Educação

Férias – 6 experimentos para ensinar ciência às crianças

 

Férias de verão e nada para fazer? Selecionamos algumas “mágicas” que podem ser observadas com materiais que você tem em casa

 

Toda criança gosta de bancar o pequeno cientista. Enquanto vocês se divertem, elas aprendem sobre fenômenos físicos e químicos, e passam a se interessar por ciência. Selecionamos algumas “mágicas” que podem ser observadas com materiais que você tem em casa.

Crie uma chuva macabra

2

Ingredientes

Tigela, óleo de cozinha, corante líquido, pote de vidro e água

1. Na tigela, insira ¼ de xícara de óleo e 4 colheres (sopa) de corante líquido. Misture os ingredientes com uma colher.

3
2. Encha o pote de vidro com água e, em seguida, acrescente a mistura de óleo e corante líquido.

4
3. Em um primeiro momento, a mistura flutua. Mas, após alguns segundos, ela começa a gotejar. E não acaba por aí: depois de alguns minutos, o óleo volta a flutuar e a chuva inverte o seu sentido.

O que está acontecendo?

Você está brincando com a densidade dos líquidos. A mistura de corante com óleo é mais densa do que a água e, por isso, goteja para o fundo do pote. Mas em pouco tempo o corante começa a se misturar com a água, perdendo o contato com o óleo. Com isso, o óleo fica menos denso do que a água e flutua mais uma vez, voltando à superfície do pote.

Faça objetos flutuarem

Ingredientes

2 pratos de isopor e toalha

1. Deixe um dos pratos de isopor em cima de uma mesa, virado de cabeça para baixo. Esfregue a toalha na base do outro prato durante aproximadamente 30 segundos.

2. Depois, tente aproximar as bases dos dois pratos, posicionando um em cima do outro. Isso será impossível porque os dois pratos irão se repelir.

O que está acontecendo?

Você viu o conceito de eletroestática funcionando na prática. Todos os objetos são compostos por partículas que têm cargas positiva e negativa. Ao friccionar a toalha no prato, o isopor perde elétrons (partículas de carga negativa) e fica carregado positivamente. Por isso, ao se aproximar de um objeto neutro,o prato é repelido.

Faça cores desaparecerem

Ingredientes

Papel sulfite, lápis, tesoura, régua, canetinhas coloridas, cola e barbante

1. Desenhe um círculo de cerca de 15 centímetros de diâmetro no papel e recorte-o. Use a régua e o lápis para dividi-lo em seis pedaços iguais. Pinte cada uma das “fatias” com cores semelhantes às do arco-íris.

5
2. Em seguida, recorte um círculo de papelão do mesmo tamanho e cole-o ao sulfite pintado de arco-íris. Agora faça dois furos próximos ao centro do círculo.

6

3. Corte um fio de barbante de 90 cm e atravesse cada ponta dele em um dos furos. Amarre as pontas. Segure as duas alças que se formaram e gire o disco de modo a torcer o barbante dos dois lados. E depois puxe as alças para longe do disco. O disco vai girar bem rápido e as cores vão desaparecer.

7

O que está acontecendo?

Você acaba de montar um disco de Newton, feito para demonstrar que a cor branca é, na verdade, a soma de todas as cores do espectro luminoso. É por isso que, quando as cores se sobrepõem rapidamente, nossos olhos enxergam um grande círculo de cor branca.

Faça a chama da vela durar mais

Ingredientes

Duas velas iguais, uma planta e dois potes de vidro iguais

1. Acenda as duas velas. Ao lado de uma delas, coloque uma planta.

2. Cubra a vela que está sozinha com um pote de vidro. Cubra a outra vela e a planta com outro pote de vidro. A vela solitária vai apagar antes da que está com a plantinha.

O que está acontecendo?

Enquanto queimam, as velas produzem gás carbônico (CO2). Na natureza, esse gás é absorvido pelas plantas como parte de um fenômeno biológico chamado de fotossíntese. Um dos resultados do processo é a produção de oxigênio, que é um gás comburente – ou seja, alimenta a chama da vela. No pote sem planta, a vela se apaga assim que todo o oxigênio disponível é consumido. Já no pote com a planta, onde oxigênio está sendo produzido, a vela fica acesa por mais tempo.

Veja sons

Ingredientes

Papel filme, tigela e chocolate granulado

1. Estique o papel filme sobre a tigela, cobrindo toda a sua parte de cima. Sobre o filme, deposite o chocolate granulado.

2. Aproxime o rosto da tigela e comece a falar ou cantar. Você vai ver que os confeitos se mexem em cima do papel filme mesmo que ninguém toque neles.

O que está acontecendo?

Os confeitos se movimentam porque estão sentindo os efeitos das ondas sonoras emitidas por você. Essas vibrações são transportadas pelo ar e fazem o granulado “dançar” sobre a superfície.

Encha balões sem assoprá-los

Ingredientes

Fermento biológico, garrafa, açúcar, água morna e bexiga

1. Ponha 2 colheres de chá de fermento biológico na garrafa. Em seguida, acrescente 3 colheres de chá de açúcar e um copo cheio de água morna. Agite a mistura.

8
2. Então, prenda a boca da bexiga na boca da garrafa. Aguarde de uma a duas horas.

O que está acontecendo?

O fermento biológico é composto por fungos que se alimentam de açúcares e gostam de ambientes quentes. Ao digerir o açúcar, eles produzem etanol e gás carbônico (CO2) – que flutua, enchendo a bexiga. Esse processo se chama fermentação.

 

 

Fonte: super.abril.com.br
Imagens : Adams Carvalho/Superinteressante