro Preto e à Comunidade da Figueira de Mariana.

O PROJETO – O Fios de Solidariedade, do Programa Mais Saúde da UFOP, realiza desde 2014 um evento anual com o propósito de esclarecer a comunidade sobre a importância da prevenção e tratamento do câncer de mama. O evento anual marca o Outubro Rosa, mas também são recebidas doações de cabelo durante todo o ano. A ação tem, ainda, uma parceria com a ONG Fio de Luz, que produz próteses que são ofertadas a pacientes em tratamento ou pós-tratamento oncológico. Durante a pandemia, foram doadas duas perucas e 102 mechas de cabelo que foram recolhidas em cinco salões de Ouro Preto e Mariana.

OUTUBRO ROSA – O Outubro Rosa foi criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

Confira a programação: https://bit.ly/2G3Tqaj

Fonte: https://www.ouropreto.com.br/

Saúde

Outubro Rosa: Itabirito realiza mutirão de mamografias

Exames serão realizados até o fim do mês

Como ação especial do Outubro Rosa, mês dedicado ao cuidado da mulher focando na prevenção do câncer de mama e de colo de útero, a Prefeitura de Itabirito, por meio da Secretaria de Saúde, realizou uma parceria com a Instituição de Cooperação Intermunicipal do Médio Paraopeba – Cimesp de Betim para a realização de um mutirão de mamografia.

Ações de Conscientização na UBS Santa Ritta (1)

Os exames, que não terão custo extra para o município, começaram a ser realizados no dia 02 deste mês e vão até o próximo dia 30. No total, 232 mulheres da faixa etária de 35 a 49 anos que já aguardavam o exame farão o procedimento. De acordo com o vice-prefeito e secretário de Saúde, Wolney de Oliveira, o objetivo do mutirão é atender as mulheres que ainda não fazem parte do grupo prioritário. “Em Itabirito, não há espera para a realização de mamografia em pacientes acima de 50 anos, que formam o grupo prioritário. Portanto, quisemos dar oportunidade para as mulheres mais novas, como forma de aumentar a prevenção da doença”, salienta.

Programação Especial

Também com o objetivo de intensificar as ações de conscientização sobre a doença, a Secretaria de Saúde preparou uma programação especial nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Durante todo o mês, serão realizadas orientações nas salas de espera e palestras das unidades.

Ações de Conscientização na UBS Santa Ritta (3)Na semana do dia 22, decretado o Dia Municipal da Conscientização da Luta Contra o Câncer do Colo de Útero, que também atinge um grande número de mulheres, as ações serão ampliadas. Serão realizadas atividades lúdicas, teatro e relaxamento em todas as UBSs com participação dos agentes comunitários de saúde (ACS) e coordenação de profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf).

Confira a programação:

Segunda-feira, 23 de outubro

Orientação em sala de espera e atividades lúdicas em todas as UBSs

 
Terça-Feira, 24 de outubro

9h – Apresentação de teatro na UBS Nossa Senhora de Fátima

 
Quarta-feira, 25 de outubro

9h – Apresentação de teatro na UBS Central

14h – Apresentação de teatro na UBS Santa Rita

Horário a definir – Palestra sobre o câncer de mama na UBS Santa Rita

 
Quinta-feira, 26 de outubro

9h – Apresentação de teatro na UBS São José

Sexta-feira, 27 de outubro

8h – Apresentação de teatro na UBS Vila Gonçalo

 
Bruna Fontes
Secretaria de Comunicação
Prefeitura de Itabirito
(31) 3561-4061

Saúde

Funcionária da Santa Casa doa parte do cabelo em um ato de solidariedade

O cabelo é algo que completa o conjunto estrutural do corpo humano. Para as mulheres, principalmente, é tratado com muito cuidado porque faz parte da vaidade feminina contribuindo tanto para a beleza interior quanto para a exterior. Neste mês, quando se celebra o ‘Outubro Rosa’ em combate ao câncer de mama, a decisão da funcionária da Santa Casa de Misericórdia de Barbacena, Larisse Moura Alves Roland, comoveu a todos, pois decidiu doar parte de seu cabelo.

1
Larisse Moura antes do corte do cabelo

Para ela, seu cabelo foi além de uma simples vaidade de beleza. Ela cortou seu cabelo que será doado a uma instituição que produz perucas que são repassadas para aquelas mulheres que perderam o cabelo, acometidas pelo câncer. Segundo Larisse, ela tinha todo um cuidado com seu cabelo, pois era algo que prezava como fator importante para sua vida. “Minha decisão de cortá-lo para ser doado veio na última semana depois de uma mensagem que recebi de minha mãe, de uma criança que não tinha cabelo porque tinha câncer. Fiquei muito sensibilizada e não pensei duas vezes e decidi doar o meu cabelo”, disse emocionada e certa do importante ato de solidariedade que estava praticando. Destacou também que em sua família alguém já teve câncer, o que fortaleceu ainda mais seu ato de doação.

2
Larisse Moura depois do corte do cabelo

“No momento que cortava o cabelo, chorei muito, mas não pelo corte, e sim pela ação que estava praticando, pois puder sentir profundamente naquele momento o quanto é bom e importante pode ajudar alguém, mesmo não sabendo quem será beneficiado. “Sei do quanto é importante para as mulheres o cabelo. Tenho certeza que estarei contribuindo muito para melhorar a autoestima de alguém com a peruca que será confeccionada com o cabelo que, agora, não é mais meu, mas de alguém que tanto precisa”, pontuou muito emocionada.

Larisse cortou 35 cm de seu cabelo e não tem nenhum arrependimento do que fez. “Pude perceber que posso fazer muito mais pelas pessoas. Como é bom se sentir útil. “Vejo que ser solidário deve ser uma obrigação de todo ser humano”, destacou.

Foto: Divulgação

Flávia Siqueira
Publicitária | Jornalista
(32) 8479.2772

Saúde

Santa Casa promove ‘Outubro Rosa’ com ações voltadas para as funcionárias

A Santa Casa de Misericórdia de Barbacena iniciou nesta segunda-feira, uma série de atividades voltadas para o ‘Outubro Rosa’, uma importante e fundamental ação preventiva contra o câncer. Novamente, dentro da programação, a Santa Casa está com seu olhar voltado para suas funcionárias e uma das atividades será o exame preventivo que acontecerá dentro da instituição e oferecido gratuitamente para elas. Todas as terças e quartas-feiras, do mês de outubro, uma equipe estará à disposição das funcionárias que desejarem fazer o exame. Ainda terá também, para as mulheres com idade acima de 50 anos, o exame de mamografia.

A programação do ‘Outubro com um estande com atividades relacionadas à saúde da mulher, numa promoção dos estagiários de psicologia da Universidade Presidente Antônio Carlos – Unipac. Na parte da tarde, um ciclo de palestra: 14h – ‘Saúde da Mulher’, com Christiane Vieira, enfermeira obstetra da Unimed; 15h – ‘Câncer de mama, aspectos físicos e psíquicos’, com as psicólogas Isabela Campos e Kelly Miranda; encerrando, Cláudia Miranda falará sobre o tema “Cuidar de mim ou dos outros? Um desafio permanente”, às 16h.

No dia 6, dia da beleza, das 13h às 17h. No dia 8, um grande movimento na área central da cidade com a ‘Passeata em prol da saúde da mulher e prevenção ao câncer de mama’, com a participação de diversos setores da saúde de Barbacena. Concentração às 9h30, na praça do Rosário. Uma organização da Secretaria Municipal de Saúde e Programas Sociais – Sesaps. Na quinta-feira, dia 11, os estagiários do curso de enfermagem da Unipac estarão promovendo uma ação de conscientização dos funcionários e de todos que estiveram circulando pelo hospital, com distribuição de laços rosas.

Em um envolvimento ainda maior dos funcionários, de 24 a 28, a campanha ‘Eu vou de lenço’. Já na quarta-feira, 26, o dia do ‘Lenço Solidário’, e o recurso arrecadado será revertido para a APPC. Terá também corte de cabelo e escova, com a participação do Senac, nos dia 6, das 13h as 17h. Durante todo o mês, na portaria 4, arrecadação de gelatina que será doado para a APPC. O encerramento do ‘Outubro Rosa’ será no dia 31, em grande estilo.

Foto: Assessoria Comunicação Santa Casa

Participação dos estagiários do curso de psicologia da Unipac nas atividades do Outro Rosa