Cultura

Exemplo de boa gestão cultural, direção do Museu de Congonhas é convidada para seminário nacional sobre a área

Em pouco mais de dois anos de funcionamento o Museu de Congonhas conquistou destaque e relevância na área de gestão museal e cultural no Brasil, sendo reconhecido nacional e internacionalmente como um dos projetos culturais mais bem sucedidos. Desta vez, a direção do Museu foi convidada para participar do seminário “200 anos de Museu no Brasil: Desafios e Perspectivas”, realizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), no Rio de Janeiro, de 30 de julho a 3 de agosto. O evento propõe uma reflexão sobre dois séculos de presença contínua dos museus em território brasileiro, celebrados em 2018 por ocasião do bicentenário de criação do Museu Nacional.

O seminário vai debater o percurso histórico de constituição e consolidação dos museus no Brasil em toda sua diversidade e abrangência, analisando as contribuições trazidas para a cultura brasileira e os desafios e perspectivas neste campo. Entre os temas que serão abordados estão a memória do pensamento museológico brasileiro; a educação museal no Brasil; reflexões sobre museus de Arte, História, Antropologia, Arqueologia e Ciência; a presença das memórias afro-brasileiras nos museus brasileiros; e os desafios e perspectivas para os museus no Brasil contemporâneo.

_Museu de Congonhas julho 2018 30(2)

O Museu de Congonhas faz parte de um seleto grupo de instituições convidadas que vão levar suas experiências de sucesso para as rodas de debates realizadas no seminário. De portas abertas para o mundo, o Museu recebe turistas e estudiosos de diversos países, o que fez do espaço um grande aliado na divulgação do potencial turístico do município e valorizou todo o complexo histórico. Mais do que um simples museu, o Museu de Congonhas se configura hoje como o Centro Cultural de maior relevância da cidade e abriga, além da exposição permanente, exposições temporárias e itinerantes de renome e eventos variados.

O Programa Educativo também tem papel fundamental. Professores de diversas instituições de ensino veem no Museu de Congonhas um espaço de visitação essencial para o desenvolvimento das disciplinas de educação patrimonial, arte, história e arquitetura. Em 2018, com o tema “Museu Para Todos, a instituição vem realizando atividades com diversos públicos e se tornando cada vez mais um espaço de educação não formal e entretenimento que abraça todos os segmentos sociais.

Fonte: foconanoticia.com.br