Category Archives: Educação

Educação

Escolas públicas de Carandaí (MG) recebem peça infantil sobre prevenção contra a Covid-19

A peça “Ciência para uma Vida Melhor” será apresentada durante o mês de maio em escolas públicas da cidade.  

O Coronavírus não acabou totalmente e a convivência com a Covid-19 continuará existindo nas próximas gerações. Por isso, sabendo como a ciência e pequenos hábitos são grandes aliados na prevenção desta e de outras doenças, o espetáculo “Ciência para uma Vida Melhor” levará a importante mensagem de conscientização às crianças e adolescentes de escolas municipais da cidade de Carandaí, em Minas Gerais.  

O projeto é idealizado e realizado pelo Diverte Teatro Viajante, que fará no município 8 apresentações entre os dias 23 e 25 de maio.  Por meio de lei federal de incentivo à cultura, as apresentações contam com o apoio do Ministério do Turismo e da Bayer – multinacional alemã com 157 anos de história e que hoje ocupa o lugar de uma das maiores empresas químicas farmacêuticas do mundo. 

O espetáculo 

Dois divertidos cientistas precisam se isolar em seu laboratório por causa de uma doença que se apoderou das rotinas das pessoas: a Covid-19. Durante a peça, eles iniciam um estudo sobre o vírus e, durante essa descoberta, os participantes começam a entender mais sobre a doença, quais são os sintomas e como se prevenir.

O espetáculo mostra para as crianças, além das medidas de prevenção de contágio do Coronavírus, como a ciência é uma grande aliada no combate à pandemia. “Tratar de uma questão séria de forma lúdica, leve, com uma linguagem simples e muita interação, faz com que o tema seja realmente compreendido pelas crianças”, explica o diretor do projeto, Júlio Martinez. 

Serviço

Com o objetivo de ampliar a inclusão por meio da experiência artística, o Diverte Teatro Viajante realiza espetáculos que contam com acessibilidade para pessoas com deficiência.

Peça: “Ciência para uma Vida Melhor” 

Carandaí (MG) 

Data: 23/05/2022
Horários: 10h30, 13h e 15h30
Local: Escola Municipal Sebastião Patrus de Sousa
Endereço: R. Antônio Calvário, 83 – Santa Luzia 

Data: 24/05/2022
Horários: 08h, 10h30 e 13h
Local: Escola Municipal Deputado Abelard Pereira 
Endereço: R. Coletor Clóvis Teixeira de Carvalho, 600 – Nossa Senhora do Rosário   

Data: 25/05/2022
Horários: 10h30 e 13h
Local: Escola Municipal Vereador João Henriques
Endereço: Rua Sizenando Teixeira de Carvalho, 722 – Crespo

Atores na peça “O Show da Química”

Sobre a Bayer Brasil 

A Bayer chegou ao País em 1896, abrindo a primeira fábrica no Rio de Janeiro; Hoje, está presente em mais de 30 cidades, com 6.500 profissionais espalhados de norte a sul. O Brasil é o maior mercado da Bayer na América Latina e local de grandes descobertas na medicina, de novas tecnologias para o campo e de inovações que melhoram a qualidade de vida do brasileiro e contribuem para o desenvolvimento do país. 

O Grupo está atento aos novos desafios da humanidade, cada vez mais coletivos e que não podem ser solucionados por atores isolados. Por isso, tem investido cada vez mais em modelos de negócios baseados em colaboração, por meio de suas três divisões e do seu primeiro hub de inovação aberta da América Latina, com parcerias relevantes para os negócios.  

E para construir os próximos anos, mais que fortalecer sua voz, a Bayer quer ampliar sua escuta e entender cada vez melhor as expectativas da sociedade e as necessidades dos clientes: seja o agricultor, o médico, o paciente, o consumidor – e a sua gente, cada vez mais plural e diversa; quer estreitar laços, alinhar expectativas, promover o diálogo, aproximar sua comunicação e construir os próximos passos da empresa junto ao público. Porque Você e Bayer: é bom. Para saber mais, acesse site

Sobre o projeto Diverte Teatro Viajante

O Projeto consiste em levar o teatro para espaços alternativos como escolas, praças públicas, locais privados de acesso público, entre outros, tornando-os culturalmente aproveitáveis, desenvolvendo programas integrados que permitam o contato, a interação e a participação das crianças com representações ativas através do teatro infantil. 

Como principais objetivos, o projeto visa contribuir para facilitar, a todos, os meios para o livre acesso às fontes da cultura e o pleno exercício dos direitos culturais, com a realização de espetáculos gratuitos e de estrutura acessível em munícipios em todo o Brasil, a fim de possibilitar à população a incorporação de produtos artísticos em seu cotidiano.

O Projeto está em sua 6ª edição e já alcançou um público de mais de 225.000 pessoas percorrendo o Brasil de norte a sul, levando teatro para crianças que nunca tiveram a oportunidade de vivenciar essa experiência tão essencial para a formação do intelecto. 

Educação

UFSJ OFERECE AULAS GRATUITAS DE XADREZ

Aulas gratuitas na UFSJ – inscrições abertas para segunda turma

Como o Xadrez pode contribuir para melhorar a qualidade de vida | GPET  Física

Perdeu o prazo de inscrições para as primeiras aulas gratuitas de xadrez na UFSJ? Deu aquela passadinha no Campus Santo Antônio, em São João del-Rei, e ficou com vontade de participar? Boa notícia: o projeto continua crescendo e, mesmo com a alta procura, está organizando a segunda turma. Para se inscrever (até 16 de maio) é bem fácil: 

Pelo Instagram: mandar mensagem para a página www.instagram.com/xadreznascomunidades, citando nome completo, data de nascimento, escola (se for o caso) e disponibilidade (dias/turnos).

Pelo e-mail xadrez@ufsj.edu.br: enviar nome completo, data de nascimento, escola (se for o caso) e disponibilidade (dias/turnos).

Pelo formulário do link bit.ly/3KySK9w: preencher e aguardar contato.

Assim como na primeira turma, o projeto Xadrez nas Comunidades promoverá uma sequência de três aulas gratuitas, individualizadas – cada aluno terá um orientador para personalizar seu aprendizado. Podem se inscrever pessoas de todas as idades, mas a preferência, em caso de vagas insuficientes, será para crianças e adolescentes. 

As aulas são presenciais, no Campus Santo Antônio, em São João del-Rei, com duração de uma hora cada. Podem se inscrever jogadores de qualquer nível, especialmente iniciantes e aqueles que ainda não conhecem as regras do jogo. Os alunos e alunas devem seguir o protocolo de conduta da UFSJ na pandemia, que inclui o uso de máscara. No caso de crianças, devem comparecer acompanhadas do/a responsável. Não é necessário levar tabuleiro ou peças – apenas um caderno para anotações.

A equipe de professores de xadrez é formada pelos membros do projeto Xadrez nas Comunidades, que incluem profissionais de Comunicação, de Educação Física e alunos de diversas áreas da graduação da UFSJ.

Fonte: Alessandro Andrade
Assessoria de Comunicação
Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ
Telefone: (32)3379-5808 / Celular: (32)9.9932-8475

Educação

Ibrahim Abi-Ackel é o mais novo imortal da Academia Mineira de Letras

Aos 96 anos, toma posse nesta sexta-feira, dia 6, às 20h, na Academia Mineira de Letras, o jurista e político Ibrahim Abi-Ackel, após uma disputada eleição pela cadeira de número 17, cujo patrono é o Conde de Prados (1815-1882).

Nela já se sentaram o médico Eduardo de Menezes (1857-1923), o desembargador José Antônio Nogueira (1892-1947) e os ex-ministros Abgar Renault (1901-1995) e Aluísio Pimenta (1923-2016). O discurso de saudação vai ser pronunciado pelo acadêmico, doutor em história e professor da PUC Minas Amilcar Vianna Martins Filho.

Dois anos após a eleição, em 2020, a demora para a posse se explica. Além da emergência sanitária provocada pela COVID-19, que impediu nos últimos dois anos a posse de oito novos acadêmicos, a eleição para o sucessor de Aluísio Pimenta foi a mais longa da história da Academia Mineira de Letras. Enfrentaram-se numa primeira eleição, em 2016, os dois candidatos e juristas Ibrahim Abi-Ackel e Luiz Carlos Abritta.

Embora tenha tido mais votos no primeiro escrutínio, Abritta não alcançou a maioria necessária. No segundo escrutínio regimental, Abi Ackel saiu-se vitorioso. O processo foi judicializado e o Tribunal de Justiça de Minas recomendou que fossem realizadas novas eleições, quando Abi Ackel voltou a ganhar a disputa.

Ibrahim Abi-Ackel é o primogênito de uma família de sete filhos, do casal de descendência libanesa, Melhim Abi-Ackel e Maria Bracks Abi-Ackel. Nasceu em Manhumirim, mas, para garantir acesso dos filhos ao ensino fundamental e médio, a família se mudou para Manhuaçu. Ali se formou e, em 1946, aos 20 anos, Ibrahim Abi-Ackel mudou-se para o Rio de Janeiro, onde ingressou na Faculdade de Direito do Rio de Janeiro.

Interessado na vida e obra de Rui Barbosa, com o trabalho “Rui e o civilismo”, o concurso de monografias patrocinado pelo centro acadêmico de sua faculdade, em comemoração do centenário do nascimento do jurista.

No mesmo período, recebeu prêmios da Revista Brasileira de Criminologia e da Livraria Freitas Bastos e foi colaborador da revista A Cigarra, dos Diários Associados, assinando a seção “Uma história verídica”. Integrou ainda, com um de seus contos, a Antologia de contos de escritores novos do Brasil, que então se organizava.

CARGOS ELETIVOS

A maior parte da trajetória profissional de Ibrahim Abi-Ackel foi dedicada ao exercício de cargos eletivos, onde se destacou em atuação e focada em temas concernentes à legislação criminal e civil, assim como à situação carcerária do país. Iniciou a carreira política em 1955 elegendo-se vereador pelo PSD em Manhuaçu, cidade da qual, já como advogado criminal, atendia a toda a região. Apoiou naquele ano a eleição à Presidência da República de Juscelino Kubitschek.

Em 1962, candidatou-se pelo PSD à Assembleia Legislativa de Minas, alcançando a primeira suplência da chapa, o que lhe permitiu em 1966, com a eleição de Israel Pinheiro ao governo de Minas, assumir a cadeira do então deputado estadual Pio Cânedo, que era o vice da chapa.

Em 1966, Abi-Ackel tornou-se líder da Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação do regime autoritário militar, que se seguiu ao golpe de 1964. Em decorrência do Ato Institucional n.º 2, de 1965, que instituiu o bipartidarismo no país, Abi-Ackel filiou-se à Arena, acompanhando o movimento de Israel Pinheiro.

Em 1974 Abi-Ackel elegeu-se deputado federal e, em 1978, reelegeu-se para um segundo mandato. Com a morte, em 1980, do ministro da Justiça Petrônio Portela, foi convidado a assumir o cargo pelo general João Baptista Figueiredo, último presidente daquele ciclo autoritário-militar. No governo Figueiredo, Abi-Ackel acompanhou os embates intragovernamentais entre setores da linha dura e adeptos da distensão “lenta, gradual e segura”, idealizada por Golbery do Couto e Silva, de quem tinha proximidade.

REGIME DEMOCRÁTICO

“No curso de minha gestão, participei ao lado de Golbery de diversas reuniões reservadas com o presidente Figueiredo destinadas a realizar as eleições diretas de governadores dos estados em 1982, que era uma medida fortemente indicativa, um sinal de que o país caminhava mesmo para um regime democrático”, diz ele. Abi-Ackel coordenou os processos de eleições diretas para governadores e prefeitos das capitais e dos municípios, até então considerados de segurança nacional. Foram as primeiras eleições para governador realizadas após o golpe de 64.

“Nós sabíamos de antemão que perderíamos as eleições em alguns estados importantes como São Paulo e Rio de Janeiro. Minas ainda oferecia algumas condições de êxito para o partido oficial, não fosse a luta travada na convenção realizada para a escolha do candidato. Daí por diante arrolamos Minas como um estado difícil”, disse, referindo-se ao embate em junho de 1982 entre Eliseu Resende e Murilo Badaró pela indicação e apoio do então governador Francelino Pereira. Ao final o partido governista se uniu em torno de Eliseu Resende, mas foi derrotado por Tancredo Neves, que concorrera pelo PMDB.

“Em primeiro lugar a transição era objeto de desconfiança e, em segundo lugar, era torpeada através de bombas que explodiram em várias instituições, inclusive no Riocentro. No meio de tudo isso eu primei pelo respeito aos direitos e garantias individuais”, afirma Abi-Ackel, em referência ao ataque terrorista perpetrado por setores do Exército Brasileiro e da Polícia Militar do Rio de Janeiro em 30 de abril de 1981, numa tentativa de incriminar os grupos de resistência à ditadura militar e, assim, interromper o processo de distensão.

Para lidar com uma série de situações, inclusive questionamentos na aplicação da Lei da Anistia, Abi-Ackel relata ter instalado, no âmbito do Ministério da Justiça, o Conselho de Defesa dos Direitos Humanos, integrado por Barbosa Lima Sobrinho, Pedro Calmon, Benjamim Albagli, Inocêncio Mártires Coelho, Benjamim de Moraes e outros membros de entidades nacionais, como a Ordem dos Advogados do Brasil e o Itamaraty.

No Ministério da Justiça, Abi-Ackel salienta ter presidido a comissão de estudos que elaborou a substituição da parte geral do Código Penal, que introduziu na legislação penal brasileira as penas alternativas à prisão, mediante a prestação compulsória de serviços à comunidade, a prisão semiaberta e a prisão domiciliar, além de outras inovações, que foram celebradas por juristas nacionais e da América Latina.

Coube-lhe ainda a iniciativa de elaborar e propor o texto da Lei de Execução Penal, em vigor, que deu regime legal ao cumprimento da pena de prisão, sujeita, até então, a diversas ilegalidades. “Essa lei de Execução Penal foi importantíssima em seu mérito, porque preserva para o preso os direitos não alcançados pela sentença”, afirma Abi-Ackel.

No ciclo da república redemocratizada, Abi-Ackel elegeu-se a partir de 1990 para três mandatos consecutivos à Câmara dos Deputados, respectivamente, pelo PDS, depois Partido Progressista Reformador (PPR) – agremiação surgida da fusão do PDS com o Partido Democrata Cristão (PDC) – e PPB, este nascido da fusão do PPR com o Partido Progressista (PP).

Depois de 2006, Abi-Ackel não voltou a disputar cargos eletivos. Foi no primeiro ano do governo de Aécio Neves, em 2007, secretário de Defesa Social de Minas Gerais, marcando a sua gestão com o encerramento das atividades da Delegacia de Furtos e Roubos, em Belo Horizonte, conhecida pelas condições degradantes para cumprimento de pena.

Bertha Maakaroun / Portal Uai / Estado de Minas
Fonte: https://www.portalcaparao.com.br/

Educação

Livros infantis podem ser doados para projeto ‘Estação da Leitura’

Iniciativa da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania é voltada ao acesso e estímulo à leitura; estantes com livros infantis são levadas a vários locais da cidade

A Prefeitura de Juiz de Fora, por meio da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc), está recebendo doações de livros infantis para o projeto Estação da Leitura. A iniciativa busca desenvolver o acesso à leitura e, desse modo, fomentar a leitura. No início, as estantes ficavam no Parque da Lajinha, mas, atualmente, são levadas a vários locais da cidade em eventos da Prefeitura.

Os interessados em doar livros infantis podem entregar as doações nos postos de arrecadação montados na recepção do prédio da Prefeitura, localizado na Avenida Brasil 2.001, ou na sede da própria Sesuc, na Avenida Sete de Setembro 768, Bairro Costa Carvalho, no horário de 8h a 13h e 14h a 17h.

Segundo a secretária de segurança urbana e cidadania, Letícia Paiva Delgado, que está articulando o pedido de doações dos livros infantis, a “Estação da Leitura” é um projeto sustentável, educador e solidário. “Ele reaproveita materiais que talvez fossem para o lixo, promove a leitura, a curiosidade, o saber e faz isso de uma forma livre, em que cada um respeita e contribui com o que pode”, disse, por meio da assessoria da Prefeitura.

Fonte: https://tribunademinas.com.br/

Educação

UFSJ está entre as 30 melhores do Brasil, aponta ranking internacional

As universidades federais de Viçosa (UFV), Juiz de Fora (UFJF) e São João del-Rei (UFSJ) estão entre 30 as melhores instituições de ensino superior do país. A informação é do ranking Center for World University Rankings (CWUR) – Centro de Rankings Universitários Mundiais, que avaliou mais de 19 mil instituições ao redor do globo.

A UFSJ, aparece em 1.156º lugar no ranking mundial, enquanto no ranking nacional a instituição ocupa o 28º lugar. Além disso, a instituição apresentou uma pontuação geral de 69,3.

A UFV ocupa o 919º lugar no ranking mundial, enquanto no ranking nacional, a instituição ocupa o 16º lugar. Além disso, a instituição apresentou uma pontuação geral de 70,7.

A UFJF também está entre as mil melhores instituições de ensino superior do mundo. No ranking, a instituição ocupa a 995º posição. Ainda segundo o levantamento, a UFJF está classificada como a 23ª instituição melhor avaliada no Brasil e apresentou uma pontuação geral de 70,3, mantida nos 3 últimos anos.

De todas as universidades brasileiras avaliadas na pesquisa, a Universidade de São Paulo (USP) é a melhor colocada, seguida pela Universidade de Campinas (Unicamp) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). No ranking mundial, as instituições ficaram em 103º, 346º e 361º, respectivamente.

Já no ranking estadual, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) aparece em primeiro, ocupando a 500º posição entre as melhores universidades do mundo.

Fonte: https://barrosoemdia.com.br/

Educação

Sebrae oferece capacitação gratuita em Ouro Branco, Congonhas e Lafaiete

Na última semana de abril, o Sebrae Minas abre inscrições para capacitações gratuitas em Ouro Branco, Congonhas e Conselheiro Lafaiete

As atividades são direcionadas para micro e pequenas empresas (MPE) e microempreendedores individuais (MEI). As inscrições podem ser feitas no site da Sympla. Informações: 08005700800 ou na Agência de Atendimento do Sebrae Minas em Conselheiro Lafaiete (av. Prefeito Mário Rodrigues Pereira, 23b, Centro).

Nesta segunda-feira (25), serão oferecidas consultorias financeiras para pequenos negócios de Ouro Branco, no terminal rodoviário da cidade. A iniciativa é promovida em parceria com a Agência de Desenvolvimento Econômico e Social do Inconfidentes e Alto Paraopeba (Adesiap)– unidade Ouro Branco.

Na terça (26) e quarta-feira (27), é a vez de Congonhas receber a palestra “Assuma as finanças do seu negócio”, no QG da Inovação – Hub Digital. Os empreendedores e empresários também receberão orientações sobre como organizar as finanças da empresa. As capacitações têm o apoio da Sala Mineira do Empreendedor da cidade.

Já em Conselheiro Lafaiete, será realizada a primeira edição do ‘Meetup do Ecossistema Local de Inovação do Alto Paraopeba’, na quinta-feira (28), na Faculdade Santa Rita (Fasar). Neste encontro, empresários locais vão apresentar suas dificuldades e desafios em atender as demandas do mercado para startups da região, que poderão oferecer soluções inovadoras para os problemas levantados.

Os empreendedores da cidade também poderão participar, dos dias 28 e 29, da palestra “Cuide do seu dinheiro”, além das consultorias em finanças. As atividades acontecem na Agência de Atendimento do Sebrae Minas em Conselheiro Lafaiete.

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Educação

Barrosense Douglas William vai lançar livro sobre espiritualidade e amor

Acontece no dia 6 de maio, a partir das 20h, no Bar da Rosana, o lançamento do livro do barrosense Douglas Willian Ferreira.

O livro, segundo Douglas, é parte do trabalho e pesquisa desenvolvidos no mestrado. Prefaciado pelo professor Doutor Frederico Pieper Pires, e publicado pela Editora Appris, a obra tem uma linguagem clara que visa falar sobre coisas que nos atormentam diariamente.

“Com isso, mostro o quanto estamos envolvidos de questões espirituais, mesmo quando não falamos de coisas religiosas ou de Igrejas. Aqui proponho pensar a espiritualidade como uma condição de todo ser humano, seja ele o homem de fé ou o ateu.
Vale a pena a leitura. Certamente ela contribuirá com o crescimento pessoal dos leitores, propondo uma nova forma de ver a vida e seus acontecimentos”, diz Douglas.

OBRA

Espiritualidade e amor são duas ideias que corriqueiramente despertam nosso interesse. Afinal, ambos os temas dialogam com nossa realidade e vida desde as práticas mais banais, como as relações com aqueles que são importantes para nós, até as mais complexas, como a questão da finitude e da morte dessas mesmas pessoas e de nós mesmos. Habitantes de um mundo acelerado, sufocados pela tecnologia da informação e comunicação, constantemente insatisfeitos com o que temos e somos, nós, seres humanos, vivemos a constante busca pela compreensão do sentido da vida, da superação de nossos limites, da possibilidade de escolhas, de sermos quem queremos ser, de nos afirmamos em nossa identidade, da busca por um envelhecimento sadio e com qualidade etc. Soma-se a isso, as experiências, sofrimentos, angústias, medos e incertezas que corriqueiramente nos assolam e que recentemente foram potencializados na vivência do contexto pandêmico e pós-pandêmico que vivemos e ainda temos vivido. Diante de todas essas questões nos questionamos, mais uma vez, acerca da espiritualidade e do amor.

AUTOR

Douglas Willian Ferreira é doutor e mestre em Ciência da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora na área de concentração: Filosofia da Religião. Graduado em Filosofia pela Universidade Federal de São João del Rei. Professor da educação básica na Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais.

Fonte: https://barrosoemdia.com.br/

Educação

Sala de recurso para atendimento especializado é inaugurada em Lafaiete
Sala foi inaugurada em Lafaiete
Sala foi inaugurada em Lafaiete

A Secretaria Municipal de Educação de Conselheiro Lafaiete e a direção da Escola Municipal Jadir Pinto de Azevedo, no bairro São João, inauguraram a sala de recurso para atendimento educacional especializado. A sala recebeu o nome da educadora “Andreia de Souza dos Santos”, que se dedicou por anos à missão de ensinar e educar, deixando grande legado a alunos e profissionais. 

A sala de recursos tem o objetivo de promover a inclusão oferecendo condições de acesso, participação e aprendizagem no ensino regular aos alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, matriculados na rede pública de ensino.  

Para o secretário de Educação, Albano Tibúrcio, a implantação da sala fomenta o desenvolvimento de recursos didáticos e pedagógicos que propiciem a eliminação de barreiras no processo de ensino e aprendizagem, assegurando, desta forma a igualdade e qualidade de ensino a todos. 

A diretora da escola, a professora Fátima Ferreira e a Analista Educacional Aline Gherardi destacaram em suas falas a importância em receber a sala de recursos, que representa uma ferramenta fundamental para contribuir com o trabalho dos professores e para o crescimento dos alunos. 

O prefeito Mário Marcus (DEM) ressaltou que a educação sempre esteve como prioridade em sua administração e que muitas ações ainda serão feitas no sentido de melhorar cada vez mais a qualidade do ensino nas escolas municipais. 

Prefeito Mário Marcus conversou com a comunidade da escola durante a inauguração
Prefeito Mário Marcus conversou com a comunidade da escola durante a inauguração

Participaram da cerimônia o vereador Oswaldo Barbosa (PV), presidente da Câmara Municipal, a vereadora Damires Rinarlly (PV), professores, pais de alunos, diretores de outras escolas municipais e familiares da homenageada.

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Educação

Jovem escritora manhuaçuense lançará livro no próximo dia 22

O livro Contos Condensados Bichos de Miguel Torga, adaptado da obra do escritor português Miguel Torga, será lançado em Manhuaçu, no próximo dia 22/04, às 19h30, na Academia Manhuaçuense de Letras, no Palácio de Cultura Ilza Campos Sad, situado na Avenida Salime Nacif, 469, na Baixada.

Iniciativa da jovem Izabella Lima Caldeira Rodes com sua ex-professora Sônia Cerqueira, a publicação é uma ‘adaptação destinada aos cúmplices no mistério dos ciclos de perpetuação da natureza da vida. Terra, bichos e homem irmanados na mesma luta: a vida’, conforme elas mesmas pontuam.

JOVEM ESCRITORA

Nascida em Manhuaçu, em 18/10/2002, Izabella é filha dos produtores rurais e agropecuaristas Márcio José Caldeira Rodes e Geane Lima, e tem dois irmãos: Matheus e Mylena. “Minha infância e adolescência se passam interligadas entre o município, na casa dos avós, e na Fazenda Nossa Senhora das Graças”, destacou.

“Durante o meu 8º ano, em 2016, Sônia Cerqueira, professora de Língua Portuguesa, me apresentou, em sala de aula, diversos livros, dentre eles, clássicos consagrados da Literatura Universal e Nacional; até então pouco conhecidos por mim. A beleza da filosofia e da literatura é capaz de marcar e mudar o caminho da humanidade, faz nascer o respeito e o amor ao próximo, à natureza e aos animais. Corta as amarras e leva o homem a ser fiel a si mesmo em sua jornada interna e externa. Nascida a necessidade de ultrapassar os muros da escola, o livro escolhido foi Bichos. Ninguém melhor que Miguel Torga para nos dar as asas de que precisávamos”, comentou a jovem.

AFINAL QUEM É MIGUEL TORGA?

Adolfo Correia da Rocha nasceu em 12/08/1907, em São Martinho de Anta, freguesia do Concelho de Sabrosa, Trás-os-Montes, e faleceu em Coimbra, Portugal, no dia 17/01/1995. Filho de camponeses, não se vê indiferente às origens da família, ao meio rural e à natureza que o rodeia.

Em 1920, Miguel veio para o Brasil para trabalhar na fazenda de café, de um tio, em Leopoldina (MG). Após quatro anos, foi matriculado no ginásio. Em 1925, regressou a Portugal acompanhado do tio, que, percebendo a inteligência do sobrinho, se prontificou a custear seus estudos em Coimbra.

Durante três anos, cursou o Liceu, e, em 1928, matriculou-se para Medicina na Universidade de Coimbra.

Em 1934, aos vinte e sete anos, Adolfo Correia Rocha cria o pseudônimo “Miguel” e “Torga”. Miguel, em homenagem a dois grandes vultos da cultura ibérica: Miguel de Cervantes e Miguel de Unamuno. Já Torga é uma planta brava da montanha, que deita raízes fortes sob a aridez da rocha, de flor branca, arroxeada ou cor de vinho, com um caule incrivelmente retilíneo e ascendente. Corresponde à força que constitui o Poeta.  Para Miguel Torga, sua obra e sua terra eram uma e a mesma coisa.

Miguel Torga teve seus livros traduzidos para diversas línguas. Foi por várias vezes candidato ao Prêmio Nobel de Literatura. Recebeu vários prêmios, e, em 1940, assinou um pequeno livro: Bichos, que conduz a beleza da vida em quatorze contos sobre animais.

Com a leitura do conto Bambo, presente no livro Bichos, surgiu o convite da Professora Sonia para, juntas, fazerem a adaptação do mesmo de forma concisa e inteligível para todas as faixas etárias. Após todas as pacientes etapas do trabalho, em 2021 ficou pronto para ser lançado: “Contos Condensados: Bichos, de Miguel Torga”.

A “Arca de Noé” de Torga traz em cada uma das histórias, como personagem principal, um animal em luta contra os elementos da natureza, Deus ou o Homem, em catorze fascinantes histórias.

“Esta obra adaptada atenderá a crianças, jovens e adultos cúmplices no mistério dos ciclos de perpetuação da natureza da vida. Quer sejamos homem ou bicho, sejamos seres livres!”, destacam as autoras.

Com o abrandamento da pandemia, agora, planeja-se o lançamento por parte dos pais da jovem, a Academia Manhuaçuense de Letras e demais colaboradores para o próximo dia 22/04, na Casa de Cultura, com a participação da imprensa, o que é importante para a visibilidade da obra para Manhuaçu e região.

“Como este ano haverá a 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, a editora Chiado Books me convidou para participar no dia 08/07, de 17h às 17h50. Ficarei muito feliz de estar presente, representando esse livro lindo e encantador para sessão de autógrafos na bienal, sendo assim frutos também de Manhuaçu, minha cidade. No entanto, só conseguirei participar, arrecadando o valor necessário para custear os gastos. Estarei muito honrada se conseguir o apoio e patrocínio para ter essa oportunidade de abrir horizontes, estando presente a este evento, que não é somente de abrangência nacional, mais também internacional. O apoio de todos é muito importante”, mencionou Izabella.

Outro projeto em andamento tomado pela jovem escritora é o “Leite: Poesia Condensada”, que se adianta e parte para a etapa das ilustrações. A obra será destinada ao público infantil.

Thomaz Júnior – Cidades do Café
Fonte: https://www.portalcaparao.com.br/

Educação

SENAI-MG oferece 1.499 vagas gratuitas

As inscrições dos cursos de Aprendizagem Industrial do SENAI-MG estão abertas até dia 30/04

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo Aprendizagem Industrial do SENAI-MG. São 1.499 vagas, em 28 cidades, para cursos como Pedreiro de Edificações, Controle de Qualidade, Desenho Mecânico e Mecânica de Máquinas Industriais, entre outros. Todas as modalidades são gratuitas.

Podem participar do processo seletivo jovens de 14 a 16 anos completos, sendo que o candidato não poderá completar 24 anos até a data final do curso. As inscrições podem ser feitas até dia 30/04 no site SENAI-MG. A taxa é de R$40 e a isenção pode ser solicitada até dia 13/04 neste LINK. Os gabaritos das provas serão divulgados no site do SENAI no dia 30/05 e recursos devem ser registrados, pelo e-mail processoseletivo@fiemg.com.br, até dia 01/06.

A seleção é dividida em quatro etapas: Inscrição, Provas de Conhecimento (Língua Portuguesa e Matemática), Divulgação dos Resultados e Matrícula. Para conhecer o edital do processo seletivo Aprendizagem Industrial do SENAI-MG, clique AQUI.

Conteúdo – Jornalismo 
FIEMG – Federação das Indústrias de Minas Gerais 
55 (31) 3263-4444 I 7753 I 4555 I 4512 I 4449 
jornalismo@fiemg.com.br

A FIEMG não se responsabiliza por quaisquer falhas, inclusive omissões, existentes na mensagem ou que decorram de sua transmissão, bem como prejuízos provenientes de qualquer alteração do conteúdo. Tais ocorrências são da responsabilidade de seu autor e não refletem a opinião da empresa.

FIEMG is not responsible for any failure, including omission, contained in the message or resulting from its transmission, as well as losses arising from any change in content. Such occurrences are of the author’s liability and do not reflect the opinion of the company.