Turismo & Lazer

Minas Gerais tem participação confirmada na WTM Latin América 2022

Feira de turismo retorna de forma presencial em momento de aumento nas viagens nacionais e internacionais

1 4 2022 miniwtm
Imagem: Xará

O Estado de Minas Gerais marca presença em um dos maiores eventos mundiais de turismo, a WTM Latin America 2022. A equipe da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) vai apresentar os potenciais turísticos dos inúmeros destinos mineiros, entre 5 e 7 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo. Nesta edição, Minas ocupa um estande de 75m² na área premium do Pavilhão Azul, além de ter à disposição uma sala para treinamento de agentes e operadores com 20 lugares.

Investimento e apoio da atual gestão em um dos setores que mais sofreu nos últimos dois anos. Cerca de 500 empresas de 33 países já confirmaram participação e o número de inscritos supera a última edição presencial, realizada em 2019.

Para o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leonidas Oliveira, esta edição da WTM é o retrato da retomada do setor. “O Turismo está em livre recuperação e eventos como este geram oportunidades de negócios e revelam tendências do setor. Minas é o estado que mais cresce no Turismo e não poderia ficar de fora. A participação na WTM será uma grande oportunidade para mostrarmos porque a nossa Mineiridade tem sido o diferencial do estado”, resume o secretário.

A Secretária de Estado Adjunta de Cultura e Turismo, Milena Pedrosa, ressalta, a importância de divulgar, em um evento internacional, as principais características do turismo em Minas Gerais. “Temos como pontos fortes o turismo de aventura e de natureza, com inúmeras paisagens, trilhas, cachoeiras, complexos de águas e estâncias hidrominerais; o turismo rural e de experiências, com maior interação dos turistas com as comunidades locais, principalmente no interior do estado; o turismo cultural, já que Minas Gerais abriga quatro Patrimônios Culturais da Humanidade e os mais diferentes estilos de arquitetura, além das experiências possibilitadas pela cozinha mineira, que é a imagem mais marcante do estado para 30% dos turistas que visitam Minas Gerais”, concluiu.

Destino Minas Gerais
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Minas tem crescido o dobro da média nacional. Pesquisa do Instituto Datafolha também apontou Minas Gerais como melhor destino histórico no Brasil e melhor destino de natureza em 2019. No mesmo ano, Belo Horizonte ganhou o título de Cidade Criativa da Gastronomia pela Unesco, inserindo o estado nesse seleto grupo internacional composto por 250 cidades espalhadas por todos os continentes.

O fluxo turístico em Minas também teve expressivos números em 2021, como a movimentação de mais de 6 milhões de pessoas, garantindo números maiores inclusive que o período anterior à pandemia.

A tradição, a cultura, a cozinha e o jeito único de seu povo fazem de Minas um dos dez destinos mais acolhedores do mundo, segundo o ranking global da premiação Travellers Review Awards 2021, da plataforma de reservas on-line Booking.com. É a primeira vez que uma localidade brasileira está presente na lista das Regiões Mais Acolhedoras no Mundo.

De acordo com a mesma premiação da Booking.com, Minas Gerais também abriga três das 10 regiões mais acolhedoras do Brasil. Pela lista divulgada neste ano pela plataforma, Monte Verde, no Sul de Minas, aparece em segundo lugar. Já Lavras Novas, distrito de Ouro Preto, na região central, está na sétima posição. Quem fecha o rol dos locais mais acolhedores do país, no 10º lugar, é a Serra do Cipó, compreendida pelo município de Santana do Riacho, também na região central de Minas Gerais.

Leonidas Oliveira ressalta que todos esses resultados vêm de muito esforço e trabalho, realizado em parceria do estado e municípios. “Lançamos no ano passado o programa Reviva Turismo, uma iniciativa que elenca uma série de ações baseadas na recuperação gradual do setor. Todos os resultados positivos que temos obtido nos últimos meses são reflexos desse programa, que estruturou as políticas públicas e ações feitas nos municípios que têm gerado emprego, renda e desenvolvimento para as nossas comunidades”, afirma.

Em 2022 a Secult lançou, durante um encontro com mais de 600 gestores municipais, o Ano da Mineiridade. Com o intuito de criar um sentimento de pertencimento ao território, exaltar a conjunção de características comuns, como a cozinha mineira, os dialetos, a cultura e forma de receber o turista, que é o que Minas tem de melhor.

O termo mineiridade, segundo o Leônidas Oliveira, também une, de forma transversal, a cultura e a forma de vida. “Fazer disso um sinal de autoestima e atrativo para o turismo, visando principalmente o desenvolvimento econômico e social, é o objetivo de instituir o ano da mineiridade”, salienta.

Outro grande projeto da Secult para 2022 é a Rota Via Liberdade, em comemoração ao bicentenário da Independência do Brasil. Essa será a maior nova rota turística do país. São cerca de 1.179 km atravessando os Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Goiás, além do Distrito Federal, e reunindo 24 parques, nove patrimônios da humanidade, centenas de cachoeiras e mais de cem cidades tombadas. O lançamento oficial será no dia 12 de abril, durante evento com governadores e secretários dos três estados e do DF, além de outras autoridades.

Fonte: https://www.secult.mg.gov.br/