Cidades

Gerdau amplia vagas para programa de inclusão de pessoas com deficiência na região

A Gerdau, em parceria com o SENAI, abriu 25 novas vagas para a segunda turma de 2021 do Programa Pertencer, em Ouro Branco, de pessoas com deficiência, para formação nos cursos de eletromecânica e processo siderúrgico. As inscrições vão até domingo (11/06) e devem ser realizadas pelo site https://www.chances.com.br/carreiraielfiemg/programa/pertencergerdau.

O programa já aprovou outros 20 alunos. No total, em 2021, serão 100 vagas destinadas à formação industrial de pessoas com deficiência.

O projeto de formação industrial tem duração de 10 meses, para cada turma, incluindo parte teórica, no ambiente virtual, e a prática, na unidade de Ouro Branco. Após esse período há possibilidade de efetivação de 100% dos candidatos, a depender do desempenho alcançado. Podem se inscrever pessoas com deficiência com idade a partir de 18 anos, formação completa no ensino médio e residentes em Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Ouro Preto, Itabirito, Mariana, Carandaí, São Brás, Entre Rios, Itaverava, Belo Horizonte e outras cidades da região metropolitana da capital.

É preciso ainda apresentar laudo médico e ter disponibilidade para treinamento em formato híbrido (presencial e online) no período de 8h por dia. Os selecionados receberão uma bolsa salarial, além de acesso a diversos benefícios oferecidos pela Gerdau aos seus funcionários, como transporte, alimentação, plano de saúde, plano odontológico, plano farmácia, seguro de vida, entre outros.  

São mais 25 vagas para PCDs. Foto: Armazém Imagem
São mais 25 vagas para PCDs. Foto: Armazém Imagem

O gerente geral da área de laminação, Felipe Weidlich, vê a experiência com pessoas com deficiência em suas equipes como muito positiva para todos. “Desde a entrada eles já mostram uma ótima entrega, mostrando que são tão ou mais competentes que os outros. São pessoas que tem uma carga extra de vontade, histórico de superação e vibram muito com as conquistas, além de agregar um novo olhar e ponto de vista sobre tarefas às vezes corriqueiras. Vejo como um campo muito fértil para os gestores trazerem melhorias para suas áreas por meio desses profissionais” conta o gerente, que possui deficiência auditiva e é fonte de inspiração para o time.

Fonte: https://fatoreal.com.br/