Cultura

EMPRESA MINEIRA DE COMUNICAÇÃO E POLO AUDIOVISUAL DA ZONA DA MATA ASSINAM ACORDO DE COOPERAÇÃO PARA O FORTALECIMENTO DO SETOR

Na semana em que se comemora os 125 anos de Humberto Mauro, um dos pioneiros do cinema brasileiro, que nasceu em 30 de abril de 1897, numa fazenda de Volta Grande, perto de Cataguases, na Zona da Mata, o audiovisual mineiro celebra um acordo que vai contribuir estrategicamente para efetividade de políticas públicas relevantes para a sociedade, por meio do apoio mútuo no desenvolvimento de atividades de cultura, comunicação, educação, cidadania e demais serviços públicos.

Em evento realizado nesta quarta-feira (27), o Governo de Minas Gerais e a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), por meio da Empresa Mineira de Comunicação, formalizaram a parceria com a Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata. A reunião aconteceu na sede da instituição, que fica na cidade de Cataguases, e contou com a participação do presidente da EMC, Sérgio Rodrigo, do presidente da Agência de Polo Audiovisual, Cesar Piva, além de outras autoridades representantes do setor audiovisual.

Para Sérgio Rodrigo Reis, esse acordo é de extrema importância para o setor audiovisual de todo o país. “Este é um processo colaborativo. A união dessas duas forças, EMC e Polo Audiovisual da Zona da Mata, traz uma perspectiva que aproxima a produção e a promoção, dois pontos que são especialidades da Rede Minas e da Rádio Inconfidência”. O momento também foi muito celebrado pelo presidente Cesar Piva. “É uma alegria muito grande fechar essa parceria com a Empresa Mineira de Comunicação. Com a força da plataforma que está sendo inaugurada, da rádio e da televisão, vamos poder levar as nossas produções a todos os cidadãos. Sonhávamos com este plano de ação há muito tempo, e com toda a experiência que possuímos, estamos cumprindo uma missão importante juntamente com o estado”.

Entre as parcerias está a disponibilização de conteúdos audiovisuais por intermédio da Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata, para exibição na plataforma de streaming pública e gratuita EMCplay em canal dedicado ao Polo Audiovisual da Zona Mata, ampliando a difusão e descentralização. Para a diretora de Desenvolvimento e Promoção do Audiovisual da EMC, Flávia Moreira, o acordo compreende em uma troca rica de conteúdo. “A EMCPlay vem com várias novidades, entre elas, atividades de formação, cooperação e capacitação, que são fundamentais para a formação de novos realizadores desta cadeia produtiva do setor audiovisual. Cataguases e as regiões próximas conseguem atrair várias produções audiovisuais. Queremos pegar essa expertise deles e passar para outros municípios. Acreditamos que essa parceria será muito positiva.”

Nesta semana comemora-se também, em Cataguases, os 20 anos de inauguração do Centro Cultural Humberto Mauro, da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho. Este marco foi o ponto de partida para a formação da rede de projetos e parcerias que resultaram na criação do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais.

Fonte: Caroline Souza