Tag Archives: cinematógrafo

Cultura

CINEMA INDIANO E SUAS CURIOSIDADES SÃO TEMA DO PROGRAMA CINEMATÓGRAFO, DA REDE MINAS, NESTA SEXTA (14)

A maior indústria cinematográfica está na Índia. Bollywood e outros polos de cinema do país tornaram o local um celeiro de produções que atraiu a atenção do mundo. Por trás da telona, o que não faltam são curiosidades sobre as obras indianas. Quem fala sobre o tema é a pesquisadora Juily Manghirmalani no Cinematógrafo, da Rede Minas, que vai tratar sobre o cinema indiano contemporâneo nesta sexta (14), às 20h.

Juily Manghirmalani – acervo pessoal

Música, dança e cores. Essas são algumas das características do cinema que surgiu na Índia, lota as salas de cinema desse país e tem conquistado fãs em todo o planeta. A sétima arte produzida ali tem a cultura hinduísta estampada nas obras. A política e a economia também estão por trás das lentes. O cinema indiano emergiu com o movimento pela independência, mas ganhou outras esferas. Hoje, a indústria fonográfica financia as produções que, em contrapartida, são recheadas de clipes. A pobreza ou a sexualidade estão fora de cena no país que ainda tem tabus e censura. Discussões políticas ficam por conta dos cineastas estrangeiros que desembarcam por lá. Esse grande cenário audiovisual é esmiuçado pela especialista em cinema indiano Juily Manghirmalani no Cinematógrafo.

O programa ainda traz mais novidades do cinema. A atração apresenta o perfil da diretora indiana Kalpana Lajmi, a crítica do filme “Duna”, do diretor canadense Denis Villeneuve, e a trilha sonora Alta Fidelidade (2000), de Stephen Frear, comentada pelo jornalista Thiago Pereira.

O Cinematógrafo é apresentado por Fernando Tibúrcio e vai ao ar nesta sexta-feira (14), às 20h, pela Rede Minas. O público também pode conferir a atração, nesse mesmo horário, pelo site da emissora: redeminas.tv.

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessoria de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social – Rede Minas
tatianacoutinho.tc@gmail.com
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
+55 31 3254-3431

Cultura

CINEMA INGLÊS CONTEMPORÂNEO É TEMA DO CINEMATÓGRAFO, DA REDE MINAS, NESTA SEXTA (07)
Apresentador Fernando Tibúrcio – divulgação Cinematógrafo – Rede Minas

A monarquia e a aristocracia reinam no cinema inglês. Personagens reais e fictícios imperam nas produções britânicas. O mundo contemporâneo da sétima arte ainda segue essa receita e explora as intrigas que nascem nos palácios mas, que agora, ganharam novos olhares que aproximam o enredo da modernidade. O fascinante universo da telona inglesa é tema do programa Cinematógrafo, da Rede Minas, nesta sexta (07).

O crítico Rodrigo James é o convidado da atração. No programa, ele faz uma análise do cinema britânico e lembra filmes baseados na obra de Jane Austen, escritora inglesa do século XVIII que continua inspirando diretores. James ainda fala sobre vertentes das produções inglesas que alcançaram sucesso no mundo: o humor, o cinema de representatividade e as franquias como Harry Potter os filmes do 007. Os fãs das obras desse país ainda conferem a dica do jornalista Fernando Tïbúrcio, que apresenta o programa. Na atração, ele fala sobre a premiada série “Downton Abbeye”, de Julian Fellowes, que ganhou versão para a telona, em 2019.

As trilhas sonoras também estão na programação. Na atração desta semana, o  compositor, escritor e diretor João Batista Melo revela curiosidades sobre um dos clássicos do cinema: “2001 –  Uma odisséia no espaço”, que teve a trilha rejeitada e só revelada ao público décadas depois do lançamento. Ainda tem novidades com a crítica do filme “Homem-Aranha: sem volta para casa” (2021) e dicas de títulos para quem quer aproveitar o fim de semana para ver um bom filme.

O Cinematógrafo é apresentado pelo jornalista Fernando Tibúrcio e vai ao ar nesta sexta-feira (07), às 20h, pela Rede Minas. O público também pode conferir a atração, nesse mesmo horário, pelo site da emissora: redeminas.tv.

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessoria de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social – Rede Minas
tatianacoutinho.tc@gmail.com
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
+55 31 3254-3431

Cultura

CINEMA COREANO É DESTAQUE DO PROGRAMA CINEMATÓGRAFO, DA REDE MINAS, NESTA SEXTA (31)

Atração ainda traz entrevista com o ator Chico Díaz e apresenta outras novidades para os fãs da telona

Apresentador Fernando Tibúrcio – divulgação Cinematógrafo – Rede Minas (10)

Hollywood já não é mais o império do cinema. O mercado americano divide bilheteria em diversos países. Nas últimas décadas, o continente asiático mostrou sua força com as produções coreanas. Os títulos agradaram os fãs da sétima arte, entraram para as salas de cinema e plataformas de streamings e alcançaram prêmios mundiais. O sucesso invadiu, também, o Cinematógrafo, da Rede Minas. A atração dedica um episódio especial para falar sobre o cinema contemporâneo coreano, encerrando a programação do ano em grande estilo. O programa vai ao ar nesta sexta (31), às 20h.

O cinema sul-coreano contemporâneo é heterogêneo e tem, em sua raiz, um passado político. O programa convida quem entende do assunto para falar sobre esse fascinante universo asiático. No estúdio, o jornalista Renato Silveira. Já conhecido pelo programa Cinefonia, da Rádio Inconfidência, Silveira faz parte da direção da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine), é mestre em Cinema e contribuiu como júri em mostras e publicou textos da cena audiovisual do país.

filme O ano da morte de Ricardo Reis 6 – crédito Ar de Filmes

Em um bate-papo descontraído, Renato Silveira e o apresentador do Cinematógrafo Fernando Tibúrcio resgatam a história do cinema coreano, a importante participação do governo para fomentar as produções e lembram títulos emblemáticos, como “Parasita”, de Bong Joon-ho, que foi a primeira obra não falada em língua inglesa a vencer o Oscar, em 2020, na categoria “melhor filme”.

O Cinematógrafo ainda traz entrevista com o ator Chico Díaz. Conhecido pelo sucesso em filmes e telenovelas, como “Velho Chico”, Díaz fala sobre um de seus últimos trabalhos. O ator foi protagonista do título português “O ano da morte de Ricardo Reis”, de João Botelho. O filme traz para a tela Fernando Pessoa. Um dos maiores escritores da língua portuguesa, ele criou o heterônimo Ricardo Reis. A genialidade agradou outro mestre das letras, José Saramago. Ganhador do prêmio Nobel de Literatura, Saramago deu continuidade à vida de Ricardo Reis no livro “O ano da morte de Ricardo Reis”. Inspirado no livro, João Botelho dirigiu o filme que leva o mesmo nome e mostra a história desse heterônimo que volta a Portugal após um exílio de 16 anos no Brasil. A data é 1936, ano em que o mundo assiste a diversos perigos, como o fascismo e o nazismo. O filme mostra o encontro de Fernando Pessoa e Ricardo Reis.

O drama batizado de “Doramas” que surgiu no Japão e ganhou versões coreanas e chinesas e a continuação da saga de Matrix também são algumas das novidades que estão na programação. O Cinematógrafo vai ao ar nesta sexta-feira (31), às 20h, pela Rede Minas. O público também pode conferir a atração, nesse mesmo horário, pelo site da emissora: redeminas.tv.

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessora de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
tatianacoutinho.tc@gmail.com
+55 31-3254-3431

Cultura

O CINEMA ARGENTINO E SUAS TRANSFORMAÇÕES É TEMA DO CINEMATÓGRAFO, NA REDE MINAS, NESTA SEXTA (24)

A atração também destaca as semelhanças do cinema do país vizinho com o brasileiro

Mais que dividir a fronteira, Argentina e Brasil também se encontram na produção audiovisual. Ambos viveram fases semelhantes na década de 90. No período, a falta de investimentos freou as produções. Os cineastas saíram do set e se mobilizaram. A iniciativa gerou os movimentos chamados de “Retomada”, no Brasil, e “Nuevo Cine”, na Argentina. Antes disso, o país vizinho já tinha marcado seu território na sétima arte. Na década anterior, o país viveu o período de euforia na redemocratização, apresentando um cinema importante para discutir eventos traumáticos e promover a reconciliação da sociedade. Essas são algumas das transformações do cinema argentino que são analisadas pela pesquisadora especializada em cinema latino-americano Natalia Christofoletti Barrenha no Cinematógrafo, da Rede Minas, nesta sexta (24).

Natalia Chrisofoletti Barrenha – Divulgação Rede Minas

Na atração inédita, a pesquisadora pontua os eventos marcantes que consolidaram o cinema contemporâneo argentino. O programa também fala sobre os diretores pioneiros do “Nuevo Cine”, da Argentina, como Pablo Trapero e Daniel Burman, que usaram a câmera como forma de protesto. O Cinematógrafo ainda vai tratar sobre o boom do cinema nesse país, quando começa a participar de festivais internacionais e circular pelo mundo, impulsionado pelas produções de Martin Rejman, Raúl Perrone, Lucrecia Martel, Lisandro Alonso, Ana Katz e Albertina Carri.

A atração ainda traz mais novidades e festeja os 20 anos do primeiro filme da trilogia “O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel”. O apresentador Fernando Tibúrcio e o pesquisador e doutor em Comunicação pela UFMG Fábio Araújo falam sobre a importância do filme e explica como a série se tornou um clássico do cinema contemporâneo no quadro “Ponto de vista”. Já o crítico de cinema Rodrigo James faz a análise e traz curiosidades da trilha sonora vencedora do Oscar de 2002, produzida por Howard Shore para o filme “A Sociedade do Anel”, no quadro “Sound track”.

O Cinematógrafo é apresentado pelo jornalista Fernando Tibúrcio e vai ao ar nesta sexta-feira (24), às 20h, pela Rede Minas. O público também pode conferir a atração, nesse mesmo horário, pelo site da emissora: redeminas.tv.

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessora de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
tatianacoutinho.tc@gmail.com
+55 31-3254-3431

Cultura

CINEMA NACIONAL É TEMA DO CINEMATÓGRAFO, NA REDE MINAS, NESTA SEXTA (17)

Luiza Lusvarghi é a convidada do programa e fala sobre a sétima arte no Brasil

Luiza Lusvarghi – Crédito Aline Arruda

Nas últimas décadas o cinema brasileiro ascendeu. O número de produções cresceu e, como consequência, o público e os prêmios também. A reviravolta teve como marco “Carlota Joaquina, princesa do Brasil”, dirigido por Carla Camurati. Desde então, títulos como “Central do Brasil” e “O que é isso companheiro?” foram sucesso nas bilheterias. A retomada das produções brasileiras é analisada por Luiza Lusvarghi no Cinematógrafo, da Rede Minas, nesta sexta (17). Na atração, ela fala sobre o cinema brasileiro contemporâneo, avalia o mercado de produção e distribuição e ainda comenta sobre as mulheres que conquistaram o setor audiovisual no país.

Paulista, Lusvarghi ganhou prestígio no mercado e no universo acadêmico. Jornalista, pesquisadora e crítica de cinema, é coorganizadora e autora do livro “Mulheres atrás das câmeras, cronologia sobre as cineastas brasileiras de 1930 a 2018”, finalista do prêmio Jabuti 2020, e “O crime como gênero na ficção audiovisual da América Latina”. É membro da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) e do GP de Cinema da Intercom.

Se o tema é cinema brasileiro, as trilhas sonoras não ficam de fora do programa. O Cinematógrafo traz entrevista com o diretor, escritor e músico João Batista Melo. Ele fala sobre as melodias e composições que ganharam espaço na telona em produções nacionais. Melo comenta sobre trabalhos importantes e curiosos, como em “Anchieta José do Brasil”, com trilha de Sérgio Saraceni, e outras produções sonoras dos brasileiros.

O programa ainda promete mais novidades. No quadro “Drops”, tem curiosidades de Marina Person. Além de VJ e apresentadora de televisão, Person fez carreira como atriz e diretora de cinema, com três filmes já produzidos. O programa ainda traz um bate-papo que promete agradar os fãs da sétima arte e dos Beatles. Terence Machado, que apresenta o Alto-Falante, também da Rede Minas, e Fernando Tibúrcio, que está à frente do Cinematógrafo, falam sobre “The Beatles: Get Back”. A série documental que trata do grupo de rock britânico foi lançada em novembro e já ganhou os holofotes. A atração ainda traz dicas de filmes e séries dos apaixonados por cinema que acompanham a atração.

O Cinematógrafo é apresentado pelo jornalista Fernando Tibúrcio e vai ao ar nesta sexta-feira (17), às 20h, pela Rede Minas. O público também pode conferir a atração, nesse mesmo horário, pelo site da emissora: redeminas.tv.

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Ana Luiza Ferreira
Assessoria de Comunicação Social e Imprensa
​​​​​ana.ramos@redeminas.mg.gov.br
+55 31-3254-3000

Cultura

DIVERSIDADE DO CINEMA MUNDIAL CONTEMPORÂNEO EM CARTAZ NA NOVA TEMPORADA DO PROGRAMA CINEMATÓGRAFO, DA REDE MINAS, NESTA SEXTA (10)

A cultura e os costumes apresentadas nas produções cinematográficas universais são destaques da atração

O cinema surgiu em 1895 e, rapidamente, se tornou um fenômeno cultural. A sétima arte é produzida em quase todos os cantos do mundo. O programa Cinematógrafo, da Rede Minas, estreia nova temporada e apresenta as cinematografias espalhadas pelo planeta. A atração passeia por continentes para apresentar, semanalmente, o cinema brasileiro, argentino, coreano, inglês, indiano, francês, italiano, espanhol, alemão, chinês, japonês e as produções independentes americanas. No primeiro episódio, o apresentador Fernando Tibúrcio revela o que é o cinema contemporâneo no mundo, nesta sexta (10).

A diversidade cultural de cada povo reflete na criação de narrativas plurais que são apresentadas na telona. Os estilos, a capacidade de identificar o cinema de um país através de temas e visualidades próprias dizem muito sobre a cultura local. No Brasil, o contraste entre as produções cinematográficas do sul do país e do nordeste é evidenciado devido à grande cultura regional de cada local e o cinema se tornou um passaporte para vivenciar a experiência de cada lugar. Na nova temporada, o programa Cinematógrafo leva o público em uma viagem por meio das produções cinematográficas. A atração permite conhecer um pouco mais sobre os costumes e cultura de cada país, com a apresentação de títulos e convidados especiais.

Fernando Tibúrcio

Nesta sexta (10), o cinema contemporâneo mundial e sua diversidade é tema de discussão. Para falar sobre o assunto, estão no programa os críticos de cinema e jornalistas Renato Silveira e Luiza Lusvarghi, além de Rodrigo James. A edição também traz novidades. No quadro “Drops”, curiosidades do filme “Dogville”, drama que conta a história de Grace, interpretada por Nicole Kidman, e que é abrigada em uma pequena cidade situada no interior dos Estados Unidos. A obra explora as qualidades morais dos seres humanos, investiga os limites da maldade e da bondade humana por meio de personagens complexos. Já o “Almanaque” traz entrevista com o grande cineasta mineiro Neville D’Almeida, que conta sobre sua trajetória no cinema e seus atravessamentos em Minas Gerais. Além de mostrar como o cinema mineiro o ajudou em seus processos de se tornar um realizador. As críticas e análises estão no quadro “Ponto de Vista”. Na edição desta semana, o filme “A lenda do cavaleiro verde”, inspirado em um texto do século XIV com uma pegada cristã. O filme é uma jornada épica e contemplativa por um mundo fantástico.

A sétima temporada do programa “Cinematógrafo” estreia na sexta-feira (10), às 20h,. O público confere a atração pela Rede Minas ou, nesse mesmo horário, pelo site da emissora: redeminas.tv.

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessora de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
tatianacoutinho.tc@gmail.com
(31)3254-3431