Tag Archives: orquestra sesiminas

Cultura

Sérgio Pererê e Vitor Santana celebram ‘canções praieiras’ de Caymmi junto à Orquestra Sesiminas

Em formato inédito, concerto integra o projeto “Encontros Musicais” e acontece no dia 23/6, quinta-feira, no Teatro do Sesiminas

Canções Praieiras – Vitor e Pererê – Foto Luiza Palhares

Título do clássico disco de Dorival Caymmi lançado em 1954, “Canções Praieiras” também nomeia o concerto que marca a terceira edição do projeto “Encontros Musicais”, uma série de encontros entre músicos de vertentes diferentes e, ao mesmo tempo, complementares. Realizado desde 2018 pelo Centro Cultural Sesiminas, em parceria com o produtor musical Kiko Klaus, o projeto convida os cantores Sérgio Pererê e Vitor Santana a interpretarem, junto à Orquestra Sesiminas, as canções do compositor baiano dedicadas ao universo do pescador e de quem vive à beira-mar. O concerto, em formato inédito, acontece no dia 23 de junho, quinta-feira, às 21h, no Teatro do Centro Cultural Sesiminas, com ingressos a R$30 (inteira) e R$15 (meia-entrada), que podem ser comprados online pela Sympla. 

O repertório do concerto – que agora contará com arranjos orquestrais, executados sob a batuta do maestro Felipe Magalhães –, traz canções como “O bem do Mar”, “A jangada voltou só”, “Milagre” e “Noite de temporal”, além de músicas registradas em outros discos de Caymmi e que guardam relação direta com o mar e seus mistérios. “Poder fazer este espetáculo cantando as canções praieiras de Caymmi é muito especial, ainda mais porque estamos falando de águas. A gente está vivendo um momento, já não é de agora, em que as emoções estão à flor da pele, e poder falar dessas águas, dessas pessoas e coisas que vão e vêm pelo mar é algo grandioso”, reflete Sérgio Pererê. “É grandioso, também, fazer o show, que já apresentamos outras vezes, com a Orquestra Sesiminas. Dá uma sensação de que as coisas vão crescendo, tomando força”.

Dorival Caymmi – Arquivo

Idealizado e apresentado pela primeira vez em 2016, na “1ª Edição da MIBH – Mostra de Intérpretes BH”, o espetáculo segue ganhando novos contornos, realizados a muitas mãos, como ressalta Pererê. “É muito bom lembrar que estamos fazendo juntos, eu e Vitor Santana, este grande parceiro. Para mim, é um show que celebra muitas alegrias ao mesmo tempo: o encontro com o Vitor, com a orquestra, com o mar, com Caymmi e com o público, depois de tanto tempo sem subir nos palcos. Acredito que emoção é a palavra-guia deste espetáculo”, sublinha o artista. Com produção executiva e direção artística de Rafael Guimarães, o show aconteceu apenas em outras duas ocasiões, além da estreia: no Teatro Alterosa, em 2016, e Museu de Arte da Pampulha, integrando a programação do “Projeto Domingo no Museu”, em 2017.

Para Vitor Santana, o projeto representa a conexão entre os “mundos” que compõem sua matriz musical e espiritual: Minas Gerais e Bahia. “Apesar de ser mineiro, eu tenho 40 verões e sete tios na Bahia; meu avô era baiano e meu coração também”, afirma. “Há 16 anos, eu frequento um lugar que me encanta e que traz muito da minha espiritualidade e da minha música, que é a Praia de Moreré, na Ilha de Boipeba. Moreré, que chegou a virar bloco de Carnaval em BH, é onde eu vivo as canções praieiras. É para onde, também, levo a minha energia de Minas, integrando este eixo fundamental da cultura brasileira. Por isso, para mim, este espetáculo é mais que um acontecimento mágico; é axé puro”, afirma, destacando a participação dos músicos Daniel Guedes (percussão) e Lucas Telles (violão).

Com arranjos orquestrais de Neto Bellotto e Rafael Martini, o concerto também integra a “Série de Concertos 2022”, da Orquestra Sesiminas, dentro do “Ciclo 2: Universo de Possibilidades”. “Sempre é tempo de reverenciar Dorival Caymmi, este grande manancial da música popular brasileira. Fazer Caymmi com a orquestra, que é um grupo instrumental geralmente ligado à música erudita, tem tudo a ver. Porque essa junção entre erudito e popular é algo muito presente nas composições de Dorival Caymmi”, afirma o maestro da Orquestra Sesiminas, Felipe Magalhães. “Dorival era um compositor popular, mas um erudito em sua maneira de compor. O eruditismo é decorrente do grande labor em torno de suas canções, que são de uma perfeição extraordinária e que está ligada a uma simplicidade totalmente orgânica, com detalhes e sutilezas que fazem toda a diferente. Canções com uma elaboração muito grande que tinha como norte a simplicidade perfeita”.

“Encontros Musicais”

Além deste encontro entre Sérgio Pererê, Vitor Santana e Orquestra Sesiminas, o projeto “Encontros Musicais” já realizou outros dois shows em 2022: Graveola e Orquestra Sesiminas e Marcelo Veronez. Depois de “Canções Praieiras”, as duas próximas apresentações já têm data: Moons, no dia 30 de junho; e Coral, no dia 15 de setembro. O projeto vem, desde 2018, promovendo a cena musical independente de Minas Gerais, com o principal objetivo de estreitar os laços entre artistas e público, valorizando a produção da música autoral contemporânea do estado. 

SERVIÇO: “Encontros Musicais” apresenta:
“Canções Praieiras” de Dorival Caymmi com Vitor Santana, Sérgio Pererê e Orquestra Sesiminas

Quando. Dia 23 de junho, quinta-feira, às 21h
Onde. Teatro do Centro Cultural Sesiminas (R. Padre Marinho, 60 – Santa Efigênia)
Quanto. R$30 (inteira) e R$15 (meia-entrada). Venda online pela Sympla
Classificação livre – Lugares marcados

Informações para a Imprensa

Cultura

Orquestra SESIMINAS será convidada da banda Graveola em show inédito

Saiba como adquirir ingressos para esse e outros espetáculos da 3ª edição do projeto Encontros Musicais

A 3ª edição do projeto Encontros Musicais, do SESI CULTURA, será aberta no próximo dia 7 de abril, com um espetáculo em que a banda Graveola convida a Orquestra SESIMINAS ao palco. A regência será do maestro Felipe Magalhães, com arranjos de Davi Fonseca e Luiza Brina. Os ingressos para o show, no Centro Cultural SESIMINAS, às 21h, já estão à venda neste link.

Ao longo deste ano, o projeto, realizado desde 2018, em parceria com o produtor musical Kiko Klaus, promoverá outras cinco apresentações, que terão os artistas Marcelo Veronez, Sérgio Pererê, Vitor Santana, Moons e Coral.

A série de shows tem como objetivo valorizar a produção musical local, garantindo espaço a diversos artistas mineiros. Além disso, o Centro Cultural SESIMINAS busca estreitar os laços entre o público e músicos do estado, incentivando a cultura e a música e estimulando a experimentação sonora e a construção de uma identidade musical em BH.

Repertório

No primeiro espetáculo da série, o Graveola apresentará o repertório de seu último disco de estúdio, o In Silence (2021, Deck), que mescla a energia solar de sempre com uma serenidade própria da maturidade do grupo. Clássicos como Insensatez e Lembrete, assim como o novo hit Nosso Estranho Amor, são algumas das músicas que o público poderá cantar junto, em arranjos únicos e inéditos.

Composta por 20 instrumentistas de cordas, a Orquestra SESIMINAS vai abrilhantar a noite com participação especial em quatro canções: Amaciar DurezaDessa VezAurora e In Silence. Os dois grupos vão se encontrar no palco pela primeira vez, o que permitirá ao público apreciar belas releituras orquestrais de canções que já fazem parte do repertório do Graveola.

Serviço:
Projeto Encontros Musicais apresenta: Graveola convida Orquestra Sesiminas
Dia 7 de abril, às 21h
No Teatro SESIMINAS
Adquira ingressos neste link

Conteúdo – Jornalismo 
FIEMG – Federação das Indústrias de Minas Gerais 
55 (31) 3263-4444 I 7753 I 4555 I 4512 I 4449 
jornalismo@fiemg.com.br

A FIEMG não se responsabiliza por quaisquer falhas, inclusive omissões, existentes na mensagem ou que decorram de sua transmissão, bem como prejuízos provenientes de qualquer alteração do conteúdo. Tais ocorrências são da responsabilidade de seu autor e não refletem a opinião da empresa.

FIEMG is not responsible for any failure, including omission, contained in the message or resulting from its transmission, as well as losses arising from any change in content. Such occurrences are of the author’s liability and do not reflect the opinion of the company 

Cultura

Orquestra SESIMINAS abre temporada 2022 com homenagem aos 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922

A Orquestra SESIMINAS, um dos mais longevos e versáteis grupos de câmara do país, abre a programação de 2022 com a apresentação “Sopro Brasileiro”. Concerto, que será realizado no dia 23/02, às 20h30, no Teatro SESIMINAS, é uma homenagem aos 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922, que aconteceu no Teatro Municipal de São Paulo, entre os dias 13 e 17 de fevereiro daquele ano. O concerto celebra o centenário do evento que representou uma ruptura forte com a passado e abriu caminhos para uma nova forma de encarar a produção artística no Brasil. Os Ingressos custam entre R$ 15 e R$ 30 e estão à venda no Sympla ou na bilheteria do Teatro.

Para celebrar a arte moderna brasileira, a Orquestra SESIMINAS convida três exímios instrumentistas de sopro para se apresentarem como solistas em obras de três grandes compositores brasileiros. De Heitor Villa-Lobos (1887-1959), único compositor a participar da Semana de 1922, o fagotista Victor Moraes executa a Ciranda das Sete Notas, para fagote e orquestra de cordas. Alexandre Barros, primeiro oboísta da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, executa o Concertino para Oboé e Cordas, do compositor gaúcho Brenno Blauth (1931-1993). E a flautista Renata Xavier e o fagotista Francisco Silva fazem o Concertino para Flauta, Fagote e Cordas, do compositor potiguar Mário Tavares (1938-2003).

Além das obras musicais, o público poderá apreciar também a leitura de poemas de autores representativos do modernismo brasileiro, como Carlos Drummond de Andrade, Oswald de Andrade e Cecília Meireles.

PROGRAMA:

Heitor Villa-Lobos / Ciranda Das Sete Notas
Fagote solo: Victor Moraes

Brenno Blauth / Concertino para Oboé e Cordas
Oboé solo: Alexandre Barros

Mário Tavares / Concertino para Flauta, Fagote e Cordas
Flauta solo: Renata Xavier
Fagote solo: Francisco Silva

Participação Raquel Pedras – atriz e recitante

SERVIÇO
Concerto “Sopro Brasileiro”
Data: 23/02
Horário: 20h30
Ingressos: entre R$ 15 e R$ 30
Local: Teatro SESIMINAS – Rua Padre Marinho, 60, Belo Horizonte
Ingressos à venda no Sympla ou na bilheteria do Teatro. 


Conteúdo – Jornalismo 
FIEMG – Federação das Indústrias de Minas Gerais 
55 (31) 3263-4444 I 7753 I 4555 I 4512 I 4449 
jornalismo@fiemg.com.br


A FIEMG não se responsabiliza por quaisquer falhas, inclusive omissões, existentes na mensagem ou que decorram de sua transmissão, bem como prejuízos provenientes de qualquer alteração do conteúdo. Tais ocorrências são da responsabilidade de seu autor e não refletem a opinião da empresa.

FIEMG is not responsible for any failure, including omission, contained in the message or resulting from its transmission, as well as losses arising from any change in content. Such occurrences are of the author’s liability and do not reflect the opinion of the company 

Cultura

HINO DO ATLÉTICO-MG EXECUTADO POR ORQUESTRA, NO MINEIRÃO, É EXIBIDO, COM EXCLUSIVIDADE, NO PROGRAMA HARMONIA, DA REDE MINAS, NESTE DOMINGO (19)

Equipe do programa de música clássica da emissora pública mineira levou a Orquestra Sesiminas até o estádio em uma homenagem ao Galo. O público confere atração na data que marca os 50 anos da conquista do primeiro título do clube no Brasileiro.

Harmonia e Orquestra Sesiminas – crédito PMMG (7) (1)

O Atlético-MG conquistou a tríplice coroa como campeão na Copa do Brasil e nos campeonatos Brasileiro e Mineiro. O palco das vitórias foi o gramado e é lá onde é celebrado o triunfo do time mineiro em grande estilo. A Orquestra Sesiminas esteve no Mineirão para homenagear o clube. Os musicistas fizeram um concerto para celebrar o triunfo, com a execução do hino da massa. O espetáculo é fruto de uma parceria entre a Orquestra Sesiminas e o programa de música clássica Harmonia, da Rede Minas. O resultado é um clipe inédito que o público confere na atração da emissora pública mineira, neste domingo (19), às 22h.

A versão orquestrada do hino foi gravada por 20 músicos da Orquestra Sesiminas. Além do clipe, o Harmonia traz reportagem contando os bastidores dessa produção, que levou a orquestra ao gramado do maior estádio de futebol de Minas Gerais. A matéria ainda traz entrevista com o maestro Felipe Magalhães.

Apresentador Luciano Correia – divulgação Rede Minas (2)

HINO
“Nós somos do Clube Atlético Mineiro”. A frase é do hino do Galo e se tornou brado da grande torcida. Composta pelo montes-clarense Vicente Motta, em 1969, conquistou diversos prêmios. Destaque para concurso mundial que aconteceu na Itália, em 1976, que o consagrou como o mais belo hino de um clube de futebol do mundo.

Sob o comando do jornalista Luciano Correia, o programa Harmonia vai ao ar domingo (19), às 22h, pela Rede Minas. O público também pode conferir a atração pelo site da emissora: redeminas.tv.

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessora de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
tatianacoutinho.tc@gmail.com
+55 31-3254-3431