Category Archives: Cidades

Cidades

Símbolo da cidade, Reduto cria monumento do maior canário-da-terra do Brasil

Reduto concluiu a obra de instalação do maior monumento de um Canário-da-Terra do Brasil. A estrutura foi montada no trevo da BR-262 com a MG-111, no acesso à cidade.

Símbolo de liberdade, o Canário da Terra é um personagem presente e simbólico na história da cidade de Reduto. A obra faz parte do processo que visa garantir melhor infraestrutura e revitalização do trevo de acesso à cidade.

Segundo a administração municipal, além da instalação do monumento “Canário-da-Terra”, símbolo histórico do município, o trevo receberá outras melhorias, como a instalação de “Placa Identificação” da cidade, no sentido de cortesia, aconchego e hospitalidade para com as milhares de pessoas que transitam pelo trecho da BR-262 no âmbito do nosso município, fomentando turismo local e gerando renda aos diversos comércios da cidade.

Reduto ficou conhecido no passado por um projeto que incentivou a libertação e o cuidado com os canários-da-terra, sendo inclusive motivo de reportagens nacionais. O pássaro se tornou símbolo de orgulho da cidade.

O investimento é proveniente de emenda parlamentar destinada com fim específico para a construção do monumento Canário-da-Terra, no valor de R$ 40 mil reais. Não podendo, portanto, ser utilizado para outros fins. “Assim como há recursos específicos para determinadas áreas como educação e saúde, há também recursos específicos para a cultura”, explica o prefeito Dilcélio Hott.

“A valorização cultural é a valorização da identidade que molda as pessoas. Por isso, preservar, cuidar e prover o elemento cultural de um povo, é manter a sua identidade. O futuro nasce do passado, que não deve ser cultuado como mera recordação e sim ser usado para o crescimento no presente, em direção ao futuro próspero. É nisso que nós da administração 2021-2024 acreditamos!” destaca o prefeito Dilcélio De Oliveira Hott.

Fonte: https://www.portalcaparao.com.br/

Cidades

A CIDADE HISTÓRICA DE MARIANA É O DESTINO DO PROGRAMA “MINAS DA GENTE”, DA REDE MINAS, NESTE SÁBADO (26)
Minas da Gente – Mariana – divulgação Rede Minas

Mariana foi pioneira na história como vila e, também, como cidade, sendo a primeira planejada de Minas Gerais e, também, capital. Descoberta no final do século XVII por bandeirantes paulistas, o ouro ali encontrado motivou a vinda de portugueses e africanos escravizados. A riqueza histórica preservada no local atrai turistas e rendeu, ao município, o título de patrimônio histórico nacional. Nos dias atuais, o ouro acabou, mas a dependência da extração mineral continua. A atividade sofreu um forte abalo com o rompimento da barragem em 2015, que provocou mortes e deixou milhares de desabrigados. Quem conta essa e outras histórias de Mariana é o historiador Hudson Augusto Silva no programa Minas da Gente, da Rede Minas, neste sábado (26).

O programa ainda traz entrevista com a professora emérita da UFOP Hebe Rôla, de 90 anos. Nascida em Mariana, o que não faltam são histórias para contar. Escritora e pesquisadora da cultura popular e da linguagem dos sinos, ela se tornou famosa na luta pela preservação das tradições e dos ambientes da cidade histórica. No programa, fala sobre alguns dos rituais que se mantêm vivos na comunidade e a cultura do município. A atração também mostra o entalhador e escultor Edney do Carmo, que conserva a tradição do barroco no seu trabalho.

O programa Minas da Gente vai ao ar neste sábado (26), às 20h, pela Rede Minas. O público também confere a atração, nesse mesmo horário, no site da emissora: redeminas.tv. Após a exibição, o programa é disponibilizado no canal da Rede Minas no YouTube: youtube.com/redeminas.

Minas da Gente – Mariana – divulgação Rede Minas

A nova temporada do “Minas da Gente” faz parte da programação “Gerais+Minas”, da Rede Minas. O projeto da Empresa Mineira de Comunicação (EMC) contempla diversas ações de municipalização da programação das emissoras de comunicação do estado para mostrar a variedade da cultura, culinária, história, arte e natureza em Minas Gerais. A Empresa Mineira de Comunicação é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult – MG). Mais informações no site geraismaisminas.mg.gov.br.

SERVIÇO:
Minas da Gente
Mariana / MG
Data: sábado (26/02), às 20h, pela Rede Minas ou pelo site da emissora: redeminas.tv

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessoria de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social – Rede Minas
tatianacoutinho.tc@gmail.com
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
+55 31 3254-3081

Cidades

GOVERNADOR VALADARES É O DESTAQUE DO PROGRAMA ESTAÇÕES, DA REDE MINAS, NESTA TERÇA (22)
Estações em Governador Valadares – divulgação Rede Minas

Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, é o próximo destino do “Estações”, da Rede Minas. A equipe emissora pública mineira desembarca na cidade que era conhecida como “Princesinha do norte” para mostrar a história que chegou no município com a locomotiva. Foi em 1907 que o trem deu o primeiro apito no distrito de Derribadinha para, três anos depois, chegar à sede. O programa mostra a antiga estação onde hoje estão o Fórum e outros prédios públicos e as curiosidades que corriam pelos trilhos. Quem conta são os historiadores Haruf Salmen Espindola e Sandra Nicoli, a gerenciadora de turismo Betinna Tassis e antigos ferroviários. O programa Estações vai ao ar nesta terça (22), às 20h, pela Rede Minas e pelo site da emissora: redeminas.tv. Após a exibição, o programa é disponibilizado no canal da Rede Minas no YouTube: youtube.com/redeminas.

A nova temporada do “Estações” faz parte da programação “Gerais+Minas”, da Rede Minas. O projeto da Empresa Mineira de Comunicação (EMC) contempla diversas ações de municipalização da programação das emissoras de comunicação do estado para mostrar a variedade da cultura, culinária, história, arte e natureza em Minas Gerais. A Empresa Mineira de Comunicação é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult – MG). Mais informações no site geraismaisminas.mg.gov.br.

Serviço:
Estações – 3ª temporada
Governador Valadares
Data: terça-feira (22), às 20h, pela Rede Minas e pelo site da emissora: redeminas.tv

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessoria de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social – Rede Minas
tatianacoutinho.tc@gmail.com
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
+55 31 3254-3081

Cidades

Barbacenenses lançam marca pra quem ama Barbacena

“Fazê uma pergunta procê: Cê ama Barbacena?” Esse é o questionamento que Berenice, Chico e Veraldo trazem a quem vive e conhece a Cidade das Rosas e dos Loucos. Os carismáticos personagens que cativam pela sua simpatia, simplicidade e mineirês, assinam a recém criada marca “Vem di Bequê”, que tem por objetivo resgatar e expressar o amor por Barbacena, através de produtos que revelam e resgatam a história e cultura da cidade.

Camisetas, canecas, chaveiros e qualquer souvenir que possa ganhar a cara da cidade, seja de maneira lúdica ou não, fazem parte da gama de produtos que a marca apresenta, sempre fazendo referência a algum personagem, local ou momento histórico que envolva Barbacena. Uma das ações da marca, aliás, é a elaboração de um passaporte turístico e gastronômico, que tem por objetivo incentivar a visitação a pontos históricos da cidade, bem como comércios gastronômicos, como restaurantes, bares e lanchonetes. A ação é simples e bem divertida, o barbacenense (nato ou de coração) adquire o passaporte com a Vem di Beque e, logo em seguida, já pode visitar os pontos onde o “documento” recebe o carimbo de passagem. E se engana quem acha que o passaporte é apenas um produto padrão, ele é personalizado com informações e foto do solicitante, como “dadinascimento”, “bairro de origem” e “fi de quem”.

E essa é só a “berada da broa”, segundo os “meninus do marquethingue”, formado pelos jovens comunicadores Flávia Siqueira, Thiago Rossi e Rodrigo Lozasso. A gama de ideias e produtos visando alimentar esse sentimento de pertencimento da cidade é muito grande, e já caiu nas graças de boa parte da população.

Thiago, Flávia e Rodrigo

“Tudo começou com um sentimento de amar essa cidade. Amar as coisas que ela tem. Já ouvimos muitas pessoas dizendo aquela frase: ‘mas Barbacena não tem nada’. E isso é mentira. Barbacena tem muita coisa! Muita história, muita curiosidade, muita coisa que a maioria da população nem sabe. E é através desse conhecimento, desses causos, do orgulho de ser mineiro de Barbacena, que nós queremos semear e estimular esse amor pela nossa cidade”, disse Thiago Rossi.

Berenice, Chico e Veraldo

Cheia de tradições mineiras e crendices populares e sempre atentas a história e figuras da cidade, Berenice, Chico e Veraldo são os responsáveis pela dinâmica da marca. São eles a alma do projeto e que conversam com o público, dão as dicas e espalham o “amor mineiro” pela cidade.

Nunca vistos, mas sempre presentes, o trio não possui clientes, mas cumpadis e cumadis com quem conversam sobre as barbacenices da cidade. Aliás, para seguir o Vem di Beque nas redes sociais, é bom que os interessados estejam atualizados com seu mineres, uma vez que este é o linguajar oficial da páginas.

Resgate do amor pela cidade

Barbacena já foi uma das maiores referências geográfica, cultural e política de Minas Gerais e, por vezes, do Brasil. Berço de grandes escritores, pintores, políticos e até mesmo de importantes personagens fictícios da televisão e literatura, a cidade viu diminuir, por vezes, o sentimento de amor e identificação com a cidade por parte da população. E é esse sentimento que a Vem de Beque quer despertar novamente no coração dos barbacenenses.

“Esse sentimento de amar e de se orgulhar pela cidade onde nasceu, onde se vive, é muito evidente em cidades como Belo Horizonte e São Paulo, por exemplo, então por que não fazer brotar isso aqui também? Barbacena tem uma história vasta, personagens icônicos e produtos que só se encontra aqui… E é essa visão que nós temos da cidade, que nós queremos passar para as pessoas que vivem aqui, para que elas enxerguem a cidade da mesma maneira que nós”, observou o publicitário e ilustrador Rodrigo Lozasso.

E é contando a história da cidade de uma forma leve e através de produtos variados que a Vem di Beque quer resgatar essa identificação positiva. “Muita história, humor sadio, identificação e amor por Barbacena! É isso que as pessoas vão encontrar na Vem di Beque. Uma oportunidade de presentear amigos, familiares, de divulgar e difundir a cidade. Nós queremos que a cidade se conheça, se identifique, se ame… E por isso, convidamos a todos os que amam Barbacena a conhecer a Vem di Beque”, finalizou a publicitária e jornalista Flávia Siqueira.

Atendendo sobre demanda, a Vem di Beque pode ser encontrada no Instagram (www.instagram.com/vemdibeque) e no site oficial www.vemdibeque.com.br

Cidades

SANTO ANTÔNIO DO LEITE, DISTRITO DE OURO PRETO, É DESTAQUE DO PROGRAMA “MINAS DA GENTE”, DA REDE MINAS, NESTE SÁBADO (19)
Divulgação Rede Minas

Ouro Preto é conhecida no mundo, mas a cidade abriga mais de dez distritos, alguns ainda a serem descobertos. São vilas com paisagens intocadas que atraem pelo charme, o modo de vida da população e deliciosas opções culinárias. Santo Antônio do Leite é uma delas. O Minas da Gente, da Rede Minas, foi até o lugar que recebeu esse nome devido às passagens de Dom Pedro II, que provava a bebida nas fazendas. O distrito parece escondido entre as montanhas, mas recebeu estrangeiros e pessoas de todo parte do Brasil que fizeram de lá suas casas. A atração mostra alguns desses moradores que escolheram esse destino para viver.

O programa Minas da Gente vai ao ar neste sábado (19), às 20h, pela Rede Minas. O público também confere a atração, nesse mesmo horário, no site da emissora: redeminas.tv. Após a exibição, o programa é disponibilizado no canal da Rede Minas no YouTube: youtube.com/redeminas.

A nova temporada do “Minas da Gente” faz parte da programação “Gerais+Minas”, da Rede Minas. O projeto da Empresa Mineira de Comunicação (EMC) contempla diversas ações de municipalização da programação das emissoras de comunicação do estado para mostrar a variedade da cultura, culinária, história, arte e natureza em Minas Gerais. A Empresa Mineira de Comunicação é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult – MG). Mais informações no site geraismaisminas.mg.gov.br.

SERVIÇO:
Minas da Gente
Santo Antônio do Leite – Ouro Preto / MG
Data: sábado (19/02), às 20h, pela Rede Minas ou pelo site da emissora: redeminas.tv

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessoria de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social – Rede Minas
tatianacoutinho.tc@gmail.com
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
+55 31 3254-3081

Cidades

OURO BRANCO É O DESTAQUE DO PROGRAMA MINAS DA GENTE, DA REDE MINAS, NESTE SÁBADO (12)

Cidade que foi explorada pelos bandeirantes agora é destino procurado por turistas que seguem a antiga rota do ouro

Ouro Branco – Igreja Matriz de Santo Antônio – divulgação Rede Minas

Os portugueses desbravaram Minas Gerais em busca de ouro. Hoje, a aventura continua nessas terras, mas a busca é outra. Características como belezas naturais, tradições e cultura se tornaram atrativos valiosos para visitantes. Nesta rota, está Ouro Branco, na região central do estado. A cidade histórica tem um rico patrimônio, como edificações seculares e a Serra de Ouro Branco, e é sede de Itatiaia, distrito muito procurado por turistas. O programa Minas da Gente, da Rede Minas, foi até o local e conversou com os moradores, que são os guias da atração deste sábado (12).

distrito de Itatiaia – divulgação Rede Minas

O programa apresenta figuras emblemáticas que ainda preservam o modo de vida da cidade e continuam a fazer história do lugar. O público vai conhecer o músico Nelinho Rodrigues, que compôs uma canção em homenagem à Serra de Ouro Branco, tombada pelo Iepha. Em Itatiaia, Jairo Lúcio da Silva, o guardião do moinho de pedra construído por escravos, conta sua história. Tem ainda Rita Dias, que ganhou fama pela cozinha mineira e agora mantém, também, uma pousada, onde recebe visitantes e os guia em passeios pelas montanhas. Wilton Dias, que nasceu no lugarejo, hoje é turismólogo e revela curiosidades do local, como a busca aurífera, as lendas de Santo Antônio e outras riquezas que foram preservadas.

O programa Minas da Gente vai ao ar neste sábado (12), às 20h, pela Rede Minas. O público também confere a atração, nesse mesmo horário, no site da emissora: redeminas.tv. Após a exibição, o programa é disponibilizado no canal da Rede Minas no YouTube: youtube.com/redeminas.

A nova temporada do “Minas da Gente” faz parte da programação “Gerais+Minas”, da Rede Minas. O projeto da Empresa Mineira de Comunicação (EMC) contempla diversas ações de municipalização da programação das emissoras de comunicação do estado para mostrar a variedade da cultura, culinária, história, arte e natureza em Minas Gerais. A Empresa Mineira de Comunicação é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult – MG). Mais informações no site geraismaisminas.mg.gov.br.

SERVIÇO:
Minas da Gente
Ouro Branco – MG
Data: sábado (12/01), às 20h, pela Rede Minas ou pelo site da emissora: redeminas.tv

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessoria de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social – Rede Minas
tatianacoutinho.tc@gmail.com
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
+55 31 3254-3093

Cidades

PAI PEDRO, CATUTI E MONTE AZUL SÃO OS DESTINOS DO PROGRAMA “ESTAÇÕES”, DA REDE MINAS, NESTA TERÇA (08)
Estações – Monte Azul – divulgação Rede Minas

O Estações, da Rede Minas, segue os trilhos do trem e desembarca em Pai Pedro, Catuti e Monte Azul, norte de Minas Gerais. Essas cidades foram os últimos destinos do “trem do sertão”, como foi chamado o ramal que cortava as regiões nordeste e sudeste do país. A última viagem aconteceu em 1996 levando passageiros e muitas histórias, que são lembradas no programa que vai ao ar nesta terça (8).

Estações – Catuti (bastidores) – divulgaçao Rede Minas

O apito do trem soou partindo de Montes Claros a Monte Azul desde 1947, trecho que foi o último a encerrar as atividades. Pelos vagões, chegavam recursos para os locais que estavam distantes dos centros urbanos. Sem a locomotiva, muitas famílias partiram mas, aqueles que ficaram, ainda guardam a lembrança. O programa traz a histórias dos moradores e mostra as estações. Em Pai Pedro, o casarão hoje abriga a Casa da Memória de Pai Pedro. Em Catuti, o edifício foi revitalizado e será um museu. A estação, em Monte Azul, está a pleno vapor, mas só para carga. A atração traz entrevistas com passageiros que embarcaram na última viagem. Entre eles, o professor Jorge Patrício Almeida, que escreveu um poema sobre aquele que se tornou um evento, além de depoimentos de antigos ferroviários e pessoas que participaram de uma manifestação pela manutenção da linha.

O Estações vai ao ar nesta terça-feira (08), às 20h, pela Rede Minas. O público também poderá acompanhar pelo site da emissora:[goog_208032679] redeminas.tv. Após a exibição, o programa é disponibilizado no canal da Rede Minas no YouTube: youtube.com/redeminas.

A nova temporada do “Estações” faz parte da programação “Gerais+Minas”, da Rede Minas. O projeto da Empresa Mineira de Comunicação (EMC) contempla diversas ações de municipalização da programação das emissoras de comunicação do estado para mostrar a variedade da cultura, culinária, história, arte e natureza em Minas Gerais. A Empresa Mineira de Comunicação é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult – MG). Mais informações no site geraismaisminas.mg.gov.br.

Serviço:
Estações – 3ª temporada
Pai Pedro, Catuti e Monte Azul
Data: terça-feira (08), às 20h, pela Rede Minas e pelo site da emissora: redeminas.tv

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessoria de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social – Rede Minas
tatianacoutinho.tc@gmail.com
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
+55 31 3254-3093

Cidades

MONTES CLAROS, CAPITÃO ENÉAS E JANAÚBA SÃO DESTAQUES DO PROGRAMA ESTAÇÕES, DA REDE MINAS, NESTA TERÇA (01)

Atração segue a linha do trem para revelar a história das locomotivas nas cidades do norte de Minas Gerais

Estações – Montes Claros (bastidores) – divulgação Rede Minas

A estação ferroviária de Montes Claros foi inaugurada em 1926 e, por muitos anos, o local ficou conhecido como a “boca do sertão”. A fama se deu porque era o destino final da linha. Assim foi por 20 anos, até que seguiu para Bahia. Os vagões levaram passageiros, carga e desenvolvimento para uma cidade que, na época, tinha apenas 12 mil habitantes. O programa Estações embarcou nessa viagem e mostra os antigos casarões de Montes Claros, Capitão Enéas e Janaúba onde as pessoas chegavam e partiam.

A atração traz entrevista com a socióloga Mariana Natividade Maia e Almeida, que dedicou um estudo para o trem do sertão e, para isso, percorreu diversos locais. Ela fala sobre os tempos áureos da estrada de ferro e o impacto provocado com o fim do funcionamento. O historiador Laurindo Mekie Pereira também revela mais sobre o período em que as locomotivas estavam a pleno vapor. No programa, o público ainda vai conhecer alguns dos passageiros que realizaram a última viagem nesses vagões, moradores e um músico que compôs uma canção em homenagem à locomotiva.

O Estações vai ao ar nesta terça (01), às 20h, pela Rede Minas. O público também confere a atração no site da emissora: redeminas.tv.  Após a exibição, o programa é disponibilizado no canal da Rede Minas no YouTube: youtube.com/redeminas.

A nova temporada do “Estações” faz parte da programação “Gerais+Minas”, da Rede Minas. O projeto da Empresa Mineira de Comunicação (EMC) contempla diversas ações de municipalização da programação das emissoras de comunicação do estado para mostrar a variedade da cultura, culinária, história, arte e natureza em Minas Gerais. A Empresa Mineira de Comunicação é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult – MG). Mais informações no site geraismaisminas.mg.gov.br.

Serviço:
Estações – 3ª temporada
Montes Claros, Capitão Enéas e Janaúba
Data: terça-feira (01), às 20h, pela Rede Minas e pelo site da emissora: redeminas.tv

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessoria de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social – Rede Minas
tatianacoutinho.tc@gmail.com
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
+55 31 3254-3093

Cidades

Exposição no Museu Mineiro apresenta documentos da construção de Belo Horizonte
exposicao bh apm

Quem observar a planta de Belo Horizonte, elaborada em 1895 pela Comissão Construtora da Nova Capital, verá algumas diferenças significativas em relação à cidade tal como foi construída. Além da área original do Parque Municipal – aproximadamente o triplo da sua área atual -, há uma série de indicações de edifícios que não chegaram a ser erguidos, tais como um Palácio para o Congresso Mineiro (sede do Poder Legislativo estadual na República recém-proclamada); um cassino, um restaurante e um observatório, que seriam construídos no Parque Municipal, além de outros espaços.

A cidade imaginada pelos seus construtores, inspirados pelos ideais republicanos e positivistas da República proclamada no país no fim do século XIX, é tema da exposição “Belo Horizonte: cidade imaginada”, realizada pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), por meio das Diretorias de Museus (Dimus) e do Arquivo Público Mineiro (APM), e com patrocínio da Cemig, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

A exposição fica aberta para visitação até o dia 27 de fevereiro, no Museu Mineiro. A visitação pode ser feita de terça a sexta-feira, das 12 às 19 horas; e nos sábados, domingos e feriados, das 11 às 17 horas. Não é necessário retirar ingresso.

A exposição apresenta aos visitantes aproximadamente vinte desenhos que representam os projetos de edifícios públicos planejados pela Comissão Construtora da Nova Capital. Os motivos para a não concretização destes projetos são vários: desde questões orçamentárias até a complexidade exigida. Entretanto, o passeio pelos desenhos permite compreender as expectativas e os ideais em torno da construção da capital de Minas Gerais.

Segundo o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, a exposição “Belo Horizonte : Cidade Imaginada” celebra a criação originária de Belo Horizonte. “Uma cidade positivista, que antecede a modernidade. Positivismo que tem características como o ângulo reto, com linhas quadriculadas, como é o traçado de Belo Horizonte, em si mesma. BH que é cidade planejada, síntese da mineiridade. É uma exposição muito bonita onde podemos conferir documentos originais desse momento da até capital das Minas, capital das Gerais e hoje, capital desse grande estado, Minas Gerais”, afirmou.

Os documentos em exposição compõem o acervo arquivístico da Comissão Construtora da Nova Capital, custodiado pelo Arquivo Público Mineiro e proveniente da Secretaria da Agricultura. Em 2015, esse conjunto de documentos sobre a construção da capital mineira foi registrado pelo Comitê Nacional do Programa Memória do Mundo (Memory of the World – MoW), da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Nesta condição, o patrimônio documental da Comissão Construtora teve sua importância reconhecida como patrimônio nacional e da humanidade.

Já os documentos custodiados pelo Arquivo Público Mineiro podem ser regularmente consultados por todos os cidadãos, de segunda a sexta-feira, das 09 às 17 horas, mediante agendamento. As fotografias e os documentos cartográficos (mapas e plantas) da Comissão Construtora da Nova Capital podem ser consultadas online, pelo site www.siaapm.cultura.mg.gov.br.

Exposição Belo Horizonte: Cidade Imaginada

Onde: Museu Mineiro

Avenida João Pinheiro, 342, Lourdes, Belo Horizonte.

Quando: terça a sexta-feira, das 12 às 19 horas; sábado, domingo e feriado, das 11 às 17 horas.

Valor: gratuito

Fonte: https://www.secult.mg.gov.br/

Cidades

JABOTICATUBAS É DESTINO DO PROGRAMA MINAS DA GENTE, DA REDE MINAS, NESTE SÁBADO (29)

Programa apresenta a comunidade rural São José da Serra e o quilombo do Mato do Tição

distrito de São José da Serra – divulgação Rede Minas

Jaboticatubas está a pouco mais de 60 quilômetros de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Mesmo tão próxima de uma metrópole, a cidade guarda características do interior. O município está localizado na Serra do Espinhaço, única cordilheira do Brasil considerada como reserva da biosfera pela Unesco. O território compreende grande parte do Parque Nacional da Serra do Cipó, o que faz do local um destino muito procurado por turistas. O Minas da Gente, da Rede Minas, foi até o município e mostra as comunidades de São José da Serra e do quilombo do Mato do Tição neste sábado (29).

O turismo é uma das principais atividades econômicas da cidade e o distrito de São José da Serra contribui para esse número. Cercada por belezas naturais como lagoa e cachoeiras, o vilarejo mantém uma de suas maiores riquezas: os seus moradores e o modo de vida. A equipe da Rede Minas conversou com alguns que trazem, no discurso, tradições e saberes conservados no tempo. No programa, o público vai conhecer algumas dessas personalidades locais, como Marinalva Pereira, que tem uma pousada, mas divide seu tempo produzindo de licores, uma herança de família, e fazendo as receitas com plantas medicinais que lhe valeram a fama de “bruxa”. O comerciante Bruno Marques, que tem um bar sob a sombra de uma mangueira, conta sobre a iniciativa da comunidade que criou uma associação dedicada à bioconstrução. As folias de reis e outras tradições não ficam de fora do bate-papo, que é apresentado por José Leocádio dos Santos. Ele fala sobre as manifestações religiosas e culturais e conta histórias divertidas do povo da roça.

Em Jaboticatubas, também está o quilombo Mato do Tição, onde vivem 38 famílias. O local é destinado a plantações e atividades culturais e religiosas, herança dos afrodescendentes. Eventos  como camdombe, Festa do Rosário e Folia de Reis fazem parte das tradições da comunidade e atrai, também, visitantes. Uma das lideranças quilombolas, Lindomar João dos Santos, fala sobre esse espaço e sua história, as práticas religiosas, as heranças passadas por gerações e o modo de vida.

O programa Minas da Gente vai ao ar neste sábado (29), às 20h, pela Rede Minas. O público também confere a atração, nesse mesmo horário, no site da emissora: redeminas.tv. Após a exibição, o programa é disponibilizado no canal da Rede Minas no YouTube: youtube.com/redeminas.

SERVIÇO:
Minas da Gente
Jaboticatubas – MG (distrito São José da Serra e quilombo do Mato do Tição)
Data: sábado (29/01), às 20h, pela Rede Minas ou pelo site da emissora: redeminas.tv

COMO SINTONIZAR:
redeminas.tv/comosintonizar
A Rede Minas está no ar no canal 9 (VHF) ou 17 (UHF); Net 20 e Net HD 520; Vivo 9; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3; e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina.

ACESSE AS REDES SOCIAIS:
www.redeminas.tv
facebook.com/redeminastv
instagram.com/redeminastv
twitter.com/redeminas
youtube.com/redeminas

ATENDIMENTO AO PÚBLICO:
Tel: (31) 3254-3000
Whatsapp: (31) 98272-6543

Tatiana Coutinho
Assessoria de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social – Rede Minas
tatianacoutinho.tc@gmail.com
tatiana.oliveira@redeminas.mg.gov.br
+55 31 3254-3093