Tag Archives: Ano da Mineiridade

Cultura

Semana Estadual de Incentivo à Literatura tem programação inspirada no Ano da Mineiridade

Iniciativa reúne mais de 100 atividades e será realizada de 18 a 23 de abril, em várias bibliotecas de Minas

11 4 2022 minisemanasistema

O jeito único do povo mineiro é o tema da segunda edição da Semana Estadual de Incentivo à Literatura de Minas Gerais. Iniciativa da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), por meio do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Minas Gerais (SEBPMG), o evento vai abordar o Ano da Mineiridade com mais de 100 atividades que serão realizadas, de 18 a 23, de abril pelas bibliotecas que integram o SEBPMG.

Com a maioria da programação presencial, e cumprindo todos os protocolos de saúde ainda vigentes no estado, a II Semana Estadual de Incentivo à Literatura vai reunir cerca de 70 bibliotecas vinculadas ao Sistema. O evento propõe uma série de ações reflexivas, atividades formativas e programação artístico-cultural que evidencia a grande diversidade de Minas Gerais.

Para o diretor do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, da Secult, Lucas Amorim, a segunda edição do evento reforça o importante trabalho de descentralização das ações da pasta para o fomento da cultura no estado. De acordo com Lucas, a grande participação das bibliotecas reflete a municipalização das políticas públicas no segmento da literatura, além de evidenciar a vasta produção mineira.

“A II Semana Estadual de Incentivo à Literatura nos convida a repensar o estado a partir de um olhar nosso. Para além de evidenciar o jeito mineiro, o evento reúne as bibliotecas vinculadas ao Sistema Estadual em ações presenciais que têm sido fundamentais para difundir o interesse pela literatura, bem como o fomento da cultura no estado”, destaca Lucas Amorim

Programação diversificada
Em um contexto de reabertura das atividades culturais em diversas cidades do estado, as bibliotecas participantes da II Semana Estadual de Incentivo à Literatura propõem diferentes experiências para o público. De acordo com a coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Minas Gerais, Cleide Fernandes, o momento é oportuno para a articulação de ações integradas entre os equipamentos.

“É importante unir as bibliotecas públicas e comunitárias em torno de um tema e, por isso, o SEBPMG vem trabalhando para promover a articulação entre elas. A II Semana Estadual de Incentivo à Literatura vem para reunir e divulgar as atividades propostas pelas bibliotecas dos territórios mineiros com o objetivo de incentivar a leitura e a valorização do patrimônio literário do nosso Estado”, aponta.

Em Patos de Minas, por exemplo, a Biblioteca Pública Municipal João XXIII vai promover um café literário com exposição de obras de autores mineiros. O objetivo é refletir sobre como os costumes de Minas têm influência na vasta produção do estado. Além disso, a programação da biblioteca concentra atividades sobre o dialeto falado em nossa região, conhecido popularmente como “mineirês”, e atividades ligadas ao movimento modernista em Minas.

Em Paraopeba, um dos destaques na programação da Biblioteca Pública Municipal Agnaldo Edmundo Silva fica por conta de um varal poético reunindo obras de autores mineiros, em especial, paraopebenses, que será compartilhado com o público. O espaço também vai abordar o sotaque característico do estado e como as diferentes expressões linguísticas de Minas têm influenciado as plataformas digitais.

Já em Belo Horizonte, a Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais destaca a inauguração de uma mostra artística ligada ao movimento modernista de 1922. Em comemoração ao Centenário da Semana de Arte Moderna, o equipamento administrado pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo, exibe a exposição Moderna, com obras do acervo de Coleções Especiais, destacando a transversalidade entre a Literatura e as demais linguagens.

Em Cambuquira, o público irá conferir, na Biblioteca Pública Municipal Martha Antiero, uma palestra sobre o que é a Mineiridade e como esse conceito define a identidade cultural do povo mineiro. E, na cidade de Itaguara, a Biblioteca Pública Municipal Guimarães Rosa também propõe reflexões sobre o conceito da Mineiridade, mas tendo a produção literária do estado como ponto de partida para as conversas.

A programação completa da II Semana Estadual de Incentivo à Literatura de Minas Gerais pode ser consultada AQUI.

Fonte: https://www.secult.mg.gov.br/

Cultura

Secretaria de Estado de Cultura e Turismo lança o Ano da Mineiridade

Iniciativa celebra toda a diversidade do povo mineiro; Entre as ações está um edital da Cemig de R$ 10 milhões para patrocinar projetos culturais

24 3 2022 minimineiridade
Imagem: Paulo Lacerda /FCS

Um sotaque único, uma cozinha apreciada e a já reconhecida hospitalidade de um povo. Essas são apenas algumas das características que fazem de Minas Gerais um território singular no país. E é para celebrar todos os elementos que compõem essa assinatura mineira que o Governo de Minas e a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) lançaram na quarta-feira (23/3), o Ano da Mineiridade.

Iniciativa da Secult para evidenciar as tradições, os costumes e as histórias das muitas Minas Gerais, o Ano da Mineiridade será marcado por inúmeras iniciativas que celebram a diversidade da produção artística no estado, aproximando municípios e promovendo uma maior transversalidade entre os setores da cultura e do turismo e todos os profissionais envolvidos nesses segmentos.

O evento de lançamento do Ano da Mineiridade foi realizado no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, durante a segunda edição do Encontro Estadual de Gestores Municipais de Cultura e Turismo. Durante dois dias, mais de 700 gestores de diversos municípios mineiros estiveram na capital para debater, conhecer e refletir sobre as ações de fomento promovidas pela Secult para o fortalecimento dos setores no estado.

Para o governador Romeu Zema, a iniciativa de lançar um ano dedicado à mineiridade é uma grande oportunidade para resgatar o orgulho do povo mineiro e fomentar, de maneira mais concreta, as ações turísticas e culturais que possibilitem o fortalecimento da economia mineira. O turismo e a cultura fazem parte dessa nova trilha de desenvolvimento e nós temos um potencial gigantesco de tornar Minas Gerais um estado ainda mais singular do que já é”, disse.

Romeu Zema também destacou a força dos dois setores e o trabalho em conjunto com municípios que vem sendo realizado pela Secult. Segundo o governador, essas ações potencializam o sentimento de pertencimento ao estado. “Somos um povo diferenciado, e temos orgulhos disso. Somos acolhedores, nossas cidades históricas e os outros atrativos são uma força enorme para atrair mais turistas e valorizar ainda mais nossas riquezas”, destacou o governador.

Estiveram presentes na solenidade o governador Romeu Zema, o secretário de estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, a subsecretária de Turismo, Milena Pedrosa, o subsecretário de Cultura, Igor Arci, o presidente do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, Felipe Pires, a presidente da Fundação Clóvis Salgado, Eliane Parreiras, entre outras autoridades.

O evento foi transmitido ao vivo pelo Canal de YouTube da Secult. Assista à integra AQUI.

A mineiridade como conceito
Além de celebrar as raízes do povo mineiro, o Ano da Mineiridade será trabalhado como um produto do estado. Para evidenciar o sentimento de ser mineiro, um logotipo foi apresentado ao público presente na solenidade. A marca da Mineiridade reúne elementos como força e leveza, símbolos que remetem ao artesanato, uma das linguagens artísticas mais características do estado e elementos que simbolizam uma cultura de paz.

Segundo o secretário Leônidas Oliveira, o lançamento dessa iniciativa tem por objetivo despertar o sentimento de orgulho do povo mineiro. Para o titular da Secult, o Ano da Mineiridade é uma ação que celebra todas as características de Minas Gerais e condensa em uma série de atividades, todos os elementos que compõem a rica diversidade artística, cultural e turística do estado.

“O Ano da Mineiridade será um ano de celebramos quem somos, celebramos nossas cidades, nossos distritos, subdistritos, a nossa intensa e rica cultura alimentar, clássica e contemporânea, que este ano, inclusive, a cozinha mineira é candidata a patrimônio histórico de Minas Gerais. Celebrar a mineiridade significa, então, celebrar a nossa cultura e fomentar o turismo, visto que o maior atrativo que temos é o afeto, já que todos nós, mineiros, recebemos tão bem as pessoas, seja em nossa casa, em nossas cozinhas ou em nossas cidades”, destacou o secretário.

Edital para fomentar a cultura mineira
Entre as ações que vão celebrar o Ano da Mineiridade em 2022, está o lançamento do Edital Cemig 70 Anos. A publicação, anunciada em parceria com a Secult, vai destinar R$ 10 milhões em recursos a projetos aprovados na Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais (Leic). As inscrições são gratuitas até as 18 horas do dia 30 de junho, e os interessados devem submeter os projetos por meio da Plataforma Digital Fomento e Incentivo à Cultura.

De acordo com o diretor de Comunicação Empresarial e Sustentabilidade da Cemig, Cláudio Bianchini, o edital foi elaborado para valorizar os aspectos culturais do estado. “Essa riqueza que a gente quer incentivar, patrocinar e promover. A gente quer levar esses recursos a diversos municípios de Minas, valorizando a diversidade da cultura e democratizando o acesso aos bens culturais por meio do nosso patrocínio”, pontuou.

Podem ser inscritas iniciativas que envolvam teatro, dança, música, literatura, artes plásticas, artesanato, fotografia e preservação do patrimônio imaterial, entre outras atividades. As propostas escolhidas deverão ser executadas nos 774 municípios mineiros da área de concessão da Cemig. Os projetos escolhidos serão realizados no conjunto de atividades dos 70 anos da Companhia.

O Edital e os demais documentos podem ser acessados AQUI.

Fonte: https://www.secult.mg.gov.br/

Cultura

Ano da Mineiridade será lançado durante segunda edição do Encontro Estadual de Gestores Municipais de Cultura e Turismo

Anúncio de Edital de R$ 10 milhões da Cemig integra a programação do evento, que será realizado nos dias 22 e 23 de março, no Palácio das Artes

As tradições, os costumes e as histórias das muitas Minas Gerais vão ditar o ritmo da segunda edição do Encontro Estadual de Gestores Municipais de Cultura e Turismo, projeto da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), para fortalecer as políticas públicas dos setores. Além de aproximar os profissionais, o evento celebra o estado com o lançamento do Ano da Mineiridade, uma iniciativa para exaltar Minas Gerais e as características únicas pelas quais o povo mineiro é reconhecido.

Segundo o secretário de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, a realização de mais um encontro com gestores é uma grande oportunidade para celebrar a diversidade e fortalecer as políticas públicas da Secult. “Minas só se faz a partir de sua gente. Essa aproximação é fundamental para entendermos as várias realidades do estado e como podemos somar esforços a partir daí. Além disso, são esses encontros que nos permitem entender a amplitude de nossa mineiridade, que são muitas”, destaca.

Em sua segunda edição, o evento será realizado na terça-feira (22/3) e na quarta-feira (23/3), reunindo mais de 700 gestores de municípios mineiros, no complexo cultural do Palácio das Artes, em Belo Horizonte. Com uma programação extensa, o evento reúne diversas ações que propõem maior transversalidade entre a Cultura e o Turismo, além de atividades formativas e reflexivas voltadas à qualificação dos profissionais que atuam nas cadeias produtivas dos setores. O evento tem início às 10h, do dia 22, com participação do secretário Leônidas Oliveira e outras autoridades.

Diversidade, diálogo e reflexões
O primeiro dia de evento (22/3) reúne diversas atividades. Na programação, uma Aula Magna que vai aprofundar os pensamentos acerca das relações entre a Mineiridade, a Cultura e o Turismo. Haverá, também, uma palestra sobre os impactos positivos do Plano Descentra Cultura para o fomento cultural em Minas, e uma série de estudos de caso abordando diferentes temas, como Marketing das Águas em Minas, Cicloturismo cultural e as vantagens da urbanidade para a cultura e o turismo.

Já no segundo dia do encontro (23/3), a programação amplia o diálogo entre as Instâncias de Governança Regionais (IGR’s), com encontros de gestores que serão realizados tanto no Grande Teatro Cemig Palácio das Artes quanto no Cine Humberto Mauro. As reflexões vão abordar temáticas distintas, como os mecanismos de fomento e estímulo à cultura e ao turismo, a transversalidade entre esses dois segmentos, bem como as ferramentas do marketing aliadas à mineiridade.

Toda a programação é gratuita, e as inscrições podem ser feitas AQUI.

Edital para fomentar a cultura mineira
O Ano da Mineiridade também será marcado por inúmeras iniciativas que celebram a diversidade da produção artística e cultural em Minas. Uma dessas ações é o Edital 70 Anos Cemig que vai disponibilizar R$ 10 milhões a projetos aprovados via Lei Estadual de Incentivo à Cultura (LEIC) e que promovam os aspectos da cultura mineira. Por meio desse edital, serão contempladas propostas de diferentes linguagens da cultura e das artes cênicas, visuais, musicais e literárias, além da preservação do patrimônio imaterial entre outras. A iniciativa será apresentada na quarta-feira (23/3), a partir das 14h, no Grande Teatro do Palácio das Artes.

Poderão ser proponentes empreendedores pessoa física e/ou jurídica, com ou sem fins lucrativos, que já tenham projetos aprovados na LEIC. O período de inscrições vai até 30 de junho de 2022, e os interessados devem submeter os projetos por meio da Plataforma Digital Fomento e Incentivo à Cultura. No momento da realização do cadastro do projeto, o proponente deverá indicar, no formulário de inscrição, qual ou quais serão as cidades sede das atividades pretendidas.

Fonte: https://www.secult.mg.gov.br/