Sociedade

PM mineira produz série e disponibiliza no Youtube

“Segunda Pele: O Preço da Ordem” é uma série policial produzida pela Polícia Militar de Minas Gerais, com seis episódios de 20 minutos cada

“Quanto custa ao ser humano que veste uma farda combater a crueldade do crime?” Está é a pergunta que permeia “Segunda Pele: O Preço da Ordem “, uma série policial produzida pela Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), já disponível no YouTube. A obra conta com seis episódios de 20 minutos cada e foi idealizada pela Diretoria de Comunicação Organizacional da PMMG, como parte de um plano de comunicação. O projeto foi patrocinado pelos bancos Sicoob Cecremge e Sicoob Credeminas.

O trabalho tem inspiração em diversas ocorrências policiais e mostra o cotidiano dos policiais. O objetivo, segundo a PM, é valorizar os militares que dedicam suas vidas a servir a comunidade, apesar do risco de perderem a vida. “Quando vemos uma viatura saindo em disparada pelas ruas com as sirenes ligadas, não lembramos que dentro dela há pessoas que estão arriscando suas vidas para ajudar desconhecidos e que podem não voltar para as famílias que deixaram em casa. Segunda Pele é uma trajetória de amadurecimento e autoconhecimento de personagens que, na vida real, passam desapercebidos debaixo das fardas, em meio a diversas e duras ocorrências do cotidiano”, afirma Guto Aeraphe, que assina a direção da obra.

(Foto: Reprodução/Divulgação PMMG)

Como informa a PM, o projeto precisou de uma estrutura de produção que contou com o apoio logístico e técnico da própria Polícia Militar mineira. A instituição disponibilizou recursos e pessoal, para a produção de cenas difíceis, como uma perseguição aérea e um grande assalto à banco. Para a realização desta última cena, onde acontece um enorme cerco policial, a equipe de arte, capitaneada pelos profissionais do Grupo Giramundo, teve que construir do zero todo o cenário da agência.

A série tem locações em Belo Horizonte e na cidade histórica de Sabará, mas a trama se realiza na fictícia Pedra Negra, onde o sargento Gael (vivido pelo ator Fabiano Persi) e sua esposa Meire (representada pela atriz Andressa Caetano), também sargento da Polícia Militar mineira, vivem questões pessoais ao mesmo tempo em que têm que lidar com temas delicados, como as ameaças que os militares e os seus familiares recebem de criminosos ou o estresse causado após situações em que há risco de morte.

Conforme a sinopse, Gael teve sua infância marcada por uma tragédia. Seu pai, que era policial, foi assassinado por um criminoso durante uma ocorrência. Disposto a seguir o exemplo paterno, torna-se sargento da Polícia Militar, até que um assalto a banco traz à tona antigos traumas. Sargento Gael precisa enfrentar os próprios medos e confrontá-los com o seu passado para continuar seguindo em frente.

Sentimento de pertencimento

A produção é a primeira série ficcional inspirada em casos reais produzida por uma Polícia Militar no Brasil. “Foi um sonho planejado, estrategicamente, com o objetivo de fortalecer a nossa marca, de mostrar os nossos valores, de fortalecer o sentimento de pertencimento de cada policial pela nossa farda, essa nossa segunda pele. É uma oportunidade para a população conhecer um pouco das nossas vivências, das nossas histórias”, afirmou, em nota, o comandante-geral da PMMG, coronel Rodrigo Sousa Rodrigues.

A série ainda tem realização da Cinemarketing Conteúdo e Entretenimento e coprodução da Coruba Audiovisual.

Fonte: https://tribunademinas.com.br/