Tag Archives: consciência negra

Sociedade

Cia Baobá Minas apresenta o XII Prêmio Zumbi de Cultura 2021
11 11 2021 minizumbi

O mês de novembro é marcado pelo Dia da Consciência Negra. Um dos eventos relacionados à data, em Belo Horizonte, é o Prêmio Zumbi da Cultura – Cia Baobá Minas, que celebra 12 anos de existência e será realizado de 16/11 a 20/11, na capital mineira. No dia 16/11 (terça-feira) às 19h acontece, no Grande Teatro do Sesc Palladium, a solenidade da entrega do Prêmio Zumbi de Cultura pela Cia Baobá Minas.

No dia 19/11 (sexta-feira) às 15h no XII – Prêmio Zumbi de Cultura – Cia Baobá Minas com Roda de Conversa: Diversidade, identidade e cultura e apresentação cultural da Cia Baobá Minas no MM Gerdau. E no dia 20/11 (sábado) às 16h a roda de conversa: 12 anos de trajetória do Prêmio Zumbi de Cultura e as produções negras na cidade, no canal do Youtube da Cia Baobá Minas.

Na data da solenidade de entrega do Prêmio Zumbi de Cultura – Cia Baobá Minas serão homenageados os premiados da edição 2021. O evento, que terá programação híbrida, com atividades on-line e presenciais, também contará com apresentações do Grupo Orí Samba, Jorge Dissonância, Cia. Baobá Minas, DiBantu e Luzmilla. Também haverá transmissão no canal de YouTube da Cia Baobá Minas.

A premiação do dia 16/11 é distribuída em 16 categorias: teatro, atuação política, dança, personalidade negra, manifestação cultural, música, menção honrosa, literatura, religiosidade e protagonismo juvenil. Foram criadas para a comunidade: resistência LGBTQI+, representatividade mirim, artes visuais, destaque homem negro e destaque mulher negra.

O projeto é idealizado por Júnia Bertolino, da Cia Baobá Minas, e o prêmio é confeccionado pelo artista plástico Jorge dos Anjos. Realizado desde 2010, através de parcerias com grupos culturais da cidade, com o apoio do Sesc Palladium, Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult), Fundação Municipal de Cultura e outros coletivos.

No XII Prêmio Zumbi de Cultura a programação está composta por: lives com temáticas que envolvem a posição do negro na sociedade brasileira, passando por história, educação, racismo, ações afirmativas e cultura; apresentações de grupos culturais que representam a arte negra; homenagem e premiação as pessoas que contribuem para a preservação da cultura afro-brasileira em Belo Horizonte e Minas Gerais.

Premiados 2021

Educação: Luci Lobato
Dança: Cynthia Reyder
Atuação Política: Álvaro Zulú Griot
Teatro: Grupo de Teatro Morro Encena
Música: Fabinho do Terreiro
Artes Visuais: José Eustáquio Neves de Paula
Literatura: Carolina dos Santos de Oliveira
Manifestação Cultural: Grupo Afro Arturos filhos de zambi
Religiosidade: Padre Rogério Messias dos Santos
Menção Honrosa: Mestre Guerreiro
Personalidade Negra: Ione  Maria  de Oliveira
Destaque Mulher Negra: Tia Rosa – Rosângela  Alves de Oliveira
Destaque Homem Negro: Leonardo Firmino dos Santos
Resistência LGBTQIA+: Azzula
Representatividade Mirim: Luan Manzo
Protagonismo Juvenil: Thiago Santos

Sobre a Companhia Baobá Minas
Criada em 1999, por Júnia Bertolino, a Companhia busca abordar o cotidiano do negro, a cultura, ritmos, poesia e dança afro-brasileira no intuito de trazer para o público uma imagem do negro em toda sua beleza e altivez.

Além disto, objetiva mostrar a cultura popular das diversas comunidades do território nacional ressaltando valores e temáticas importantes nesta cultura como a oralidade, memória, ancestralidade e identidade, sobretudo o notório saber dos mestres populares e a valorização da cultura de matriz africana.

A Companhia Baobá Minas já nos presenteou com várias outras performances, visto que já atuou há 22 anos na cena artística nacional. Suas performances iniciais foram “Fertilidade” e “Canto de Amani”.

Outras que valem a pena ser relembradas são o espetáculo “Quebrando O Silêncio” e o “Ancestralidade: Herança do Corpo”. A Companhia Baobá Minas também realiza diversas ações na cidade, em Centros Culturais, escolas públicas e fóruns.

Já participou em encontros como a COPENE – Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negro(as), Fórum Social Mundial, FAN – Festival de Arte Negra de BH, FIT – Festival Internacional de Teatro, Encontro de Cultura e Raiz, Fórum Social Mineiro, Encontro de Mulheres Negras, Conferência de Cultura, Fórum Nacional de Performance Negra, entre vários outros eventos.

Em 2015, a Cia Baobá Minas viajou até a cidade de Berlim, na Alemanha, levando sua performance ao Fórum Brasil – Alemanha. Esta viagem foi possível devido ao programa Circula Minas da Secretaria de Estado de Cultura – SEC.  Nesta mesma viagem, a idealizadora da Companhia, Júnia Bertolino, também ministrou a oficina “Corporeidades Negras Afro Brasileiras”.

Júnia também esteve apresentando com a Companhia Bataka na Itália, em Roma, no Festival Internazionale del Folklore em 2004.  Em 2010 e 2011 participou do III Festival Mundial de Artes e Culturas Negras em Dacar, no Senegal, e também esteve em Cabo Verde e Guiné Bissau, desta vez como pesquisadora.

Programação:

XII Prêmio Zumbi de Cultura 2021

16/11, ás 19h, Grande Teatro do Sesc Palladium

Grande Teatro do Sesc Palladium
R. Rio de Janeiro, 1046 – Centro, Belo Horizonte – MG, 30160-041

Ingressos: R$ 3,00 (Preço popular) pelo Sympla

19/11 às 15H: 

 XII –  Prêmio Zumbi de Cultura –  Cia Baobá Minas  com  Roda  de  Conversa: Diversidade,  identidade e cultura.   Apresentação cultural da Cia Baobá Minas  e  convidados no MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal

Convidadas:

Ione Maria de Oliveira (Quilombo Mangueiras)

Junia Bertolino (Idealizadora Prêmio Zumbi de Cultura e Fundadora da Cia Baoba Minas)

Makota Cassia kidoiale (Quilombo Manzo Ngunzo)

Performance Cia Baoba Minas (canto, poema e dança) Corporeidades Negras.

No instagram do Prêmio Zumbi de Cultura.

20/11 às 16H – Live/roda de conversa: 12 anos de trajetória do Prêmio Zumbi de Cultura e as produções negras na cidade.

No canal do Youtube da Cia Baobá Minas.

Informações:
(31) 99917-6762 – (31)971521988
@premiozumbidecultura

Fonte: https://www.secult.mg.gov.br/