Cultura

Sucesso de público e crítica: Conselheiro Lafaiete recebe a comédia “Confusão no Velório” do grupo Boca de Cena de Congonhas/MG

Centenas de pessoas já se divertiram com as confusões no velório do Abreu, agora, chegou a vez de Conselheiro Lafaiete participar, novamente, do evento fúnebre mais engraçado da região. Um morto, um bilhete premiado, uma família gananciosa e muitas surpresas marcam a comédia “Confusão no Velório” (Velório à Brasileira, de Aziz Bajur), do grupo de teatro Boca de Cena. O espetáculo, realizado pelo Instituto Cultural Profetas em Arte (Instituto Profarte), com produção da Casa de Arte Boca de Cena, estará em cartaz no Teatro Municipal de Conselheiro Lafaiete, à Rua Assis Andrade, 540, centro, nos dias 22 e 23 de setembro, às 20h.

A comédia estreou em julho deste ano em Congonhas e foi sucesso de público e crítica. Mais de mil pessoas lotaram o Cine Teatro Leon para as apresentações. Em Lafaiete, o espetáculo fez parte da programação do 18º FACE e agradou o público e os jurados, rendendo várias indicações e os troféus de “Melhor Cenário” e “Melhor Maquiagem”. Agora, atendendo aos pedidos dos muitos espectadores que não conseguiram vagas nas apresentações, o Grupo retorna à cidade com muito entusiasmo.

O Boca de Cena se apresenta há mais de duas décadas em Congonhas e região. O espetáculo tem direção de Wenceslau Coimbra, os atores Ângela Bento, Bruno Santos, Christiano Marques, Dirce Elaine, Gustavo Vasconcelos, Hudson Raony e Vera Lúcia, além da criação de luz por Magela Oliveira, execução de Filipe Santana, sonoplastia de Fernanda Santana, figurino de Edsel Duarte e colaboração artística de Lucas Emanuel.

Os ingressos, limitados, já estão à venda, a R$15 (inteira) e R$8 (meia) no site Sympla (https://www.sympla.com.br/bocadecena) e, a partir do dia 8 de setembro, no Bob’s Burgers (Av. Pref. Telésforo Cândido de Rezende, 659 – Centro) e no Setor de Xerox da UNIPAC Lafaiete.

Sobre “Velório à Brasileira”

No velório de um funcionário público, descobre-se que ele e mais dois amigos ganharam na Mega Sena. O problema é que o bilhete sumiu. A partir deste momento ninguém mais quer saber do morto, iniciando uma maratona para encontrar o bilhete premiado. O enredo foi escrito pelo mineiro Aziz Bajur com o título original “Velório à

Brasileira”. Bajur nasceu em Belo Horizonte e escreveu várias peças premiadas, como Agora ou Nunca, Perfídia, Tropicanalha e o Casamento da Dona Baratinha. Na TV adaptou histórias para o Caso Verdade, além de escrever a minissérie O Portador, com José Antônio de Souza.

Serviço:

Espetáculo “Confusão no Velório” – Grupo Boca de Cena

Dias – 22 e 23 de setembro, às 20h

Local – Teatro Municipal de Conselheiro Lafaiete

Endereço – Rua Assis Andrade, 540, Centro

Assessoria de Imprensa – Hiper Teia Comunicação

Jornalista Responsável – Janice Miranda (31) 99821-0976