Tecnologia

Governo abre inscrição para projetos de incentivo à inovação tecnológica

Projetos vão atingir os mais diversos atores do ecossistema mineiro de inovação: startups, ambientes promotores de inovação, instituições de ensino superior, entre outros

10 vantagens da tecnologia na gestão das empresas

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), abre inscrição para editais de fomento à inovação tecnológica para apoiar o ecossistema e impulsionar o crescimento da economia mineira. Ao todo, são mais de R$ 17 milhões em investimentos, divididos em dois editais.

O Seed Gov já havia sido anunciado pelo governador Romeu Zema em abril, no lançamento do P7 Criativo, o primeiro hub de inovação e economia criativa do Brasil. A nova edição do Seed MG vai apoiar até 110 startups com foco na resolução de desafios públicos e também com projetos de temática livre para o mercado privado. Por ser uma rodada com foco principal no setor público, será chamada de Seed Gov. O objetivo é manter o Estado investindo para que o empreendedorismo tecnológico mineiro cresça e atenda as demandas do setor público, tornando-o mais eficiente, inovador e desburocratizado.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, o Seed Gov é mais que um programa de aceleração de startups, é a oportunidade de otimizar os serviços públicos e oferecer mais estrutura para o atendimento aos cidadãos. “O Seed Gov é uma forma que nós encontramos de melhorar a qualidade de serviços que o governo entrega à sociedade. A gente espera consolidar Minas Gerais como um polo de inovação no país e no mundo e também avançar, cada vez mais, com produtos e serviços públicos melhores ao cidadão”, acrescentou.

É importante destacar que as startups cumprem a função de revitalizar o mercado. Mas, para que isso aconteça de maneira efetiva, essas empresas precisam de um ambiente propício para que se desenvolvam e tenham sucesso. Nesse contexto, é necessário trabalhar em conjunto com o ecossistema de empreendedorismo e inovação nas universidades para potencializar o desenvolvimento de startups e impulsionar ações de inovação em Minas.

O projeto Vivência Universitária em Empreendedorismo e Inovação (Vuei) é uma iniciativa que apoia, desde 2020, o desenvolvimento dos ecossistemas de inovação e empreendedorismo nas instituições de ensino superior (IES) de Minas Gerais. Nesta segunda edição chega trazendo novidades, será uma rodada maior, expandida para mais instituições de todas as regiões do estado, com bolsas para alunos que forem selecionados para o projeto, assim como um curso introdutório de empreendedorismo e inovação e parcerias com empresas de mercado e associações estudantis.

“Sabemos que a formação empreendedora de alunos e professores durante a vida universitária é essencial para que haja o surgimento de mais negócios inovadores capazes de gerar emprego e renda em Minas Gerais”, afirma o superintendente de Inovação Tecnológica, Pedro Emboava Vaz. O Vuei surgiu em um contexto de distanciamento entre a academia e o mercado e da crescente necessidade do desenvolvimento de competências para o futuro do trabalho. “Nesse sentido, entendemos que é de extrema importância aproximarmos o que é estudado e desenvolvido dentro das faculdades mineiras das nossas empresas”, acrescenta o superintendente.

Para o subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação da Sede, Felipe Attiê, “o Seed representa a continuidade da aceleração das startups, porém o Seed Gov traz a força, a jovialidade e a inovação, além da busca da tecnologia para a transformação do serviço público. Desta forma, é possível aumentar a produtividade, a eficiência e a satisfação da população. Já o Vuei tem o objetivo de estimular a cultura do empreendedorismo nas universidades, que busca trabalhar como uma fábrica de startups no meio acadêmico e oxigenar o sistema de tecnologia e inovação em Minas Gerais”.

Além dos projetos lançados hoje, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico lançou o programa Compete Minas, para aumentar ainda mais a competitividade de empresas mineiras e estreitar as relações entre universidades e instituições de pesquisa com o setor privado e o Tecpop, programa que oferece mais de 150 cursos on-line gratuitos, vai ampliar oportunidades de capacitação profissional e inclusão digital.

Todos os editais podem ser acessados nesta página do site da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais.

Fonte: https://www.agenciaminas.mg.gov.br/