Cultura

Minas Gerais e Pernambuco farão Acordo de Cooperação para o Audiovisual

Durante reunião entre a Empresa Mineira de Comunicação, vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, e a Secretaria de Cultura de Pernambuco, gestores do audiovisual compartilham projetos e experiências bem sucedidas para o setor

Assim como Minas Gerais, estado guardião de quase 70% do patrimônio cultural brasileiro e com formação miscigenada de matrizes africana, portuguesa e indígena, Pernambuco também possui uma das culturas mais ativas, ricas e diversificadas do país, sendo um dos pilares da cultura brasileira. Para discutir projetos de regionalização e parcerias entre os dois estados, o secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira, e o presidente da Empresa Mineira de Comunicação (EMC), Sérgio Rodrigo Reis, reuniram-se com o secretário de Cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto, e sua equipe. O encontro virtual ocorreu em 23/2 e contou com a participação de gestores das duas secretarias. Ficou acordado que os dois estados assinarão, em breve, um termo de cooperação técnica para compartilhar as experiências bem sucedidas de ambos no campo das políticas públicas para o audiovisual.  

3 3 2022 miniemc
As tratativas para a cooperação entre os estados começaram na Fenearte. Na foto, Gilberto Freire Neto, secretário de Cultura de Pernambuco,  Ana Luiza Câmara, primeira-dama do estado de Pernambuco, e Leônidas Oliveira, secretário de Cultura e Turismo de Minas Gerais.

Sérgio Rodrigo Reis apresentou aos pernambucanos a estrutura da EMC, entidade pública vinculada à Secult que engloba a rádio Inconfidência e a Rede Minas e algumas ações e políticas públicas para o audiovisual, missão assumida por esta gestão para fortalecer e impulsionar esse setor tão estratégico.

Entre os destaques, o presidente da EMC citou a reestruturação da Minas Film Commission, a capacitação em Audiovisual para os gestores municipais de Minas Gerais, a criação do selo Cidade Amiga do Audiovisual e da EMCPlay, plataforma de streaming gratuita e um importante instrumento de difusão e promoção do conteúdo produzido em Minas Gerais.

Difusão e promoção do Audiovisual
A EMCPlay chamou atenção da secretária executiva de Cultura de Pernambuco, Silvana Meireles, por ir ao encontro das demandas e evoluções do mercado. Ela frisou que, embora ainda não tenham perspectiva para um projeto de streaming, estão atentos a outra área crescente que envolve o audiovisual, os games, por isso criaram recentemente a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Audiovisual para discutir competitividade e oportunidades. Silvana Meireles também apresentou o sistema de financiamento pernambucano, que é o Funcultura, descreveu a Fundarpe, que faz a gestão de políticas culturais, e destacou alguns equipamentos históricos como o Cinema São Luiz e Cineteatro Guarany.

Foram quase duas horas de conversa e compartilhamento de informações entre as equipes dos dois estados. Entre a TV Pernambuco e a Rede Minas já ocorre troca de conteúdos como o programa “Univerciência”, produzido em Pernambuco e veiculado pela emissora pública mineira. A relação será estreitada e potencializada com o Digitaliza Brasil, que vai ampliar o alcance do sinal digital. Em Minas Gerais foram investidos cerca de R$ 200 milhões em digitalização de canais de TV da Rede Minas.

Ao final da reunião, o presidente da EMC propôs a formalização da parceria entre Minas Gerais e Pernambuco, por meio de um acordo de cooperação. “Através dessa conversa sentimos como os desafios dos dois estados são semelhantes e temos vários projetos em comum como a busca pela excelência na geração de conteúdo educativo e no desenvolvimento de ações descentralizadas de política do audiovisual”, destacou Sérgio Rodrigo Reis.

Fonte: https://www.secult.mg.gov.br/