Tag Archives: menina de asas

Cultura

Uma curva na estrada

new-bern-waterfront-1024x475

 

A pequena cidade de New Bern, na Carolina do Norte (EUA) parecia fictícia, de início, mas ela é real. Aquela história que lá se passa, veio-me como um presente de alguém especial e despertou certa curiosidade, como nos romances policiais de Ágatha Chistie. Mas era Nicholas Sparks, mais uma vez me fazendo devorar um livro em poucos dias.

Uma curva na Estrada (A Bend in the Road) conta uma conflitante história que envolve amor, vingança, perdão e recomeços. Com a morte de sua esposa, Miles Ryan, um subxerife em New Bern, viu sua vida revirada e sem sentido. Com um filho pequeno e apenas lembranças de uma história de amor que começou na adolescência, a sua única vontade era descobrir quem atropelara sua esposa e fazer justiça, mas nada havia sido ainda descoberto.

Sarah Andrews, professora de seu filho, Jonah, mudou-se de Baltimore para New Bern para tentar um recomeço após o divórcio, e se aproximou aos poucos de Miles. Ajudando Jonah a recuperar seus estudos atrasados pelo trauma familiar, Sarah se apaixonou pelo pai da criança e o sentimento foi recíproco. Miles percebeu, então, que existia a possibilidade de ser feliz novamente, mas nenhum dos dois fazia ideia do segredo que os unia, e isso os obrigou a tomar uma difícil decisão.

Sparks, como sempre, traz uma história leve para leitura e instigante pela forma como divide os capítulos de acordo com os acontecimentos e personagens. Os finais de suas histórias sempre surpreendem, mas nesta obra o autor trouxe um fator diferente, que foi o toque policial à narrativa, instigando o leitor a descobrir quem matou a esposa de Miles. Não há também como não ficar na torcida pelos casais de suas histórias. Aceito mais presentes como este!

 

Texto: Walquíria Domingues

Fonte: http://www.meninadeasas.com.br

Cultura

Nunca julgue um livro pelo… Filme!

Nunca julgue o livro pela capa pelo filme!

Ou o contrário.

Capa_ComoEuEraAntesDeVoce_WEB-209x300 comoeueraantesdevoceposter-202x300

 

 

 

 

 

 

 

Durante essa semana, em todos os grupos e redes sociais que participo, havia um assunto em destaque: acabou de sair o filme “Como eu era antes de você”, baseado no livro de sucesso de Jojo Moyes, estrelado por Emilia Clarke e Sam Claflin. Eu confesso que nunca li o livro, e também não me sinto atraída, nem por ele e nem pela grande estreia mundial nos cinemas. Porém, apesar disso, sou fã de filmes x livros. Sempre assisto o filme e procuro o livro, ou sempre que leio um livro e sei que tem adaptação para o cinema, corro pra alugar ou assistir as estreias. Não tinha percebido o quanto isso atrai a atenção das pessoas, e acaba provocando um grande debate: qual versão é a melhor?

623232-curiosidades-sobre-nicholas-sparks-1-206x300

Geralmente os livros sempre saem ganhando, por terem mais detalhes a respeito dos personagens, lugares, situações, e da história como um todo. Mas, além de alguns filmes serem realmente muito bons e fieis às histórias, muitas pessoas (podem confessar!) tem preguiça de ler o livro, e acham mais fácil ir pra frente das telinhas. Isso é bastante complicado, pois na maioria das vezes as histórias são julgadas pelas pessoas apenas pela sua adaptação, e a oportunidade de te terem uma opinião mais concreta sobre elas é perdida.

Sobre minhas preferências, particularmente, gosto muito das adaptações de vários livros do Nicholas Sparks e, inclusive, agora em fevereiro tem estreia de “A Escolha”, adaptação do livro, que eu li em 2012 e conta a história de um romance entre um casal de vizinhos. Algumas histórias me chamaram também a atenção, tanto a versão em cinema quanto o livro, como “O Leitor” de Bernhard Schlink, “A menina que roubava livros” de Markus Zusak, “Comer, Rezar, Amar” de Liz Gilbert e “Um Dia” de David Nicholls (tem resenha do livro aqui no blog!). Citei apenas alguns, mas tenho vários outros favoritos, e geralmente a paixão pela história começou sempre nas páginas contadas pelos autores.

Apesar disso, um filme em especial me encantou completamente, e eu até hoje não li o livro. “Memórias de uma Gueixa” (2005), conta a história de uma jovem japonesa, a Chiyo, que foi vendida a uma casa de gueixas quando ainda era menina, em 1929, onde é maltratada pelos donos e por Hatsumomo, uma gueixa que tem inveja de suas hailidades e beleza. Acolhida por Mameha, a principal rival de Hatsumomo, Chiyo ao crescer se torna a gueixa Sayuri. Reconhecida, ela passa a desfrutar de uma sociedade repleta de riquezas e privilégios até que a 2ª Guerra Mundial modifica radicalmente sua realidade no Japão. A história é fascinante e tem uma beleza visual incrível. Faz anos que assisti ao filme, mas até hoje não consigo esquecer a doçura nos olhos daquela pequena grande japonesa. Com certeza, o livro está na minha Meta de Leitura Skoob de 2016!

memorias-de-uma-gueixa-livro-199x300

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto: Walquíria Domingues

Fonte: http://www.meninadeasas.com.br/

Outros

A menina de asas…

 

meninadeasas

 

 

12345792_1733227706911361_1214539708_n-150x150Walquíria Domingues, 23 anos.

Uma menina descobriu que tinha nascido com asas. Elas a levavam para lugares diversos, e assim ela criou o hábito de sempre registrar suas viagens aos mundos reais e imaginários, num lugar especial. Seu coração. São muitas histórias, até hoje. Impossível saber de onde vêm, e para onde vão. Mas do desejo e da paixão de pintar a vida com palavras, as histórias surgem e preenchem o interior e o redor de uma menina que ama voar.

Graduada em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), graduanda em Letras, e pós-graduanda em Comunicação em Mídias Digitais pela Universidade Estácio de Sá. Já trabalhou como assessora de imprensa e comunicação em diversas instituições, além de ser redatora e colaboradora da Revista Viva Minas. Atualmente trabalha na área de comunicação política, escreve e lê (muito) nas horas vagas e é perdidamente apaixonada por séries que envolvem um grupo de amigos. Não dispensa um pacote de Doritos e uma boa conversa.

Além de ser redatora da Revista VIVA Minas, Walquíria agora também irá participar do nosso time de colunistas, trazendo um toque literário e cinematográfico, com resenhas de ótimos livros e filmes e crônicas do cotidiano.

Texto: Walquíria Domingues

http://www.facebook.com/meninadeasas

www.meninadeasas.com.br