Tag Archives: inhotim

Turismo & Lazer

Brumadinho: Modernidade, Cultura e Natureza!

Sua história teve início com a fundação dos povoados de São José do Paraopeba, Piedade do Paraopeba, Aranha e Brumado do Paraopeba, também conhecido como Brumado Velho.

Ao falar em Brumadinho, a primeira lembrança que se tem é do cartão postal de Inhotim, sem dúvida a combinação de arte e natureza, com mais de 200 obras ao longo de 140 hectares é incrível. E não é atoa que o maior museu de arte a céu aberto do mundo, já recebeu mais de 3 milhões de visitantes.

Além da modernidade de Inhotim, Brumadinho possui outros importantes atrativos culturais como:

  • Sítio Histórico Quilombo do Sapé sendo este, o marco histórico da cultura Afrodescendente em Brumadinho, que mantêm vivas suas tradições até hoje;
  • Centro Histórico de Piedade do Paraopeba, um dos povoados mais antigos do estado, com a belíssima Serra da Moeda no cenário, além de casarões centenários, alambiques, fazendas, artesanatos e charmosas pousadas;
  • Aranha, distrito que desenvolve atividades de agroturismo nas cavalgadas, visita a fazendas, cervejas e cachaças artesanais, além de sua gastronomia rica;
  • Casa Branca, um povoado localizado no entorno da Serra do Rola Moça, lugar ideal para os amantes da natureza;

Atrativos naturais:

Para curtir a natureza, a região possui o Parque Estadual da Serra do Rola Moça e o Conjunto Natural e Paisagístico da Serra da Calçada;

Para se aventurar, a dica é o “Verde Folhas”, um espaço que contempla a prática de arvorismo, tirolesa, e rapel;

Para voo livre, balonismo e contemplação a região da Encosta da Serra da Moeda é a melhor opção!

Voo livre na Serra da Moeda

Igreja Matriz Nossa Senhora da Piedade – Distrito de Piedade do Paraobepa

Comunidade do Quilombo do Sapé – Brumadinho/MG

Produção de mexerica pokan em Aranha, um dos temas de seus festivais locais

Inhotim – Brumadinho

Cachoeira da Ostra,  distrito de Casa Branca.

Serra da Calçada, Brumadinho.

Fonte: https://www.minasgerais.com.br/pt/atracoes/brumadinho/serra-da-calcada

Fonte: https://www.guiadoesporte.com/item/serra-da-moeda/

Fonte: https://www.viajali.com.br/cachoeiras-perto-de-bh/

Fonte: https://epocanegocios.globo.com/Brasil/noticia/2017/12/brumadinho-sente-efeitos-colaterais-de-inhotim.html

Fonte: https://www.minasgerais.com.br/pt/atracoes/brumadinho/aranha

Fonte: https://www.folhadebrumadinho.com.br/nossa-linda-brumadinho/

Fonte: https://www.minasgerais.com.br/pt/atracoes/brumadinho/sitio-historico-quilombo-do-sape

Cultura

Inhotim terá funcionamento especial em julho

Público terá mais dois dias de visitação por semana

Instituto Inhotim vai aumentar os dias de visitação por semana, durante o mês de julho. Para proporcionar contato com arte e natureza para as famílias durante o recesso escolar, o Instituto, localizado em Brumadinho, funcionará de quarta a domingo. Atualmente, a visitação ocorre de sexta a domingo. O novo esquema começa no dia 30 de junho.

Inhotim vem sendo modelo na implantação de medidas de saúde entre instituições culturais, com todas as reaberturas sendo bem-sucedidas – visitantes e funcionários têm cumprido seus papéis ao respeitar as regras de segurança.

Esse novo passo acontece em um momento importante para a retomada do turismo consciente e responsável dentro de Minas, e para levar um pouco de alento para as pessoas, que precisam mais do que nunca de um espaço como o Inhotim, ao ar livre e que obedece a todos os protocolos de saúde rigorosamente.

Para garantir a segurança de todos, continuaremos seguindo todos os protocolos de segurança* elaborados por uma consultoria especializada de renome internacional (Infection Control, liderada pelo Dr. Carlos Starling).

É importante ressaltar que o Inhotim acompanha os boletins epidemiológicos diariamente e, caso haja novos alertas das autoridades de saúde, essa dinâmica especial de funcionamento em julho será reavaliada.

*Protocolos
O Inhotim tem a especificidade de ser um museu a céu aberto, com obras de arte espalhadas por uma exuberante natureza do Jardim Botânico. Mesmo assim, segue rigorosamente os protocolos de segurança estabelecidos, interditando espaços confinados e/ou de interação, e evitando a aglomeração de pessoas. Obedecendo aos protocolos, galerias também funcionam com número limitado de visitantes.

A visitação no parque continua com limitação da capacidade de público (500 pessoas), uso de máscara e álcool em gel, entre outras medidas.

Os ingressos já estão disponíveis e devem ser adquiridos antecipadamente on-line pela Sympla, tiqueteira oficial do Inhotim.

Horário de funcionamento especial em julho
Quarta a domingo, de 30 de junho a 1º de agosto

Quarta a sexta das 9h30 às 16h30
Sábados e domingos das 9h30 às 17h30

Ingressos Inhotim
Inteira: R$ 44
Meia: R$ 22

Na última sexta-feira de cada mês (exceto em feriados) a entrada é gratuita. Para quem puder visitar o instituto em mais de um dia, os passaportes estão com preços atrativos, confira no site do Inhotim.

Para os moradores de Brumadinho cadastrados no programa Nosso Inhotim, todos os dias são de entrada gratuita.

Têm direito a meia-entrada:
– Crianças de 6 a 12 anos;
– Idosos acima de 60 anos;
– Pessoas com deficiência e um acompanhante;
– Estudantes (devem apresentar carteirinha ou declaração de matrícula);
– Professores das redes formais pública e privada de ensino;
– Funcionários da Vale e até 3 dependentes (mediante a apresentação da carteirinha da AMS);
– Participante do Clube de Assinantes Estado de Minas mais um acompanhante (mediante a apresentação da carteirinha do titular);
– ID Jovem (devem apresentar carteirinha).

RUA B, 20, INHOTIM, BRUMADINHO. MG – BRASIL

Informações para imprensa
Izabela Ventura – imprensa@inhotim.org.br
(31)9.9764-6440

Cultura

Projeto inédito avalia patrimônio cultural de comunidades no Quadrilátero Ferrífero

Parceria entre Inhotim e People´s Palace Projects contempla instituições que atuam em áreas de mineração

Uma iniciativa inédita vai mensurar o valor do patrimônio cultural do Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais. Trata-se do Raízes de Resiliência, um projeto-piloto da People’s Palace Projects (Queen Mary University of London), desenvolvido em parceria com o Instituto Inhotim para trabalhar de forma colaborativa com comunidades locais.

Cinco entidades culturais de Brumadinho, Nova Lima, Itabira e Mariana, além do Inhotim, foram convidados para participar de oficinas de arte e de metodologia de pesquisa. Os workshops on-line irão ajudá-las a entender melhor a relevância de seus trabalhos, que são realizados em uma região afetada pela mineração.

Até o final deste ano, o projeto Raízes de Resiliência vai co-criar com essas instituições ferramentas para medir o impacto que têm no território e vice-versa, entendendo a dimensão de seu legado cultural para a comunidade. Também será possível pensar em políticas de preservação para esse patrimônio local, não local, material e imaterial.

Além de participar das oficinas, o Instituto Inhotim funcionará como um hub, um centro de referência para todas as entidades envolvidas no projeto. A parceria com a Queen Mary University marca os 15 anos da abertura da instituição à visitação em Brumadinho, região afetada pela atividade de mineração.

Riquezas escondidas
O Quadrilátero Ferrífero conta com a maior reserva de minério do Brasil e é reconhecido por dois títulos de Patrimônio Mundial da Humanidade, concedidos pela Unesco (Ouro Preto e Congonhas). Apesar de toda essa importância, até agora não havia pesquisas sistematizadas para uma avaliação maior do valor cultural dessa rica região para mitigar os riscos ambientais e prevenir futuros desastres.

Os dados colhidos, as histórias e o conhecimento compartilhado pelas instituições serão disponibilizados a educadores, legisladores e governos. A ideia é ajudar a estabelecer o papel da herança cultural no processo de transformação, resiliência e regeneração dessa região.

Oportunidades
Uma das entidades envolvidas é a Casa Quilombê, de Brumadinho, espaço de intercâmbio e valorização da cultura quilombola. A coidealizadora, Jana Janeiro, acredita nos processos criativos e colaborativos para a transformação social nos territórios que compartilham questões semelhantes. “O projeto Raízes de Resiliência veio ao encontro das nossas práticas de educação, arte e cultura. O convite para estarmos juntos com outras iniciativas, cada qual com suas peculiaridades, nos estimula”, observa.

Jana Janeiro, da Casa Quilombê, prepara crianças para um bloco temático de carnaval Foto: Arquivo Casa Quilombê

Os resultados das pesquisas e metodologias aplicadas serão apresentados em novembro, durante um seminário. Também será montada uma exposição sobre o valor cultural dessas comunidades com o trabalho de artistas locais.

A pesquisa é financiada pelo UK Research and Innovation (UKRI) por meio do edital público AHRC GCRG Urgency Highlight Notice Cultural Heritage and Climate Change .

Conheça as instituições

Casa Quilombê, Brumadinho
Desenvolve atividades que valorizam a cultura quilombola, de suas tradições até a contemporaneidade, incentivando reconhecimento e empoderamento dos envolvidos por meio da arte, música e literatura.

Corporação Musical Banda São Sebastião, Brumadinho
A banda sinfônica brasileira foi fundada em 13 de maio de 1929, antes mesmo de Brumadinho se tornar um município. É uma das entidades mais tradicionais da cidade, levando música para a população nos festejos locais.

Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), Itabira
A FCCDA visa difundir a memória e a obra do escritor itabirano Carlos Drummond de Andrade, gerindo os pontos de cultura: Casa de Drummond, Fazenda do Pontal, Memorial Carlos Drummond de Andrade e a Casa do Brás, que abriga a Escola Livre de Música de Itabira.

Grupo Atrás do Pano, Nova Lima
Encarando a educação como pilar fundamental para a transformação social, o grupo realiza ações de formação artística e cidadã, além de promover o acesso a bens culturais a uma comunidade carente de opções nesse âmbito.

Associação Cultural Clube Osquindô, Mariana
O foco da associação cultural é o desenvolvimento da leitura e do brincar, por meio de projetos que despertam a imaginação, promovem novas formas de agregar conhecimento, estimulam o protagonismo de crianças e jovens e a inovação nos modos de produzir cultura.

Sobre o Instituto Inhotim
Museu de Arte Contemporânea e Jardim Botânico localizado em Brumadinho, o Instituto Inhotim apresenta ao público uma coleção artística de relevância internacional, exibindo obras de renomados artistas brasileiros e estrangeiros. Ao integrar arte, botânica, paisagismo, arquitetura e educação, o Inhotim proporciona uma experiência singular aos visitantes, e realiza uma série de projetos socioeducativos junto à comunidade de Brumadinho.

Sobre a People´s Palace Projects
People’s Palace Projects é um centro de arte e pesquisa baseado do departamento de artes cênicas da Universidade de Queen Mary em Londres (QMUL). O trabalho da organização reúne artistas, ativistas, acadêmicos e o público para promover justiça social através do poder das artes no Reino Unido e pelo mundo. #ArtsAgainstAdversity

Informações para imprensa
Brasil
Iza Ventura – (31) 99764-6440
imprensa@inhotim.org.br

Reino Unido
Yula Rocha – + 44 7470 898984
Yula.rocha@peoplespalace.org.uk

Turismo & Lazer

Inhotim inaugura exposição na Semana do Meio Ambiente

Nova mostra no Google Arts and Culture e parceria com o Instituto Terra são destaques na programação

O Inhotim, instituição de referência em ações de preservação de espécies botânicas e conscientização ambiental, participa da 17ª Semana do Meio Ambiente, comemorada sempre na primeira semana de junho, com uma série de ações. Neste ano, o destaque é a exposição “Do tamboril à braúna: conversas com quem gosta de árvores”, que estreia sábado (5/6), Dia Mundial do Meio Ambiente, no Google Arts and Culture.

Tamboril

A nova exposição vai abordar algumas das espécies de árvores mais representativas do acervo botânico do Inhotim, como braúna, embaúba, coité e, claro, a Tamboril, símbolo do Instituto, com idade estimada entre 80 e 100 anos. “Admirada particularmente pelo tamanho majestoso e copa frondosa, essa árvore é testemunha da criação e do desenvolvimento do Inhotim ao longo dos anos, abrigando e inspirando plantas, animais e pessoas”, comenta Bárbara Sales, analista ambiental do Instituto Inhotim.

Coité


A exposição virtual conta com a participação da equipe do Jardim Botânico do Inhotim e convidados especiais, que trazem mediações exclusivas e ensinamentos importantes sobre as espécies. Afinal, conhecendo mais esses seres majestosos da Natureza, podemos contribuir para a conservação do nosso patrimônio ambiental.

Braúna


Parceria com o Instituto Terra
Referências mundiais na conservação do meio ambiente em seus respectivos territórios, o Inhotim e o Instituto Terra abordam espécies presentes na Mata Atlântica no Cerrado, bem como seus esforços para conservar a natureza em seus territórios. Os conteúdos serão publicados no Instagram (@inhotim e @institutoterraoficial) de terça-feira (01/06) até sábado (05/06).

Visita virtual no feriado
A programação da Semana do Meio Ambiente traz também a visita virtual “Um olhar sobre o acervo botânico”, na quinta-feira (dia 3, feriado), às 16h. Percorrendo os jardins do Instituto, educadoras do Inhotim destacam os três pilares sustentadores de um jardim botânico: pesquisa, conservação e educação ambiental. A iniciativa faz parte do programa Inhotim para Todxs, patrocinado via lei Federal pela Localiza e pela Unimed.

A visita acontecerá pelo Zoom (inhotim.info/InhotimParaTodxs). Não é necessário se inscrever, mas as vagas são limitadas e a “sala” é bloqueada quando atinge um número confortável para o atendimento de todos os participantes.

Visita presencial
Para quem puder contemplar pessoalmente as belezas naturais do Inhotim, em Brumadinho, a dica é a visita presencial com o curador botânico do Instituto, Juliano Borin. Neste tour especial, um grupo de até 15 pessoas vai conhecer os detalhes dos trabalhos botânicos do Inhotim, os segredos do paisagismo e ter acesso exclusivo aos bastidores das estufas de plantas, onde se encontram espécies raras.

A visita acontece no sábado (5/6), das 10h30 às 12h30, com saída da recepção.

Funcionamento do Inhotim
O Instituto Inhotim está de portas abertas aos visitantes às sextas, sábados, domingos e feriados, com limitação da capacidade de público (500 pessoas), uso de máscara e álcool em gel, entre outras medidas. Lembrando que o parque está sujeito à capacidade máxima, e os ingressos devem ser adquiridos antecipadamente on-line pelo Sympla, tiqueteira oficial do Inhotim. Confira no site todas as regras de visitação.

Ingressos Inhotim
Inteira: R$ 44
Meia: R$ 22

Na última sexta-feira de cada mês (exceto em feriados) a entrada é gratuita. Para quem puder visitar o instituto em mais de um dia, os passaportes estão com preços atrativos.

Para os moradores de Brumadinho cadastrados no programa Nosso Inhotim, todos os dias são de entrada gratuita.

RUA B, 20, INHOTIM, BRUMADINHO. MG – BRASIL

Informações para imprensa
Izabela Ventura – izabela.ventura@inhotim.org.br
(31) 99764-6440

Fotos: João Marcos Rosa

Cultura

Inhotim em Cena 2021 estreia com Arnaldo Antunes neste sábado

Com conceito audiovisual transdisciplinar mesclando arte, natureza e arquitetura, show foi gravado na galeria Psicoativa Tunga

Estreia neste sábado (29) o primeiro show de 2021 do Inhotim em Cena, a programação cultural do Instituto Inhotim, patrocinada pelo Instituto Cultural Vale. A primeira superprodução do ano será com o poeta, cantor e compositor Arnaldo Antunes, que gravou uma versão imperdível do show O Real Resiste na galeria dedicada ao artista Tunga, com o qual tinha uma relação artística longeva.

Antunes é parceiro de Tunga em “Tereza”, uma das canções que ecoa na galeria Psicoativa, e se emocionou durante as gravações, que vão ao ar a partir das 11h, no site e nas redes sociais do Instituto. Para este show, Arnaldo preparou um repertório com canções do novo álbum, mescladas com outras de várias fases de sua carreira, como “Vilarejo”, “Contato Imediato” e “O Pulso”. Acompanhado pelo pianista Vitor Araújo (que assina os arranjos para piano e divide a direção musical com Arnaldo), o artista alterna as canções com poemas de sua autoria.

“Resolvi trazer um pouco do trabalho que apresento em minhas performances de poesia para o show, intercalando canções e poemas; fazendo uma ponte mais explícita entre essas duas frentes de minha produção, nessa formação mínima (voz e piano)”, afirma o autor. O resultado é um encontro único entre inventividade e sutileza.

Programação cultural 2021
Neste ano, a missão do Inhotim em Cena é fomentar a produção de artistas durante o período da pandemia e proporcionar ao público uma forma diferente de apreciar a música, as artes plásticas, a natureza e a arquitetura, juntas.

A agenda de atrações é virtual e, além de Arnaldo Antunes, conta com Otto (estreia dia 17/7) e Pedro Luís e Orquestra de Câmara Inhotim (14/8).

Funcionamento do Inhotim
O Instituto Inhotim está de portas abertas aos visitantes às sextas, sábados, domingos e feriados, com limitação da capacidade de público (500 pessoas), uso de máscara e álcool em gel, entre outras medidas. Lembrando que o parque está sujeito à capacidade máxima, e os ingressos devem ser adquiridos antecipadamente on-line pelo Sympla, tiqueteira oficial do Inhotim. Confira no site todas as regras de visitação.

Ingressos Inhotim
Inteira: R$ 44
Meia: R$ 22

Na última sexta-feira de cada mês (exceto em feriados) a entrada é gratuita. Para quem puder visitar o instituto em mais de um dia, os passaportes estão com preços atrativos.

Para os moradores de Brumadinho cadastrados no programa Nosso Inhotim, todos os dias são de entrada gratuita.

RUA B, 20, INHOTIM, BRUMADINHO. MG – BRASIL

Informações para imprensa
Izabela Ventura – izabela.ventura@inhotim.org.br
(31)9.9764-6440

Patrocínio Master

Cultura

Nesta quarta tem visita mediada virtual do Inhotim

O tour, oferecido por meio do programa Inhotim para Todxs, será gratuito e elaborado pelos educadores do Instituto

Espaço conhecido pelas experiências multissensoriais, o Instituto Inhotim não é apenas um local para se visitar, mas principalmente para sentir. Mas quem ainda não pode ou prefere aguardar um pouco mais para passear pelos jardins e galerias do museu a céu aberto pode aproveitar as visitas mediadas virtuais oferecidas pelo Instituto. A próxima está marcada para quarta-feira (19), às 16h, no Google Meet (http://inhotim.info/InhotimParaTodxs).

Obra Magic Square_Hélio Oiticica
Foto Brendon Campos

Com o tema “Som e Sentido”, o encontro explora as possibilidades sonoras do acervo do Inhotim, seja nas obras onde o som exerce um papel fundamental para a composição dos trabalhos, ou nas paisagens naturais. “Vamos descobrir e nos encantar pelo som de uma caminhada sobre os seixos da obra Magic Square #5 (Hélio Oiticica), e sobre os cacos de vidro de Através (Cildo Meireles), além, é claro, do canto das aves e até os silêncios que os acervos artístico e botânico convocam”, detalha Laura Pimenta, supervisora de Educação do Inhotim.

Magic Square_Héio Oiticica
Foto Breno da Matta

Inhotim para Todxs: visitas livres
Não é necessário se inscrever para a visita do dia 19/5, mas salve o compromisso na agenda, pois as vagas são limitadas e a “sala” é bloqueada quando atinge um número máximo e confortável para o atendimento de todos os participantes.

Obra Através_Cildo_Meireles
Foto Daniel_Mansur

Inhotim para Todxs: visitas virtuais em grupos
Outra modalidade – também gratuita – de visitação virtual oferecida pelo Inhotim é para grupos, por meio de agendamento pelo formulário disponível no site do Inhotim. Você pode juntar uma turma da escola, faculdade, família ou amigos, entre outros, desde que tenha a partir de dez pessoas. Assim como nas ações educativas presenciais, a iniciativa parte dos acervos botânico, artístico e histórico-cultural do Inhotim, com quatro opções de roteiro.

O programa Inhotim para Todxs é patrocinado via lei Federal pela Localiza e pela Unimed.

Informações para imprensa
Iza Ventura – izabela.ventura@inhotim.org.br
(31)9.9764-6440

Cultura

FERIADO EM CASA INHOTIM

Inhotim oferece visita virtual com educadores no dia 21 de abril

Em meio à pandemia, o Instituto está lançando mais opções de tours digitais mediados; veja como participar:

Enquanto permanece fechado em respeito às medidas de contenção da Covid-19, o Instituto Inhotim resolveu ampliar a oferta de visitas mediadas virtuais. O objetivo das experiências digitais é potencializar o acesso, o desenvolvimento de conteúdos e a construção do conhecimento.

“Folly” de Valeska Soares
Foto William Gomes

Oferecidas por meio do programa Inhotim para Todxs, as atividades estão disponíveis em duas modalidades, as livres e para grupos agendados. A primeira visita livre será no feriado de Tiradentes, dia 21 de abril, às 16h, pelo Google Meet (http://inhotim.info/InhotimParaTodxs).

No tema “Artistas e Paisagens Brasileiras”, os educadores do Inhotim vão abordar os artistas brasileiros presentes no acervo de arte contemporânea do museu, um dos mais importantes do mundo. Haverá um recorte especial para as mulheres, além, é claro, da integração das obras com a natureza.

“Linda do Rosário” de Adriana Varejão
Foto Eduardo Eckenfels

Não é necessário se inscrever, mas é recomendado salvar o link e anotar o evento na agenda, pois as vagas são limitadas. Ah! Fique atento às redes sociais ( YouTube,Facebook,Instagram) do Inhotim para saber quando serão as próximas visitas livres.

Visitas virtuais para grupos
Já para participar das visitas em grupo é preciso fazer uma inscrição pelo formulário disponível no site do Inhotim. Você pode juntar uma turma da escola, faculdade, família, amigos, entre outros, desde que tenha a partir de dez pessoas. Assim como nas ações educativas presenciais, a iniciativa parte dos acervos botânico, artístico e histórico-cultural do Inhotim.

São quatro roteiros à disposição:
Visita Panorâmica – Um convite a uma visão geral do Inhotim, abordando aspectos diversos de seus acervos.


Artistas e Paisagens Brasileiras – Conheça os artistas brasileiros em exposição no Inhotim, com destaque para as mulheres, e a natureza presente no Jardim Botânico.

Som e Sentido – Explore as possibilidades sonoras do Inhotim, seja nas obras onde o som exerce um papel fundamental para a composição dos trabalhos, ou nas paisagens naturais.

Cores e Formas – Recomendada para crianças, aborda o acervo com uma linguagem lúdica baseada nas cores, formas e sons dos espaços do Instituto.

“Celacanto provoca maremoto” de Adriana Varejão
Foto William Gomes

Não perca!

O programa Inhotim para Todxs é patrocinado via lei Federal pela Localiza e pela Unimed.

Instituto Inhotim
Iza Ventura – izabela.ventura@inhotim.org.br
(31)9.9764-6440

Cultura

Inhotim terá programação virtual de reabertura
Foto: William Gomes

A reabertura do Instituto Inhotim, localizado em Brumadinho, região metropolitana de Minas Gerais, está prevista para 7 de novembro. Mas quem prefere deixar a visita presencial para outro momento pode ficar tranquilo: a instituição fará uma programação virtual especial durante o mês de novembro.

Desde o fechamento à visitação, em março deste ano, o Inhotim tem se mantido próximo ao público com conteúdos de qualidade no ambiente on-line. Inaugurou novas exposições no Google Arts and Culture, estreou séries inéditas nas redes sociais ( YouTube,Facebook Instagram) e postou curiosidades sobre os acervos artístico e botânico, artistas e bastidores.

A programação virtual de reabertura comemora um marco importante: o restauro da obra Magic Square #5 (1977), de Hélio Oiticica, e começa no da 6/11 (sexta), às 11h, com novo episódio da série Diálogos. A conversa será entre Antonio Grassi, ator e diretor-presidente do Instituto, e o cantor, compositor e ator Jards Macalé, com participação de Fernanda Lopes (MAM Rio) e Fred Coelho (PUC-Rio).

Confira abaixo a programação completa, ou clique aqui.

Jards Macalé
Antônio Grassi

6 de novembro (sexta, 11h)
Série Diálogos – Jards Macalé e Antônio Grassi
Onde: YouTube, Facebook e Instagram.

Orquestra de Câmara Inhotim

8 de Novembro (domingo, 11h)
Concerto da Orquestra de Câmara Inhotim gravado no foyer do Teatro do Centro Educativo Burle Marx.
Onde: YouTube e Facebook.

21 de Novembro (sábado, 11h)
Série Bastidores – Restauro do Magic Square
O vídeo acompanha todas as etapas de restauro da icônica obra de Hélio Oiticica e traz depoimentos da equipe de restauro e conservação do Inhotim.
Onde: YouTube, Facebook e Instagram.

28 de Novembro (sábado, 11h)
Inhotim em Cena: Show “Besta Fera”, de Jards Macalé.
Onde: YouTube e Facebook.

Documentário Hélio Oiticica

De 7 a 28 de Novembro
Disponibilização do documentário Hélio Oiticica, de César Oiticica Filho, sobrinho de Hélio.
Clique aqui e assista ao trailer.
Onde: YouTube e Facebook.

Protocolo de reabertura
O dia 7/11 é uma previsão de reabertura das instalações do Inhotim, e pode ser alterada caso haja alertas das autoridades sobre aumento de casos na região de Brumadinho. A partir dessa data, a visitação acontece sextas (9h30 às 16h30), sábados, domingos e feriados (9h30 às 17h30).

É preciso retirar ingresso on-line via Sympla, com antecedência. Recomendamos o acesso prévio à página da instituição com o protocolo de saúde e segurança, que deve ser integralmente respeitado. Por lá estão regras como o uso obrigatório de máscara e especificações de funcionamento dos pontos de alimentação, circulação e transporte interno, galerias que estarão indisponíveis e capacidade de público em cada uma delas.

Para obter mais informações, além do site do Inhotim o público pode ligar para a central de atendimento: (31) 3571-9700.

O Instituto Inhotim tem o patrocínio máster da Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Ingressos Inhotim
Inteira: R$ 44
Meia: R$ 22

Na última sexta-feira de cada mês (exceto em feriados) a entrada é gratuita. Para quem puder visitar o Inhotim em mais de um dia, os passaportes estão com preços mais atrativos:

Passaporte 2 dias: inteira R$76 e meia R$38
Passaporte 3 dias: inteira R$106 e meia R$53

Moradores de Brumadinho cadastrados no programa Nosso Inhotim não pagam entrada no Instituto.

Têm direito a meia-entrada:
– Crianças de 6 a 12 anos;
– Idosos acima de 60 anos;
– Pessoas com deficiência e um acompanhante;
– Estudantes (devem apresentar carteirinha ou declaração de matrícula);
– Professores das redes formais pública e privada de ensino;
– Funcionários da Vale e até 3 dependentes (mediante a apresentação da carteirinha da AMS);
– Participante do Clube de Assinantes Estado de Minas mais um acompanhante (mediante a apresentação da carteirinha do titular);
– ID Jovem (devem apresentar carteirinha).

RUA B, 20, INHOTIM, BRUMADINHO. MG – BRASIL

Informações para imprensa
Iza Ventura – izabela.ventura@inhotim.org.br
(31) 99764-6440

Cultura

10 Fatos curiosos sobre Minas Gerais!

1. Minas Gerais já teve outros nomes.

Minas já se chamou Campos de Cataguá, Minas Gerais do Ouro Preto, Minas Gerais dos Goitacazes, Capitania de Minas Gerais e Província de Minas Gerais.

2. A 3ª maior cachoeira do Brasil está em Minas.

A maravilhosa Cachoeira do Tabuleiro com 273 m de queda, em Conceição do Mato Dentro, é considerada uma das 7 maravilhas da Estrada Real. 

3. E 3 dos 5 maiores picos do país também.

Nascer do Sol no Pico da Bandeira

Nascer do Sol no Pico da Bandeira
Fonte: https://www.sindlocmg.com.br/pico-da-bandeira-subir-e-sonhar/

4. O teatro mais antigo em atividade das Américas fica em Ouro Preto.

Teatro Municipal de Ouro Preto, está em funcionamento desde 1769, é o mais antigo em funcionamento nas Américas.

Casa da Ópera em Ouro Preto
Fonte: https://blimabracher.uai.com.br/e-top/mais-antigo-teatro-em-atividade-da-america-latina-casa-da-opera-em-ouro-preto-vai-trazer-mpb-a-precos-populares/

5. Inhotim é o maior museu de arte contemporânea a céu aberto do mundo.

Localizado em Brumadinho, o Instituto Cultural Inhotim expõem, em seus pavilhões, galerias e jardins, obras de relevantes artistas nacionais e internacionais.

6. O maior complexo cultural do Brasil fica em BH.

Circuito Liberdade importante atrativo turístico e cultural, concentra 15 espaços culturais em volta da Praça da Liberdade.

7. O pai da aviação mundial é mineiro.

O inventor do avião, Santos Dumont é de Minas Gerais, em uma cidade que hoje leva seu nome. Na internet ainda há a brincadeira dizendo que ele só podia ser mineiro já que o avião pousa através de um trem de pouso.

8. E a menor cidade do Brasil é mineira.

Santa Cruz de Minas é a menor cidade brasileira. Com apenas 3,5 km².

Santa Cruz de Minas
https://www.liberdadebarroso.fm.br/

9. Tem o queijo mais famoso do país e um dos mais apreciados. Trata-se, claro, do Queijo Minas.

Não faltam queijos dos mais diversos sabores.
Fonte: https://www.milknet.com.br/o-dia-em-que-o-mundo-se-rendeu-aos-queijos-mineiros/

10. Dialeto Próprio Uai! Assim como “Uai”, “Sô” e “Trem”, Minas Gerais tem um punhado de expressões tão típicas que são conhecidas como se fossem um dialeto, uma vez que quem não é mineiro tem dificuldades em entender as expressões.

Fonte: https://moonbh.com.br/10-curiosidades-sobre-minas-gerais-que-se-bobear-nem-os-mineiros-sabem/

Turismo & Lazer

6 cidades mineiras incríveis para você conhecer!

Descubra cachoeiras, frio de montanha, grutas e os lugares encantadores do nosso estado!

Apesar dos tempos difíceis para os amantes de viagens, podemos aproveitar esse momento também para planejar o nosso próximo destino por Minas. Separamos algumas cidades para ajudar você a fazer o seu próximo roteiro, confira 6 cidades incríveis que você deve conhecer em Minas.

Tiradentes

A Charmosa Tiradentes é uma cidade histórica que preserva seu casario colonial, sendo uma ótima opção para descanso, viagem pela história de Minas com várias igrejas e museus. Símbolo da Inconfidência Mineira, a cidade reúne o melhor das tradições de Minas, com gastronomia rica, festival de cinema, cultura e conhecidos mundialmente. 

Brumadinho

Distante de Belo Horizonte apenas 60 quilômetros, tem ganhado o coração dos viajantes brasileiros e do mundo nos últimos anos. Sem dúvida a atração de maior destaque é Inhotim, o espaço combina um dos acervos mais importantes do Brasil de arte contemporânea, além de um fantástico jardim botânico, além do melhor da arte aliada as belezas naturais.

Capitólio
Passeio de Lancha – Lago de Furnas
Fonte: https://alugueescarpas.com.br/parceiros/aluguel-de-lancha/al113

Conhecida nacionalmente como o Mar de Minas, na região do Lago de Furnas, a cidade coleciona atrativos turísticos que promovem um contato direto com a natureza, com vários Cânions, Cachoeiras, mirantes, trilhas, combinando os paredões rochosos com aguas esverdeadas.

São Thomé das Letras

A 1.440 metros de altitude, numa região repleta de rochas, esconde-se a cidadezinha de São Thomé das Letras, conhecida pelo misticismo e pelas lendas. A Casa Pirâmide é melhor lugar para ver o pôr do sol, há quem diga que vê por lá duendes. São Thomé também possui mais de 30 lindas cachoeiras ao seu redor.

Monte Verde
Centro de Monte Verde
Fonte: https://vidasemparedes.com.br/monte-verde-mg-o-que-fazer/

Conhecida como “Suíça Brasileira” Monte Verde, distrito de Camanducaia, situa-se já na divisa com São Paulo. É uma cidade aconchegante e romântica para se conhecer no inverno, com muitos restaurantes, atrativos naturais e uma temperatura, que faz do destino um dos mais concorridos do Brasil entre abril e setembro.

Cordisburgo 
Gruta do Maquiné
Fonte: https://viagemeturismo.abril.com.br/atracao/do-maquine/

Conhecida por ser o berço do grande escritor João Guimarães Rosa, o mais aclamado cidadão natural de Cordisburgo. Há cenários citados em suas obras, bem como o museu-casa onde o escritor nasceu, são fascinantes para os amantes de literatura. Mas além disso existe a Gruta do Maquiné, uma gruta surpreendente, com sete salões abertos a visitação, com incríveis formações geológicas.

Qual seria a sua primeira opção?

Lembre-se: “Oriente sua vida pelos ponteiros de uma bússola, não de um relógio”.

Até a próxima!!!!