Diego Mendonça expõe memórias de minas em mostra no Centro Cultural Yves Alves

O artista Diego Mendonça mostra suas lembranças de infância na exposição individual Memórias de Minas no Cento Cultural SESIMINAS Yves Alves, em Tiradentes.

O artista Diego Mendonça mostra suas lembranças de infância na exposição individual Memórias de Minas no Cento Cultural SESIMINAS Yves Alves, em Tiradentes até 15 de março.

Em um total de 23 quadros, 15 deles inéditos, quem quiser apreciar a arte de Mendonça vai poder descobrir um pouco mais da sua história de vida. “O quadro em que retrato um marceneiro representa o meu pai. Meu avô está no quadro do queijeiro e minha vó na mulher fazendo crochê. Tem o clarinetista, instrumento que toco. Nessa exposição mostra minhas profissões e um pouco do que fazia quando criança”, relata o artista.
Diego Mendonça explica ainda que além dessas recordações familiares, ele também retrata suas lembranças com quadros que mostram as paisagens de Minas Gerais. “Cada quadro conta um pouco da minha história”, afirma.

E é com o orgulho de um talento nato nas artes, mas com a humildade de sempre querer aprender mais que Mendonça relata com orgulho a orientação que teve de Yara Tupynambá. “Comecei a pintar os quadros para essa exposição em maio do ano passado e a Yara tem sido minha tutora. Ela viu todos os quadros e me orientou quanto às cores e as composições. Ela me orientava qual o melhor objeto e tonalidade para o quadro. É uma honra ter uma artista com a bagagem da Yara me orientando”, diz.

E a artista também não esconde o orgulho do seu pupilo. “Percorrer um longo caminho no aprendizado da pintura, indo do desenho ao conhecimento do equilíbrio, do espaço entre cheios e vazios, depois apaixonar-se pela cor, fazendo-a percorrer as formas e, finalmente, com estas armas, criar a unidade, essencial à criação do artista. Esta foi a batalha encetada por Diego Mendonça, na sua busca de ser artista”, relata Yara Tupunambá em texto crítico sobre o artista.

PRÓXIMOS PROJETOS
E com a eterna vontade de apresentar seu trabalho para o mundo, Diego que teve seu quadro Cacatua exposto na Finlândia, em janeiro, agora segue para Portugal no final de fevereiro com sua obra Orquídeas.
Outro projeto do artista acontece na Semana Santa quando será o curador da exposição Fé um coletivo de artistas, tanto locais como convidados de fora, que irá representar a inauguração da reforma da Casa do Barão, em São João del-Rei. “Ocuparemos duas salas do sobrado. Ainda estamos negociando com os artistas que participarão. Por isso, prefiro não mencionar os nomes de quem estará na exposição. Mas é um trabalho que estou adorando fazer”, afirma.

Fonte: http://www.gazetadesaojoaodelrei.com.br/

Compartilhar

Picture of John Doe

John Doe

Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit dolor

Comentários

Assine a nossa newsletter

Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit

Relacionados