Cidades

Conheça Minas Gerais – Alto Jequitibá

O nome da cidade originou da existência de um Jequitibá, que é uma árvore gigantesca encontrada em abundância na Zona da Mata mineira no século XIX, o que marca o surgimento da cidade. Essa grandiosa árvore servia de orientação para os tropeiros que ali se encontravam para comercializarem gêneros na região. A cidade está localizada a oeste do Pico da Bandeira, com terras pertencentes ao município dentro do Parque Nacional do Caparaó com belos complexos de cachoeiras, apresentando altitudes que variam de 645 m. a 1698 na Serra da Mantiqueira.

Do mirante da Vargem Grande pode-se observar toda a grandiosidade da Serra da Mantiqueira, com uma vista privilegiada do cume do Pico da Bandeira. Já para os praticantes de esportes radicais, a rampa da Serra dos Tavares é uma boa opção para a prática de vôo livre. O Aeromodelismo, vem se tornando chave na cidade, principalmente com a chegada da Modelismo 3 Irmãos. O campo de aviação é o local ideal para a pratica deste hobby.

Possui um imensurável acervo histórico, onde pode-se destacar pontilhões, estações e túneis construídos pela já extinta Estrada de Ferro Leopoldina Railway.

No cenário religioso destaca-se a presença das igrejas(Presbiteriana e Católica) e o prédio do antigo internato do Colégio Evangélico, onde hoje funciona o Museu do Colégio Evangélico, com fotos antigas em painéis de madeira talhadas pelo primeiro fotógrafo da cidade, Antônio Zavatário.

Devido a grande fertilidade de seu solo, atraiu a vinda de colonos, basicamente alemães e suíços, oriundos de Nova Friburgo(RJ), sendo a família Sanglard a pioneira, chegando ali em 1.862, os quais foram, também, pioneiros na implantação da cultura cafeeira. Destacam-se, também, as famílias Eller, Sathler, Werner, Gripp, Heringer, Catheringer, Boechat, Stutz, Schuab, entre outras. Ainda existe na cidade fazendas centenárias. O povoado foi elevado a distrito em 1.923, com o nome de Presidente Soares e obteve sua emancipação em 1.953. Após um plebiscito realizado em 21 de outubro de 1.991, a cidade voltou a ter seu nome de origem, Alto Jequitibá.

ATRAÇÕES EM ALTO JEQUITIBÁ

Túnel da Antiga Ferrovia

Turismo em Minas Gerais | Alto Jequitibá
Passagem pelo Túnel

Estação

O TREM EXPRESSO: ESTAÇÃO ALTO JEQUITIBÁ - Nos mapas ferroviários ficou mais  conhecida como Presidente Soares.

A estação de Presidente Soares foi aberta com o nome de Jequitibá em 1915. Depois da morte do presidente do Estado Raul Soares (1924), o então distrito e a estação foram rebatizadas com seu nome – assim como a cidade e estação de Raul Soares, não muito longe dali, mas em outra linha da Leopoldina. Em 23/07/1975, a RFFSA fechou o trecho da linha de Manhuaçu entre Manhuaçu e Carangola, fechando de vez a estação. Os trens de passageiros, então fazendo a linha Rio de Janeiro-Três Rios-Recreio-Manhuaçu, ainda passavam por ali em 1970, e devem ter sido extintos com a supressão do trecho em 1975. Em 1970, o trem de passageiros que partia da estação de Recreio todos os dias às 6 da manhã chegava em Presidente Soares às 18:17. Em 1991, a cidade rebatizou seu nome para Alto Jequitibá. No prédio da antiga estação, funciona um pequeno museu.

Mirante Padre Julio Maria de Lombaerde

Mirante Padre Julio Maria de Lombaerde

O local foi construído para homenagear o Padre Julio Maria de Lombaerde, no seu local de falecimento. O Padre Julio construiu a primeira igreja de concreto armado no Brasil, a Matriz de Bom Jesus e foi Fundador da Ordem das Filhas do Coração Imaculado de Maria – Irmãs Sacramentinas e Missionários Sacramentinos na Cidade de Manhumirim – MG. No local foi construída uma Paragem, com bancos e jardins, com vista total para o Pico da Bandeira.

Cachoeira das Andorinhas

Cachoeira das Andorinhas

O Parque Cachoeira das Andorinhas, depois do Parque Nacional do Caparaó (Pico da Bandeira com 2.891,9m de altitude), é o ponto turístico mais visitado na região. Aqui, você pode caminhar por trilhas que dividem os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo e ainda apreciar as belezas exuberantes da fauna e flora local, rica em diversas espécies. parque possui uma infinidade de recursos naturais preservados e de uma beleza espetacular. São vários hectares de matas e uma sucessão de quedas d’água e piscinas naturais perfeitas para um banho refrescante, as águas cristalinas que correm pelo nosso parque tem sua nascente localizada no parque nacional do Caparaó, muito próximo do cume do pico da bandeira. Além disso, possuímos vários animais como: cavalos e boi para passeio, porcos, avestruzes, pavões, faisões, galinhas, patos, carneiros, jabutis, peixes e ainda animais silvestres que existem livres em nossa mata. Você poderá caminhar por trilhas que dividem os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. As trilhas são todas demarcadas com placas indicativas, facilitando o acesso às cachoeiras, assim proporcionando um passeio tranquilo e confortável, inclusive nos principais pontos, temos acessibilidade para portadores de necessidades especiais. Sua infraestrutura dispõe de um dos melhores restaurantes da região com área de alimentação interna e externa, 6 (seis) quiosques para churrasco, estacionamento com capacidade aproximadamente de 150 carros, sorveteria e brinquedos infantis e muito mais

Fonte: https://www.minasgerais.com.br/ ; https://www.altojequitiba.mg.gov.br/