Tag Archives: a revolta dos perus

Cultura

“A Revolta dos Perus” estreia no Teatro da Cidade

Comédia reflexiva chega na última semana da Campanha de Popularização do Teatro e da Dança, retomando as produções do Teatro de Pesquisa, pela primeira vez sob nova direção; Espetáculo continuará em cartaz em março

O Teatro da Cidade está vivo!!! Após sua reabertura em grande estilo, com a segunda edição gratuita do Festival de Teatro Mínimo no final do ano passado, o tradicional teatro abre as portas para a estreia da sua primeira produção própria, o espetáculo “A Revolta dos Perus” – em cartaz no último fim de semana de fevereiro e na primeira quinzena de março.

O Teatro da Cidade e o Teatro de Pesquisa, obras e frutos do trabalho histórico de Pedro Paulo Cava, por 30 e 50 anos, respectivamente, agora seguem na direção artística de Guilherme Colina e na direção executiva de Tatiane Reis, ambos já a frente do Grupo Confesso pela última década. E é com toda essa potência artística de bons ventos e novos tempos que o clássico teatro da rua da Bahia recupera o fôlego, ainda que na pandemia, com a estreia do espetáculo “A Revolta dos Perus”, dirigido por Colina, em livre adaptação da obra de Carlos Queiroz Telles.

A peça, em narrativa cômica reflexiva, traz luz a temas relativos às hierarquias sociais nas relações humanas, pela ótica dos perus, que se revoltam por serem o prato principal na ceia de Natal. Assim, nessa ótica subliminar dos perus sobre as festas natalinas, é contada a história de uma família, formada por Perulino, Perualda e Perueta. E, na tentativa de pôr fim às suas aflições e se transformarem na tão temida comida tradicional, eles percorrem um árduo caminho que questiona a ordem estabelecida pela sociedade.

A narrativa nada mais é que uma metáfora às classes que estão na base da pirâmide no sistema social. É através dessa revolta, que eles conseguem expor a hierarquia que sustenta a relação entre as pessoas e o rompimento dessa estrutura que permanece tão atual e contemporânea. Assim, no divertido e convidativo roteiro, os personagens lutam pelo não silenciamento das vozes que falam pelo povo – eles gritam por dignidade! A peruada unida jamais será vencida!

“A Revolta dos Perus” estreia nos dias 25, 26 e 27 de fevereiro, na última semana da Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de Belo Horizonte, e depois segue em cartaz nos dias 3, 4, 5, 6, 10, 11, 12 e 13 de março. O espetáculo tem o patrocínio da UAUIngleza, da Unimed BH e do Instituto Unimed por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet – Pronac 204521.

 “A REVOLTA DOS PERUS”

•Temporada (fevereiro e março)

Fevereiro: 25/26 e 27 – Março: 03/04/05/06/10/11/12 e 13

•De quinta a sábado às 20:00 / Domingo às 19:30

Teatro da Cidade – Rua da Bahia, 1341, Centro, Belo Horizonte

Realização: Teatro de Pesquisa / Teatro da Cidade

Duração: 60 min

Classificação: livre

(Na entrada do teatro, é preciso apresentar o cartão de vacinação ou teste negativo de Covid)

Todas as apresentações terão tradução  em libras.

Ingressos

Temporada de fevereiro:

Ingressos antecipados nos postos SINPARC e site vaaoteatromg.com.br a R$20

Ingressos na bilheteria do teatro a R$50 (inteira) e R$25 (meia)

Temporada de março:

Ingressos antecipados no Sympla a R$30

Ingressos na bilheteria do teatro a R$50 (inteira) e R$25 (meia)

Informações

Instagram:  @teatrodacidadebh

Email: teatrodacidade@teatrodacidade.com.br

Telefones: (31) 99306-1051 / 3273-1050

Informações para a imprensa: (31) 97140-0404 (Luiz Cabral)

Sinopse

A Revolta do Perus, livre adaptação da obra teatral de Carlos Queiroz Telles, elucida questões relativas às hierarquias que sustentam as relações entre as pessoas e, por meio de uma narrativa cômica e reflexiva, são questionadas as festividades natalinas, de acordo com a ótica dos perus, os quais se revoltam contra o sistema – por estarem na base da pirâmide social impelida a eles.

Ficha Técnica

Realização: Teatro da Cidade e Teatro de Pesquisa
Direção: Guilherme Colina
Dramaturgia: Livre adaptação da obra de Carlos Queiroz Telles
Elenco: Carlos Brito, Diego Troianni, Efigênia Maria, Felipe Tristão, Gabriela Paganini, Ernane Campos, Leo Vianna, Mateus Braga, Mônica Portilho e Natan Ruivo.
Stand-by:  Duda Araújo
Iluminação: Heron Loreto
Técnica: Yuri Avelar e Felipe Tristão
Trilha sonora original: Lucas Canorintte
Direção musical e trilha sonora adaptada: Amanda Coimbra e Henrique Vilela
Preparação vocal: Amanda Coimbra
Figurino: Michelle Savaget e Sérgio Luiz Coelho
Cenografia: Michelle Mayrink
Criação de maquiagem: Gabi Dominguez
Execução de maquiagem e cabelo: Efigênia Maria
Preparador corporal e coreógrafo: Douglas Gonzales
Produção: Tati Reis
Assistência de Produção: Flávia Conandes e Luciana Boaventura
Apoio: Margareth Araújo
Fotografia: Igor Cerqueira
Audiovisual: Amestia Productions
Comunicação: Mariana Boniolo
Imprensa: Luiz Cabral
Design: Carolina Cândido
Apoio: Grupo Confesso e Confesso Escola de Teatro

Fonte: Luiz Cabral Inácio
Fotos: Igor Cerqueira/divulgação