Tag Archives: conselheiro lafaiete

Educação

Una Lafaiete oferece aulas gratuitas sobre gestão financeira e sustentabilidade para crianças e adolescentes da rede pública de ensino

Vagas são limitadas, inscrições estão abertas até 7 de outubro

Ensinar a criança a lidar com o dinheiro de forma saudável, de acordo com a sua própria realidade, para que no futuro se torne um adulto equilibrado e consciente. Este é o objetivo do Educafins, projeto desenvolvido pela Una Lafaiete – instituição do ecossistema Ânima Educação – que vai ministrar oficinas gratuitas de Educação Financeira e Sustentabilidade a crianças e adolescentes da rede pública de ensino. As oficinas acontecerão de forma presencial, todas as quintas-feiras, entre 28 de outubro e dois de dezembro.

Una Lafaiete oferece aulas gratuitas sobre gestão financeira e sustentabilidade para crianças e adolescentes da rede pública de ensino

“Gastar menos do que se ganha, poupar, consumir de maneira consciente e sustentável. Estes conceitos, que aparentemente parecem assunto de gente grande, devem ser inseridos no cotidiano desde a primeira infância. Ensinar sobre dinheiro a uma criança contribui para que ela se torne um adulto autocrítico, que sabe o seu papel e reconhece o valor das coisas. Atitudes que refletem positivamente em outros contextos, como o consumo responsável e o respeito ao meio ambiente”, destaca professora dos cursos de gestão da Una Lafaiete, Thaynara Peixoto.

Ao todo, serão disponibilizadas 60 vagas, divididas em quatro turmas com as seguintes idades: 5 a 8 anos, 9 a 12 anos, 13 a 15 anos e 16 a 18 anos. “As aulas vão acontecer na Una, respeitando todos os protocolos de saúde e segurança”, ressalta Thainara. Os interessados em participar do projeto devem se inscrever, até o dia 7 de outubro, por meio do link: http://bit.ly/inscricoeseducafins

Serviço:

Educafins: oficinas de Educação Financeira e Sustentabilidade
Informações e inscrições em: http://bit.ly/inscricoeseducafins
Vagas limitadas

Fonte: https://correiodeminas.com.br/

Cidades

Conheça Minas Gerais – Conselheiro Lafaiete

A primeira notícia que se tem da história de Conselheiro Lafaiete, uma das cidades mais antigas de Minas Gerais, é por volta de 1683, dada pela bandeira de Garcia Rodrigues, que fala no arraial de garimpeiros e índios chamado Campo Alegre dos Carijós.

ADECOL – História de Conselheiro Lafaiete
Fonte: https://adecol.org.br/

Consta que antes essas paragens já teriam sido visitadas pelo português D. Rodrigo, em 1680/81, e mesmo, anteriormente, pelas bandeiras de Pais Leme (1674) e Lourenço Castanho (1675) que, penetrando no vasto sertão, desbravavam as terras abrindo picadas e caminhos. E na aventura achavam ouro, plantavam roças, criavam arraiais.

Muitos pesquisadores se perderam na selva das hipóteses, para definir os primeiros passos da civilização em Carijós, mas é tido como certo, e a notícia acima é uma confirmação, de que alguns remanescentes da bandeira de Borba Gato, logo após a morte do português D. Rodrigo, vieram minerar na serra de Ouro Branco e, como lá os silvícolas eram ferozes, fizeram sua morada junto aos índios carijós, de boa índole e pacíficos, que tinham sua taba num vasto planalto nos contrafortes da Mantiqueira.

Esses carijós, pertencentes ao grupo linguístico tupi-guarani, tinham vindo do litoral fluminense, fugindo às hostilidades de outras tribos e às maldades dos caçadores de escravos.

De acordo com o arqueólogo Dr. José Vicente César, svd, esses aborígenes já devem ter vindo catequizados, chegando a essa conclusão pelo fato de que “os carijós, desde o início, aceitaram o contato pacífico com os europeus, assimilando o Cristianismo com muito entusiasmo e bons resultados de mútua integração cultural”, chegando a essas plagas antes dos desbravadores das Gerais.

É provável que, já logo nos primeiros tempos, tivessem bandeirantes e índios se congregado na piedosa tarefa de erigir uma primitiva ermida no Campo Alegre dos Carijós, cercada de esteiras e coberta de colmos, onde colocaram as imagens que sempre os bandeirantes traziam consigo, provavelmente onde se localiza hoje o Colégio Estadual “Narciso de Queirós”, na rua Barão de Suassuí, tendo sido encontrados ossos naquele local durante a construção do prédio e antigamente se enterravam as pessoas nas igrejas ou nas suas proximidades.

Foram feitas plantações, levantaram-se choças, e a vida decorria tranquila até que, na última década do Século XVII, começou a corrida em busca de riquezas nas minas auríferas da região. O arraial de Carijós era a passagem obrigatória para Itaverava, Guarapiranga, Mariana e Catas Altas. Tornou-se pouso para os viajantes e entreposto de mercadorias.

Em 1694, a grande bandeira paulista de Manuel Camargo, Bartolomeu Bueno de Siqueira, Miguel Garcia de Almeida Cunha e João Lopes de Camargo oficializou a existência do arraial, que teve, então, um grande desenvolvimento.

Por essa época teria sido erigida uma capela ou igreja de pau-a-pique, dedicada ao culto da Imaculada Conceição, provavelmente onde hoje é a Praça Nossa Senhora do Carmo, de acordo com o que se deduz da Carta de Sesmaria concedida a Jerônimo Pimentel Salgado que, juntamente com Amaro Ribeiro, tiveram reconhecidas as posses de várias léguas de terra em 1711.

O templo era um dos limites citados no documento e devia ser bem frequentado pois, em 1709, o padre Gaspar Ribeiro Fonseca, enviado pelo bispo do Rio de Janeiro Dom Frei Francisco de São Jerônimo, criou a paróquia de Nossa Senhora da Conceição, pertencente à Diocese do Rio de Janeiro, passando a aldeia a chamar-se Arraial de Nossa Senhora da Conceição de Campo Alegre dos Carijós.

Mandou-se trazer, da cidade de Porto, em Portugal, uma nova imagem da padroeira, em madeira, belíssima em sua concepção artística, que até os dias de hoje é venerada na cidade. O culto à Virgem reunia a população constituída de nobres – alguns descendentes de D. Afonso Henrique, fundador de Portugal – , do povo, ficando, do lado de fora da igreja, os escravos.

Em 1711, chegou a Carijós o Caminho Novo, que encurtava grandemente o tempo de viagem entre o Rio de Janeiro e as minas. Também na mesma época, quando o governador Antônio de Albuquerque dirigiu-se com um contingente mineiro em direção ao Rio de Janeiro para socorrer a Capital, assaltada pelos corsários franceses de Dugay Trouen, um grupo de jovens de Carijós participou da corajosa empreitada.

O aumento dos “fogos”, como se denominavam as moradias, e o crescimento rápido da população, levaram a Irmandade do Santíssimo Sacramento a construir, a partir de 1732, nova Matriz, em imponente estilo barroco, à base de taipa e madeira, no local onde se encontra até hoje, a qual recebeu posteriormente uma sapata de pedras ao seu redor.

Em 1752 iniciou-se a construção da Igreja de Santo Antônio e, em 1764, da Igreja de Nossa Senhora do Carmo.

Quando o ouro diminuiu e a cobrança dos quintos sobrecarregou a população, houve um grande clima de descontentamento, sendo forte, em Carijós o movimento da Inconfidência, sendo filhos da terra o Pe. José Rodrigues da Costa e o Pe. Fajardo.

Atendendo ao pedido dos habitantes do arraial, a Rainha D. Maria I criou a Real Vila de Queluz, através de ato assinado pelo Visconde de Barbacena, na própria vila recém-criada. Autorizou-se, então, a construção de um Pelourinho, que simbolizava as liberdades municipais, como era feito na antiga Roma. O pelourinho de Queluz era encimado por um busto, de capacete à cabeça, com um sabre enfiado em seu crânio.

A 25 de junho de 1822, a Câmara da Vila Real de Queluz fez uma petição a D. Pedro, Príncipe Regente, no sentido de que mandasse instalar a Câmara de Cortes do Brasil, o que seria um importante passo no sentido da Independência. Muito persuasiva, com trechos em que os queluzianos demonstravam grande brio e coragem, pode ter ajudado a construir no espírito de D. Pedro a ideia que o levou ao grande passo de 7 de setembro de 1822.

A Lei nº 1276 elevou a Real Vila de Queluz à categoria de cidade e em 1872 foi criada a Comarca de Queluz. O nome Conselheiro Lafaiete passou a vigorar a partir de 27 de março de 1934, em homenagem a Conselheiro Lafayette Rodrigues Pereira, quando se comemoravam o centenário de seu nascimento.

No cenário da Segunda Guerra Mundial, Conselheiro Lafaiete esteve presente com 63 de seus filhos que atuaram heroicamente nos campos de batalha, conquistando brilhantes vitórias.

Em vários outros momentos importantes da vida do país, Conselheiro Lafaiete esteve presente com a participação e o valor de seus filhos.

Todo esse passado rico de fatos importantes na vida econômica, política, social, cultural e religiosa de Minas Gerais e do Brasil, chega até nós não apenas pelas narração e documentação históricas e tradição oral, como também através de sítios históricos que testemunharam tais fatos e hoje são sugestivas amostras dos tempos que decorreram no período de mais de trezentos anos de história.

Solar do Suaçuí

Solar do Suaçuí

O casarão é representante legitimo da arquitetura mineira. O Centro Cultural Solar do Barão do Suaçuí é composto por biblioteca, auditório com salão nobre com capacidade para um público entre 70 e 120 pessoas e outro menor destinado para reuniões, duas salas de exposição que serão destinadas à mostra de trabalhos de artistas da cidade e região. O prédio também abriga um jardim para saraus, um auditório ao ar livre e um Memorial das Violas de Queluz com uma exposição permanente reverenciando o instrumento que era produzido no município pelas famílias Meirelles e Salgado entre o final do século XIX e início do século XX.

Basílica do Sagrado Coração de Jesus

Basílica do Sagrado Coração de Jesus

A Basílica foi criada pelo Arcebispo Dom Oscar de Oliveira. A sua construção é de uma edificação religiosa de arquitetura moderna e destaca-se na região pela beleza e grandiosidade. É uma igreja com grande destaque regional e mundial. Só existem 03 Basílicas dedicadas ao Sagrado Coração de Jesus no mundo. Constantemente recebe grupos de visitantes de outros municípios e todo mês de junho é realizada a “Entronização dos Sagrados Corações de Jesus e de Maria”, sendo feriado municipal.

Cristo de Lafaiete

Cristo de Lafaiete

O Cristo Redentor, que detém umas das mais belas vistas da cidade, tem em seu entorno diversos atrativos para os turistas e a população local. A Concha acústica é utilizada como palco de diversos eventos culturais. A Praça do Cristo é utilizada diariamente para prática de diversas atividades físicas, pois conta com uma quadra poliesportiva, uma quadra de areia, academia ao ar livre, pista de skate e patins, além de uma área favorável para caminhada e corrida. E aos finais de semana é utilizada como um dos principais pontos de lazer para jovens e famílias, por possuir um complexo gastronômico com quiosques e restaurantes que agradam a diversos paladares.

Paróquia de São Sebastião

Paróquia de São Sebastião

A Igreja Matriz de São Sebastião teve a pedra fundamental do novo templo lançada em 31 de maio de 1931. Na cerimônia estiveram presentes, o Governador Provisório da República Brasileira, o doutor Getúlio Dornelles Vargas e o Arcebispo de Mariana, Dom Helvécio Gomes de Oliveira, o interventor do Estado de Minas Gerais, o doutor Olegário Maciel, e o governante da cidade, o coronel José Correia de Figueiredo. A Capela tornou-se Paróquia de São Sebastião em 1941, sendo seu primeiro pároco o Monsenhor Antonio José Ferreira, que permaneceu à frente da paróquia até sua morte em 1985, sendo substituído por seu irmão o padre Ermano José Ferreira, até falecer em 2004. Dentre as curiosidades da Igreja Matriz de São Sebastião estão os sinos que foram doados pela Rainha Helena, da Itália, em 1914 para a antiga Capelinha, em atenção a uma petição da colônia italiana de Queluz. A Igreja Matriz de São Sebastião está localizada na Praça São Sebastião.

Museu Ferroviário

Museu  Ferroviário

O Centro Cultural Maria Andrade Rezende, abriga em suas dependências o memorial do Conselheiro Lafayette Rodrigues Pereira, que recebeu da família diversas peças de uso pessoal e, ainda, o Museu Ferroviário, destaque do Centro Cultural. O Museu conta com dezenas de peças utilizada no início da ferrovia e também uma Maria Fumaça, do século passado, além de um guindaste para abastecer de carvão as locomotivas movidas a vapor. A antiga estação possui espaço para realização de eventos e atividades ligada a importância da educação patrimonial em nosso município.

Parque Florestal “Eurico Figueiredo”

Parque Florestal “Eurico Figueiredo”

O parque foi criado em 1986 pelo Decreto Municipal Lei n° 2.592/86, sendo um patrimônio cultural e paisagístico do município. Há no parque, sanitários, parquinho de pneus e um mirante. Suas instalações contam com trilhas abertas dentro da mata e fontes de água recuperadas. (Fonte: Acervo do Patrimônio Histórico Cultural de Conselheiro Lafaiete). Também há o Projeto Amigo do Parque, com a finalidade de incentivar as crianças e adolescentes ao conhecimento histórico, cultural e ambiental da região. Além disso, também são realizadas visitas escolares e técnicas, Corrida, passeio ciclístico e caminhada ecológica apreciando a variedade de fauna e flora local, e os visitantes podem conhecer o Viveiro de mudas e minhocário



Fonte: https://www.conselheirolafaiete.mg.leg.br/ ; https://www.minasgerais.com.br/

Educação

Senac abre inscrição para cursos técnicos gratuitos

O Senac oferta mais de 11 mil vagas gratuitas em cursos técnicos no estado, em parceria com o Governo de Minas, por meio do projeto Trilhas de Futuro. As inscrições poderão ser feitas entre os dias 20 e 30 de agosto pelo site www.trilhasdefuturo.mg.gov.br. O projeto é destinado a estudantes regularmente matriculados nos segundos e terceiros anos do ensino médio; estudantes regularmente matriculados em qualquer período da Educação de Jovens e Adultos (EJA); e jovens que concluíram o ensino médio.

As oportunidades são para 17 cursos diferentes em áreas como, saúde, informática, gestão, beleza e moda. Além das aulas, os participantes receberão vale-transporte e alimentação (R$ 18,00por dia) como apoio para frequentar os cursos.

Além disso, contam com o Rede de Carreiras, um serviço gratuito do Senac em Minas, com atuação desde 2014, que tem o objetivo de conectar, por meio do seu portal de vagas, alunos e candidatos interessados em oportunidades de estágio e emprego, as empresas que desejam divulgar suas vagas e selecionar profissionais qualificados.

As aulas serão presenciais, com adequação às medidas locais de prevenção à Covid-19. Os cursos têm início previsto para o mês de outubro e duram, em média, de 18 a 24 meses. Os interessados devem ficar atentos aos pré-requisitos para participação no programa e os documentos necessários para realização da matrícula.

Lafaiete e região

Todas as regiões de Minas contam com a participação do Senac no Trilhas de Futuro, somando 33 cidades, oferecendo do vagas.  Entre elas,  Barbacena (729), Conselheiro Lafaiete (243), e São João Del-Rei (570).

Mais informações podem ser conferidas pelo site do Trilhas de Futuro ou diretamente com a unidade mais próxima.

Senac Lafaiete
Rua Tavares de Melo, 630 – Lojas 3, 4 e 5 – Centro.
Telefone:. (31) 3062-2950.

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Turismo & Lazer

Caminhos de São Tiago será oficial a partir desta quarta (21)
Queluzito – MG

O lançamento acontecerá por trecho com a entrega do símbolo do caminho de um prefeito a outro das 11 cidades mineiras pertencentes ao roteiro, entre 21 e 25 de julho de 2021. Com uma extensão de 274 quilômetros, sinalizado com 360 totens, e 90 placas, possui em cada destino uma experiência seja no turismo rural, artesanato, gastronomia, cultura, e muito mais.

Conselheiro Lafaiete – MG

Com muito trabalho os Circuitos Villas e Fazendas, Trilhas dos Inconfidentes e do Circuito do Ouro, entregam para o Turismo Nacional um roteiro rico e diverso com tudo de melhor que Minas têm a oferecer.  Inspirado no roteiro conhecido mundialmente Santiago de Compostela na Espanha, o turista que o percorrer receberá um passaporte para registrar sua passagem nas 11 cidades. O novo projeto turístico pode ser percorrido a pé, a cavalo, de bicicleta, motocicleta e Off Road 4×4.

Resende Costa – MG

A possibilidade de percorrer o roteiro une a prática da atividade física, a vontade de conhecer novas culturas locais, e valoriza os atrativos naturais e culturais de cada cidade, entregando ao visitante uma experiência completa e fomentando a economia regional.

Serra do Gambá / Entre Rios – MG
Coronel Xavier Chaves – MG

Programação oficial de lançamento:

21/07 – Cerimônia de Inauguração – Ouro Branco/ Conselheiro Lafaiete

22/07 – Cerimônia de Inauguração – Queluzito / Casa Grande

23/07 – Cerimônia de Inauguração – Entre Rios de Minas / Lagoa Dourada

24/05 – Cerimônia de Inauguração – Resende Costa / Coronel Xavier Chaves

25/07 – Cerimônia de Inauguração – Ritápolis / São Tiago

Casa Grande – MG
Ritápolis – MG

Acompanhe nos perfis @villasefazendas e @tonatrilha o lançamento!

Educação

Senac em Conselheiro Lafaiete oferece mais de 400 vagas em cursos gratuitos
Senac Minas (@senacminas) | Twitter

A unidade do Senac de Conselheiro Lafaiete está ofertando mais de 400 vagas em cursos gratuitos, dentro do Programa Senac de Gratuidade (PSG). As aulas abertas aos moradores da cidade e região começam a partir do dia 26 de julho. Confira as ofertas, início das aulas e a quantidade de vagas disponibilizadas. 

  • Administração Financeira no Comércio – 26/07 – 49 vagas.
  • Assistente de Recursos Humanos – início em 02/08 – 50 vagas.
  • Assistente Administrativo – início em 02/08 – 55 vagas 16/08 -106 vagas.
  • Atendente de Farmácia – início em 09/08 – 60 vagas.
  • Assistente de Logística– início em 16/08 – 40 vagas.
  • Empreendedorismo Digital – início em 16/08 – 30 vagas.
  • Cuidador Infantil – início em 16/08 – 25 vagas.

Os interessados devem ficar atentos aos pré-requisitos do curso escolhido, além de anexar o documento de identidade, CPF, comprovante de endereço e de escolaridade no momento da inscrição. Podem se matricular pessoas cuja renda familiar não ultrapasse dois salários mínimos

 As aulas serão ministradas no modelo remoto e os cursos têm o objetivo de promover o acesso à educação profissional de qualidade para pessoas cuja renda familiar mensal per capita não ultrapasse dois salários mínimos. Mais informações podem ser conferidas pelo site https://www.mg.senac.br/programasenacdegratuidade/.

A unidade oferece cursos livres, técnicos, de Aprendizagem Comercial e MBA. Instalada em um prédio de dois andares no centro da cidade, com acessibilidade, e dispõe de seis salas e dois laboratórios de informática, ambos com capacidade para acomodar 40 alunos. 

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Tecnologia

All Our’s é o grande vencedor da Copa Unopar de Battle Royale

Por um ponto de diferença, time ganhou quatro bolsas de estudo universitário e um total de R$16 mil em dinheiro. A transmissão das finais foi realizada pelo canal do Cerol, embaixador da competição

Com emoção até o final, a equipe All Our’s foi a grande vencedora da 1ª edição da Copa Unopar, que chegou ao fim no último domingo (16), após disputa entre 9 mil jogadores de Battle Royale desde a fase classificatória. As finais foram transmitidas pelo canal do Cerol, embaixador da competição e estrela dos eSports, que esteve ao lado do narrador Paldino, um dos mais conhecidos no meio gamer. A Copa Unopar foi organizada pela Unopar, universidade do Paraná que pertence à Kroton, empresa B2C de ensino superior da holding Cogna, uma das principais organizações educacionais do mundo.

Por um ponto de diferença para a segunda colocada, os vencedores ganharam bolsas de estudos e um total de R$16 mil pela primeira colocação. “É muito gratificante saber que todo o nosso esforço e dedicação nos levou ao topo. Continuaremos trabalhando para, um dia, nos tornarmos jogadores profissionais”, afirma Marcus Vinícius Tavares dos Santos, 16, capitão do time vencedor que mora em Conselheiro Lafaiete (MG). Completam o time, João Gabriel Souza dos Santos, 15; Hyago Ramos Oliveira, 16; e Victor Cardoso Muniz, 15.

O capitão da equipe vencedora diz que os membros do time, de 15 a 16 anos, moradores dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo, ainda são muito novos para ingressar no ensino superior, mas já pensam em quais cursos desejam estudar por meio da bolsa de estudo que ganharam da Unopar. Com o prêmio em dinheiro, a equipe deve investir em equipamentos, como fones, celulares e cadeiras gamers.

Em segundo lugar, com 299 pontos, contra 300 da equipe campeã, ficou a equipe Baré e-Sports, composta por Richardy Ricky Melo Polla, 21; Nadson Silva Alves, 17; Pedro Guilherme Nascimento Rodrigues, 16; e Pedro Lucas Oliveira da Silva, 15 – eles receberam prêmio de R$8 mil e quatro bolsas de estudo. E, em terceiro, ficou a equipe Tropa do Madrugadão, do qual participaram Luiz André Matias da Silva, 18; Carlos Danilo Salazar Costa, 14; Fabricio Alves dos Reis, 14; e Vitor Geraldo Martins Pereira, 15. O prêmio foi de R﹩ 4 mil e mais quatro bolsas de estudo.

“Mais de 75 mil jovens se inscreveram nesta primeira edição e mais de 9 mil participaram da fase classificatória. A Copa Unopar foi um sucesso inegável e estamos felizes de termos entrado nesta sinergia com o público gamer, que juntou a paixão por jogos online com a possibilidade de ingressar no ensino superior. Estamos ansiosos em ter o time vencedor como calouros em breve”, afirma Michelle Branco, gerente sênior de comunicação e marca da Kroton.

A competição ocorreu de forma 100% online e deu continuidade à campanha #PRAVOCÊVIRAROJOGO, estrelada pela apresentadora e jornalista Fernanda Gentil e assinada pela Ogilvy Brasil. A Copa Unopar aproxima a marca de um público e cenário que ganha cada vez mais força. Segundo a Comscore, o Brasil é o quarto maior mercado global de jogos on-line. Uma pesquisa realizada pela Game Brasil, indica que 70% da população digital brasileira joga jogos eletrônicos, o estudo aponta ainda, que 60,8% dos pesquisados preferem jogos mobile.

Sobre a Unopar

Fundada em 1972 e credenciada como universidade em 1997, a Unopar é referência em inovação e é reconhecida pela vanguarda acadêmica em seus cursos de graduação, extensão e pós-graduação lato e stricto sensu.

Presente em Arapongas, Londrina, Bandeirantes, Cascavel, Paranaguá e Ponta Grossa, além de atuar com polos de educação à distância distribuídos por todos os estados brasileiros, a Unopar presta inúmeros serviços gratuitos à população por meio das Clínicas-Escola na área de Saúde, Escritórios e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Unopar oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais. Em 2011, a Unopar passou a integrar o Grupo Kroton. Para mais informações, acesse: http://www2.unopar.br.

Sobre a Kroton

A Kroton nasceu com a missão de transformar a vida das pessoas por meio da educação, compartilhando o conhecimento que forma cidadãos e gera oportunidades no mercado de trabalho. Parte da holding Cogna Educação, uma companhia brasileira de capital aberto dentre as principais organizações educacionais do mundo, a Kroton leva educação de qualidade a mais de 920 mil estudantes do ensino superior em todo o País. Presente em 1.221 municípios, a instituição conta com 131 unidades próprias, sob as marcas Anhanguera, Fama, Pitágoras, Unic, Uniderp, Unime e Unopar e é, há mais de 20 anos, pioneira no ensino à distância no Brasil. A Kroton possui a maior operação de polos de EAD no país, com 1.544 unidades parceiras, e oferece no ambiente digital 100% dos cursos existentes na modalidade presencial. Com a transmissão de mais de 1.000 horas de aulas a cada mês em ambientes virtuais, a Kroton trabalha para oferecer sempre a melhor experiência aos alunos, apoiando sua jornada de formação profissional para que possam alcançar seus objetivos e sonhos. Para mais informações acesse: http://www.kroton.com.br .

Fonte: Igor Basílio

Cultura

Humorista de Lafaiete estreia no programa “A Praça é Nossa”
Luccas e Carlos Alberto da Nóbrega  Foto: reprodução instagram

O humorista Luccas Dória fez sua estréia no programa “A Praça é Nossa” do canal SBT na última quinta-feira (23/04). Luccas é lafaietense e cresceu no bairro Santa Matilde . Atualmente mora em São Paulo onde trabalha como comediante.

O programa reestreou após 14 meses de paralisação e se mantêm às quintas-feiras, às 23h15, os protocolos de gravação sofreram alterações para aumentar o distanciamento, devido a pandemia da Covid-19. 

No programa, Luccas Doria vive “Reginaldo Dentinho”, um entregador de pizza cheio de histórias.

Trajetória

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é tl.png
Lafaietense, Luccas Doria estreia em rede nacional

Luccas conta que desde criança fazia shows para sua família com personagens que inventava. Em 2015, ele mudou de Lafaiete para a cidade de Resende Costa. Fez algumas apresentações na cidade e na região. 

Posteriormente ele se mudou para Belo Horizonte para continuar seguindo seu sonho. Na capital mineira, recebeu o convite do ator Gustavo Mendes (famoso por imitar Dilma Roussef) para trabalhar em São Paulo. O lafaietense  continuou trilhando seu caminho e, em 2020, conseguiu através da amiga Anne (que ele se recusa a revelar o sobrenome), um teste para trabalhar no programa “A Praça é Nossa”, realizando um sonho. Na Praça  ele daria vida ao personagem Reginaldo Dentinho, que surgiu previamente no programa “Treme – Treme” do canal Multishow, onde Luccas fez a sua estreia na TV.

No entanto, um dia antes do teste, Luccas recebeu um telefonema da produção da “A Praça é Nossa”, dizendo que as gravações seriam interrompidas por tempo indeterminado por causa da pandemia da Covid-19.

Em 2021, no entanto, com a volta do programa ele recebeu novamente o convite. “É realmente no tempo de Deus, pois hoje estamos vivendo dias tão tristes, que me sinto muito privilegiado e importante de levar um pouco de graça para os Brasileiros, junto de todo elenco e equipe desse programa histórico e fantástico que é “A Praça é Nossa”, disse ao Fato Real.

Fonte: https://www.fatoreal.com.br/


Cidades

Dia das Violas de Queluz

Hoje, 29 de março, é comemorado o Dia Municipal da Viola de Queluz, nosso único bem imaterial tombado pelo Patrimônio Histórico.

Foi neste dia, em 1881 que a viola foi tocada pelo nativo José de Souza Salgado para o imperador do Brasil Dom Pedro II, quando este visitou Queluz de Minas. Dom Pedro, desde então, é considerado o primeiro grande divulgador de célebre instrumento que alcançou fama mundial.

Durante anos a mitologia das Violas de Queluz vem nos iluminando. Patrimônio maior de Conselheiro Lafaiete, terra de múltiplas artes, ao entrarmos fundo na pesquisa e publicação do Livro Viola de Queluz – Família Souza Salgado, de Valter Braga de Souza, nós da Lesma Editores nos surpreendemos com a fama nacional e internacional de tão ilustre instrumento.

Neste dia 29 de março, nossos parabéns as famílias Salgados e Meirelles por ter nos dado de herança esta relíquia. Violeiros, seresteiros, cantadores e poetas do Brasil, saudai entre nós o limiar da erudição. Uma viola é uma vida, um pássaro a cantar, uma árvore a viver na eternidade. Deus conosco.

Osmir Camilo Gomes

Fonte: https://www.fatoreal.com.br/

Cultura

Lafaietense tem filme premiado no Festival Internacional de Cinema Infantil

A diretora Jaqueline Dulce Moreira teve seu filme “O Mistério do Espantalho” premiado na última edição do Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI). Dois filmes da lafaietense foram selecionadas para participar do evento. Além da animação ganhadora, “Tem um monstro na loja” também marcou presença.
O resultado foi divulgado no último domingo (06/12) nas redes sociais do festival

Enredo
Nesta nova animação a personagem Ana Galocha, de férias na casa dos avós, aguarda ansiosa por mais um dia de brincadeiras, mas se depara com um acontecimento que muda todas as brincadeiras e diversão. Em torno do espantalho começam a acontecer fatos misteriosos que mexem com a imaginação e coragem das crianças.

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

O festival

O FICI – Festival de Cinema Infantil acontece desde 2003 e é dirigido pela renomada atriz e cineasta Carla Camurati e por Carla Esmeralda. Em 2020 o Festival aconteceu entre os dias 09/10 e 02/11, com a participação de 150 filmes divididos em diversas categorias. Ao longo de sua história, o FICI já exibiu mais de 1100 títulos, de 36 países, para um público superior a 1,8 milhão de espectadores.

Devido à pandemia, nesse ano o festival foi realizado inteiramente online. Essa edição também marcou o lançamento da plataforma de streaming do evento que visa a exibição de vídeos de internet escolhidos através da curadoria do FICI, além de espetáculos de teatro, dança, música, clipes, oficinas, jogos e aulas.

A diretora

Nascida em Lafaiete, Jaqueline é formada em administração de empresas pela Universidade Federal de  Viçosa, MBA em marketing pela FGV, mestre em marketing pela Universidade de Coimbra/Portugal e doutoranda em Portugal.

Ela mora no país há 10 anos, desde que foi fazer o mestrado e desde então reside lá com sua filha e marido.

Em setembro desse ano “Tem um Monstro na Loja” foi selecionado para a Mostra de Cinema de Ouro Preto.

O filme vencedor pode ser assistido aqui.

Cidades

Circuito Villas e Fazendas realizará Webinário “Como Bares e Restaurantes podem se reinventar em tempos de pandemia”

O Circuito Villas e Fazendas convida empresários do ramo de Bares & Restaurantes e interessados no tema, a participarem do Webnário “COMO BARES & RESTAURANTES PODEM SE REINVENTAR EM TEMPOS DE PANDEMIA”, nesta quinta-feira, dia 02 de julho, às 14h.

Dentre os convidados, estará o Chef Ronie Peterson, curador do Circuito Gastronômico “Sabores das Villas” 2ª edição, para discutir e expor ideias sobre o assunto.

Para fazer sua inscrição CLIQUE AQUI.

Podem se inscrever empresas do ramo que operam nos Municípios do Circuito Villas e Fazendas: Caranaíba, Casa Grande, Catas Altas da Noruega, Conselheiro Lafaiete, Cristiano Otoni, Itaverava, Lamim, Piranga, Queluzito, Rio Espera, Santana dos Montes e Senhora de Oliveira.

As inscrições vão até às 16h do dia 1º de julho.

Em tempos de Pandemia, uma troca de ideias e experiências podem somar muito ao seu negócio. Participe!

Realização: Circuito Villas e Fazendas, em Parceria com SENAC e SEBRAE.

Fonte: http://www.foconanoticia.com.br/