Tag Archives: buser

Turismo & Lazer

Buser oferece viagens gratuitas dentro de MG

A Buser anunciou, na segunda-feira (30/08), uma promoção que oferece viagens gratuitas para destinos dentro de Minas Gerais, entre os dias 08 e 22 de setembro. A oferta é uma resposta ao projeto votado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), que regulamenta o transporte coletivo intermunicipal.

A promoção ofertada pela plataforma de mobilidade alcança mais de 75 destinos, somando 256 trechos, e já é possível fazer reservas no site ou no aplicativo da Buser. No anúncio, a empresa reforçou que “Nossa luta em MG ainda não acabou!”, referindo-se ao projeto de lei que tramita na ALMG.

Em Minas Gerais, a empresa chegou a anunciar um plano de expansão abrangendo 20 novas cidades, com reforço da presença em municípios como Itabira, Governador Valadares e Montes Claros.

Votação na assembleia

O projeto de lei PL 1.155/15, do deputado Alencar da Silveira Jr. (PDT), regulamenta o fretamento por ônibus e vans, e foi aprovado em primeiro turno na última quarta-feira (25), por 42 votos a 15. Na terça, dia 31, ele foi aprovado no plenário em segundo turno. Agora, será encaminhado para sanção ou veto do governador Romeu Zema (Novo).

Alguns pontos do projeto

O projeto possui emendas com mudanças significativas no transporte intermunicipal em Minas Gerais. O PL estabelece pontos como adoção do circuito fechado, em que a viagem de ida e volta é feita com o mesmo grupo de passageiros.

Também é exigido o envio de uma lista com nomes de quem vai embarcar, com um prazo mínimo de seis horas do início da viagem. A relação poderá ser parcialmente alterada e comunicada até o início do primeiro trecho da viagem, no limite de dois passageiros ou de 20% da capacidade do veículo, o que for maior.

O projeto prevê, ainda, que somente poderão ser utilizados na prestação do serviço de fretamento, ônibus, micro-ônibus ou vans, sem limite de idade do veículo. Regulamento também trata sobre as medidas de garantia da segurança dos veículos, que serão mais rigorosas quanto maior for a idade deles.

O deputado Guilherme da Cunha (Novo), se manifestou contra o projeto de lei. “Foi um atropelo ao povo de MG, já que muitos trabalhadores dessas empresas perderão seus empregos”, considerou. Na avaliação do deputado, da forma como está, o projeto mantém o monopólio das empresas de ônibus sobre o transporte público.

No caso da viagem entre Belo Horizonte e Poços de Caldas (Sul de Minas), o ônibus convencional custa R$ 186,70, contra R$ 59,90 na Buser. De Manhuaçu para Belo Horizonte, a passagem é R$ 49,90. O deputado Bartô (sem partido) e a deputada Laura Serrano (Novo) também defenderam o direito de escolha dos passageiros.

Fonte: https://www.portalcaparao.com.br/