Cultura

“Candeia: Mostra Internacional de Narração Artística” está de volta ao formato presencial

Mostra retorna aos palcos de BH de 27 de abril a 1º de maio. Serão cinco dias de apresentações artísticas, mesas de debate, oficinas com narradores e narradoras nacionais e internacionais, shows e lançamentos de livros e de filme.

A “Candeia: Mostra Internacional de Narração Artística”, atualmente a única mostra deste perfil em Minas Gerais, está preparando o seu grande retorno, desta vez no saudoso formato presencial. Por causa da pandemia, a terceira edição, em 2019, tinha sido a última realizada presencialmente. Agora, a nova edição chega cheia de novidades: o festival retorna aos palcos de forma ilustre de 27 de abril (quarta-feira) a 1º de maio (domingo), no Sesc Palladium e também no Teatro da Cidade, valorizando e promovendo a escuta e a importância do relato oral e da palavra no mundo contemporâneo. Toda a programação é gratuita e com interpretação de libras!

Serão cinco dias de evento, com apresentações artísticas, show musical, lançamentos de livros e de filme, mesas de debate e oficinas com narradores e narradoras nacionais e internacionais. No sábado, dia 23 de abril, também haverá programação: o Chá de Candeia: Roda de Conversa Online acontece no YouTube do Instituto Cultural AbraPalavra e vai discutir temas como performance e palavra, narrativas de si e histórias e memórias de avós. A curadoria, feita pelos coordenadores da mostra Aline Cântia e Chicó do Céu, traz a diversidade cultural como tema transversal a todo o encontro, com espetáculos, bate-papos, lançamentos, apresentações e formações.

A Candeia, que oferece uma programação ampla, plural e contínua, alargando as possibilidades artísticas, educativas, éticas e poéticas da arte de contar histórias na cidade, tem tido muitos desdobramentos desde a sua primeira edição: mais espaço para a narração de histórias em BH; espaço de reflexão e pensamento sobre as narrativas que compõem a literatura; formação de novos contadores de histórias; formação de grupos e coletivos que querem discutir a narração; mediação de leitura como lugar de incentivo e fomento à leitura e à literatura; e, nesta edição, ainda tem mais novidades: serão muitos lançamentos de livros em todos os dias da mostra, show musical com Chicó do Céu e banda, e lançamento do filme “Era uma Vez…”, do Instituto AbraPalavra, com o grupo de contadores de histórias da Biblioteca Infantil e Juvenil de Belo Horizonte e roda de conversa com narradores convidados.

Pelo quinto ano, o evento se consagra como a única mostra internacional de narração artística de Minas Gerais e é voltada para o público jovem e adulto. Mas, nesta edição, oferecerá no sábado, dia 30, para o público ainda mais jovem, a Mostra Candeinha, Narração Artística Infantojuvenil em parceria com EDU SESC. Confira a programação completa abaixo.

 A PROGRAMAÇÃO:

Serão cinco dias intensos de programação gratuita, com espetáculos, apresentações artísticas, oficinas, rodas de debate e leitura, show musical, lançamentos de livros e filme, e com a participação de artistas de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, além de atrações internacionais do Paraguai, do Equador, do México, da Argentina, da Itália e de Portugal.

 No sábado, dia 23, também haverá programação: o Chá de Candeia: Rodas de Conversa Online vai acontecer no YouTube do AbraPalavra

Antes da abertura oficial, no dia 23 de abril (sábado), haverá uma programação online e gratuita no YouTube do AbraPalavra, com interpretação em libras. O primeiro Chá de Candeia: Roda de Conversa Online será às 10h da manhã, com “Performance e Palavra: quando a narração se encontra com outras artes”, com Josy Correa (Ceará/Portugal), Mariana Per (SP) e mediação de Sergio Abritta (MG). À tarde, às 17h, tem mais Chá de Candeia: “Narração Artística na perspectiva da memória e das narrativas de si”, com Fabiana Brasil (MG), Josiley Souza (MG) e Bianca Melo (MG). E, pra fechar, às 19h, o tema será “Histórias e memórias de avós”, com Simone Grande (SP), Beatriz Myhrra (MG) e Vivian Catenacci (SP).

Essa programação online é só um aperitivo. A abertura oficial do evento acontece no dia 27 de abril (quarta-feira), no Grande Teatro do Sesc Palladium, a partir das 20h. A programação terá Abertura do Instituto Cultural AbraPalavra, apresentação artística musical da cantora e compositora e instrumentista mineira Nath Rodrigues, e a apresentação “A arte governar a si mesmo”, com a narradora carioca Daniella D`Andrea.

O segundo dia da Candeia (28/4, quinta-feira) começa cedinho, às 9h, no Espaço Jardim do Sesc Palladium, com a oficina “O extraordinário desenho das histórias”, com Juliana Franklin (RJ, Brasil). A inscrições gratuitas serão online e terão no máximo 20 inscritos. Já às 18h, no Foyer do Sesc Palladium, tem lançamentos dos livros “Meninonina e outras peças”, de Sérgio Abritta e o livro vencedor do Prêmio Jabuti do Ano (2021) “Sagatrissuinorana”,  de Nelson Cruz e João Luiz Guimarães. E pra fechar o dia com chave de ouro, no Teatro de Bolso, às 19h, tem as apresentações “Histórias de Bichos e Encantados” com o Grupo Movência (BH) e “Em um tempo distante, mas que foi logo agora”, de Juliana Franklin (RJ, Brasil).

O terceiro dia (29/4, sexta-feira) tem cinema logo pela manhã. Às 9h, no Cinema, no Sesc Palladium, a Candeia apresenta o filme “Era uma Vez…”, uma produção cinematográfica do Instituto AbraPalavra. O lançamento será com o grupo de contadores de histórias da Biblioteca Infantil e Juvenil de Belo Horizonte e terá roda de conversa com narradores Warley Goular (RJ), Daniella D’andrea (RJ), Juliana Franklim (RJ), Laura Ferreira (Paraguai) e mediação de Gislayne Matos (MG, Brasil).  No Teatro de Bolso, às 19h, tem a apresentação “Quando a negrice floresce”, com Fabiana Brasil (BH, Brasil), e, logo em seguida “Karamegua”, com Laura Ferreira (Assunción, Paraguai). Em paralelo, no Foyer do teatro, tem lançamentos de livros da Editora Atafona.

O dia 4 da mostra (30/4, sábado) está com uma programação intensa. A oficina “Contos Guaranis e Latinos”, com Laura Ferreira (Assunción, Paraguai), será a primeira atração do dia no cinema do Sesc Palladium, às 9h. À tarde, às 15h, no Espaço Jardim, tem a estreia da Mostra Candeinha – Narração Artística para as Infâncias, com as apresentações  “Cantos e Contos das Águas” com a Cia Pé de Moleque, “Cantos e Contos das Orixás” com Magna Cristina e “Eu e Tu puxa o rabo do tatu” com Bárbara Flor e Luiz Castro, todos de MG. Tem também lançamentos de livros infantojuvenis de Amma, Carol Fernandes, Angelo Abu, Cássia Macieira e Elisabete Pacheco (Cariri) nos Jardins do Sesc Palladium. À noite, às 19h15 tem uma performance narrativa com Teatro Del Camino – Clara López (Equador) e o show musical “Avesso”, de Chicó do Céu e banda, no Teatro de Bolso, às 19h30. Essa apresentação marca o retorno do músico aos palcos após o período da pandemia.

E a programação do último dia (1º/5, domingo) será no Teatro da Cidade, das 14h às 22h. O roteiro conta com lançamentos de livros da Editora Atafona, de Dino Menezes, Paul Berssey, Éle Fernandes, Beatriz Myrrha, Silas Fonseca e autores da Editora Atafona no Foyer do teatro. Ainda na programação, tem leituras de contos dos autores e apresentações artísticas. A Mostra Candeinha continua às 17h com a apresentação “Somos feitos de Luz, Sombra e Tecido” do contador de histórias Warley Goulart do grupo Tapetes Contadores de Histórias (RJ). Às 18h30 começa o encerramento com as apresentações “Entre Vales e Montanhas”, com Paul Berssey (México) e Tininho Silva (MG); “Narrando Estórias”, com Elisa Almeida;  “Voo”, com Aurora Majnoni (Itália) e Denise Fantini (Argentina); “Duzantigu”, com Chica Reis (MG) e Dgar Siqueira (MG) e “Contos de Travessia”, com Beatriz Myrrha (MG).

Lembrando que o Sesc Palladium fica na av. Augusto de Lima, 420, centro (local das apresentações de quarta a sábado) e o Teatro da Cidade, na rua da Bahia, 1341, centro (apresentações de domingo).

Toda a programação é gratuita com interpretação de libras.

Sobre o Instituto Abrapalavra – www.institutoabrapalavra.com.br

Há 11 anos, o Instituto AbraPalavra nascia de um encontro de vozes. A narradora de histórias Aline Cântia e o músico Chicó do Céu se conheceram em meados de 2006, em Belo Horizonte, e iniciaram uma caminhada pelo Brasil. Viajaram por três meses, de Belém a Salvador, passando pelo sertão e trocando hospedagem e alimentação por apresentações artísticas, oficinas e trocas de saberes com as comunidades. Esta foi a primeira vivência da dupla que, na volta pra casa, começou a conhecer o profundo universo da narração oral e da memória social. Produziram espetáculos, descobriram outros narradores, participaram de vivências e encontros até o dia que resolveram assumir o desejo de viver da arte e por ela.

Serviço:

Instituto Cultural Abrapalavra promove “CANDEIA: Mostra Internacional de Narração Artística” em Belo Horizonte

De 27 de abril a 1º de maio – quarta a domingo

Quarta a sábado – Sesc Palladium (Av. Augusto de Lima, 420, Centro) / Domingo – Teatro da Cidade (Rua da Bahia, 1341, Centro)

Todas as atividades são gratuitas com retirada de ingressos com 30 minutos de antecedência. Sujeito à lotação do espaço. Interpretação em libras (símbolo da libras)

Informações:
E-mail: mostracandeia@gmail.com
Telefones: 031 99125-3400 / 31 98483-8180
Instagram: @institutoabrapalavra
Facebook: /Abrapalavra
Assessoria de imprensa: Luiz Cabral (31) 97140-0404