Tag Archives: gerdau

Cultura

Gerdau leva bandas das cidades onde produz aço para tocar em palco inédito no Rio de Janeiro

Concurso musical, que terá Ivete Sangalo como embaixadora, vai selecionar duas bandas para show especial na capital fluminense

A Gerdau anunciou, na última sexta-feira (5), mais uma novidade: o concurso musical Gerdau, me leva pro Rio!. A iniciativa nasce com o objetivo de fomentar a produção cultural local, com o apoio a novas bandas do cenário independentes das regiões em que a companhia produz aço, nos estados de Ceará, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo.

A iniciativa terá a cantora Ivete Sangalo como embaixadora. O grande dia será entre 2 e 11 setembro, com apresentação das duas bandas finalistas, em um palco emblemático na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Vale destacar, ainda, que o concurso tem a parceria com Rodolfo Simor, produtor e músico indicado ao Grammy Latino, e que lidera a produtora musical Estúdio Bravo, considerada um centro de excelência em produção musical no Brasil.

“A Gerdau tem ampliado seus investimentos na promoção de cultura e na inclusão cultural, com olhar especial para as regiões em que temos operações. Esse concurso é mais uma forma de retribuirmos o carinho, o acolhimento e a parceria das cidades onde operamos. A Gerdau já tem apoiado eventos de grandes proporções, como o Rock in Rio, onde teremos o nosso aço no Palco Mundo e vários patrocínios em Minas Gerais, como a recente turnê do cantor João Bosco e Orquestra de Ouro Preto. Mas o nosso concurso é uma oportunidade para aqueles que produzem música ainda de forma anônima, em regiões onde produzimos o nosso aço, mas que um dia podem estar em um dos festivais e palcos mais importantes do mundo”, destaca Pedro Torres, Líder Global de Comunicação e Marca da Gerdau.

“Fico muito feliz em me juntar à Gerdau mais uma vez para fazermos o bem. É uma grande satisfação fazer parte de uma iniciativa que valoriza nossa música, nossa cultura e que abrirá portas para novos talentos de várias regiões do Brasil. Acredito que concursos que abrem novas portas são fundamentais para termos a nossa cultura valorizada”, destaca Ivete Sangalo. 

Inscrições e regulamento

Podem participar do concurso musical bandas independentes com até cinco integrantes em que pelo menos um dos músicos seja das cidades de: Barão de Cocais, Congonhas, Divinópolis, Itabirito, Ouro Branco e Ouro Preto (MG); Caucaia e Maracanaú (CE); Araçariguama, Mogi das Cruzes, Pindamonhangaba (SP); Araucária (PR); Recife (PE); Charqueadas e Sapucaia do Sul (RS) e Rio de Janeiro (RJ).

As inscrições vão até o dia 18 de agosto, pelo site www.gerdaumelevaprorio.com.br. A banda participante deve enviar um vídeo ou áudio com performance de música autoral, inédita e registrada na International Standard Recording Code (ISRC), no formato .mp3 ou .mp4, e duração de até 05 minutos. Após a inscrição, o material passará pela avaliação de uma comissão julgadora, que levará em conta critérios como performance e interpretação; arranjo e composição; cumprimento das regras do concurso. As duas bandas finalistas, que tocarão no Rio de Janeiro em setembro, serão anunciadas em 23 de agosto. 

A relação da Gerdau com a música

O concurso vem na esteira de vários apoios da Gerdau ao universo da música. A Gerdau será apoiadora do Rock in Rio Brasil 2022, que terá a cenografia do maior Palco Mundo da história do festival, desde a primeira edição, em 1985, construído com aço Gerdau 100% reciclável. As 200 toneladas de aço que vão compor a cenografia do palco fazem parte de uma cadeia que movimenta milhares de pessoas e cooperativas de reciclagem, que ajudaram a transformar sucata metálica no espetáculo cenográfico do maior evento de música e entretenimento do mundo.

A empresa também tem apoiado várias iniciativas culturais no estado de Minas Gerais. Um exemplo icônico é o concerto comemorativo de aniversário de 120 anos da Gerdau com João Bosco e Orquestra Ouro Preto. O concerto ganhou uma turnê pelas cidades mineiras em que a empresa atua. A Orquestra continua em cartaz, desta vez com apresentação ao vivo da trilha de “O Garoto”, de Charles Chaplin.

Além disso, a Gerdau promove a turnê estadual da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais e patrocina o Festival Internacional de Jazz de Ouro Preto – Tudo é Jazz – festival pioneiro em Minas Gerais que completa 20 anos em 2022. A empresa já havia promovido a primeira edição do festival, em 2002.

Sobre a Gerdau

Com 121 anos de história, a Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Além disso, possui uma divisão de novos negócios, a Gerdau Next, com o objetivo de empreender em segmentos adjacentes ao aço. Com o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro, a companhia está presente em 9 países e conta com mais de 36 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 71% doaço que produz é feito a partir desse material. Todo ano, 11 milhões de toneladas de sucata são transformadas em diversos produtos de aço. A companhia também é a maior produtora de carvão vegetal do mundo, com mais de 250 mil hectares de base florestal no estado de Minas Gerais. Como resultado de sua matriz produtiva sustentável, a Gerdau possui, atualmente, uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (CO₂e), de 0,90 t de CO₂e por tonelada de aço, o que representa aproximadamente a metade da média global do setor, de 1,89 t de CO₂e por tonelada de aço (worldsteel). Para 2031, a meta da Gerdau é diminuir as emissões de carbono para 0,83 t de CO₂e por tonelada de aço. As ações da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova Iorque (NYSE) e Madri (Latibex). 

Fonte: https://www.foconanoticia.com.br/

Cultura

Ouro Branco recebe João Bosco e orquestra de Ouro Preto

O músico João Bosco, homenageado pela Orquestra Ouro Preto no CD e DVD “Gênesis”, concerto gravado ao vivo em 2021 para marcar os 120 anos da Gerdau, se junta à formação mineira para duas presentações que marcam o lançamento, com o patrocínio da Gerdau, no dia 7 de maio, em Belo Horizonte, no Sesc Palladium. E no dia 8 de maio o show será em Ouro Branco, na Praça de Eventos, às 18h. 

Para comprar o ingresso para a apresentação de Belo Horizonte, acesse aqui. Em Ouro Branco o evento tem entrada franca.

Orquestra homenageia o músico
Orquestra homenageia o músico

“Gênesis” se refere a força criadora que é a música de João Bosco. Traz em si a ideia do nascimento do legado de um artista que tem seu lugar já ancorado no altar da música brasileira, mas também a noção de que essa obra imortal renasce ao deparar-se com os arranjos feitos pelo maestro Nelson Ayres e regidos pelo maestro Rodrigo Toffolo. 

O registro eterniza a mineiridade e a universalidade desse encontro entre a Orquestra Ouro Preto, João Bosco e os músicos que o acompanham, Kiko Freitas (bateria) e Guto Wirti (baixo). O repertório desfila pérolas como “O Bêbado e a Equilibrista”, “Corsário”, “Bala com Bala” e “De Frente pro Crime”, prestando também tributo a Aldir Blanc, um de seus principais parceiros. 

“João Bosco é a orquestra de um homem só. Como violonista, faz flutuar melodias com espantosa destreza, produzindo agudos e graves em notas que se multiplicam, numa rítmica muito particular. Em outras palavras, a arte de João Bosco é perfeita”, comenta o maestro Rodrigo Toffolo ao explicar o motivo do grande zelo que todos da Orquestra tratam o novo trabalho.

Apresentação será gratuita em Congonhas
Apresentação será gratuita em Congonhas

O lançamento marca ainda o primeiro trabalho da Orquestra Ouro Preto após o início da parceria com a Musickeria, empresa do ramo musical que tem em seus mais de 10 anos de atuação projetos de sucesso e prestígio no universo da música brasileira. “Para MSK Records é uma honra e grande alegria iniciar essa jornada com a Orquestra Ouro Preto. A excelência artística aliada e o pensamento inovador vão gerar projetos incríveis como esse belíssimo encontro com o gênio João Bosco. Um álbum que vai ganhar o mundo através dos principais players digitais do mercado”, afirma Flávio Pinheiro, sócio diretor da empresa.

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Educação

Gerdau doa 9 mil livros e atualiza o acervo de 45 bibliotecas de escolas de 18 cidades de Minas Gerais, incluindo Conselheiro Lafaiete

Com investimentos de 400 mil reais, o Projeto Pró-Biblioteca destina 200 obras para cada instituição. Conselheiro Lafaiete recebeu 600 títulos.

Em média, o brasileiro lê cinco livros por ano, de acordo com a mais recente edição da pesquisa “Retratos da leitura no Brasil”, divulgada em setembro de 2020. O estudo, realizado pelo Instituto Pró Livro, detalha que aproximadamente 2,4 dessas obras são lidas apenas em parte e que o típico cidadão brasileiro lê somente 2,5 livros inteiros por ano. Outro dado interessante, destacado pela pesquisa, é que mais da metade dos leitores no Brasil lê por indicação da escola ou de professores.

Para colaborar para a evolução desses números, a Gerdau, maior empresa brasileira produtora de aço, investiu, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, cerca de 400 mil reais no projeto Pró-Biblioteca. O foco da ação é incentivar a leitura de crianças e jovens, com a ampliação e a atualização do acervo de 45 bibliotecas de escolas públicas em 18 cidades mineiras. Cada instituição recebeu 200 títulos literários, selecionados por meio de uma curadoria e levará em consideração a realidade e característica de cada entidade. No total, 9 mil livros foram entregues.

Em Conselheiro Lafaiete, três escolas foram contempladas: as escolas municipais Marinho Fernandes e Romeu Guimarães, e a escola estadual Queiroz Júnior. A instituições receberam 600 títulos no total.

“O projeto aplica de forma prática o pilar ‘educação empreendedora’, que é um dos valores essenciais da Gerdau. A companhia já participou de outras edições do Projeto Pró-Biblioteca, mas esta é a primeira vez exclusiva para Minas Gerais”, explica Wendel Gomes, diretor executivo da Gerdau. Ele complementa ainda que, “para acomodar adequadamente as novas obras, cada biblioteca está recebendo também uma estante de aço produzida pelo nosso parceiro Pão dos Pobres, de Porto Alegre (RS), outro projeto apoiado pela Gerdau”.

Municípios contemplados

As 45 bibliotecas contempladas no projeto estão nos seguintes municípios mineiros: Barão de Cocais (5), Bom Sucesso (2), Congonhas (3), Conselheiro Lafaiete (3), Corinto (2), Divinópolis (5), Ingaí (1), Itabirito (4), Lassance (2), Moeda (2), Olhos D’água (1), Ouro Branco (3), Ouro Preto (2), Santa Fé (1), São Bento Abade (1), Sete Lagoas (4), Urucuia (2) e Várzea da Palma (2).

Sobre a Gerdau

A Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Com o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro, a companhia está presente em 10 países e conta com mais de 30 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 73% do aço que produz é feito a partir desse material. Todo ano, são 11 milhões de toneladas de sucata que são transformadas em diversos produtos de aço. As ações da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova Iorque (NYSE) e Madri (Latibex).

Fonte: https://www.foconanoticia.com.br/

Educação

Em parceria com a Secult, Gerdau oferece capacitação online para profissionais do turismo em Minas Gerais

Focado em educação empreendedora, o Gerdau Transforma oferece noções básicas e exemplos regionais para que o empreendedor possa estruturar um plano de negócios e alcançar sua independência

Gerdau Transforma abre nova turma para capacitar empreendedoras em todo o  Brasil | Gerdau Website

Como efeito das restrições necessárias para o combate à pandemia, desde o ano passado, o turismo foi dos setores da economia que mais sofreram impactos negativos em todo o mundo.  Em Minas Gerais, o segmento também teve grandes perdas desde março de 2020, mas, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a expectativa é de uma retomada rápida do setor, que deve recuperar o nível de atividade pré-pandemia antes do previsto, graças à união de esforços de instâncias públicas e privadas.

Em apoio ao segmento, a Gerdau inaugura nova turma do Gerdau Transforma, somente em MG, para capacitação específica de empreendedores do turismo local. A iniciativa veio a convite da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), e a companhia passa a colaborar com o programa Reviva Turismo, do governo de Minas, direcionando sua iniciativa de educação empreendedora, utilizando “cases” e exemplos regionais, a fim de incentivar o empoderamento e a autonomia dos profissionais do setor em Minas.

“Estamos celebrando a retomada segura e gradual das atividades turísticas em Minas Gerais com indicadores extremamente positivos. O estado se tornou o principal destino turístico do país em um contexto de pós-pandemia, e depois da implantação do programa Reviva Turismo, uma ação capitaneada pela Secult, com envolvimento de entidades e empresas privadas, de forma engajada e voltada para resultados dos municípios mineiros, o estado tem celebrado aumentos significativos de recuperação econômica e de geração de empregos através do turismo. Para se ter uma ideia, o Reviva tem o objetivo de gerar 100 mil empregos no setor até o final 2022, e já gerou 12 mil em três meses. Sendo assim, e com o foco voltado para não só aproveitarmos o bom momento, mas melhorá-lo ainda mais, e tornar Minas Gerais sempre mais apta, em todos os sentidos, para receber seus visitantes, o empreendedorismo e a qualificação são ferramentas muito importantes neste processo. E neste contexto entram ações tão relevantes como esta da Gerdau, voltada para o desenvolvimento e a qualificação do setor”, destaca o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira.

Essa turma é exclusiva para profissionais que já estão inseridos no trade turístico, seja no ramo de hospedagem, alimentação, receptivos locais, condutores de turismo, dentre outros agentes do setor. Como o curso acontece por meio de plataforma online, a princípio, não existe um número limite de participantes. No entanto, o será observada uma quantidade específica de vagas para cada região, a fim de garantir essa oportunidade de capacitação para todas as áreas estratégicas indicadas pelo governo de Minas Gerais.

As aulas online vão do dia 25 até 29 de outubro, das 19h às 22h. As inscrições podem ser feitas até o dia 26, por meio do site GerdauTransforma.com.br. As localidades e circuitos turísticos contemplados foram selecionados pela Secult de modo a abranger seis diferentes Instâncias de Governança Regionais (IGRs): Três Marias (IGR Lago de Três Marias); Lassance (IGR Serra do Cabral); João Pinheiro e Paracatu (IGR Noroeste das Gerais e Alto Paranaíba); Corinto e Pirapora (IGR Guimarães Rosa); Rio Pardo de Minas (IGR Serra Geral do Norte de Minas); e Itacarambi (IGR Velho Chico).

A partir da metodologia By Necessity® desenvolvida pela Agência Besouro de Fomento Social, o programa Gerdau Transforma já acontece há três anos e consiste em cursos rápidos que oferecem noções básicas de gestão, marketing e inovação, dentre outras competências, a fim de apoiar qualquer tipo de empreendedor a estruturar o seu plano de negócio – seja quem tem o sonho de abrir um empreendimento próprio, ou aquele que empreende por necessidade. “A Gerdau é uma empresa que valoriza o empoderamento e quer que as pessoas tenham autonomia. O Programa Transforma nasceu para oferecer essa independência aos empreendedores”, destaca Bruno Castilho, coordenador de Relações Institucionais e Responsabilidade Social. 

Além do curso, que é totalmente online e gratuito, o programa também oferece mentoria personalizada durante o período de três meses de incubação, a fim de abordar dúvidas particulares de cada tipo de negócio. “Esta mão estendida faz toda a diferença na vida dos futuros empreendedores”, reforça Vinicius Mendes Lima, fundador da Besouro. Somente no ano passado, o Gerdau Transforma apoiou 900 pessoas em diferentes áreas a desenvolverem seus planos de negócios, após as cinco aulas intensivas. Em 2021, a expectativa é que as diversas turmas auxiliem e capacitem mais de 1.500 pessoas ao longo do ano.

Curso Online Gerdau Transforma – Turismo (MG) 
Inscrições até 26/10 pelo site https://www.gerdautransforma.com.br/  
Aulas: de 25 a 29 de outubro, das 19h às 22h  
Onde: canal do Youtube da Agência Besouro 

Fonte: https://www.secult.mg.gov.br/

Sociedade

Gerdau oferece 25 novas oportunidades para pessoas com deficiência em Minas Gerais

Selecionados irão compor a terceira turma do Programa Pertencer, iniciativa de qualificação de mão de obra em Ouro Branco; inscrições prorrogadas até 24/10

A Gerdau abre mais 25 vagas para a terceira turma do Programa Pertencer, projeto de formação industrial para pessoas com deficiência (PCDs). Realizado em parceria com o Senai, a iniciativa prevê a geração de 100 vagas, ao longo de 2021, para atuar na usina de Ouro Branco (MG). As inscrições para cursos de eletromecânica e processo siderúrgico vão até o dia 24 de outubro por meio do site: tinyurl.com/gerdaupertencer.

Podem se inscrever pessoas com deficiência a partir de 18 anos de idade, ensino médio completo e residentes em Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete e Belo Horizonte. É preciso ainda apresentar laudo médico e ter disponibilidade para treinamento em formato híbrido (presencial e online) no período de oito horas por dia.

O processo de formação industrial tem duração de dez meses, incluindo aulas teóricas ministradas a distância, em ambiente virtual, e também práticas presenciais, na unidade de Ouro Branco. Os selecionados terão direito a bolsa remunerada, além de auxílio transporte, alimentação, plano de saúde e odontológico, plano farmácia, seguro de vida, dentre outros benefícios oferecidos pela Gerdau a seus funcionários. Após a conclusão do curso, há possibilidade de efetivação de todos os alunos, a depender do desempenho alcançado durante a etapa de formação. Já são 36 pessoas com deficiência, somando as duas primeiras turmas, que foram selecionadas para integrar o time da Gerdau na usina Ouro Branco.

OPORTUNIDADE

Mateus Coelho, de 33 anos, que possui déficit de atenção e também de aprendizagem, foi um dos selecionados na segunda turma do Programa Pertencer e já está na fase de integração do treinamento em Ouro Branco. Estudante de engenharia mecatrônica na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), descobriu que possuía deficiência já na faculdade.

Ele lembra que, “durante a maior parte da vida, não sabia que era PCD, mas sempre convivi com uma condição de ‘não adequação’ e frequentes fracassos que me levaram a desenvolver ansiedade e depressão”. Coelho diz que, agora, tem uma expectativa melhor para o futuro. Tímido, ele aceitou compartilhar sua experiência para agradecer e retribuir à Gerdau pela oportunidade, além de motivar outras pessoas com deficiência a se inscreverem e seguirem os seus sonhos.

O futuro engenheiro conta que não sabia se suas condições seriam válidas, mas se inscreveu consciente de que o Pertencer é uma relevante oportunidade de aprimoramento profissional. “Tive receio, no início. No entanto, além da excelente didática dos instrutores, o trabalho de integração e de acolhimento que recebemos, tanto do Senai quanto da Gerdau, ajuda muito na adaptação e, principalmente, a reconhecer o valor que temos e podemos oferecer”, destaca.

Mateus Coelho finaliza dizendo que, no programa Pertencer, ele viu o que muitos consideram como barreiras serem transformadas em pontes que auxiliam as pessoas a ultrapassar obstáculos. “Não é um privilégio: valorize-se! Vem que a Gerdau vai ajudar a encontrar o valor que está em você!”

DIVERSIDADE

De acordo com a gerente da área de Pessoas, Graziella Maso, empoderar pessoas que irão moldar o futuro é uma das missões da Gerdau e a diversidade é tida como um dos seus principais pilares na gestão de pessoas. Ela afirma que o programa Pertencer vem se consolidando como relevante uma porta de entrada para pessoas com deficiência no mercado de trabalho profissional.

A gerente completa que, na empresa, há ainda programas voltados para a formação e contratação de mulheres, além de outras iniciativas que contemplam as temáticas LGBTQIA+ e de raça. “O objetivo é acelerar a inclusão e diversificar cada vez mais o quadro de colaboradores na área operacional, por meio da capacitação interna.”

SERVIÇO – Programa Pertencer Gerdau Pessoa com Deficiência – Ouro Branco/MG

Data de inscrição: até 24/10/2021

Link para inscrição: https://tinyurl.com/gerdaupertencer

Abrangência: Residentes em Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete e Belo Horizonte.

Sobre a Gerdau, uma empresa de 120 anos  

A Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Em janeiro deste ano, completou 120 anos de uma história de solidez, contribuição para o desenvolvimento e legado para uma sociedade em evolução constante. Com o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro, a companhia está presente em 10 países e conta com mais de 30 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 73% do aço que produz é feito a partir desse material. Todo ano, são 11 milhões de toneladas de sucata que são transformadas em diversos produtos de aço. As ações da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova Iorque (NYSE) e Madri (Latibex). 

Nossa história

Da fábrica familiar de pregos em Porto Alegre (RS) a uma gigante da cadeia do aço internacional, a trajetória da Gerdau começa a partir da compra da Cia Fábrica de Pregos Pontas de Paris por João Gerdau, em 1901. O imigrante alemão marcou seu pioneirismo empreendedor, que se tornou a chama que se mantém acesa até hoje, 120 anos após sua fundação. Na última década, a Gerdau segue fazendo história por meio de uma transformação cultural e digital baseada no compromisso de moldar um futuro cada vez mais sustentável.

Fonte: https://www.foconanoticia.com.br/

Sociedade

Gerdau lança maior programa de trainee de sua história
O programa G.Future busca profissionais para mais de 200 vagas de trainee incluindo em MG
O programa G.Future busca profissionais para mais de 200 vagas de trainee incluindo em MG

Estão abertas as inscrições para o G.Future – Talentos de Aço Gerdau 2022, programa de trainee da GerdauAo todo, são 221 oportunidades em todo o Brasil, o maior de toda a história da companhia, com foco para dois perfis: Trainee e o Trainee Expert. O primeiro busca profissionais formados entre dezembro de 2018 e junho de 2021 ou previsão de conclusão até dezembro de 2021, sem necessidade de experiência prévia. O Trainees Expert é indicado para formados entre dezembro de 2016 e dezembro de 2018, com experiência na área escolhida. Não há restrições de universidades de formação, idade, gênero ou raça. Os interessados poderão se inscrever até 13 de outubro por meio do site da Cia de Talentos.

O programa G.Future reforça o compromisso de empoderar pessoas que constroem o futuro, além de um olhar atento para inclusão de mulheres, negros, pessoas com deficiência e para a comunidade LGBTI+ que queiram moldar a indústria do futuro. “Concordamos com a importância da diversidade e da inclusão e, como empresa, reconhecemos que, sem diversidade, não há inovação”, diz Caroline Carpenedo, diretora global de pessoas e responsabilidade social da empresa. Há 15 anos, a executiva iniciou sua carreira na Gerdau pelo programa de trainee e ocupou diferentes cargos até chegar à diretoria. “A diversidade é um valor estratégico para Gerdau e teremos um olhar apurado na escolha dos candidatos neste foco”, diz ela.

Vagas são voltadas para atividades em diversas áreas
Vagas são voltadas para atividades em diversas áreas/Foto/Divulgação

Com 18 meses de duração, o G.Future tem o objetivo de formar as lideranças futuras da Gerdau. Para isso, foi criada uma trilha de desenvolvimento exclusiva, na qual os candidatos passam por treinamentos com temas como negócio, transformação digital, ESG, excelência operacional, processos siderúrgicos, liderança, cultura e competências, juntamente com conhecimentos específicos de acordo com a área de atuação, como novos negócios, engenharia, industrial, comercial, tecnologia e áreas de apoio. Em paralelo, também trabalham em projetos relevantes em grupos multidisciplinares, além de um desenvolvimento personalizado focado em potencializar cada talento.

O processo seletivo conta com as etapas de inscrição on-line, testes on-line, dinâmica de grupo on-line, painel e entrevistas (individuais e coletivas). Para algumas vagas, os aprovados serão convidados para uma visita às usinas, com custo pago pela Gerdau. “A ideia é criar experiências positivas que gerem um aprendizado de valor aos Trainees e Trainees Experts. Vamos selecionar pessoas que se conectem com os princípios da companhia e que buscam ser protagonistas de sua carreira”, completa Carpenedo.

A Gerdau completou 120 anos neste ano, possui cerca de 30 mil colaboradores diretos e indiretos em todo o mundo, está presente em 10 países e, em 2020, alcançou receita líquida de R$ 40 bilhões. Desde 2014, vem passando por uma transformação cultural que deu sustentação a outra virada em pleno andamento na organização: a transformação digital. Além disso, é a maior recicladora da América Latina: anualmente, 11 milhões de toneladas de sucata são transformadas em diversos produtos de aço. Ou seja, 73% do aço produzido é feito deste material.

Serviço: G.Future – Talentos de Aço Gerdau 2022

Prazo para se inscrever: até 13 de outubro.
Como se inscrever: https://gerdaugfuture.ciadetalentos.com.br/
Pré-requisitos Trainee: talentos que tenham se formado entre dezembro de 2018 e junho de 2021 ou previsão de conclusão até dezembro de 2021, sem necessidade de experiência prévia.
Pré-requisitos Trainee Experts: profissionais formados entre dezembro de 2016 e dezembro de 2018, com experiência na área escolhida.
Localidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Bahia, Ceará, Paraná e Rio Grande do Sul.

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Cidades

Gerdau amplia vagas para programa de inclusão de pessoas com deficiência na região

A Gerdau, em parceria com o SENAI, abriu 25 novas vagas para a segunda turma de 2021 do Programa Pertencer, em Ouro Branco, de pessoas com deficiência, para formação nos cursos de eletromecânica e processo siderúrgico. As inscrições vão até domingo (11/06) e devem ser realizadas pelo site https://www.chances.com.br/carreiraielfiemg/programa/pertencergerdau.

O programa já aprovou outros 20 alunos. No total, em 2021, serão 100 vagas destinadas à formação industrial de pessoas com deficiência.

O projeto de formação industrial tem duração de 10 meses, para cada turma, incluindo parte teórica, no ambiente virtual, e a prática, na unidade de Ouro Branco. Após esse período há possibilidade de efetivação de 100% dos candidatos, a depender do desempenho alcançado. Podem se inscrever pessoas com deficiência com idade a partir de 18 anos, formação completa no ensino médio e residentes em Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Ouro Preto, Itabirito, Mariana, Carandaí, São Brás, Entre Rios, Itaverava, Belo Horizonte e outras cidades da região metropolitana da capital.

É preciso ainda apresentar laudo médico e ter disponibilidade para treinamento em formato híbrido (presencial e online) no período de 8h por dia. Os selecionados receberão uma bolsa salarial, além de acesso a diversos benefícios oferecidos pela Gerdau aos seus funcionários, como transporte, alimentação, plano de saúde, plano odontológico, plano farmácia, seguro de vida, entre outros.  

São mais 25 vagas para PCDs. Foto: Armazém Imagem
São mais 25 vagas para PCDs. Foto: Armazém Imagem

O gerente geral da área de laminação, Felipe Weidlich, vê a experiência com pessoas com deficiência em suas equipes como muito positiva para todos. “Desde a entrada eles já mostram uma ótima entrega, mostrando que são tão ou mais competentes que os outros. São pessoas que tem uma carga extra de vontade, histórico de superação e vibram muito com as conquistas, além de agregar um novo olhar e ponto de vista sobre tarefas às vezes corriqueiras. Vejo como um campo muito fértil para os gestores trazerem melhorias para suas áreas por meio desses profissionais” conta o gerente, que possui deficiência auditiva e é fonte de inspiração para o time.

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Educação

Gerdau Transforma abre nova turma para capacitar empreendedoras em todo o Brasil

Mais de três mil mulheres já passaram pelo programa, que tem aulas sobre como montar ou aprimorar seus negócios e mentoria personalizada

Até o dia 20 de julho, estão abertas as inscrições para a nova turma do Gerdau Transforma, uma edição voltada exclusivamente para mulheres empreendedoras de todo o Brasil. A nova capacitação faz parte das iniciativas da produtora de aço em promover a equidade de gênero e o empoderamento feminino. Mais de três mil mulheres já passaram pelo curso, que é totalmente on-line e gratuito, e traz aulas e mentoria personalizada para capacitar profissionais liberais de diferentes áreas.

A empreendedora Luciane Alves, de 54 anos, tem uma confeitaria caseira em Charqueadas, no Rio Grande do Sul, e realizou o curso em 2020. “São muitas as dúvidas de quem começa a empreender, ainda mais durante um período turbulento como o que estamos passando. Nesse sentido, o Gerdau Transforma me ajudou a desenvolver uma mentalidade de negócios, orientando o passo-a-passo, a conquista de clientes, o uso das redes sociais, os cálculos de custo e lucro e a projeção para expandir. Além das aulas, temos a oportunidade de trocar experiências com empreendedores de todo o Brasil. Os mentores são muito atenciosos, acompanham os negócios de perto e nos orientam pessoalmente”, conta Luciane.

“Acreditamos que o empreendedorismo tem um papel importante na construção de uma sociedade mais justa, empoderando pessoas e moldando um futuro melhor. As turmas dedicadas a mulheres do Gerdau Transforma refletem nossas ações em prol da equidade de gênero e da criação de oportunidades iguais para todas as pessoas e compõem um leque de diferentes iniciativas de capacitação, treinamento e recrutamento de mulheres em todo o Brasil. Para nós, a diversidade é elemento fundamental para a construção de um futuro melhor para todos”, afirma Paulo Boneff, líder de responsabilidade social da Gerdau.

“Cada aluna recebe, além de uma capacitação muito prática e rápida, um apoio personalizado de nossos consultores, durante o período de três meses de incubação. Esta mão estendida o tempo todo faz toda a diferença na vida destas futuras empreendedoras”, reforça Vinicius Mendes Lima, fundador da Besouro.

As inscrições vão até o dia 20 de julho no site do projeto, e as aulas terão início em 19 de julho. Para participar, é preciso se identificar com o gênero feminino, ter mais de 18 anos e já ter frequentado ou estar matriculada em uma escola pública. A formação é totalmente gratuita e foi desenvolvida a partir da metodologia By Necessity®, da Agência Besouro.

Serviço – Curso Online Gerdau Transforma – Mulheres Empreendedoras (Nacional)
Inscrições: https://www.gerdautransforma.com.br/
Período: 19 a 23 de julho
Horário: 19h às 22h
Onde: canal do Youtube da Agência Besouro

Sobre a Gerdau, uma empresa de 120 anos

A Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Em janeiro deste ano, completou 120 anos de uma história de solidez, contribuição para o desenvolvimento e legado para uma sociedade em evolução constante. Com o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro, a companhia está presente em 10 países e conta com mais de 30 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 73% do aço que produz é feito a partir desse material. Todo ano, são 11 milhões de toneladas de sucata que são transformadas em diversos produtos de aço. As ações da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova Iorque (NYSE) e Madri (Latibex).

Nossa história

Da fábrica familiar de pregos em Porto Alegre (RS) a uma gigante da cadeia do aço internacional, a trajetória da Gerdau começa a partir da compra da Cia Fábrica de Pregos Pontas de Paris por João Gerdau, em 1901. O imigrante alemão marcou seu pioneirismo empreendedor, que se tornou a chama que se mantém acesa até hoje, 120 anos após sua fundação. Na última década, a Gerdau segue fazendo história por meio de uma transformação cultural e digital baseada no compromisso de moldar um futuro cada vez mais sustentável.

Besouro

Desenvolver empreendedores da base da pirâmide social. O objeto social da Besouro Agência de Fomento Social é o desenvolvimento de programas e capacitações que zelem pelo atendimento ao fundamental da existência humana. Busca-se os direitos sociais básicos, como a educação, saúde, o desenvolvimento pessoal e do seu entorno, o interesse e empoderamento cidadão, bem como a formação cidadã capaz de gerar oportunidades e renda.

Informações para a Imprensa:  
Flávia Barros – 11.9 9960.7010
Priscilla Martinelli – 11.9 8441.0913
atendimentogerdau.br@bcw-global.com

Economia

GERDAU abre 160 vagas para programa de aprendizagem em Ouro Branco

As inscrições estão abertas até o dia 15 de junho e as atividades iniciam entre agosto de 2021 e fevereiro de 2022.

Carreira: Faça Parte do Nosso Time | Gerdau

A Gerdau, maior empresa brasileira produtora de aço, acaba de abrir inscrições para o Programa de Aprendizagem 2021, que é realizado anualmente com o intuito de incluir jovens que estão iniciando no mercado de trabalho. Em parceria com o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), a iniciativa possibilita que o (a) jovem integre teoria e prática industrial iniciando pelas áreas de manutenção e operação da Usina de Ouro Branco.

As 160 vagas são para os cursos de eletromecânica e operador siderúrgico com duração de 18 a 24 meses, a depender da formação escolhida. A primeira etapa acontece no SENAI com duração de 4h de aula teórica por dia, durante o período de 6 ou 12 meses, e na segunda etapa os (as) jovens seguem para o aprendizado prático na Usina durante 6 horas diárias por 12 meses.

Poderão se inscrever jovens nascidos entre dezembro de 2000 e janeiro de 2004, que tenham o ensino médio completo e residam nas cidades de Ouro Branco, Congonhas e Conselheiro Lafaiete. As inscrições estão abertas e vão até o dia 15 de junho. Entre as 160 vagas, serão admitidos 80 jovens em agosto de 2021 e outros 80 em fevereiro de 2022. Os (as) selecionados (as) serão beneficiados (as) com a bolsa educacional, transporte fretado da empresa, plano de saúde, plano odontológico e alimentação na empresa, durante o período de prática.

A aprendizagem profissional proporciona o crescimento do jovem de várias formas, abrindo um leque de oportunidades para o amadurecimento e inserção no mercado de trabalho. Alessandra Marciana Martins, 26 anos, hoje colaboradora da Gerdau, teve a oportunidade de fazer parte do programa e conta como foi a sua experiência. “Todas as etapas que passei foram essenciais para o meu aprendizado. Minhas expectativas em relação ao programa se transformaram em resultado. Pude colocar em prática tudo que tinha aprendido no curso. Hoje em dia eu gosto muito de trabalhar com mecânica e vejo grandes mudanças no meu comportamento profissional. Tenho muito mais paciência e preparo para trazer soluções”, afirma. Para Alessandra, os jovens que estão interessados em se inscrever no programa devem aproveitar cada momento, se atentando para aprender os detalhes de todo o processo, e completa falando o quão importante foi o acompanhamento próximo do seu padrinho no programa e de todos os profissionais que estavam à sua volta sempre disponíveis a ensinar.

Serviço:

Programa de Aprendizagem Gerdau 2021

Inscrições até dia 15/06/2021

Para se inscrever CLIQUE AQUI.

Fonte: http://www.foconanoticia.com.br/

Sociedade

Programa da Gerdau de capacitação para mulheres prevê geração de 100 postos de trabalho

O Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta segunda-feira 8 de março, terá um significado diferente na vida de 25 moradoras de Ouro Branco e região que vão participar da primeira turma do curso de qualificação profissional em manutenção eletromecânica voltado exclusivamente para mulheres. A capacitação, oferecida pelo programa Pertencer da Gerdau, em parceria com o Senai, abre caminho para a igualdade de gênero, criando oportunidade de trabalho para mulheres que desejam se qualificar e ingressar na indústria do aço.

O curso de qualificação é voltado para as áreas de operação da Gerdau em Ouro Branco e terá duração de quatro meses, contemplando aulas presenciais e online, das 8h às 17h, a depender da situação da pandemia de Covid-19 no município.

Uma equipe de instrutores do Senai vai capacitar tanto com conhecimentos técnicos, que incluem tópicos em fundamentos mecânicos e de eletricidade, cálculo aplicado, metrologia, montagem e manutenção, comunicação e redação técnica, quanto com noções de saúde e segurança no trabalho e organização de trabalho e cidadania. A capacitação abordará ainda módulos específicos para reduzir desperdícios e custos, aumentando a produtividade com ferramentas de leanmanufacturing e agile.

Abertura de 100 novos postos de trabalho exclusivos para mulheres

A previsão é de que, ao longo de 2021, outras três turmas do curso para formação de mulheres sejam abertas, totalizando a criação de 100 postos novos de trabalho para elas, que estarão aptas a colocar em prática todo o conhecimento teórico por meio do ingresso na função de operadora trainee. Além disso, o programa Pertencer vai lançar outras quatro turmas de formação técnica para pessoas com deficiência também na usina de Ouro Branco. As datas das seleções para as novas turmas serão divulgadas em breve.

O processo de seleção da primeira turma de mulheres na usina de Ouro Branco contemplou participantes, sem impeditivo de idade, que tiveram passagem pelo programa Jovem Aprendiz da Gerdau. De acordo com Graziella Maso, gerente da área de Pessoas na Gerdau, o convite para essas mulheres simboliza mais que uma porta de entrada para a indústria do aço, como também ressignifica o ambiente de inclusão dentro da Gerdau. “O programa Pertencer da Gerdau propõe uma mudança de mentalidade dentro da empresa, apostando na diversidade para acelerar a curva da inclusão, em um setor predominantemente composto por homens”, afirma Graziella, acrescentando que essa temática vem sendo implantada na Gerdau há cerca de três anos, incluindo também os temas LGBTI+, raça, pessoas com deficiência e mulheres.

Empoderamento feminino na siderurgia

Coordenadora de produtos carboquímicos, Driele
Coordenadora de produtos carboquímicos, Driele Poliana Barbosa/Divulgação

O curso de qualificação profissional em manutenção eletromecânica, voltado exclusivamente para mulheres, não é somente uma porta de entrada na área de operação da produção de aço, mas também um trampolim para ascender em cargos de gestão dentro na empresa. Que o diga Driele Poliana Barbosa, 33 anos, que há 18 trilha sua carreira na usina de Ouro Branco, agregando aprendizados e superando desafios.Atuando hoje como coordenadora de produtos carboquímicos, Driele foi, junto com outra colega, a primeira mulher a participar do curso de qualificação em manutenção mecânica industrial pelo Senai.

Depois do aprendizado de dois anos como menor aprendiz, ela atuou por quase quatro anos como mecânica de manutenção. “Depois disso, houve uma reestruturação e nossa equipe foi trabalhar no alto-forno e eu passei a atuar como apoio na área de gestão a outras equipes de manutenção”.  Movida a desafios e novos aprendizados, ela passou por várias áreas dentro da unidade e hoje se orgulha do seu cargo atual.

“Em 2013, assumi a minha primeira função de gestão com 25 anos, sendo coordenadora de equipe na área da Ferramentaria, atuando pela empresa como um todo e sendo responsável por cerca de 30 pessoas”, conta Driele, que contabiliza outras muitas funções de coordenação em áreas como transporte pesado, contrato, manutenção de infraestrutura e programação e montagem de andaime.

Fonte: https://www.fatoreal.com.br/