Turismo & Lazer

Com o objetivo de resgatar e preservar a história das estações de trem, Trilha dos Inconfidentes dá início ao projeto “Rota das Estações”

Com o intuito de estruturar rotas para a prática do cicloturismo em Minas Gerais, a Trilha dos Inconfidentes, através do Projeto Reviva, vai colocar em prática o projeto Rota das Estações, que vai percorrer os municípios que possuam estações de Trem ativas ou desativadas e que façam parte da Instância de Governança Regional Trilhas dos Inconfidentes.

O objetivo do projeto é resgatar e preservar a história da região, destacando a importância das estações para a cultura, o turismo e a história de Minas Gerais. Além disso, o projeto foca também na interação entre a comunidade e as estações. O projeto conta com o apoio institucional da Secult – Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais e do Governo do Estado de Minas Gerais.

Em cada visita, Vivi vai registrar as estações e um pouco da história das cidades a qual elas pertencem. Assim, o projeto busca referenciar estas estações como importantes pontos turísticos do estado, atraindo novos investimentos e, consequentemente, gerando novos empregos.

Outro objetivo do projeto é buscar recursos financeiros para o tombamento das estações, trabalhando para a revitalização e preservação dos espaços, tornando-os propícios também para o uso da comunidade local.

Vivi Sawczuk

Para colocar em prática esta ação, a Trilha vai contar com Vivi Sawczuk, ciclista e guia de cicloturismo. Vivi vai percorrer as cidades de Alfredo Vasconcelos, Antônio Carlos, Barbacena, Barroso, Carandaí, Coronel Xavier Chaves, Conceição da Barra de Minas, Carrancas, Ibituruna, Nazareno , Prados, Ritápolis, Santa Cruz de Minas, São João del Rei, São Vicente de Minas, Tiradentes. O trajeto da Rota das Estações já é feito por ciclistas que buscam desbravar as belezas da região, e vão contar agora com um melhor desenvolvimento do percurso.

Vivi Sawczuk é ciclista, montanhista, escaladora, instrutora de yoga e guia de trekking, hiking e cicloturismo e já percorreu os mais clássicos caminhos do Brasil. Recentemente, percorreu também alguns dos Caminhos de Santiago de Compostela, na Europa.

Já participou e subiu ao pódio de Maratonas e Ultramaratonas de Mountain Bike.  No último ano, se dedicou exclusivamente à prática de enduro, uma modalidade do Mountain Bike, vindo a conquistar o título de vice-campeã nacional de Enduro na categoria Master, em Portugal.

Usa suas redes sociais para inspirar outras pessoas, principalmente as mulheres, a praticarem esportes. Acredita que atividades físicas, junto com o contato com a natureza, podem curar diversos males modernos.

Vivi acredita que motivar as mulheres a se tornarem atletas combate diretamente todas as limitações impostas pela sociedade, mas que ainda há muito pelo que lutar. “Muito já foi conquistado por nós, mulheres! A cada dia ganhamos mais espaço, adquirimos mais direitos, acreditamos mais em nós. Mas ainda há muito por fazer, ainda há muitas barreiras a serem derrubadas. Ainda há muito o que superar! E sei que posso influenciar positivamente homens e mulheres com minhas histórias, com minhas conquistas! Fazendo o que mais gosto, conhecendo lugares e pessoas e relatando tais aventuras, inspiro outros e outras a fazerem o mesmo.”

Trilha dos Inconfidentes (Instância de Governança Regional- IGR) 

Fundado em 28 de agosto de 2000, o nome se deu em função da história da região ligada aos Inconfidentes Mineiros. As cidades que abrangem o Circuito fazem parte da história da independência do país. Ao todo, 26 municípios fazem parte da entidade. São eles: Alfredo Vasconcelos, Antônio Carlos, Barbacena, Barroso, Carandaí, Carrancas, Conceição da Barra de Minas, Coronel Xavier Chaves, Desterro do Melo, Dores de Campos, Entre Rios de Minas, Ibituruna, Itutinga, Lagoa Dourada, Madre de Deus de Minas, Nazareno, Piedade do Rio Grande, Prados, Resende Costa, Ritápolis, Santa Bárbara do Tugúrio, Santa Cruz de Minas, São João del-Rei, São Tiago, São Vicente de Minas e Tiradentes. As características da região proporcionam uma infinidade de atrativos que vão desde passeios históricos, passando pelo ecoturismo,o turismo de aventura, turismo rural e tendo a cozinha mineira como principal elo entre os atrativos.

REVIVA TURISMO

O programa Reviva Turismo foi criado em maio de 2021 para impulsionar a retomada gradual e segura das atividades turísticas, com base em quatro eixos: biossegurança, estruturação, capacitação e marketing do destino Minas Gerais.

De acordo com o Governo Estadual, um dos principais objetivos do programa é resgatar o setor, um dos mais prejudicados pela crise em função da pandemia de covid-19, e estimular toda sua cadeia produtiva, que envolve oficialmente 15 segmentos econômicos, segundo critérios do Ministério do Turismo. A meta é que o Turismo gere 100 mil empregos até o final deste ano, colocando Minas entre os três principais destinos do país.

A Trilha dos Inconfidentes foi contemplada pelo Reviva Turismo em dois projetos: “Tô na Trilha, Tô em Minas” e “Tô na Trilha, Negócios”, projetos que irão promover e dar mais visibilidade às cidades do circuito, tendo como eixos de trabalho a biossegurança dos roteiros existentes, fortalecimento da estruturação turística das cidades, capacitação do pessoal que trabalha com turismo e marketing do destino Trilha dos Inconfidentes. Percorrendo as múltiplas potencialidades turísticas de Minas Gerais – paisagens naturais e urbanas exuberantes; a singular cozinha mineira; concentração de patrimônios históricos, culturais e da humanidade e toda a mineiridade representada pelo povo acolhedor de nossas cidades.

A estruturação do programa acontece em consonância com o plano Minas Consciente e com as tendências mundiais para o Turismo no atual cenário, que envolvem a busca por atividades ao ar livre e turismo de natureza, de aventura, rural, cultural e de experiências, tudo dentro dos protocolos de segurança exigidos pelo estado.

Fonte: https://www.foconanoticia.com.br/