Cultura

Parque Nacional da Serra da Canastra

O Parque Nacional da Serra da Canastra situa-se no sudoeste de Minas Gerais, com 71.525 hectares e abrange territórios de 3 municípios, que são: Sacramento, Delfinópolis e São Roque de Minas que possui a portaria de entrada cerca de 8 km do Parque, sendo administrado pelo ICMbio. Com um bioma típico do Cerrado com predomínio de vários tipos de campos, além de existem paredões rochosos e incríveis cachoeiras. O Parque encanta seus aventureiros com suas águas, que ajudam a formar as bacias do São Francisco que tem sua nascente no interior do parque, e do Rio Paraná. Suas paisagens são simplesmente únicas, possibilitando vistas panorâmicas, que são também um abrigo para espécies em extinção como o lobo-guará, tatu- canastra e tamanduá-bandeira.

Roteiros:

A região da Serra da Canastra é bastante procurada prática de esportes radicais, vivência ambiental e turismo ecológico, por ser uma grande preservada. Destacam-se as piscinas naturais, mirantes, cachoeiras, belas trilhas, e modalidade como trekking, mountain bike, rapel e também remo. Sem dúvida os pontos mais procurados são a nascente do Velho Chico, e a sua primeira grande queda que é a Cachoeira Casca D’Anta com 186 metros de altura.

Destacam-se os roteiros:

  • Observação de Pássaros – que realizados na RPPN – Reserva Particular do Patrimônio Natural da Cachoeira do Cerradão, e no Parque Nacional da Serra da Canastra. Com guias especializados;
  • Cachoeira Casca D’Anta parte alta – Recomendado que se faça em 4×4, onde pelo caminho você aprecia todas as belezas e espécies do cerrado Canastra e pode se banhar nas piscinas naturais que se formam na Casca D’Anta;
  • Cachoeira Casca D’Anta parte baixa – De uma beleza impressionante a primeira grande queda do Rio São Francisco de 186 metros, deixa os aventureiros maravilhados. É preciso caminhar por trilhas de um total de 3 km (ida e volta) para chegar perto da queda;
  • Cachoeira com Queijo – Uma ótima opção para visitar uma fazenda produtora de queijo, e seguir trilhas para a Cachoeira do Cerradão, apreciando o tradicional queijo canastra que hoje é patrimônio cultural imaterial brasileiro pelo IPHAN.

Onde se Hospedar:

A região de São Roque de Minas mais próxima do parque para hospedagem e alimentação, oferecendo opções de pousadas e restaurantes, confira algumas ab

  • Refúgio Pé da Serra
  • Chalé Pura Vida.
  • Restaurante Velho Chico
  • Restaurante Zagaia.

Quando ir:

Melhor época é entre abril e outubro, época sem chuvas, com temperatura agradável, o que possibilita o acesso a vários pontos do parque via 4×4. De novembro a março o período de chuvas deixa as estradas em condições precárias.

É proibido:

– Entrar com bebida alcoólica.

– Entrar com animais domésticos.

– Trafegar com veículo fora das estradas abertas à visitação.

– Entrar com armas brancas ou de fogo;

– Fazer churrasco ou fogueira. 

Não deixe de levar:


– repelente (embora tenha poucos bichinhos)
– binóculos (para ver fauna e flora, se tiver)
– calçado próprio para caminhada
– biquini e sunga
– protetor solar

Qual o valor para entrar no Parque Nacional da Serra da Canastra:

  • Brasileiros e residentes: R$11
  • Estrangeiros: R$21
  • Adultos acima de 60 anos ou crianças menores de 12 anos: isento

Para maiores informações sobre roteiros, hospedagem, custos, visite:

https://www.serradacanastra.com.br/

Ficou com vontade de conhecer? Conte para nós qual destes roteiros seria sua primeira opção!!!

FONTES:

Cachoeira Casca D’Anta – https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2018/11/28/cachoeiras-de-minas-casca-danta.ghtml

Serra da Canstra – https://www.icmbio.gov.br/portal/visitacao1/unidades-abertas-a-visitacao/198-parque-nacional-da-serra-da-canastra

Observação de Pássaros – https://www.serradacanastra.com.br/roteiros/bird-watching

Queijo Canstra – https://www.serradacanastra.com.br/roteiros/bird-watching