Economia

Investir em franquias se torna uma alternativa lucrativa em Minas Gerais

Abrir o próprio negócio com o respaldo de uma marca de peso passa a ser uma excelente opção para pessoas que buscam estabilidade financeira. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o mercado mineiro de franquias expandiu 23% em número de redes no primeiro trimestre de 2019

Com a crise econômica que assola todo o Brasil, conseguir uma recolocação no mercado de trabalho pode ser uma tarefa difícil. Essa triste realidade se evidencia em números: segundo um levantamento realizado pelo IBGE, o desemprego já atinge 13 milhões de brasileiros. Dessas pessoas, cerca de 4,7 milhões não sentem mais esperança de conseguir um trabalho. Nesse cenário, oempreendedorismo pode ser uma alternativa para se virar o jogo.

Entretanto, abrir e administrar o próprio negócio pode trazer dor de cabeça, pois não é fácil começar do zero. Por isso, muitos especialistas acreditam na eficácia do modelo de franquias. Segundo o balanço da Associação Brasileira de Franchising – ABF, o mercado de franquias em Minas Gerais expandiu 23% em número de redes no primeiro trimestre de 2019 em comparação com o mesmo período do ano passado, atingindo o patamar de 568 marcas em operação em todo o estado.

As operações de franchising em Minas faturaram R$3,1 bilhões, o que representa um crescimento de 7,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já em número de unidades, o mercado mineiro expandiu 13%, com 7365 operações.

Seguindo essa tendência, marcas de peso estão se expandindo para Minas Gerais. É o caso da Dadalto Casa, tradicional empresa capixaba com mais de 80 anos de atuação, na comercialização de produtos para o lar. Bastante conhecida dos mineiros, contou com lojas no Estado por 15 anos, até passar por uma reestruturação e aderir ao modelo de franquias. “Trazemos uma proposta totalmente nova, pensando, principalmente, em oferecer facilitadores para o empreendedor”, revela Willians Quilles, gerente comercial da Dadalto Casa.

Em um ano e meio, a empresa, já dento de sua nova proposta, já abriu 16 lojas no estado do Espírito Santo. “Como nos preocupamos em oferecer aos nossos franqueados uma estrutura completa, com acesso a fornecedores nacionais, produtos  de primeira qualidade, a meta é chegarmos a 50 unidades em três anos”, completa Quilles.

—