Category Archives: Notícias

Cultura

Inverno Cultural recebe propostas para lançamento de livros

A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da UFSJ (Proex), responsável pela Coordenação Geral do Inverno Cultural, convida autores e autoras interessadas em lançar livros voluntariamente durante o 32º Inverno Cultural UFSJ, a ser realizado no formato on-line, entre os dias 21 e 29 de agosto, no site www.invernocultural.ufsj.edu.br.

Podem participar autoras e autores nacionais ou estrangeiros, pertencentes às comunidades internas ou externas à UFSJ, que possuam obras inéditas ou publicadas entre janeiro de 2019 e julho de 2021. O lançamento de livros é uma modalidade voluntária, ficando sob responsabilidade do proponente todos os custos referentes à sua participação no evento.

Diante das restrições impostas pela pandemia da covid-19, a cerimônia de lançamento de livros será virtual, em plataforma digital a ser informada pela Coordenação. As inscrições estão abertas até 30 de junho, por meio deste formulário eletrônico. Acesse o edital completo em https://invernocultural.ufsj.edu.br/editais.

As dúvidas podem ser enviadas para o e-mail do festival: invernocultural@ufsj.edu.br.

Fonte: Alessandro Andrade
Assessoria de Comunicação
Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ
Telefone: (32)3379-5808 Celular: (32)9.9932-8475

Cultura

Vale Música lança curso gratuito de Introdução à Regência

São 300 vagas disponibilizadas para estudantes de música, músicos formados e regentes de bandas, orquestras, corais e big bands, entre outras formações musicais

O Projeto Vale Música Serra abriu, nesta segunda-feira (14), as inscrições para o Curso de Introdução à Regência do Programa Vale Música, que será desenvolvido de forma remota, com a participação de especialistas em diversas áreas do conhecimento humano. Ao todo serão disponibilizadas, gratuitamente, 300 vagas para estudantes de música, músicos formados e regentes de bandas, orquestras, corais e big bands, entre outras formações musicais. Desse total, 160 vagas serão destinadas para o público em geral, 40 para alunos do Projeto Vale Música Serra e 100 para os acordos de parceria estratégica do Programa Vale Música.

Maestro Nelson Ayres, regente da Orquestra Jovem Tom Jobim.

Entre os palestrantes convidados estão regentes reconhecidos internacionalmente, como Nelson Ayres, Dario Sotelo, Maria José Chevitarese, Délio Gonçalves, Marcelo Jardim e Marcelo Maganha. O curso terá carga horária de 200 horas, com início previsto para 24 de julho de 2021 e encerramento em 09 de abril de 2022, sendo 120 horas síncronas (via plataforma de videochamada Zoom) e 80 horas assíncronas (com atividades preestabelecidas no AVA – Google Classroom).

O conteúdo curricular será dividido em 30 encontros, realizados sempre aos sábados, das 13h às 17h. O curso oferecerá certificação para os alunos que cumprirem todas as condições exigidas em sua estrutura pedagógica, como frequência mínima de 75% e participação nas atividades propostas dentro do prazo estipulado.

Maestro e diretor musical Ricardo Rocha

As inscrições deverão ser feitas entre 14 de junho e 14 de julho, por meio do preenchimento do formulário digital disponibilizado no site da Estação Conhecimento de Serra: www.estacaoconhecimentoserra.org. Neste site o candidato terá acesso ao edital com as normas e objetivos do curso, bem como a lista de palestrantes com os respectivos temas a serem abordados.

O Vale Música integra o eixo de programas autorais do Instituto Cultural Vale, contempla intercâmbios entre estudantes e professores dos polos de formação do programa, aulas com músicos das orquestras profissionais patrocinadas pela Vale (Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Ouro Preto, Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e Nova Orquestra) e residências artísticas.

O Curso de Introdução à Regência é realizado desde 2018 pelo Projeto Vale Música Serra como uma atividade pedagógica de formação continuada. Neste ano, além da migração para o formato on-line, em função da pandemia da Covid-19, a grade curricular foi ampliada no sentido de relacionar as práticas de regência com o ensino coletivo, políticas públicas, terceiro setor, educação, práticas interpretativas, pedagogia, gestão de pessoas e projetos, gestão financeira e gestão cultural. O conteúdo programático será apresentado em formato de aulas expositivas, abordagens teóricas, atividades práticas, seminários, debates e leituras científicas.

Maestro-Lelio-Alves-

Para o maestro Eduardo Lucas, idealizador do curso, a iniciativa visa preencher uma lacuna existente na formação de regentes em nível estadual e nacional, uma vez que o formato on-line permite a participação de alunos de diversas regiões. “Temos uma carência muito grande de cursos de regência no nosso país. Os poucos que existem são voltados para a formação de grandes maestros de orquestras sinfônicas e orquestras profissionais. O regente do século XXI é também um educador, e há uma lacuna de cursos para formar maestros educadores”, aponta.

De acordo com o maestro, o ineditismo da formação oferecida neste ano está na junção de conteúdos interdisciplinares e multidisciplinares, que visam à preparação dos alunos em termos técnicos e administrativos, e na seleção de convidados de renome internacional. “O curso vai tratar das questões técnicas e também de gestão, do entendimento da estrutura pedagógica do projeto a que a banda ou orquestra está vinculada, da captação de recursos, da compreensão do terceiro setor, das políticas públicas de assistência social, elaboração de planilhas, prestação de contas, acompanhamento financeiro, assessoria de comunicação e de toda a cosmologia de gestão inerente à função de um maestro”, adianta.

Carla Rincon – violinista

Um dos objetivos do curso é proporcionar aos alunos o acesso ao conhecimento e experiência de regentes consagrados. O maestro Eduardo Lucas faz questão de destacar o alto nível dos palestrantes convidados: “Dario Sotelo é referência mundial na regência de bandas sinfônicas e foi presidente da Wasbe (Associação Mundial de Conjuntos de Sopros e Bandas Sinfônicas); Maria José Chevitarese é professora doutora da UFRJ e referência no Brasil em canto coral infantojuvenil e em elaboração de óperas infantis; Marcelo Jardim é professor da UFRJ; e o maestro Nelson Ayres, figura importantíssima para a música instrumental brasileira, atualmente é regente da Orquestra Jovem Tom Jobim”, observa.

Para a gerente do Instituto Cultural Vale, Christiana Saldanha, o curso de Introdução à Regência está em consonância com a estrutura pedagógica do Programa Vale Música e com o papel da instituição no processo de democratização do acesso à cultura e do fomento da arte. “Desde 2019, quando foi criado, o Programa Vale Música está em constante evolução. O curso de Regência do Vale Música Serra, modalidade inédita no Programa, se junta a outras categorias de formação para possibilitar novas possibilidades aos músicos, reflexo de nossa busca incessante pelo aperfeiçoamento. Oferecido a interessados em todo o país, o curso é gratuito e será ministrado à distância, em virtude da pandemia de Covid-19”, destaca Saldanha.

Maria Jose Chevitarese Professora Titular de Canto Coral da UFRJ.

FIQUE LIGADO:
Curso remoto de Introdução à Regência do Programa Vale Música
Vagas: 300 (160 vagas para ampla concorrência, 40 vagas para alunos do Projeto Vale Música Serra e 100 vagas para os acordos de parceria estratégica do Programa Vale Música).


Requisitos:
Ser regente de banda, orquestra, coral, big band e outras formações (deverá apresentar uma declaração comprovando a sua atuação em ONGs, Projetos sociais, Igrejas, Escolas e outros);
Ser estudante de música (deverá apresentar uma declaração da instituição de ensino superior (IES);
Ser músico formado (deverá comprovar através de diploma ou declaração).


Inscrições: de 14 de junho a 14 de julho
Onde se inscrever: no site da Estação Conhecimento de Serra (www.estacaoconhecimentoserra.org)
Ficha de inscrição: https://forms.gle/RSMAPuNrGxtH8JzG9
Resultado dos selecionados: 19 de julho, no site da Estação Conhecimento de Serra
Início do curso: 24 de julho de 2021
Encerramento: 09 de abril de 2022
Carga horária: 200 horas, sendo 120 horas síncronas (por plataforma de videochamada Zoom) e 80 horas assíncronas (atividades pré-estabelecidas no AVA – Google Classroom)
Dúvidas: coord.valemusica@estacaoconhecimentodeserra.org

Fonte: https://correiodeminas.com.br/

Cultura

Vozes Poéticas de Minas

O Projeto, parceria entre o TJMG e AML, irá apresentar poemas de autores e autoras de Minas Gerais consagrados no Brasil e no mundo

O projeto, em formato de podcast, que visa divulgação cultural e literária é voltado à veiculação conjunta de leituras de textos poéticos de autores e autoras consagrados de Minas Gerais.

Nesta primeira temporada foram selecionados oito poetas que contribuem para engrandecer a produção poética mineira: Alphonsus de Guimaraens, Henriqueta Lisboa, Lina Tâmega Peixoto, Maria Lúcia Alvim, Laís Correa de Araújo, Abgar Renault, Carlos Drummond de Andrade e Adão Ventura.

A curadoria é da Academia Mineira de Letras que selecionou os autores e textos para o projeto. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais, por meio da EJEF, realizou a produção técnica dos programas com gravação, edição, armazenamento digital e a preparação do conteúdo elaborado para a veiculação em podcast.

A live de lançamento contará com a participação do 2º vice-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, desembargador Tiago Pinto; do presidente da Academia Mineira de Letras, Rogério Faria Tavares; e de demais convidados de Academias municipalistas de Letras. A escritora e integrante da Academia Brasileira de Letras, Nélida Piñon, reconhecida internacionalmente, também irá participar por meio de depoimento gravado em vídeo.

De acordo com o Projeto “a aposta na Poesia é um voto na leveza e na experiência estética que tal forma literária é capaz de proporcionar, sobretudo nesse momento tão tenso e tão difícil da vida brasileira, quando a cidadania está assustada e confinada, com medo de relacionar-se e impedida de mover-se pelo espaço urbano. O que a alma e o corpo pedem, em contextos como esse, é o descanso, o relaxamento, a fruição do belo e do bom. A poesia salva. Ela é a resposta”.

Vozes Poéticas de Minas – Primeira Temporada

Data: 15/6 – 10h30

Acompanhe pelo link

Assessoria de Comunicação Institucional – Ascom
Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG
(31) 3306-3920
imprensa@tjmg.jus.br
instagram.com/ TJMGoficial /
facebook.com/ TJMGoficial /
twitter.com/ tjmgoficial
flickr.com/ tjmg_oficial

Educação

Manuela D’Ávila é uma das palestrantes no Congresso de Comunicação da UFSJ

Estão abertas as inscrições para o I Congresso de Comunicação do Campo das Vertentes, evento on-line programado para os dias 24 e 25 de junho, que conta com o apoio do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de São João del-Rei (Dcoms-UFSJ). Destinado a estudantes de graduação e pós-graduação da UFSJ, segue aberto às demais instituições da região, assim como aos docentes e profissionais da área de Comunicação e afins.

Palestras, oficinas e apresentação de trabalhos fazem parte da programação do Congresso, que terá como tema Mídia e as disputas de narrativa em tempos de pandemia. “A proposta é criar um espaço permanente de debate no campo da Comunicação, em que temáticas atuais possam ser discutidas a partir de um ponto de vista crítico, reflexivo e, principalmente, científico, num momento de negacionismo. É uma forma de estimular a produção científica de nossos docentes e alunos”, explica o diretor-geral do evento, professor Luiz Ademir de Oliveira (Dcoms).

Ele conta que a ideia de realização desse encontro surgiu ao perceber que há vários estudantes dedicados à prática científica, com vocação para atividades acadêmicas. “Um congresso é momento importante para que possam apresentar esses trabalhos e também dialogar com pesquisadores de outras instituições”, avalia o docente.

Deborah Vieira, jornalista e professora substituta na UFSJ, ressalta a importância de eventos como esse: “Com temas e discussões atuais, além de produções dignas de um evento nacional, o Congresso une a identidade do Campo das Vertentes às preocupações atuais sobre a Comunicação e suas implicações na sociedade”, sinaliza Deborah.

Entre os profissionais convidados está a jornalista e mestra em Políticas Públicas, Manuela D’Ávila, presente na palestra de abertura. Ex-vereadora, ex-deputada estadual e ex-deputada federal, Manuela é autora de livros, criadora do instituto E se fosse você?, e foi candidata a vice-presidente do Brasil em 2018.

Oficinas práticas

Durante o evento, especialistas em suas respectivas áreas conduzirão oficinas que vêm abordar temas de destaque do atual cenário de Comunicação, caso da relação entre jornalismo e marketing digital; assessoria de comunicação; análise do discurso político; marketing de conteúdo e comunicação visual em mídias digitais. “Nessas oficinas, os interessados vão aprender um pouco de prática com profissionais com inserção no mercado”, comenta Luiz Ademir. As vagas são limitadas e sujeitas à confirmação.

Grupos temáticos e e-book 

Até a próxima terça, 15, a Comissão Organizadora recebe trabalhos submetidos aos sete Grupos Temáticos (GTs) do I Congresso de Comunicação do Campo das Vertentes. “O trabalho não precisa necessariamente discutir o tema do evento”, confirma Mayra Coimbra, jornalista, doutoranda em Comunicação e também integrante da Comissão Organizadora.

A pesquisadora revela que o número de GTs foi pensado para abarcar áreas diversificadas: “discussão de minorias, políticas públicas, campanhas eleitorais, comunicação de governo, estratégias comunicacionais, imagem pública, redes sociais e suas implicações, história do jornalismo, além de estudos que dialogam com a comunicação de uma forma mais geral”, elenca Mayra.

Os trabalhos podem ser enviados em dois formatos: artigos completos ou resumos expandidos. Nesse caso, o prazo para envio da versão final vai até 20 de agosto. Artigos selecionados serão publicados, em momento posterior, como capítulo de livro de e-book. As normas de submissão estão disponíveis aqui.

Negacionismo científico

Na programação, está previsto debate Negacionismo científico, guerra de narrativas e pandemia: a disputa política e comunicacional, com o trio formado pelos professores João Barreto da Fonseca, do Departamento de Comunicação Social e do Mestrado em Letras da UFSJ; Carla Montuori Fernandes, da Universidade Paulista (Unip); e Paulo Roberto Figueira Leal, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

“Três professores e pesquisadores que são referências para nossos orientandos e, ao mesmo tempo, são muito próximos”, indica o diretor-geral do Congresso. Luiz Ademir espera que o Congresso tenha continuidade: “Em 2022, vamos realizar a segunda edição do Simpósio Nacional de Comunicação Política, Campanha Permanente e Eleições. Vamos tentar conciliar os dois eventos – um regional e outro nacional”, planeja.

Inscreva-se!

“O público poderá esperar um evento muito bem organizado que, apesar de ser curto e de abrangência regional, tem um formato bem interessante”, afirma Luiz Ademir. Todas as informações quanto aos valores de inscrição, programação e quem são os docentes, pesquisadores e profissionais convidados, podem ser conferidas neste site, no Facebook (/comunicavertentes) e no Instagram (@comunicavertentes). O prazo para inscrições se encerra dia 23 de junho.

Fonte: https://correiodeminas.com.br

Turismo & Lazer

Conheça Matipó

O município de Matipó, faz parte do Circuito Turístico Montanhas e Fé, possui diversas cachoeiras, sendo a mais utilizada pela população local e pelos turistas é a Cachoeira dos Lourenço.

Matipó é cortada pela Estrada Imperial, novo empreendimento do Governo do Estado de Minas Gerais juntamente com o Estado do Espírito Santo, mais conhecido como Rota Imperial.

A Serra do Bom Jesus conhecida como Serrinha é freqüentada tanto pelos habitantes locais quanto pelos turistas, tendo como prática esportes radicais como voo livre, trekking, além de uma vista panorâmica do município de encher os olhos.

A principal rodovia de acesso à cidade é a Rodovia Osires Linhares Fraga, que liga a cidade à BR 262. O município está localizado na região II da Zona da Mata do estado de Minas Gerais e pertence à microrregião homogênea Vertente Ocidental do Caparaó.
Situado na bacia do Rio Doce, tem como principais elementos da hidrografia o Rio Matipó e o Ribeirão de Santa Margarida. Possui uma área de 277 km², sendo limitado ao norte pelo município de Caputira, ao sul pelos de Pedra Bonita e Santa Margarida, a leste pelo de Manhuaçu e a oeste por Abre Campo.

O distrito de Padre Fialho localiza-se a 15 km da sede.

ATRAÇÕES CULTURAIS EM MATIPÓ

Igreja Matriz São João Bastista
IGREJA MATRIZ SÃO JOÃO BASTISTA

Localizada no centro de Matipó, na Praça Padre Fialho, a Igreja de São João Batista, é um exemplo de arquitetura. Construída em meados dos anos 40, a igreja é uma das principais atrações Turísticas de Matipó. Fica aberta para visitação durante todo o dia.

Igreja de Santo Antônio
IGREJA DE SANTO ANTÔNIO

Localizada na Praça José de Araújo Chaves, a igreja de Santo Antônio é uma referencia do Turismo em Padre Fialho. Foi construída em meados dos anos 40 e hoje um dos atrativos da localidade.

Turismo em Minas Gerais | Matipó
CASA DE CULTURA DE MATIPÓ

Localizada anexo ao Parque de Exposição. Prédio, equipamentos e instalações em prefeitas condições de uso. Possui recepção, cozinha, salas para reuniões, salas de aulas, e um jardim.

ATRAÇÕES NATURAIS EM MATIPÓ

Morro do Serrinha
MORRO DO SERRINHA

O morro do Serrinha, é o local ideal para quem gosta de se aventurar. Um mirante com uma visão privilegiada da cidade de Matipó. No mês de julho, acontece o Encontro de Voo Livre e no mês de setembro a festa religiosa, que atrai grande público.

Cachoeira do Lourenço
CACHOEIRA DO LOURENÇO

A mais tradicional Cachoeira do município de Matipó, com pequenas quedas d’águas que vai descendo pelas pedras. Muito frequentada por turistas no período de verão, essa cachoeira é encantadora e charmosa.

Algumas opções para alimentação: Bar Lizado, República do Chopp, Restaurante Italogard Club, Restaurante JB e Beer House.

OPÇÕES PARA O SEU LAZER EM MATIPÓ: Italogard Club, Grota´s Clube Bar, campo de futebol Capitão Miguelito e Praça Padre Fialho.

Hospedagem:

Hotel Boa Vista
BR 262 – Km 75

Hotel La Province
Av João Mendes Magalhães, 27 – Centro
(31) 3873-2263

Hotel Milênio
Rodovia Osires Linhares Fraga , 08 – Exposição
(31) 3873-1932

Hotel Paloma
Rua Miguel Monteiro , 100 – Centro
(31) 3873-1438

Hotel São Pedro
Avenida João Mendes Magalhães , 200 – Centro
(31) 3873-1121

Centro de Informações Turísticas – CIT:

Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo
Endereço: Avenida Osires Linhares Fraga, s/n – Exposição – Matipó/MG – CEP: 35-367-000
Telefone: (31) 3873-2428

Fonte: https://www.minasgerais.com.br/ e http://montanhasefe.com.br/

Turismo & Lazer

Buscando reconexão, família de Congonhas inicia viagem pelo Brasil de Kombi

Uma família de Congonhas está prestes a embarcar em uma aventura diferente. Movidos pelo desejo de experienciar coisas novas, Carlos Henrique, Rosana Melo e Laura viajarão de kombi por todo o país, rumo ao Amazonas.

Segundo os tripulantes, além de conhecer mais do Brasil, a viagem tem um objetivo importante para a família: a reconexão. Eles passaram quase três anos a mais de 12 mil quilômetros de distância.

Carlos Henrique e Rosana se conheceram ainda adolescentes e tiveram inúmeras idas e vindas até que em 2009 embarcaram na primeira grande aventura juntos rumo à Nova Zelândia. Lá aprenderam inglês, iniciaram novas carreiras, conheceram pessoas do mundo inteiro, se casaram e aproveitaram para conhecer outros países. Aí nasceu uma grande vontade de viajar. Tornaram-se cidadãos Neozelandês e também ganharam mais uma companheira de viagem: Laura, a filha do casal.

Em 2018 se separaram. Ao final de 2019 Rosana e Laura vieram para o Brasil e optaram por ficar um pouco mais devido a pandemia. Carlos Henrique chegou em meados de 2020. 

Em janeiro de 2021 conversaram e decidiram apostar suas fichas em um projeto juntos novamente. 

Família pronta para a aventura
Família pronta para a aventura

A família destaca que a maneira como a viagem acontece não apresenta risco de contágio pela Covid-19: “Pretendemos sim, viver experiências pelos caminhos, portanto defendemos o turismo com segurança. Na nossa caixa estaremos seguros, sem contato com outras pessoas e sempre que sairmos para explorar tomaremos todos os cuidados necessários para que possamos continuar seguindo saudáveis a nossa jornada. Álcool e máscara já são parte dos itens fundamentais da nossa kombihome”.

Waka

O veículo usado na aventura será a Waka. O nome em Maori é uma demonstração de respeito pela Nova Zelândia que foi casa do casal por dez anos e onde a filha nasceu. O termo significa Canoa, elas eram usadas por desbravadores para explorar novos territórios.

Kombi que levará o trio para o Amazonas
Kombi que levará o trio para o Amazonas


A Waka era uma kombi normal usada para carregar pessoas, no entanto, foi equipada com isolamento térmico, forros, guarda-roupas e eletrodomésticos alimentados por uma placa solar. Segundo a família, lá tem quase tudo que há dentro de uma casa normal.

O projeto foi todo criado e executado em casa por Carlos Henrique. Ele cortou, pintou, martelou, montou cada item aprendendo ali, assistindo vídeos no youtube, errando e refazendo. 

Primeiro projeto de Carlos Henrique foi a montagem da Kombi
Primeiro projeto de Carlos Henrique foi a montagem da Kombi

Teste

Antes de partirem para aventura principal, o trio fez um teste na pequena localidade de Santo Antônio do Salto, distrito de Ouro Preto. O objetivo era avaliar a Kombi, a cama, o fogão e ver o que lhes faltaria e o que não precisavam.

Kombi pronta para a viagem
Kombi pronta para a viagem

Eles dormiram na praça da cidade e, apesar da tensão, não encontraram problemas. Conheceram pessoas e fizeram amigos durante o dia. Eles constataram que a rotina irá mudar, mas aprovaram a organização que tiveram até ali.

Viagem

Com o teste feito, o trio definiu qual será o roteiro para a viagem. Eles começarão por um caminho que conhecem bem, para entender que está tudo de acordo: “Sairemos de Congonhas com direção a Tiradentes (parando pra ver amigos no caminho, claro), e seguindo para Carrancas. Após esse percurso, iniciaremos então a rota 1 com destino ao Amazonas”.

O projeto será financiado com recursos próprios, mas eles pensam em fazer uma campanha no futuro: “A ideia é ir até onde o dinheiro durar, mas acreditamos que no meio do caminho encontraremos meios para continuar seguindo até quando for prazeroso. Pensamos em fazer uma campanha de quilômetro onde quem não pode viajar mas curte esse tipo de aventura poderá doar um quilômetro para que a gente possa ir mais longe” pontuam.

Trio está empolgado para a viagem
Trio está empolgado para a viagem

Quem quiser acompanhar a aventura da família, pode fazer isso pelo Instagram @3nacaixa

Fonte: https://fatoreal.com.br/

Marketing

Mau atendimento ao cliente: sua reputação está em jogo!

Quem não se lembra daquele mau atendimento, não é mesmo? O atendimento tem um papel fundamental nas relações entre empresa e consumidor.


Com a grande concorrência, o atendimento ao cliente pode ser o maior diferencial de uma marca. Mas não são todas as empresas que enxergam valor nesse tipo de serviço e não observam que entregar uma boa experiência ao cliente é extremamente importante para a saúde de uma empresa.

Por isso, contrate colaboradores com as características certas para o trabalho, invista em treinamento para seus funcionários, busque entender a necessidade de seus clientes, mostre-se solícito e jamais deixe que o cliente vá embora com uma impressão ruim.


Quando um atendimento ao cliente é ruim, as empresas perdem muito mais do que um cliente, elas perdem credibilidade. A reputação de uma empresa é incrivelmente valiosa e não é algo que se constrói da noite para o dia. No entanto, essa reputação pode ser fortemente abalada após um mau atendimento ao cliente, colocando todos os seus esforços por água abaixo.

Bárbara Elizabeth

Formada em ‘Publicidade e Propaganda’ (UNIPAC), Pós Graduada em ‘Comunicação e Marketing’ (UNI BH), e Pós Graduada em ‘Moda, Arte e Cultura’ (UFJF). Além da formação acadêmica possui vários cursos nas áreas de edição de imagem, artes, marketing, comportamento do consumidor e social mídia.
Com mais de 10 anos de experiência, trabalha com assessoria de comunicação, consultoria em marketing, treinamentos coorporativos na área de vendas, gerenciamento de redes sociais, entre outros serviços que envolvam a publicidade e o marketing.
www.barbaraelisabeth.com.br
@barbarapublicitaria

Turismo & Lazer

O que o turista não pode perder na charmosa Monte Verde!

Para celebrar o dia do turista comemorado hoje, 13/06, nós preparamos para você uma seleção de dicas imperdíveis em Monte Verde. O Charmoso distrito de Camanducaia ganhou o título de Suíça Brasileira e sem dúvida seu maior atrativo é o friozinho acolhedor. Além disso, o distrito ficou entre os 10 destinos mais acolhedores do mundo na premiação anual Traveller Review Awards da Booking.com. Por isso listamos algumas dicas imperdíveis para você curtir em sua estadia por lá!

6 dicas para conhecer Monte Verde:

  1. A pequena e charmosa vila está a 1600m de altitude, por isso tem temperaturas mais amenas durante quase o ano todo;
  2. O distrito possui várias chocolaterias para deliciar um chocolate quente e cremoso qualquer hora do dia, semelhante à cidade de Campos do Jordão e Gramado;
  3. Destino romântico, com clima serrano que recebe também vários grupos de amigos;
  4. Para visitar a cidade sem muitas aglomerações visite entre março e setembro;
  5. Nas noites de frio não se esqueça o prato mais famoso é o Fondue!
  6. Reserve pelo menos 3 dias para conhecer as atrações locais, e relaxar sem deixar de visitar alguns dos variados e incríveis restaurantes locais.

Gostou das nossas dicas? Então preste atenção, devido a pandemia a cidade tem operado com 60% de ocupação nos hotéis, pousadas e restaurantes. Então busque hospedagens que possuam o Selo Turismo Responsável e seja um turista consciente!

Faça o Download  do mapa turístico de Monte Verde no link abaixo:

https://monteverde.org.br/mapa-de-monte-verde-minas-gerais/

Trilha da Pedra Pardida – Monte Verde
Fonte: https://monteverde.org.br/trilha-da-pedra-partida/
Gressoney Chocolates – Primeira fábrica de chocolates em Monte Verde.
Fonte: https://monteverde.org.br/gessoney-fabrica-de-chocolate/
Pousada Spa Mirante da Colyna – Monte Verde
Fonte: https://monteverde.org.br/mirante-da-colina/
Gastrobar  Confraria Paulistânia com o prato principal Truta defumada com molho de ervas, purê de mandioquinha e salada alemã.
Fonte: https://www.nosdoisporai.com/destinos-nacionais/restaurantes-em-monte-verde-mg/

Cultura

Crucifixo furtado há mais de vinte cinco anos será devolvido para templo histórico

Comunidade aguarda a chegada da peça  que foi furtada em 1994.

No próximo domingo, 13 de junho, dia dedicado a Santo Antônio, será um dia histórico para a comunidade de Itatiaia, distrito de Ouro Branco, pois será devolvido o Crucifixo que foi furtado  em 1994.

A data escolhida, dia do padroeiro do vilarejo, será marcada com a chegada da peça, que será entronizada novamente ao Templo com a Celebração Eucarística a partir das 16 horas.

O crucifixo foi  recuperado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e entregue à Arquidiocese de Mariana em 2015, pois nesta época a Igreja Matriz de Santo Antônio de Itatiaia estava passando por intervenções  de restauro.

De acordo com o presidente da Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis, a chegada da peça recuperada renova a esperança da comunidade. “Todos aguardam ansiosamente a chegada de mais essa peça recuperada pelos órgãos de defesa e segurança de patrimônio.  Diante disso, temos a certeza que encontraremos as outras 18 peças do nosso acervo que ainda se encontram desaparecido”.  Afirma Wilton Fernandes.

Neste dia também a Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis fará o relançamento da campanha de mobilização para a recuperar o restante do acervo sacro desaparecido. Essa campanha iniciou-se em 2018 e tem o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), da Polícia Militar, da Polícia Civil, da Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais e do Ministério Público de Minas Gerais, além da colaboração de pessoas de todo o Brasil no reconhecimento e informações das peças.

História do Crucifixo: 

Datado do último quarto do século XVIII, o crucifixo com a imagem do Senhor do Bonfim, de madeira, mede 102 cm de altura, 46,7 cm de largura e 15,5 cm de profundidade e é oriunda da Igreja de Santo Antônio de Itatiaia. A imagem sacra integra o acervo da igreja, mas foi furtada dia 17 de novembro de 1994.

A recuperação:

Em agosto de 2014, a Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico soube que a peça estaria em poder de um colecionador de São Paulo, o que motivou a abertura de investigação pelo MPMG. Em setembro daquele ano, o colecionador foi notificado para apresentar os documentos comprobatórios da aquisição da peça e de sua procedência.

As equipes de historiadores e de restauradores do Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha) e do MPMG concluíram que a peça examinada apresentava convergências compatíveis com os registros fotográficos da peça subtraída em 1994. Os especialistas, então, confirmaram que se tratava do mesmo bem.

Segurança reforçada da Matriz de Santo Antônio:

Durante o restauro da Matriz, finalizado em 2017, a Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis não deixou a segurança de lado. A Matriz conta com um sistema moderno de vigilância e de alarmes ligados 24 horas. Além disso, a comunidade está atenta para reportar qualquer movimento suspeito. O objetivo é, sempre, proteger os bens culturais e lutar para que cada peça furtada retorne para o seu local de origem.  

História da Matriz de Santo Antônio de Itatiaia:

A Matriz de Itatiaia foi construída na primeira metade do século XVIII por iniciativa das irmandades do Santíssimo Sacramento, Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e São Benedito. Apresenta duas etapas distintas de construção. A parte dos fundos do templo (capela-mor e corredores laterais) foi executada em estrutura de madeira com vedação de pau-a-pique e aparenta ser a primitiva capela original. A ela foram acrescidas, posteriormente, a atual nave, as torres e o frontão, em pedra. (Fonte: Iphan)

Restauro da Matriz:

O trabalho de restauro dos bens integrados e do Acervo de Imagens da Matriz de Santo Antônio foi realizado pela Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis, em parceria com o Banco  Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e da Secretaria Especial de Cultura e do Governo Federal. 

Associação Sócio Cultural Bem-Te-Vis:

A Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis iniciou suas atividades em novembro de 2001, com a criação do Coral Os Bem-Te-Vis, da Biblioteca Comunitária Professor Reinaldo Alves de Brito e do Grupo de Artesanato Arteaia. A Biblioteca Comunitária Professor Reinaldo Alves de Brito começou a ser montada em 2001 com a doação de dois mil volumes e seu acervo cresce constantemente com doações de pessoas físicas, empresas e instituições. Reunindo atualmente mais de seis mil livros, com ênfase em literatura de todos os gêneros e idades, além de jornais, revistas e enciclopédias, a biblioteca funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h e, além dos livros, oferece espaço para leitura e pesquisa gratuita na internet. Entre os parceiros da Associação estão o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Secretaria Especial da Cultura, empresas públicas e privadas e a comunidade de Itatiaia.

Serviço:

Assunto: Entrega do Crucifixo para comunidade de Itatiaia e relançamento da campanha para devolução das demais peças que ainda se encontram desaparecidas.

Data: Dia 13 de Junho (domingo) a partir das 16h00

Local: Igreja Matriz de Santo Antônio de Itatiaia com transmissão online pelo facebook da Igreja Matriz de Santo Antônio de Itatiaia e no youtube da Associação Os Bem Te Vis.

Fonte: http://www.foconanoticia.com.br/

Educação

Professora de escola pública de Lafaiete é escolhida para Projeto Habitat Marte
Professora da rede pública lafaietense
Professora Aline Kessi de Paiva Fonseca

A Professora Aline Kessi de Paiva Fonseca, do Ensino Fundamental da Escola Municipal Professor Doriol Beato, de Conselheiro Lafaiete, foi selecionada para participar da Missão 73 da estação espacial análoga Habitat Marte em parceria com a AEB – Agência Espacial Brasileira.  

Com o objetivo de simular experiências vividas numa estação em solo marciano, a missão realizada pelo professor Júlio Rezende, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), ocorre entre os dias 7 e 21 de junho de 2021. 

Com a pandemia de Covid-19, a estação Habitat Marte desenvolveu uma metodologia para missões virtuais adaptadas. Já foram realizadas, até agora, mais de 30 missões, com 200 participantes de 28 países.

Os participantes viverão a experiência de serem astronautas análogos em dez encontros virtuais previstos para concluir a missão e desempenharão diversas atividades nas instalações que simulam uma estação em Marte. Poderão ocupar funções como chefes, pesquisadores, engenheiros, entre outras. Sete estruturas serão oferecidas: estação principal, centro de saúde, centro de engenharia, centro de lançamento, centro de saneamento, centro de engenharia e centro de energia.

Selecionados para a missão 73
Selecionados para a missão 73

O objetivo é buscar a autossustentabilidade pela geração da própria energia, reciclagem de resíduos e produção do próprio alimento. O Habitat Marte está comprometido com o desenvolvimento de tecnologias sociais como: forno solar, cisternas, aquaponia, filtros de água e estufas. O desafio é desenvolver tecnologias que sejam aplicadas tanto no espaço quanto em regiões áridas e semiáridas, ou outras regiões ameaçadas pela escassez hídrica e seca.

As reuniões ocorrerão nas segundas, quartas, sextas e sábados, às 18h30m. Os participantes são convidados a imaginar como será o funcionamento de uma estação espacial em Marte.

Fonte: https://fatoreal.com.br/