Esporte

MUSCULAÇÃO E TREINAMENTO FUNCIONAL

De uma forma geral o treinamento tradicional tem como proposta trabalhar uma capacidade física especifica, por exemplo: a musculação para melhorar a força e resistência muscular, a corrida para melhorar a aptidão cardiorrespiratória e o alongamento para melhorar a flexibilidade. É importante deixar claro que cada atividade dessas pode até trazer alguma melhoria em alguma outra capacidade física, mas provavelmente não será nada significativo.

No caso da musculação, é fácil perceber que são mais exercícios locais, já no treinamento funcional temos um trabalho mais geral. São exercícios que envolvem vários grupos musculares e acabam trazendo benefícios para força, aptidão cardiorrespiratória e flexibilidade simultaneamente, acrescentando melhorias na coordenação e equilíbrio.

O treino funcional pode ser feito por quem pretende emagrecer, melhorar força muscular, flexibilidade e aptidão cardiorrespiratória. Não existe um nível de treino para isso, pois o método pode ser adequado para um sedentário ou até mesmo para um praticante mais avançado. O que é preciso antes é avaliar o padrão de acervo motor do aluno, que é o quanto de memória motora ele tem, e quanto mais tiver mais fácil vai aprender a executar os movimentos. Essa memória motora é uma herança conquistada de todas as práticas esportivas que a pessoa teve a vida inteira. Além disso, é preciso estar muito bem orientado por um profissional qualificado que vai prescrever os treinos considerando a realidade de cada um para minimizar todos os riscos.

Dessa forma, conclui-se que o treinamento funcional não é para todos, há casos que o praticante por mais que queira não pode iniciar com ele e terá que passar pelo treinamento convencional primeiro, melhorando a postura e o controle respiratório.

Já a musculação é uma excelente atividade orientada para qualquer pessoa que deseja melhorar força, resistência ou hipertrofia muscular. Ela é recomendada para qualquer iniciante principalmente os que possuem pouco acervo motor. A musculação consegue trabalhar os grupos musculares isoladamente e com mais especificidade.

De acordo com o American College of Sports Medicine (ACSM), a musculação também exerce um impacto direto sobre as atividades da vida diária que exijam um percentual da capacidade muscular para serem executadas.

Minha sugestão é a combinação entre treino funcional e musculação, onde as aptidões motoras poderão ser aperfeiçoadas bem como a definição, controle de peso, potencia e controle cardiovascular, etc. Lembrando que todas as atividades devem ser sempre orientadas por um Profissional de Educação Física.

 

9f4aec3f-4ea3-42db-b135-a4702ccc9c22Professor Leonardo Santos

Licenciado e Bacharel em Educação Física UNIPAC (2008)

Especialista Em Atividade Física em Saúde e Reabilitação cardíaca UFJF (2010).

Coordenador da Academia Master Fitness – Barbacena MG

Personal Trainer CREF 019722/G-MG