Tag Archives: gerdau

Sociedade

Gerdau lança maior programa de trainee de sua história
O programa G.Future busca profissionais para mais de 200 vagas de trainee incluindo em MG
O programa G.Future busca profissionais para mais de 200 vagas de trainee incluindo em MG

Estão abertas as inscrições para o G.Future – Talentos de Aço Gerdau 2022, programa de trainee da GerdauAo todo, são 221 oportunidades em todo o Brasil, o maior de toda a história da companhia, com foco para dois perfis: Trainee e o Trainee Expert. O primeiro busca profissionais formados entre dezembro de 2018 e junho de 2021 ou previsão de conclusão até dezembro de 2021, sem necessidade de experiência prévia. O Trainees Expert é indicado para formados entre dezembro de 2016 e dezembro de 2018, com experiência na área escolhida. Não há restrições de universidades de formação, idade, gênero ou raça. Os interessados poderão se inscrever até 13 de outubro por meio do site da Cia de Talentos.

O programa G.Future reforça o compromisso de empoderar pessoas que constroem o futuro, além de um olhar atento para inclusão de mulheres, negros, pessoas com deficiência e para a comunidade LGBTI+ que queiram moldar a indústria do futuro. “Concordamos com a importância da diversidade e da inclusão e, como empresa, reconhecemos que, sem diversidade, não há inovação”, diz Caroline Carpenedo, diretora global de pessoas e responsabilidade social da empresa. Há 15 anos, a executiva iniciou sua carreira na Gerdau pelo programa de trainee e ocupou diferentes cargos até chegar à diretoria. “A diversidade é um valor estratégico para Gerdau e teremos um olhar apurado na escolha dos candidatos neste foco”, diz ela.

Vagas são voltadas para atividades em diversas áreas
Vagas são voltadas para atividades em diversas áreas/Foto/Divulgação

Com 18 meses de duração, o G.Future tem o objetivo de formar as lideranças futuras da Gerdau. Para isso, foi criada uma trilha de desenvolvimento exclusiva, na qual os candidatos passam por treinamentos com temas como negócio, transformação digital, ESG, excelência operacional, processos siderúrgicos, liderança, cultura e competências, juntamente com conhecimentos específicos de acordo com a área de atuação, como novos negócios, engenharia, industrial, comercial, tecnologia e áreas de apoio. Em paralelo, também trabalham em projetos relevantes em grupos multidisciplinares, além de um desenvolvimento personalizado focado em potencializar cada talento.

O processo seletivo conta com as etapas de inscrição on-line, testes on-line, dinâmica de grupo on-line, painel e entrevistas (individuais e coletivas). Para algumas vagas, os aprovados serão convidados para uma visita às usinas, com custo pago pela Gerdau. “A ideia é criar experiências positivas que gerem um aprendizado de valor aos Trainees e Trainees Experts. Vamos selecionar pessoas que se conectem com os princípios da companhia e que buscam ser protagonistas de sua carreira”, completa Carpenedo.

A Gerdau completou 120 anos neste ano, possui cerca de 30 mil colaboradores diretos e indiretos em todo o mundo, está presente em 10 países e, em 2020, alcançou receita líquida de R$ 40 bilhões. Desde 2014, vem passando por uma transformação cultural que deu sustentação a outra virada em pleno andamento na organização: a transformação digital. Além disso, é a maior recicladora da América Latina: anualmente, 11 milhões de toneladas de sucata são transformadas em diversos produtos de aço. Ou seja, 73% do aço produzido é feito deste material.

Serviço: G.Future – Talentos de Aço Gerdau 2022

Prazo para se inscrever: até 13 de outubro.
Como se inscrever: https://gerdaugfuture.ciadetalentos.com.br/
Pré-requisitos Trainee: talentos que tenham se formado entre dezembro de 2018 e junho de 2021 ou previsão de conclusão até dezembro de 2021, sem necessidade de experiência prévia.
Pré-requisitos Trainee Experts: profissionais formados entre dezembro de 2016 e dezembro de 2018, com experiência na área escolhida.
Localidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Bahia, Ceará, Paraná e Rio Grande do Sul.

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Cidades

Gerdau amplia vagas para programa de inclusão de pessoas com deficiência na região

A Gerdau, em parceria com o SENAI, abriu 25 novas vagas para a segunda turma de 2021 do Programa Pertencer, em Ouro Branco, de pessoas com deficiência, para formação nos cursos de eletromecânica e processo siderúrgico. As inscrições vão até domingo (11/06) e devem ser realizadas pelo site https://www.chances.com.br/carreiraielfiemg/programa/pertencergerdau.

O programa já aprovou outros 20 alunos. No total, em 2021, serão 100 vagas destinadas à formação industrial de pessoas com deficiência.

O projeto de formação industrial tem duração de 10 meses, para cada turma, incluindo parte teórica, no ambiente virtual, e a prática, na unidade de Ouro Branco. Após esse período há possibilidade de efetivação de 100% dos candidatos, a depender do desempenho alcançado. Podem se inscrever pessoas com deficiência com idade a partir de 18 anos, formação completa no ensino médio e residentes em Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Ouro Preto, Itabirito, Mariana, Carandaí, São Brás, Entre Rios, Itaverava, Belo Horizonte e outras cidades da região metropolitana da capital.

É preciso ainda apresentar laudo médico e ter disponibilidade para treinamento em formato híbrido (presencial e online) no período de 8h por dia. Os selecionados receberão uma bolsa salarial, além de acesso a diversos benefícios oferecidos pela Gerdau aos seus funcionários, como transporte, alimentação, plano de saúde, plano odontológico, plano farmácia, seguro de vida, entre outros.  

São mais 25 vagas para PCDs. Foto: Armazém Imagem
São mais 25 vagas para PCDs. Foto: Armazém Imagem

O gerente geral da área de laminação, Felipe Weidlich, vê a experiência com pessoas com deficiência em suas equipes como muito positiva para todos. “Desde a entrada eles já mostram uma ótima entrega, mostrando que são tão ou mais competentes que os outros. São pessoas que tem uma carga extra de vontade, histórico de superação e vibram muito com as conquistas, além de agregar um novo olhar e ponto de vista sobre tarefas às vezes corriqueiras. Vejo como um campo muito fértil para os gestores trazerem melhorias para suas áreas por meio desses profissionais” conta o gerente, que possui deficiência auditiva e é fonte de inspiração para o time.

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Educação

Gerdau Transforma abre nova turma para capacitar empreendedoras em todo o Brasil

Mais de três mil mulheres já passaram pelo programa, que tem aulas sobre como montar ou aprimorar seus negócios e mentoria personalizada

Até o dia 20 de julho, estão abertas as inscrições para a nova turma do Gerdau Transforma, uma edição voltada exclusivamente para mulheres empreendedoras de todo o Brasil. A nova capacitação faz parte das iniciativas da produtora de aço em promover a equidade de gênero e o empoderamento feminino. Mais de três mil mulheres já passaram pelo curso, que é totalmente on-line e gratuito, e traz aulas e mentoria personalizada para capacitar profissionais liberais de diferentes áreas.

A empreendedora Luciane Alves, de 54 anos, tem uma confeitaria caseira em Charqueadas, no Rio Grande do Sul, e realizou o curso em 2020. “São muitas as dúvidas de quem começa a empreender, ainda mais durante um período turbulento como o que estamos passando. Nesse sentido, o Gerdau Transforma me ajudou a desenvolver uma mentalidade de negócios, orientando o passo-a-passo, a conquista de clientes, o uso das redes sociais, os cálculos de custo e lucro e a projeção para expandir. Além das aulas, temos a oportunidade de trocar experiências com empreendedores de todo o Brasil. Os mentores são muito atenciosos, acompanham os negócios de perto e nos orientam pessoalmente”, conta Luciane.

“Acreditamos que o empreendedorismo tem um papel importante na construção de uma sociedade mais justa, empoderando pessoas e moldando um futuro melhor. As turmas dedicadas a mulheres do Gerdau Transforma refletem nossas ações em prol da equidade de gênero e da criação de oportunidades iguais para todas as pessoas e compõem um leque de diferentes iniciativas de capacitação, treinamento e recrutamento de mulheres em todo o Brasil. Para nós, a diversidade é elemento fundamental para a construção de um futuro melhor para todos”, afirma Paulo Boneff, líder de responsabilidade social da Gerdau.

“Cada aluna recebe, além de uma capacitação muito prática e rápida, um apoio personalizado de nossos consultores, durante o período de três meses de incubação. Esta mão estendida o tempo todo faz toda a diferença na vida destas futuras empreendedoras”, reforça Vinicius Mendes Lima, fundador da Besouro.

As inscrições vão até o dia 20 de julho no site do projeto, e as aulas terão início em 19 de julho. Para participar, é preciso se identificar com o gênero feminino, ter mais de 18 anos e já ter frequentado ou estar matriculada em uma escola pública. A formação é totalmente gratuita e foi desenvolvida a partir da metodologia By Necessity®, da Agência Besouro.

Serviço – Curso Online Gerdau Transforma – Mulheres Empreendedoras (Nacional)
Inscrições: https://www.gerdautransforma.com.br/
Período: 19 a 23 de julho
Horário: 19h às 22h
Onde: canal do Youtube da Agência Besouro

Sobre a Gerdau, uma empresa de 120 anos

A Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Em janeiro deste ano, completou 120 anos de uma história de solidez, contribuição para o desenvolvimento e legado para uma sociedade em evolução constante. Com o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro, a companhia está presente em 10 países e conta com mais de 30 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 73% do aço que produz é feito a partir desse material. Todo ano, são 11 milhões de toneladas de sucata que são transformadas em diversos produtos de aço. As ações da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova Iorque (NYSE) e Madri (Latibex).

Nossa história

Da fábrica familiar de pregos em Porto Alegre (RS) a uma gigante da cadeia do aço internacional, a trajetória da Gerdau começa a partir da compra da Cia Fábrica de Pregos Pontas de Paris por João Gerdau, em 1901. O imigrante alemão marcou seu pioneirismo empreendedor, que se tornou a chama que se mantém acesa até hoje, 120 anos após sua fundação. Na última década, a Gerdau segue fazendo história por meio de uma transformação cultural e digital baseada no compromisso de moldar um futuro cada vez mais sustentável.

Besouro

Desenvolver empreendedores da base da pirâmide social. O objeto social da Besouro Agência de Fomento Social é o desenvolvimento de programas e capacitações que zelem pelo atendimento ao fundamental da existência humana. Busca-se os direitos sociais básicos, como a educação, saúde, o desenvolvimento pessoal e do seu entorno, o interesse e empoderamento cidadão, bem como a formação cidadã capaz de gerar oportunidades e renda.

Informações para a Imprensa:  
Flávia Barros – 11.9 9960.7010
Priscilla Martinelli – 11.9 8441.0913
atendimentogerdau.br@bcw-global.com

Economia

GERDAU abre 160 vagas para programa de aprendizagem em Ouro Branco

As inscrições estão abertas até o dia 15 de junho e as atividades iniciam entre agosto de 2021 e fevereiro de 2022.

Carreira: Faça Parte do Nosso Time | Gerdau

A Gerdau, maior empresa brasileira produtora de aço, acaba de abrir inscrições para o Programa de Aprendizagem 2021, que é realizado anualmente com o intuito de incluir jovens que estão iniciando no mercado de trabalho. Em parceria com o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), a iniciativa possibilita que o (a) jovem integre teoria e prática industrial iniciando pelas áreas de manutenção e operação da Usina de Ouro Branco.

As 160 vagas são para os cursos de eletromecânica e operador siderúrgico com duração de 18 a 24 meses, a depender da formação escolhida. A primeira etapa acontece no SENAI com duração de 4h de aula teórica por dia, durante o período de 6 ou 12 meses, e na segunda etapa os (as) jovens seguem para o aprendizado prático na Usina durante 6 horas diárias por 12 meses.

Poderão se inscrever jovens nascidos entre dezembro de 2000 e janeiro de 2004, que tenham o ensino médio completo e residam nas cidades de Ouro Branco, Congonhas e Conselheiro Lafaiete. As inscrições estão abertas e vão até o dia 15 de junho. Entre as 160 vagas, serão admitidos 80 jovens em agosto de 2021 e outros 80 em fevereiro de 2022. Os (as) selecionados (as) serão beneficiados (as) com a bolsa educacional, transporte fretado da empresa, plano de saúde, plano odontológico e alimentação na empresa, durante o período de prática.

A aprendizagem profissional proporciona o crescimento do jovem de várias formas, abrindo um leque de oportunidades para o amadurecimento e inserção no mercado de trabalho. Alessandra Marciana Martins, 26 anos, hoje colaboradora da Gerdau, teve a oportunidade de fazer parte do programa e conta como foi a sua experiência. “Todas as etapas que passei foram essenciais para o meu aprendizado. Minhas expectativas em relação ao programa se transformaram em resultado. Pude colocar em prática tudo que tinha aprendido no curso. Hoje em dia eu gosto muito de trabalhar com mecânica e vejo grandes mudanças no meu comportamento profissional. Tenho muito mais paciência e preparo para trazer soluções”, afirma. Para Alessandra, os jovens que estão interessados em se inscrever no programa devem aproveitar cada momento, se atentando para aprender os detalhes de todo o processo, e completa falando o quão importante foi o acompanhamento próximo do seu padrinho no programa e de todos os profissionais que estavam à sua volta sempre disponíveis a ensinar.

Serviço:

Programa de Aprendizagem Gerdau 2021

Inscrições até dia 15/06/2021

Para se inscrever CLIQUE AQUI.

Fonte: http://www.foconanoticia.com.br/

Sociedade

Programa da Gerdau de capacitação para mulheres prevê geração de 100 postos de trabalho

O Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta segunda-feira 8 de março, terá um significado diferente na vida de 25 moradoras de Ouro Branco e região que vão participar da primeira turma do curso de qualificação profissional em manutenção eletromecânica voltado exclusivamente para mulheres. A capacitação, oferecida pelo programa Pertencer da Gerdau, em parceria com o Senai, abre caminho para a igualdade de gênero, criando oportunidade de trabalho para mulheres que desejam se qualificar e ingressar na indústria do aço.

O curso de qualificação é voltado para as áreas de operação da Gerdau em Ouro Branco e terá duração de quatro meses, contemplando aulas presenciais e online, das 8h às 17h, a depender da situação da pandemia de Covid-19 no município.

Uma equipe de instrutores do Senai vai capacitar tanto com conhecimentos técnicos, que incluem tópicos em fundamentos mecânicos e de eletricidade, cálculo aplicado, metrologia, montagem e manutenção, comunicação e redação técnica, quanto com noções de saúde e segurança no trabalho e organização de trabalho e cidadania. A capacitação abordará ainda módulos específicos para reduzir desperdícios e custos, aumentando a produtividade com ferramentas de leanmanufacturing e agile.

Abertura de 100 novos postos de trabalho exclusivos para mulheres

A previsão é de que, ao longo de 2021, outras três turmas do curso para formação de mulheres sejam abertas, totalizando a criação de 100 postos novos de trabalho para elas, que estarão aptas a colocar em prática todo o conhecimento teórico por meio do ingresso na função de operadora trainee. Além disso, o programa Pertencer vai lançar outras quatro turmas de formação técnica para pessoas com deficiência também na usina de Ouro Branco. As datas das seleções para as novas turmas serão divulgadas em breve.

O processo de seleção da primeira turma de mulheres na usina de Ouro Branco contemplou participantes, sem impeditivo de idade, que tiveram passagem pelo programa Jovem Aprendiz da Gerdau. De acordo com Graziella Maso, gerente da área de Pessoas na Gerdau, o convite para essas mulheres simboliza mais que uma porta de entrada para a indústria do aço, como também ressignifica o ambiente de inclusão dentro da Gerdau. “O programa Pertencer da Gerdau propõe uma mudança de mentalidade dentro da empresa, apostando na diversidade para acelerar a curva da inclusão, em um setor predominantemente composto por homens”, afirma Graziella, acrescentando que essa temática vem sendo implantada na Gerdau há cerca de três anos, incluindo também os temas LGBTI+, raça, pessoas com deficiência e mulheres.

Empoderamento feminino na siderurgia

Coordenadora de produtos carboquímicos, Driele
Coordenadora de produtos carboquímicos, Driele Poliana Barbosa/Divulgação

O curso de qualificação profissional em manutenção eletromecânica, voltado exclusivamente para mulheres, não é somente uma porta de entrada na área de operação da produção de aço, mas também um trampolim para ascender em cargos de gestão dentro na empresa. Que o diga Driele Poliana Barbosa, 33 anos, que há 18 trilha sua carreira na usina de Ouro Branco, agregando aprendizados e superando desafios.Atuando hoje como coordenadora de produtos carboquímicos, Driele foi, junto com outra colega, a primeira mulher a participar do curso de qualificação em manutenção mecânica industrial pelo Senai.

Depois do aprendizado de dois anos como menor aprendiz, ela atuou por quase quatro anos como mecânica de manutenção. “Depois disso, houve uma reestruturação e nossa equipe foi trabalhar no alto-forno e eu passei a atuar como apoio na área de gestão a outras equipes de manutenção”.  Movida a desafios e novos aprendizados, ela passou por várias áreas dentro da unidade e hoje se orgulha do seu cargo atual.

“Em 2013, assumi a minha primeira função de gestão com 25 anos, sendo coordenadora de equipe na área da Ferramentaria, atuando pela empresa como um todo e sendo responsável por cerca de 30 pessoas”, conta Driele, que contabiliza outras muitas funções de coordenação em áreas como transporte pesado, contrato, manutenção de infraestrutura e programação e montagem de andaime.

Fonte: https://www.fatoreal.com.br/

Cultura

Produção mineira “Difícil É Não Brincar” é selecionada para o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo

Entre minas e minérios, crianças brincam e revelam seus sonhos e pesadelos, apostando que até nas adversidades, difícil mesmo é não brincar.

O curta Difícil É Não Brincar registra a infância em três distritos do interior de Minas Gerais em que a produção de minério é a principal atividade econômica. Dar voz às crianças é o principal objetivo do filme. “Meu desejo era torná-las protagonistas, narradoras e produtoras das sequências. A brincadeira foi o modo de obter isso de forma espontânea e criativa”, conta Papoula Bicalho, que concebeu e dirigiu o filme. “Quando as crianças brincam, liberam o seu imaginário e mostram de forma sensível os desejos, sonhos e pesadelos que as animam ou afligem. Você passa a ver a criança sem as máscaras impostas por certa cultura ou religião, pela família, por hábitos e costumes. Elas estão ali, inteiras, inventivas.”

Ambientado nesse universo lúdico das brincadeiras da infância, o enredo traz à tona várias nuances desta fase da vida e levanta questões pessoais e sociais que as crianças enfrentam: as inseguranças, a adaptação a diferentes realidades das comunidades, os sonhos que dividem espaço com incertezas do futuro e as delícias de ser criança e poder, mesmo nas adversidades, inventar mundos possíveis, brincando.

Difícil É Não Brincar – Papoula Bicalho

Participaram das filmagens mais de 90 crianças de Miguel Burnier, Motta e Lobo Leite, distritos dos municípios de Ouro Preto e Congonhas, Minas Gerais. Os pontos de partida para a construção do enredo foram provocações e desafios que pudessem resultar em brincadeiras e depoimentos significativos para desvendar anseios, intimidações, prazeres e desejos que se apoderam dessas crianças no dia-a-dia. “O narrador do filme é a ação delas em meio aos colegas, amigos e à paisagem dos locais onde vivem”, explica Papoula Bicalho.

O curta terá sua estreia mundial no 31º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, que ocorre entre 20 e 30 de agosto deste ano, na Mostra Infanto-Juvenil.

Difícil é Não Brincar – Eliane Gouvea

O filme contou com direção de produção de Janice Miranda, realização da Luz Comunicação, apoio institucional do Museu de Congonhas, parceria com a comunidade escolar desses distritos e patrocínio da Gerdau.

Link para teaser: https://drive.google.com/file/d/1hII0uCFMCSr7QCpuPzVLEePiSee1hev4/view?usp=sharing

Ficha técnica:

Concepção, roteiro, direção, trilha, montagem: Papoula Bicalho. Assistência de direção: Bruno Madeira, Zé Paulo Osório. Direção de produção: Janice Miranda. Produção: Fabrício Kind, Nathália Rezende Santos, Valdirene Andrade. Captação de imagem e som: Eliane Gouvêa, Papoula Bicalho, Rodrigo Gouvêa, Zé Paulo Osório. Tratamento e masterização de som: André Cabelo. Transporte: Edgard Magalhães, João Batista De Magalhães. Apoio institucional: Museu de Congonhas. Realização: Luz Comunicação. Patrocínio: Gerdau. Ano de realização: 2020.

Informações para a imprensa:

Luz Comunicação – Jozane Faleiro

jozane@luzcomunicacao.com.br – (31)9.9204-6367

Janice Miranda Coordenação – Comunicação/Educativo
Museu de Congonhas

(31) 3731 6747 / (31) 99821-0976

Cidades

Ouro Branco recebe Exposição Inédita de Fósseis

Com entrada gratuita, o acervo será exposto no Casarão da Praça Santa Cruz e é um convite a uma viagem de milhões de anos para a Era Paleozoica.

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, em parceria com a Prefeitura de Ouro Branco, e com patrocínio da Gerdau, faz sua segunda itinerância no ano e leva para a cidade parte do seu acervo inédito de fósseis. São cerca de 100 peças sendo a mais antiga com cerca de 540 milhões de anos. Os fósseis representam a Era Paleozoica, além de um recorte especial da Era Mesozoica, oriundas da Chapada do Araripe, região que se estende pelo Ceará, Pernambuco e Piauí. dia 02 de dezembro até 17 de janeiro, no Casarão da Praça Santa Cruz, no Centro de Ouro Branco, a exposição Fósseis: do mar à conquista da terra levará os visitantes a uma viagem a milhões de anos. Eles compreenderão como a vida se desenvolveu na Era Paleozoica, que durou quase 300 milhões de anos (541-251 Ma). A viagem começa no módulo dedicado ao Mar Primitivo, onde será possível ver fósseis que representam o início da vida marinha, em seguida os “viajantes” seguem para o Pântano seres entre mar e terra que aconteceu há 423 e 358 milhões de anos. A viagem termina ao chegar à Floresta, onde encontrarão fósseis que contam a história dos primeiros répteis, animais que se desenvolveram a partir da evolução de alguns anfíbios.

Com um recorte especial, a exposição faz um salto para a Era Mesozoica (252-66 Ma), no Período Cretaceo, apresentando a Chapada do Araripe, o maior sítio paleontológico do Brasil. A região se evidencia tanto pela pluralidade quanto pela qualidade dos fósseis lá encontrados. Os visitantes poderão conferir na exposição alguns fósseis deste importante sítio que revelam a história da evolução também no território brasileiro.

“Nesta exposição, os visitantes poderão compreender como se deu o início da vida no planeta. Em nosso recorte apresentamos a Era Paleozoica e seus marcos. É uma oportunidade única do público em geral conhecer, de maneira concreta, a evolução das espécies que habitaram nosso planeta há milhões de anos”, explica Andrea Ferreira, geóloga e curadora de Geociências do Museu.

Chapa do Araripe em destaque

Um dos maiores sítios paleontológicos do mundo, a Chapada do Araripe recebe espaço de destaque na exposição. “É importante mostrar a relevância paleontológica que esse sítio brasileiro representa mundialmente. Os fósseis encontrados na região abrangem fauna e flora, em excelente estado de conservação e estão presentes em museus do mundo todo”, explica a geóloga.

Exposição acessível

A acessibilidade e a inclusão do público com deficiência em sua programação sempre estiveram presentes nas ações do MM Gerdau. A exposição Fósseis: do mar à conquista da Terra marca, no entanto, uma nova etapa da relação do Museu com seu público. “Tudo foi pensado e projetado para que todos tenham a mesma experiência”, declara Márcia Guimarães, gestora do Museu.

“Fósseis é a primeira exposição totalmente acessível do Museu, sendo planejada segundo os conceitos do design universal. Todo o ambiente, o mobiliário, os conteúdos e a forma como são apresentados foram pensados para serem acessíveis a todas as pessoas, independentemente de sua idade. A exposição contará com piso tátil, conteúdos apresentados em braile, em vídeos com legendas e tradução em libras, além de peças disponíveis para o toque”, explica Luciana Cajado, consultora de acessibilidade e inclusão do MM Gerdau.

A equipe multidisciplinar do MM Gerdau contou com a coordenação do museólogo Carlos Jotta, o que reforça a importância do trabalho interdisciplinar nas instituições museais para a comunicação das coleções junto ao público.

Serviço:

Exposição Fósseis: Do mar à conquista da terra – Entrada gratuita

Data: 02/12/2019 a 17/01/2020

Local: Casarão da Praça Santa Cruz, nº 168, Centro de Ouro Branco/MG

Visitação: De terça a sexta, das 10 às 17 horas, sábado e domingo, das 09 às 13h

(fechado no dia 08/12 e nos recessos de fim de ano de 23 a 26/12 e 30/12 a 01/01). 

Conheça o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, integrante do Circuito Liberdade desde 2010, é um museu de ciência e tecnologia que apresenta de forma lúdica e interativa a história da mineração e da metalurgia. Em 20 áreas expositivas, estão 44 exposições que apresentam, por meio de personagens históricos e fictícios, os minérios, os minerais e a diversidade do universo da Geociências.

O Prédio Rosa da Praça da Liberdade, onde funciona o espaço cultural, foi inaugurado em 1897, juntamente com Belo Horizonte. Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA), o edifício passou por meticuloso trabalho de restauro, que constatou que a decoração interna seguiu o gosto afrancesado da época, com vocabulário neoclássico e art nouveau. 

O projeto arquitetônico para a nova finalidade do Prédio Rosa, que já foi Secretaria do Interior e da Educação, foi feito por Paulo Mendes da Rocha e a expografia, que usa a tecnologia como aliada da memória e da experiência, é de Marcello Dantas. O Museu funciona de terça a domingo, das 12 às 18h, e na quinta, das 12 às 22h e apresenta uma programação para todas as idades. A entrada é franca.

Economia

Abertas inscrições para programa de desenvolvimento empresarial
Programa foi apresentado em Congonhas

Empresários de Congonhas, Lafaiete e Ouro Branco terão a oportunidade de participar do Programa de Desenvolvimento Empresarial (PDE), de iniciativa da Gerdau, em parceria com o Sebrae e apoio da prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia (SEDECIT). Os interessados devem se inscrever até esta sexta-feira, 30/08 por meio do formulário disponibilizado neste link. Serão selecionadas dez empresas de pequeno e médio portes.

O PDE, apresentado a empresários de Congonhas nesta terça-feira (27) tem o objetivo de fortalecer e fomentar o desenvolvimento regional, por meio do diagnóstico de problemas de gestão e da prestação de serviços de consultoria. Participaram da reunião o consultor do Sebrae Aristides Araújo e o relações institucionais da Gerdau, Bruno Castilho.

Além de Congonhas, participam as cidades de Conselheiro Lafaiete, Itabirito, Ouro Branco e Ouro Preto, sendo disponibilizadas, no total, 50 vagas. Um consultor fará o diagnóstico de todas as empresas inscritas, sendo que, se mais de 50 formulários forem enviados, as vagas serão preenchidas conforme a data de envio. Dessas, apenas dez de cada cidade serão selecionadas para aderir ao programa, que contará com um subsídio de 90% do Sebrae e da Gerdau.

Para a empresária Patrícia Mendes, a iniciativa é muito interessante e será produtiva. “Espero ter a visão para melhorar. A nossa empresa tem 20 anos, mas não podemos nos acomodar, então essas questões de desenvolvimento e de orientações são muito importantes. Espero aprender”, destacou.

Segundo o consultor do Sebrae, Aristides Araújo, o projeto não tem cunho educativo, mas de consultoria. “Uma melhor gestão vai fazer diferença dentro da empresa. Uma melhor gestão permite melhores tomadas de decisão. E a partir de uma decisão mais assertiva, tende-se a ter melhores resultados”, explicou.

Dúvidas e informações:

Sebrae – Conselheiro Lafaiete
Avenida Prefeito Mário Rodrigues Pereira, 23b, Centro
(31) 3721-4343

Fonte: fatoreal.com.br

Sociedade

Programa Gerdau Germinar recebeu visita de mais de 3 mil alunos em 2018

O Programa Gerdau Germinar recebeu, ao longo do primeiro semestre deste ano, a visita de 3.089 alunos de escolas de Ouro Branco (MG) e região. Os estudantes que estiveram no Biocentro, centro de educação ambiental da Empresa, participaram de diversas atividades e oficinas educativas. Com o objetivo de conscientizar os alunos sobre a importância da preservação do meio ambiente, a iniciativa desenvolveu oito temas específicos para cada ano escolar.

Colégio Pio XII - OB

De acordo com a analista de desenvolvimento ambiental do Programa Gerdau Germinar, Fernanda Montebrune, as visitas técnicas promovem momentos que unem a prática à teoria, contribuindo para o aprendizado dos jovens. “O retorno dado pelos alunos e educadores que participaram das atividades foi sempre muito positivo, o que reforça a importância de ampliarmos cada vez mais as temáticas adotadas e os públicos envolvidos na prática da educação ambiental oferecido pelo programa”, avalia.

E.M. João Narciso - CO

Há 28 anos, o Programa Gerdau Germinar desenvolve centenas de projetos em cidades mineiras como Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Ouro Preto (distritos de Mota e Miguel Burnier) e Itabirito. Apenas em 2017, o programa atendeu mais de 16 mil pessoas por meio de várias ações educativas que envolveram instituições de ensino, ONGs, empresas e líderes comunitários.

CEMEI Maria José de Andrade - CO

Sobre o Programa Gerdau Germinar

Realizado em conjunto com o Instituto Gerdau e a área de Meio Ambiente, o Programa Gerdau Germinar é uma iniciativa voltada para a prática da educação e conservação ambiental e reforça o compromisso da Empresa com o desenvolvimento sustentável das regiões em que atua. Desde o ano do lançamento do programa, em 1990, mais de 250 mil pessoas foram beneficiadas pelas ações. Além das visitas técnicas, a iniciativa oferece oportunidades de curso para educadores, eventos, palestras, oficinas e projetos socioambientais nas escolas, abrangendo alunos e professores das redes de ensino das regiões onde é realizado.

E.M. João XXIII - OB

Sobre a Gerdau

A Gerdau é líder no segmento de aços longos nas Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais do mundo. No Brasil, também produz aços planos e minério de ferro, atividades que ampliam o mix de produtos oferecidos ao mercado e a competitividade das operações. Além disso, é a maior recicladora da América Latina e, no mundo, transforma, anualmente, milhões de toneladas de sucata em aço, reforçando seu compromisso com o desenvolvimento sustentável das regiões onde atua. As ações das empresas Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo, Nova Iorque e Madri.
Gisiane Alves

Relacionamento com a Imprensa

Rede Comunicação de Resultado

(31) 2555-5050 | (31) 99132-7142

www.redecomunicacao.com

Educação

Gerdau abre inscrições para novo programa nacional de estágio

gerdau

“Com inscrições até 29 de junho, o G.Start tem como foco o desenvolvimento acelerado de novos profissionais em diversas regiões do país”

A Gerdau, uma das produtoras de aço mais inovadoras no mundo, lança o programa de estágio G.Start no Brasil. A iniciativa recebe inscrições até o dia 29 de junho de estudantes universitários dos cursos de Engenharia, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Matemática, Administração, Psicologia, Design, Logística, Sistemas de Informação, Marketing, Comunicação e Publicidade e Propaganda. As inscrições podem ser feitas pelo site http://www.vagas.com.br/gerdau-programa-estagio. No total, cerca de 100 vagas serão disponibilizadas.

“O G.Start é um programa para universitários que queiram acelerar o seu desenvolvimento profissional e ajudar a construir a Gerdau do futuro”, destaca Raquel Cardoso, Líder de Pessoas da Gerdau no Brasil. “Durante o programa, os estagiários poderão aprimorar o conhecimento técnico em suas áreas de formação, além de desenvolver outras competências como empreendedorismo, colaboração, abertura à inovação, atitude para a segurança e foco em resultados.”

A iniciativa visa contribuir para a formação de novos profissionais, capazes de propor soluções simples e ágeis de forma colaborativa em um ambiente de negócio cada vez mais dinâmico, e contempla um plano de desenvolvimento que estimula os jovens a assumirem o protagonismo de suas carreiras. Isso acontecerá por meio de projetos-desafio, que serão conduzidos em conjunto com os gestores de cada área. Além de conhecer a cultura da Gerdau, os estudantes irão aprender sobre os negócios (processo produtivo, produtos, aplicações e clientes), conhecer metodologias ágeis e receber insights e provocações sobre temas como inovação, simplificação de processos e digitalização.

Com duração de até 18 meses, o G.Start tem previsão de início para o segundo semestre de 2018 e oferece vagas para unidades da Gerdau em 14 estados – Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Ceará, Pernambuco, Bahia, Paraíba, Distrito Federal, Mato Grosso e Tocantins.
Saiba mais sobre o G.Start

Sobre a Gerdau

A Gerdau é líder no segmento de aços longos nas Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais do mundo. No Brasil, também produz aços planos e minério de ferro, atividades que estão ampliando o mix de produtos oferecidos ao mercado e a competitividade das operações. Além disso, é a maior recicladora da América Latina e, no mundo, transforma, milhões de toneladas de sucata em aço, reforçando seu compromisso com o desenvolvimento sustentável das regiões onde atua. As ações das empresas Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo, Nova Iorque e Madri.
Gisiane Alves

Relacionamento com a Imprensa

Rede Comunicação de Resultado

(31) 2555-5050 | (31) 99132-7142

www.redecomunicacao.com