Cultura

XX Festa do Café com Biscoito em São Tiago

Tudo pronto para a “XX Festa do Café-com-Biscoito”, que começa nesta quinta-feira, 06, e vai até domingo, 09. A vigésima edição de uma das festas mais tradicionais mineiras foi preparada com muito cuidado por uma comissão com representantes de várias instituições com um só objetivo: manter viva a maior tradição são-tiaguense e celebrar os vinte anos de realização da Festa do Café-com-Biscoito.

Ao todo, serão 18 estandes de madeira com bambu: quinze para produtores de biscoitos e 13 para o agronegócio. A esses números, somam-se cinco mil e quinhentas toneladas de quitandas para degustação, entre mais de 100 tipos de biscoitos, doces e salgados. Durante a Festa ainda serão servidos cerca de 2.400 litros de café. Os estandes com as guloseimas funcionam de sexta a domingo e a comissão organizadora espera um público de aproximadamente 60 mil para todos os dias da festa. A XX Festa do Café-com-Biscoito é realizada pela Administração Municipal, Acist, Focest, Assabiscoito, Emater e Sicoob.

wsafvsa

Um pouquinho de história e café-com-biscoito

Enquanto a massa está sendo sovada à mão, uma fornada de biscoitos vai saindo quentinha e se misturando com o cheirinho do café coado na hora. Esse é o jeito de receber do são-tiaguense: a mesa farta de iguarias que guardam histórias seculares e a célebre “contação de causos” que celebra o modo de vida dos mineiros do interior, em especial dos mineiros de São Tiago.

A tradição das quitandas são-tiaguenses remonta ao século 18, quando os tropeiros vindos do litoral faziam a paragem na localidade para se alimentar e abastecer o farnel com os deliciosos biscoitos produzidos pelos nativos. Na década de 1990, a tradição se transformou em negócio e surgiram as primeiras fábricas de biscoitos, conhecidas no município pelo nome de padarias. Em 1998, foi realizada a primeira Festa, com o objetivo de dar visibilidade ao produto e garantir a preservação da identidade local.

De lá para cá, a Festa cresceu – em tamanho e em importância. Adquiriu reconhecimento e conquistas singulares. Uma delas em 2011, quando o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) conferiu um selo de procedência geográfica pelos biscoitos produzidos no município. A chancela do INPI significa que os biscoitos de São Tiago, além de deliciosos, foram nacionalmente reconhecidos pelo órgão governamental responsável pelo aperfeiçoamento, disseminação e gestão do sistema brasileiro de concessão e garantia de direitos de propriedade intelectual para a indústria. No Brasil, são poucos os registros concedidos devido à rigidez dos critérios exigidos pelo Instituto. Atualmente, existem 33 regiões registradas no Brasil, sendo que São Tiago foi o sexto município de Minas Gerais a receber o reconhecimento.

Em 2012, outra importante conquista: a Festa do Café com Biscoito foi tombada pelo Iepha/MG como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado. A relevância do evento foi, dessa forma, reconhecida e representa a importância da nossa herança cultural, um legado dos antepassados que ajudaram a construir e a solidificar a identidade do povo são-tiaguense.

São 20 setembros, vinte formas diferentes de abrir a primavera, mas todas elas com a praça apinhada de gente e os ipês de flores amarelas que sempre contrastam com o azul intenso do nosso céu. Os fornos estão a todo vapor e os biscoitos saem às toneladas sem nunca perderem o sabor especial: uma experiência que remete a um passado onde as gentes tinham tempo para saborear a vida e celebrar a convivência em volta da mesa.

 

 

Bruna Macedo
(32) 9 8844-6278