Tag Archives: empoderamento feminino

Educação

Gerdau Transforma abre nova turma para capacitar empreendedoras em todo o Brasil

Mais de três mil mulheres já passaram pelo programa, que tem aulas sobre como montar ou aprimorar seus negócios e mentoria personalizada

Até o dia 20 de julho, estão abertas as inscrições para a nova turma do Gerdau Transforma, uma edição voltada exclusivamente para mulheres empreendedoras de todo o Brasil. A nova capacitação faz parte das iniciativas da produtora de aço em promover a equidade de gênero e o empoderamento feminino. Mais de três mil mulheres já passaram pelo curso, que é totalmente on-line e gratuito, e traz aulas e mentoria personalizada para capacitar profissionais liberais de diferentes áreas.

A empreendedora Luciane Alves, de 54 anos, tem uma confeitaria caseira em Charqueadas, no Rio Grande do Sul, e realizou o curso em 2020. “São muitas as dúvidas de quem começa a empreender, ainda mais durante um período turbulento como o que estamos passando. Nesse sentido, o Gerdau Transforma me ajudou a desenvolver uma mentalidade de negócios, orientando o passo-a-passo, a conquista de clientes, o uso das redes sociais, os cálculos de custo e lucro e a projeção para expandir. Além das aulas, temos a oportunidade de trocar experiências com empreendedores de todo o Brasil. Os mentores são muito atenciosos, acompanham os negócios de perto e nos orientam pessoalmente”, conta Luciane.

“Acreditamos que o empreendedorismo tem um papel importante na construção de uma sociedade mais justa, empoderando pessoas e moldando um futuro melhor. As turmas dedicadas a mulheres do Gerdau Transforma refletem nossas ações em prol da equidade de gênero e da criação de oportunidades iguais para todas as pessoas e compõem um leque de diferentes iniciativas de capacitação, treinamento e recrutamento de mulheres em todo o Brasil. Para nós, a diversidade é elemento fundamental para a construção de um futuro melhor para todos”, afirma Paulo Boneff, líder de responsabilidade social da Gerdau.

“Cada aluna recebe, além de uma capacitação muito prática e rápida, um apoio personalizado de nossos consultores, durante o período de três meses de incubação. Esta mão estendida o tempo todo faz toda a diferença na vida destas futuras empreendedoras”, reforça Vinicius Mendes Lima, fundador da Besouro.

As inscrições vão até o dia 20 de julho no site do projeto, e as aulas terão início em 19 de julho. Para participar, é preciso se identificar com o gênero feminino, ter mais de 18 anos e já ter frequentado ou estar matriculada em uma escola pública. A formação é totalmente gratuita e foi desenvolvida a partir da metodologia By Necessity®, da Agência Besouro.

Serviço – Curso Online Gerdau Transforma – Mulheres Empreendedoras (Nacional)
Inscrições: https://www.gerdautransforma.com.br/
Período: 19 a 23 de julho
Horário: 19h às 22h
Onde: canal do Youtube da Agência Besouro

Sobre a Gerdau, uma empresa de 120 anos

A Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Em janeiro deste ano, completou 120 anos de uma história de solidez, contribuição para o desenvolvimento e legado para uma sociedade em evolução constante. Com o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro, a companhia está presente em 10 países e conta com mais de 30 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 73% do aço que produz é feito a partir desse material. Todo ano, são 11 milhões de toneladas de sucata que são transformadas em diversos produtos de aço. As ações da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova Iorque (NYSE) e Madri (Latibex).

Nossa história

Da fábrica familiar de pregos em Porto Alegre (RS) a uma gigante da cadeia do aço internacional, a trajetória da Gerdau começa a partir da compra da Cia Fábrica de Pregos Pontas de Paris por João Gerdau, em 1901. O imigrante alemão marcou seu pioneirismo empreendedor, que se tornou a chama que se mantém acesa até hoje, 120 anos após sua fundação. Na última década, a Gerdau segue fazendo história por meio de uma transformação cultural e digital baseada no compromisso de moldar um futuro cada vez mais sustentável.

Besouro

Desenvolver empreendedores da base da pirâmide social. O objeto social da Besouro Agência de Fomento Social é o desenvolvimento de programas e capacitações que zelem pelo atendimento ao fundamental da existência humana. Busca-se os direitos sociais básicos, como a educação, saúde, o desenvolvimento pessoal e do seu entorno, o interesse e empoderamento cidadão, bem como a formação cidadã capaz de gerar oportunidades e renda.

Informações para a Imprensa:  
Flávia Barros – 11.9 9960.7010
Priscilla Martinelli – 11.9 8441.0913
atendimentogerdau.br@bcw-global.com

Sociedade

Evento reuniu mulheres de vários segmentos de Congonhas e destacou o empoderamento feminino

Empoderadas, decididas e fortes: essas são as mulheres reais, cujo nome deu início a um grande projeto. Idealizado pela CEO da empresa Imperial DH, Aline Cristine, o evento “Mulheres Reais” foi realizado no Hotel H2 em Congonhas, na última terça-feira, 15 de outubro, e contou com a parceria de grandes mulheres empreendedoras da cidade, com workshop, música, bons drinks e petiscos, e tudo isso com o apoio e realização de Adriana Bartolomeu da empresa Dinâmica Empresarial, e colaboração da modelo plus size, Carol Eloah.

Aline explicou como surgiu a ideia de criar o projeto. “O Mulheres Reais” foi criado através da percepção do sofrimento de muitas mulheres. Foi uma iniciativa de ajudar mulheres nos relacionamentos e negócios, com o objetivo mesmo de apoiá-las a alavancarem resultados na vida pessoal e profissional. Em várias viagens que eu fiz pelo Brasil eu percebi que tem muita mulher que precisa de força e união tanto no trabalho como na vida”.

A psicóloga Adriana Bartolomeu abriu o evento com um bate-papo e lançou a seguinte reflexão: Quem é você? Ela também debateu sobre o amor próprio e como ser mais leve diante das dificuldades que as mulheres enfrentam na vida.

Empreendedoras de Congonhas de vários segmentos como música, alimentação, beleza e saúde, semi joias, moda, sexy shop, arquitetura, jornalismo, fotografia, rádio, entre outros, marcaram presença no evento.

Ana Paula Bessa é dona de uma loja de cosméticos e contou um pouco de como começou a empreender. “Me apaixonei pelo ramo da maquiagem e faz um ano e meio que abri a minha loja. Até hoje tem dado super certo. O evento “Mulheres Reais” veio para nos unir, para conhecermos o trabalho de outras mulheres também.”

Duas grandes empresárias da cidade que são a cabelereira e maquiadora, Sandra Rejane, e sua filha Júlia Coelho também maquiadora destacaram a importância desse tipo de evento. “É um incentivo para as mulheres, que hoje são independentes. É um evento também que representa que as mulheres tem que apoiar umas as outras e desconstruir essa cultura de que temos que ser inimigas umas das outras, e de que temos que ser dependentes financeiramente de pai, marido e etc. As mulheres se sentem muito mais realizadas quando elas fazem algo gostam, que elas tem prazer, estimulando assim mais o respeito no mercado de trabalho.”

Já no ramo da alimentação, a empreendedora Lucivânia Matosinhos Soares, tem há um ano uma linda cafeteria gourmet na cidade. “Faz um ano que tenho a cafeteria. Eu cozinho desde os 9 anos de idade e sempre tive o sonho de ter o meu próprio negócio. Nós mulheres precisamos desses momentos para interagir e trocar experiências.”

A modelo plus size Carol Eloah, contou um pouco da sua história de vida, de como ela enfrentou as barreiras por estar acima do peso. Ela também tem um projeto de empoderamento e resgate da autoestima para mulheres que estão acima do peso. Carol hoje é uma mulher empoderada, que se aceita, e que é a “cara” do projeto.

“Fui convidada pela Aline para fazer parte desse evento maravilhoso a partir de uma conversa que tivemos e assim ela conheceu minha história de vida. Nós temos o nosso valor. Não podemos abaixar a cabeça para nada. Já passei por caminhos dolorosos por estar acima do peso, e depois de tanto sofrimento eu aprendi a me amar, me valorizar e me olhar de maneira diferente conseguindo assim ajudar outras mulheres a se aceitarem como elas realmente são. As pessoas olham muito para os outros e pouco para si. Queremos ser felizes e nos amar”, contou.

Fechando o evento, Aline explicou um pouco do projeto “Mulheres Reais”. Ela demonstrou como a maioria das mulheres criam uma expectativa excessiva no outro e como ela se tornou essa mulher que é hoje deixando a seguinte mensagem: “Não somos o sexo frágil, mas temos fragilidades. Você não é obrigada a nada que não esteja no seu projeto de vida.”

Texto: Nathália Coelho
Fotos: Ketynne Ogawa