Saúde

Por que devemos incluir no nosso dia a dia alimentos com propriedades funcionais?

Já discutimos aqui um pouco sobre o chá verde. Que é um chá funcional repleto de benefícios para a saúde e também um forte aliado para a perda de peso. Ele é considerado um alimento funcional por conter catequinas, que são capazes de auxiliar o controle glicêmico, acelerar o metabolismo energético, diminuir a produção de radicais livres, que promovem danos oxidativos e podem acelerar o envelhecimento e aumentar as chances de aparecimento de alguns tipos de cânceres. Se você perdeu a nossa discussão anterior, acesse a versão online da Revista Viva Minas e tenha acesso à matéria.

Lá falei um pouco mais sobre ele e dei uma dica segura de utilização. Com a crescente demanda de afazeres e com o “corre-corre” do dia a dia, estamos mais propensos ao estresse, à má alimentação, à exposição a metais tóxicos, substâncias químicas e não podemos nos esquecer dos transgênicos e pesticidas, que, infelizmente, estão cada vez mais presentes na maioria dos alimentos que consumimos.

Todos esses fatores têm contribuído para o aparecimento precoce de muitas doenças que antes, só surgiam em indivíduos com idade mais avançada. Doenças neurológicas principalmente! Por causa desses dados alarmantes, surgiu uma necessidade grande por parte dos pesquisadores de buscar alternativas que desacelerem esse processo e nos ajude a ter mais qualidade de vida e mais saúde. Podemos contar com uma infinidade de alimentos naturais riquíssimos em vitaminas, minerais, flavonoides, compostos fenólicos e muitas outras propriedades funcionais.

Hoje, vamos falar um pouquinho sobre a Moringa oleífera, uma planta de cultivo simples, nativa da Índia, cujo aproveitamento é completo.

Aproveita-se desde as sementes, as folhas, flores e frutos. Também conhecida como Lírio Branco e Quiabo de quina. Das sementes é extraído o óleo, que pode ter utilização doméstica, na produção de cosméticos, na indústria farmacêutica e no tratamento e purificação de águas impróprias para consumo humano. Os frutos, flores e folhas são comestíveis. A Moringa oleífera é rica em: Vitamina C, β caroteno, Proteínas, Cálcio, Fibras, Ferro, Fósforo e tem uma grande capacidade antioxidante, antiglicante, fotoprotetora e antitumoral. E o mais interessante! Estudos comprovam que a planta quase não apresenta fatores antinutricionais, podendo ser ingerida sem prejuízo nutricional. Portanto, é uma excelente escolha e, sem dúvida, uma grande aliada para a nossa saúde.

É fundamental ressaltar que é importante consultar sempre um profissional nutricionista para adequar a dose e direcionar a melhor forma de utilização do alimento. Evitando a toxicidade e promovendo um melhor aproveitamento das substâncias funcionais! Segue abaixo uma dica de utilização segura da Moringa oleífera.


Preparo de chá

Aqueça 200 ml de água. Quando iniciar a fervura, apague o fogo e acrescente 2 colheres de chá das folhas secas da Moringa. Tampe o recipiente e deixe em infusão por 5 minutos. Depois coe e beba!

Dica!
Para melhorar o sabor, acrescente gotas de limão ou lascas de gengibre!

Culinária

Acrescente as folhas da Moringa, depois de corretamente higienizadas, nas saladas, omeletes, sucos.
be1fc83b-d47a-4e76-aee3-2474d1908e52Ana Paula de Abreu Carvalho

Servidora pública municipal
Nutricionista (32) 9. 8881-7185
Formada em Nutrição pelo IFSMG
Pós graduanda em Nutrição funcional e nutrigenômica ESTÁCIO-MG
Concluindo a especialização em modulação intestinal (Doutor Murilo Pereira -Lafayete)