Turismo & Lazer

Conheça Minas Gerais – Luminárias

Luminárias possui riquíssimo patrimônio natural e cultural. Com inúmeras cachoeiras, grutas de quartzito, rios com corredeiras, picos e vales, a comunidade local guarda ainda diversas características da vida interiorana como a tranquilidade do seu dia a dia e uma hospitalidade peculiar. Dentre os inúmeros atrativos turísticos destacam-se o complexo da Serra Grande, com cachoeiras e grutas, a cachoeiras da Pedra Furada e do Mandembe e a estátua do Cristo no morro do Cruzeirinho. Conheça os encantos de Luminárias.

Atrações

COMPLEXO CACHOEIRA DO MANDEMBE

Complexo Cachoeira do Mandembe

Localizado a sete quilômetros da cidade, o complexo Cachoeira do Mandembe é um dos principais atrativos naturais da comunidade. Propício a diversas atividades como mergulho, salto, cachoeirismo, canionismo ou somente aproveitar momentos de paz e tranquilidade, o local conta com três quedas, tendo na queda do meio a principal e maior piscina natural.

Cachoeira da Esmeralda

Cachoeira Esmeralda - Luminárias, MG | Acesse: www.cferrarez… | Flickr

A cachoeira da Esmeralda é daqueles lugares que faz você se encantar com Luminárias. Localizada na região da Serra Grande, a cachoeira está localizada em local de difícil acesso, que se dá somente por trilha, o que faz que a mesma esteja preservada e sempre tranquila. Além de um queda belíssima, a cachoeira da Esmeralda possui uma deliciosa piscina natural. A cachoeira da Esmeralda é programa imperdível em Luminárias!

Poço do Moinho

Poço do Moinho

O Poço do Moinho está localizado a apenas 1km da cidade. Formado por uma pequena cascata e uma deliciosa piscina natural, é ponto de encontro de moradores de Luminárias e visitantes.

Serra das Luminárias

Serra das Luminárias

A Serra das Luminárias se configura como o principal símbolo identitário da comunidade luminarense. Localizada ao lado da cidade, destaca-se tanto por sua beleza natural como também por sua importância histórica a Luminárias, haja vista que o nome da cidade se deve à serra. Segundo contavam/contam antigos moradores, era comum o aparecimento de pontos luminosos de origem desconhecida na serra, o que deu o nome à mesma e consequentemente à localidade. Muros de escravos, uma pequena cachoeira, vegetação nativa e uma esplendorosa vista da cidade são alguns dos atributos turísticos que a Serra das Luminárias oferece.

Água Santa

Água Santa

A Água Santa, nascente historicamente famosa pelo poder de cura milagrosa de suas águas, destaca-se como um dos principais atrativos turísticos culturais da comunidade luminarense.

Cachoeira do Lobo

Conhecendo a Cachoeira do Lobo - Dicas e avaliações dos hóspedes - Pousada  Cachoeira Do Lobo - Tripadvisor

Localizada próximo ao complexo do Mandembe, a cachoeira do Lobo é de difícil acesso, mas sua beleza compensa qualquer dificuldade. Com duas quedas (a segunda só é acessada atravessando-se o primeiro poço) e duas belíssimas piscinas naturais, a cachoeira destaca-se por ser um local tranquilo e de beleza natural ímpar.

Cachoeira do Paredão

Localizado próximo à cidade, o complexo do Paredão é um dos mais lindos atrativos de Luminárias. Com duas belíssimas piscinas naturais e uma terceira de grande profundidade, propícias a salto, a cachoeira ainda possui um radical escorregador natural.

Caverninha

Caverninha e uma formação rochosa no meio do Ribeirão da Cachoeira, que forma uma pequena queda d’água e uma cavidade de aproximadamente 7 metros de extensão. Pouco abaixo da queda uma piscina natural

Cachoeira da Pedra Furada

A Cachoeira da Pedra Furada é, sem dúvida alguma, uma das mais lindas de Luminárias. Com formação peculiar (a água cai por um buraco na rocha em um espaço fechado por três lados), o local ainda possui outra queda que deságua em uma deliciosa piscina natural, além de uma pequena “bacia” nas pedras, que se assemelha a uma banheira de hidromassagem natural. A Cachoeira da Pedra Furada é atrativo imperdível em sua visita a Luminárias.

Cachoeira do Mamono

Cachoeira do Mamono

A cachoeira do Mamono, localizada no sopé da serra da Fortaleza, no ribeirão da Cachoeira, é uma das mais charmosas do município de Luminárias. De acesso relativamente fácil, a cachoeira é o principal elemento de um conjunto de atrativos que estão localizados a montante do ribeirão. A cachoeira do Mamono, com seus aproximadamente 06 metros de altura, é propícia a atividades como banho, mergulho e water trekking.

Cachoeira da Chuva

Localizada próxima ao distrito de Sobradinho, no município vizinho de São Thomé, a Cachoeira da Chuva possui quase 50 metros de altura e é uma das bonitas de Luminárias. A Cachoeira da Chuva está no sopé da Serra de São Tomé, próxima ao Pico do Gavião, em área totalmente protegida e de natureza exuberante!

Estreitamento do Inferno

Localizado no Rio Ingaí, o Estreitamento do Inferno, que mais parece um paraíso, é propício para diversas atividades de ecoturismo e aventura. Além do estreitamento, onde pode-se praticar boiacross, canoagem, mergulho e salto, há em sua saída duas grutas, favorável ao espeleoturismo, e ainda merecem destaque o Paredão do Inferno e as formações geológicas da região, palco de estudo de geólogos de diversas partes do Brasil.

Pico do Cruzeiro

O Pico do Cruzeiro, também conhecido como Serra da Torre, está localizado na Serra do Mandembe, na região da Serra Grande. Imponente, o Pico do Cruzeiro é ponto de parada da maioria dos turistas que passam por sua base com destino às cachoeiras e grutas da região. Nos últimos anos, o atrativo também se tornou cenário para os mais diversos ensaios fotográficos, especialmente os pré-nupciais.

Pico do Gavião

Pico do Gavião

Localizado na serra de São Tomé, o pico do Gavião é o ponto mais alto de Luminárias, estando a aproximadamente 1512 metros de altitude. Imponente, o pico se destaque na paisagem de toda região. O nome do pico é devido a uma formação rochosa que se assemelha de forma impressionante a um gavião. Aliás, são inúmeras as formações de quartzito do local, tornando ainda mais instigante a visita ao atrativo. De seu topo é possível avistar diversas cidades do sul de Minas, o pico do Papagaio, em Aiuruoca, e a Serra da Mantiqueira. E, para os religiosos, há ao lado do cume um antigo cruzeiro.

ATRAÇÕES CULTURAIS EM LUMINÁRIAS

Capela do Carmo – Igreja Velha

Capela do Carmo - Igreja Velha

Construída em 1798, a partir da Capela do Carmo surgiu o núcleo populacional que resultou na cidade de Luminárias. De grande importância histórica-cultural para a comunidade luminarense, a Capela do Carmo foi restaurada recentemente e hoje destaca-se por sua singeleza, mas grandiosa beleza.

Cristo de Luminárias

Cristo de Luminárias

Localizada no Morro do Cruzeirinho, a apenas dois quilômetros da cidade, a estátua do Cristo, que tem aproximadamente 12 metros de altura, é um dos principais atrativos turísticos do município. De fácil acesso, o atrativo é destino certo da maioria dos turistas que visitam a cidade. Além da beleza e esplendor do monumento em si, o local proporciona uma linda vista de toda a região, além de nos presentear com um magnífico por do sol. O Cristo de Luminárias está de braços abertos à cidade, trazendo beleza e proteção a todos os luminarenses e turistas. Aos mais animados, fica a dica de subir por sua escadaria, que conta com 273 degraus.

Casa da Cultura

Casa da Cultura

No dia 03 de Julho de 1857, o Distrito que formou a cidade de Luminárias foi abrangido pela lei 805, que no parágrafo único do artigo 5º dizia que a Freguesia seria instalada logo que seus habitantes apresentassem prédio para a escola. A referida escola foi criada em 1875, com a doação de uma casa à província pelos cidadãos Manoel Ferreira Martins, Tenente Coronel Francisco Inácio de Melo e Souza, Francisco Diniz Junqueira, José Antônio Barbosa e Firmiano Antônio da Silveira. Essa foi nomeada como Escola de Instrução Primária do Sexo Masculino. Assim passou a existir a casa da “Instrução”, com o imóvel dividido ao meio, contando com dois salões que não possuíam ligação entre si, onde funcionavam as duas salas de aula, sendo uma do sexo masculino e a outra do sexo feminino, com cerca de 80 a 90 alunos em cada sala. Lecionava-se do 1° ao 3º ano. Cada sala contava com sua porta de entrada exclusiva, em lados opostos do imóvel, sendo que uma das portas encontra-se no mesmo local até os dias de hoje. Existia varanda somente na parte da frente da Casa. Já no lugar dos banheiros existiam duas latrinas (casinha- privada). A partir de 1908, destacou-se o casal de professores Antônio Romualdo Fábregas (Professor Fábregas) e Dona Judith Anália Fábregas, que se decidiram com amor e afinco à alfabetização, ele a dos meninos e ela das meninas. Em 1950, foi construído o Grupo Escola, o qual é conhecido até hoje. Com a transferência da “escola” para o Grupo Escolar, a antiga “Casa da Instrução” foi utilizada para diversas finalidades, sempre provisoriamente, como posto de saúde, delegacia, prefeitura, novamente sala de aula etc. Até que em 1999, depois de muitas reformas, mas mantendo suas estruturas, a casa passou a se chamar Casa da Cultura, que hoje abriga a Biblioteca Pública Municipal Prefeito Artur Martins de Andrade, o Museu Municipal Professor Doutor Carlos Ribeiro de Diniz, o Arquivo Público Municipal Prefeito Salvador Ferreira Diniz e o Setor de Cultura e Turismo da Administração Municipal.

Usina da Fumaça

Usina da Fumaça

A Usina da Fumaça durante anos forneceu energia elétrica para as cidades de Luminárias e Ingaí. Construída na cachoeira de mesmo nome, no Rio Ingaí, no local ainda existem a antiga comporta, a barragem e a casa de máquinas. A Usina da Fumaça é um dos atrativos culturais mais visitados de Luminárias.

Visite Minas Gerais!

logo Minas Gerais

Fonte: https://www.minasgerais.com.br/