Cultura

Palácio da Liberdade recebe exposição inédita ”Já Raiou a Liberdade: Hinos do Brasil”

Com entrada gratuita, mostra pode ser visitada, aos sábados e domingos, até 7 de setembro

12 5 2022 minipalacio

A Exposição “Já Raiou a Liberdade: Hinos do Brasil” apresenta, de forma inédita, os originais dos quatros principais hinos do Brasil: o da Independência, o Hino Nacional, o da Bandeira e o da Proclamação da República, que podem ser conferidos no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte. Essa é a primeira vez que os hinos saem da Universidade Federal do Rio de Janeiro para serem expostos para o público. A mostra pode ser visitada até 7 de setembro, aos sábados e domingos. Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados na plataforma Sympla.

Outras composições integram a Exposição, como o Hino da Feliz Aclamação de D. João VI e a Estrela do Brasil, além de documentos originais do processo de construção das partituras. A Exposição conta com a promoção da APPA – Arte e Cultura. A Exposição também oferece ferramentas interativas. Ao lado dos hinos, o visitante encontra um QR Code que direciona o usuário para conteúdos relacionados aos manuscritos.

Sobre a Exposição, o presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), Tamoio Marcondes, declarou que “é fundamental que a população brasileira conheça os originais dos hinos, pois eles nos dão a ideia de pertencimento”.

Os manuscritos chamam a atenção pelo bom estado de conservação. Os detalhes extremamente delicados das notas e observações escritos nas partituras revelam um trabalho que exigia extrema habilidade dos autores.

Após o término da exposição, no dia 7 de setembro, os manuscritos seguirão para o Distrito Federal para serem restaurados. “Haverá uma programação ao longo do ano, com o próximo passo sendo uma grande exposição em Brasília, levando aos brasileiros o grande legado histórico e cultural que temos em nosso país, integrando as comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil”, completou o presidente da Funarte.

Desse modo, os manuscritos cumprirão a rota entre a antiga capital (Rio de Janeiro) até a atual capital do Brasil (Brasília).

A iniciativa abre as comemorações do Bicentenário da Independência e é organizada pelo Governo do Estado de Minas Gerais, Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult), em parceria com a Fundação Nacional de Artes (Funarte), os programas Arte de Toda Gente, Bossa Criativa, Sinos, Um Novo Olhar e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com curadoria de sua Escola de Música.

Sobre os Hinos
Em 6 de setembro de 1922, o Decreto nº 15.671 oficializou a letra definitiva do Hino Nacional, escrita por Osório Duque Estrada, em 1909. A música é de Francisco Manoel da Silva. O Hino da Bandeira, escrito pelo poeta Olavo Bilac, foi apresentado pela primeira vez em 1906.

O Hino à Proclamação da República do Brasil é de 1890 e tem letra de Medeiros e Albuquerque e música de Leopoldo Américo Miguez. O mais antigo é o Hino da Independência, composto pelo próprio D. Pedro I, em 1822.

Serviço:
Exposição “Já Raiou a Liberdade: Hinos do Brasil”
Palácio da Liberdade. Praça da Liberdade, Funcionários, Belo Horizonte. Acesso pela Av. Cristóvão Colombo, s/n°
Visitação: sábados e domingos
Período: 30 de abril a 07 de setembro
Horário: 10h, 11h, 13h, 14h, 15h, com entrada de grupos limitados
Duração máxima:  1 hora
Ingressos AQUI (retirada às quintas-feiras e sextas-feiras)

Fonte: https://www.secult.mg.gov.br/